História Bad Boy - Capítulo 26


Escrita por: ~

Postado
Categorias Big Bang
Tags Bad Boy, Comedia, Drama, Drogas, Gayoon, Girl's Day, Hentai, Hiery, Ji Yong, Romance, Woosoo
Visualizações 14
Palavras 1.959
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hellooo amores! Não tenho muito o que dizer, só boa leitura 😘😘

Capítulo 26 - Minha


Nossos lábios só se separaram após nossos pulmões implorarem por ar. Eu estava encostada na porta e ele me rodeava com seus braços firmes, ficamos daquele jeito nos encarando, deixando nossos olhos dizerem tudo um pro outro, ele então suspira e me puxa até seu grande sofá, onde sentamos de frente um pro outro. Ele passou a mão nos cabelos os puxando para trás os quais caíram novamente desenhando seu rosto, mordi o lábio ao ver o quanto aquele homem era sexy.

Ele estava visivelmente magro e podia ver de longe que não dormia a dias, provavelmente pelo sucesso estrondoso de seu grupo.

-Vou dizer... -mordeu o lábio- por essa eu não esperava!

-Nem eu -sorri-

-Achei que nunca mais ia me procurar depois de... -ponho o dedo em seus lábios-

-Eu... eu não quero mais me lembrar disso. Vamos apenas ficar juntos e esquecer o resto.

-Descobriu que me ama mais que tudo depois de me ver rodeado de vadias mais cedo? -sorriu divertido-

-As vadias não me encomodam nem um pouco, até porque você estava com elas, mas seu olhar estava em mim. -sorri ladino e ele me puxa em seu colo-

-Você se acha muito sabia? -diz em meu ouvido-

-É o que dizem... -fecho os olhos ao sentir um beijo em meu pescoço-

-É verdade! -pude sentir seu sorriso em meu pescoço-

Ele me encara e logo seus olhos descem para minha boca a qual ele devora sem aviso prévio. Suas mãos percorrem cada centímetro do meu corpo, meus pelos se eriçam quando ele adentra minha blusa acariciando minha barriga, indo de encontro ao meu sutiã. Ele para o beijo e morde meu pescoço, suas mãos me puxam mais para ele, me fazendo sentir seu volume colidir com minha intimidade, fecho os olhos com o contato me apertando mais contra ele, rebolo em seu colo e o mesmo aperta minha bunda com força

-Eu te foderia agora mesmo -adentra meu moletom juntamente com minha calcinha sentindo minha intimidade molhada- porra você está ansiando por isso não é?

Seus dedos fazem movimentos circulares no lugar certo me levando a loucura, ele me deita no sofá ficando completamente por cima de mim, seus olhos me observando atentamente enquanto seus dedos fazem um belo trabalho, ouço seu celular tocar e ele revira os olhos em reprovação.

-Merda... -ele olha no relógio- vamos ter que parar por aqui baby, prometo te recompensar. -Ele se levanta com uma expressão engraçada e me puxa junto- Preciso tomar um banho e dar um jeito nisso -aponta para seu volume na calça me fazendo rir- vamos em um evento do BigBang hoje.

-Vamos? -o encarei- tipo, juntos?

-Mas é claro! -sorri ladino-

-Não vai rolar -apontei para minhas roupas-

-Eu tenho roupas suas aqui. -o encaro incrédula- não me julgue...

- Na verdade eu não acredito que você não jogou fora -solto um riso alto-

-Porque eu jogaria? -sorri malicioso- eu precisava de algo seu quando fosse me divertir não acha?

-Agora não precisa se divertir sozinho... -o olho sugestiva-

-A hora que a gente voltar, você esta perdida Thay!

- Mal posso esperar...

Ele sorri e vai ao seu quarto tomar banho e eu vou para o que é da sua irmã. Cerca de uma hora depois estavamos prontos. Ele me deu um vestido preto longo, estilo sereia que marcava bem meu corpo e um decote em formato de V, fiz uma make leve só pra disfarçar as olheiras e pra completar uma mini jaqueta preta já que o evento não era formal. Sai do quarto e GD já estava na sala vestindo uma calça rasgada e um sobretudo preto. Ele me encara enquanto eu caminho até ele, logo agarra minha cintura me dando um beijo rápido.

Saímos do ap e fomos para a área luxuoso do evento, no caminho nós rimos o tempo todo, ele me eu sentia falta de momentos assim com ele. Ele entra pelo local reservado dos artistas e agarra minha mão o que me surpreende, passamos na frente de fotógrafos que deliraram ao me ver do lado dele. Foram tantos clicks que eu já estava ficando tonta, ele me puxa para o camarim onde encontramos os meninos, que ao mee verem ficaram confusos. Os comprimentei e me sentei ao lado de GD no sofá

-Então, vocês se acertaram agora? -perguntou T.O.P nos entregando um copo de whisky –

-É.. acho que sim. -respondo incerta-

-Até que enfim não? -acrescenta Dae- meu hyung já estava entrando em depressão!

-Muito engraçado Daesung... -GD resmungou- comediante da noite.

A porta se abre bruscamente e uma mulher entra por ela, GD se levanta e eu fico sem entender. Seungri vem até mim e cochicha no meu ouvido

-Kiko Mizuhara, sua concorrente -sorri divertido-

-Eles já ficaram juntos? -o encaro-

-Nunca! -sorri alto chamando atenção da mulher-

-Não me diga que essa é a mulher que você fez questão de passar na frente dos fotógrafos Ji Yong! -Aponta pra mim indignada-

Me levanto indo em direção a GD e fico ao seu lado e ele rodeia minha cintura

-Linda não? -diz ele me encarando-

-Você só pode estar brincando... -ri soprado- sabe que isso vai te acarretar problemas não é?

-Kiko, me faz um favor? Some daqui! -ele diz ao ascender um cigarro e me entrega outro-

-E ainda é fumante! O ceo vai adorar saber disso.

Ela saiu batendo a porta e eu caio na risada, não que eu não estivesse altamente irritada, mas provavelmente a tal da Kiko ficou bem mais puta que eu. Depois daquela ceninha terminamos de tomar nosso Wisky e logo os staffs chamaram os meninos pra se apresentarem. Pelo que Ji Yong me contou, eles iam cantar umas 5 músicas para conseguir patrocínio apenas, não ia precisar de mais de um segurança já que as pessoas que estavam ali só interessavam no dinheiro que eles trariam a elas do que no show. Eu me dirigi para a parte lateral do palco enquanto eles faziam uma performance incrível, não era estranho o sucesso deles, eles mereciam porque se esforçavam para fazer sempre o melhor, e eles sempre conseguiam. Olho para as pessoas abaixo do palco que sorriam e conversavam elegantemente com suas taças de champanhe na mão, olhavam e cochichavam sobre o show e várias vezes pude ver mulheres claramente flertando com todos eles.

Até parece que elas só se interessam por dinheiro, vejo a tal da Kiko andando no meio deles, estava acompanhada de um homem que não me era estranho, eles foram para a parte de fora do local e eu já até imagino o porque. Desvio a atenção para Ji Yong no palco ele realmente se transformava quando estava lá, sus expressões variavam de acordo com o astral da música, é como se ele as sentisse. Sinto uma mão em meu ombro e vejo Jisoo, ela sorri largamente pra mim que levanto e a abraço.

-Já fiquei sabendo que veio como acompanhante do G Dragon -sorriu maliciosa- vocês finalmente voltaram?

-Eu não sei ao certo... mas eu acho que sim! -seu sorriso se abriu novamente seguido de um abraço apertado-

-Espero que vocês sejam muito felizes! Agora preciso ir ou Bobby vai ter um ataque.

Ela se afasta e logo some no meio daquelas pessoas, percebo que a música para e olho em direção ao palco e vejo que eles não estão mais lá, olho de novo para a multidão e os vejo conversando com as pessoas dali, algumas dirigiam o olhar para mim e disfarçavam ao perceber que eu o olhava também.

Me dirijo ao bar, meus pés já começavam a doer por causa do salto exageradamente grande, dou graças aos céus quando finalmente me sento, peço um champanhe de maçã o qual me é servido imediatamente, observo mais uma vez os meninos, todos queriam a atenção deles naquele momento, deslizo meu indicador ao redor da taça enquanto os observava, dou um gole e fecho os olhos sentindo o gosto doce ficar levemente amargo, Ji Yong me olhava as vezes mas ele não podia simplesmente sair de lá, então ele me dava um sorriso daqueles que faziam seus olhos se fecharem de uma forma inexplicavelmente fofa

-O que uma moça tão bonita faz sozinha? – olho para o lado e vejo um homem com uma blusa branca e calça jeans rasgada, ele me lança um olhar intimidante assim que nossos olhos se encontram- Desculpe, não quis assusta-la.

-Não me assustou. -digo simplista-

-Não me respondeu, está desacompanhada nesta noite? -ele sorri ladino ainda com seus olhos pregados em mim-

-Estou acompanhada. -O encaro dando um gole no meu champanhe-

-Mesmo? -me olhou sugestivo- acho que eu posso ser melhor que G Dragon sabia?

-Não estou interessada. -me levanto mas o homem segura meu braço com força, o que atrai a atenção de Ji Yong que agora nos observava sério- Você tem um segundo pra soltar meu braço...

-É mesmo? Se não o que? -em questão de minutos eu já sentia meu braço doer pela pressão que ele fazia-

-Algum problema aqui? -Ji Yong já estava do meu lado encarando o homem com um semblante irritado, sinto a circulação voltar ao meu braço o qual eu esfreguei o local pela dor, logo o homem sorriu largamente para Ji Yong que permaneceu sério-

-Sou Jamie, muito prazer G Dragon. -Pude perceber o desdém em sua voz-

-Eu to me fodendo pra quem você é, encosta na minha garota de novo e eu quebro a sua cara.

Ji yong passou o braço em minha cintura me levando por entre a multidão, ele sequer falou comigo durante o percurso, apenas ficou com a cara fechada até chegarmos no camarim, lá ele passou a mão em seus cabelos nervoso e eu fui para o banheiro, tirei a jaqueta e olhei meu braço, estava levemente arroxeado e latejava pela força que aquele homem fez. Fechei os olhos e joguei uma água em cima pra aliviar um pouco, sequei e coloquei a jaqueta novamente para que Ji Yong não visse e fosse lá causar um escândalo. Fui ao seu encontro na sala e ele parecia frustrado, me sentei ao seu lado e ele logo me olhou

-Porque você faz isso? -o olhei sem entender-

-Isso?

-Eu estou falando de ir em bares, você sabe mais do que ninguém que homem nenhum respeita mulher bêbada!

-Eu pareço bêbada pra você?

-Não, mas aquele homem pensou que estivesse.

-E a culpa é minha?

-Se você não estivesse em um bar, isso não teria acontecido.

Fechei os olhos me contendo pra não mandar ele pro inferno, tínhamos acabado de ficar bem e ele já estava arrumando briga, o encaro de volta e ele parecia esperar uma resposta, a qual eu não dei, apenas me levantei ascendendo um cigarro indo para uma salinha que dava pra ver as pessoas lá de baixo se divertindo e mais uma vez vi o tal do Jamie, ele parecia distraído procurando alguém. Sinto os braços de Ji Yong me circularem e permaneço imóvel.

-Me desculpe... Eu só não aguento outro homem encostando em você, isso me deixa louco...

-Tão louco a ponto de me culpar porque um homem não sabe se controlar na presença de uma mulher pelo jeito. -eu não ia perder a chance de dar uma cutucada dessa-

-Tenta me entender...

-E porque me trouxe aqui? Vai me deixar aqui dentro pra mim não atrair mais nenhum homem pra cima de mim?

-Se eu fosse deixar você aqui, eu ficaria junto porque as chances de algum homem entrar aqui é bem grande. -Não pude segurar o riso ao ouvir isso-

-Idiota... -ele me vira me fazendo encará-lo-

-Vamos descer lá de novo e não saia do meu lado, quero que todos saibam que essa noite você é minha.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...