História Bad Love - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amor, Charliehunnam, Romance, Sexo
Visualizações 104
Palavras 1.504
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Olá amores!
Desculpa a demora pra postar esse capt...
Espero que gostem!
Boa leitura.

Capítulo 21 - Me faz esquecer ele, me faz amar você!


Fanfic / Fanfiction Bad Love - Capítulo 21 - Me faz esquecer ele, me faz amar você!

Duas semanas e 2 dias

Katherine Pierce


O dia de ontem foi colocado no meu ranking de pior dia da minha vida. No mesmo dia eu tive meu coração partido duas vezes, primeiro pelo homem que eu me apaixonei perdidamente e depois pelo homem que eu respeitava e amava, meu pai!

A única coisa que me ajudou a levantar daquela cama onde eu dormi toda minha infância foi Corine Pierce. Minha mãe, ela me deu forças para continuar, para passar por tudo isso de cabeça erguida. Eu contei pra ela todo o meu rolo com Charlie e ela foi tão agradável, pela primeira vez eu a vi como uma mãe!

Ela me ofereceu um emprego em seu ateliê, e eu aceitei.

Saio de meu chuveiro e me visto com uma calça jeans e uma camiseta branca, coloco meu casaco marrom por cima e saio de casa, era oito da manhã em ponto. Ligo para Moyes dentro de meu carro e espero ele atender. 

Fala Katherine!

Suspiro sentindo o tom de ressentimento em sua voz e me lembro que ele estava chateado comigo.

- Moyes você já está no RH da empresa?

- Sim. Porque?

Mordo o lábio e peço.

- Eu sei que você está chateado comigo. Mas eu gostaria de pedir um último favor seu.

Espero ele dizer algo mas não ouço nada. Então continuo.

- Dá baixa na minha carteira por favor. Eu estou me demitindo, e se não for muito. Você pode me entregar meus documentos na esquina da rua, estou indo pra lá agora!

Termino e ele diz baixinho.

- Ta bom. Te encontro lá !

Desligo o telefone e agradeço aos céus que ele aceitou levar meus documentos na rua, eu não queria correr o risco de esbarrar com Charlie. Ele não deu nenhum sinal de vida, talvez ele nem se sinta culpado por me iludir!

Dirijo calmamente até a rua movimentada onde ficava a Proldesign, estaciono na esquina e saio do carro, cruzo meus braços e me escoro em meu carro aguardando Moyes. Cinco minutos se passa e eu o vejo, estava elegante em um terno azul escuro e uma pasta marrom em sua mão, eu vejo seu rosto bonito enrugado em sinal de tristeza e tento sorrir pra ele.

- Connor.

Digo quando ele para na minha frente.

- Cherri, o que aconteceu?!

E não bastou ele dizer mais nada para me fazer chorar.

- Isso não é justo Moyes!

Digo derramando lágrimas e mais lágrimas em meu rosto e ele me abraça fortemente.

- Minha querida Katherine. Eu sinto muito!

Eu me escoro contra seu corpo até que meu choro cesse. Quando eu finalmente paro de chorar me separo dele e olho em seus olhos preocupados.

- Ele me enganou de uma forma odiosa Moyes. Eu confiei nele, dei tudo de mim para esse homem em apenas duas semanas e dois dias e ele pegou tudo o que pode e me deixou com apenas isso, tristeza e raiva!

Moyes olha pra mim com a expressão triste e me dá um beijo em minha testa.

- Olha, eu preciso voltar. Mas eu passo na sua casa no fim do expediente para conversarmos ok?

Balanço a cabeça confirmando e ele se despede de mim com um sorrisinho. Sinto aquela pasta pesar em minha mão como se fosse um bloco de cimento. Suspiro e entro em meu carro. Dirijo até minha casa pensando no que eu ia fazer de minha vida a partir de agora. Quando chego me jogo no sofá e fecho os olhos. Tudo estava de cabeça para baixo, eu queria desaparecer, viajar para bem longe e ficar afastada dele por um bom tempo!

Ouço meu celular tocar e pego rapidamente, em meu subconsciente eu desejava que fosse Charlie, eu queria que ele se arrastasse aos meus pés, que me implorasse por perdão, para me ter novamente em sua vida. Mas era Rafael.

- Kath?!

Ouço sua voz esbaforida no telefone e respondo.

- Sou eu Rafael.

- Deus! O que houve com você? Connor acabou de me ligar, ele disse que você não está bem. Eu tô indo pra sua casa ok!

Franzo o cenho estranhando essa ligação de Moyes para Rafael. Ele ficou claramente chateado comigo por cogitar sair com ele.

- Tá bom. Estou esperando.

Digo e desligo o celular. Me levanto e pego minha garrafa de vinho que estava na cozinha. Me sirvo e começo a beber, vinte minutos depois minha campainha toca. Ando até a porta e abro, Rafael me pega em um abraço de urso e eu suspiro em seus braços quentes.

- Minha querida! O que houve?

Me separo dele e olho em seus olhos gentis. Eu estava com vergonha de contar tudo pra ele, a final de contas ele gostava de mim. Mas ele sabe que eu estou apaixonada pelo cafajeste do Charlie, e ele disse que me queria mesmo assim.

- Foi ele! Ele me enganou, eu me enganei!

Digo e vejo suas feições mudarem, ficarem mais frias. Ele pega em minha mão e me guia até meu sofá. Nós nos sentamos e ele diz.

- Eu te avisei Kath. Esse cara não vale nada, ele fez o que?

- Ele disse que me queria, como namorada. E eu acreditei, daí ontem eu fiquei sabendo de uma forma nada agradável que ele está noivo de outra!

Abaixo a cabeça tentando controlar minhas emoções. Ouço ele suspirar profundamente e de repente ele estende sua mão e segura a minha.

- Eu estou aqui com você ok! Para o que você precisar, mas eu preciso dizer Kath. Você precisa se afastar dele, esse cara não presta!

Eu balanço a cabeça confirmando e fungo o nariz.

- Eu me demiti! Não trabalho mais pra ele, eu não quero ver ele pintado de ouro na minha frente Rafael!

Ele sorri fraco e se aproxima de mim me abraçando. Sinto cheiro de comida em suas roupas e sorrio.

- Eu tirei você de seu trabalho para ouvir minhas queixas né!?

Ele ri e pega em meu queixo delicadamente com seus dedos. Eu olho pra ele e penso no porque eu não me apaixonei por ele, que é gentil, bom e me ama.

- Eu adoro ouvir suas queixas Katherine Pierce!

Eu aproximo meu rosto mais do dele e beijo seus lábios devagar. Ele responde com doces beijos e eu digo embriagada com seus carinhos.

- Me faz esquecer ele Rafael, me faz amar você?

Eu peço e ele diz.

- Eu vou Kath!

Ele me puxa para seu colo e eu sento envolvendo minhas pernas ao seu redor. Ele me beija com vontade agora, passando suas mãos hábeis por todo meu corpo, me fazendo esquecer todas as minhas tristezas e decepções com cada toque e beijo. O clima começa a esquentar e ele vai parando aos poucos. Ele olha pra mim e diz.

- Eu quero você Kath. Mas hoje não, eu não quero que seja depois dessa dor em seu coração se curar!

Eu balanço a cabeça sem conseguir falar, eu sinto seu membro duro embaixo de mim me cutucando e tudo que eu quero é que ele tire minha roupa e me possua. Ele ri pra mim sabendo o que eu quero e beija minha boca mais uma vez. Meu celular toca e eu atordoada procuro por ele. Rafael me entrega o aparelho sorrindo e eu vejo o número, era Charlie.

- Merda!

Digo olhando para o celular e Rafael pergunta.

- O que foi?

- É ele, Charlie está me telefonando. 

Rafael fecha a cara e pega o telefone de minha mão. Eu sem saber o que fazer fico ali vendo ele atender a ligação na minha frente.

- Katherine! Porque você se demitiu sem falar comigo antes?! Nós precisamos conversar.

Charlie fala rápido e Rafael diz.

- Aqui é Rafael! Katherine não precisa pedir permissão para pedir demissão idiota!

Um silêncio mortal se faz no telefone e Charlie diz com uma voz baixa e grossa.

- O que você está fazendo com ela seu cozinheiro de merda?! Ela é minha ouviu? Se você encostar um dedo nela…

Antes que ele termine a frase Rafael diz. 

- Ela não é sua e nunca vai ser! Você mesmo afastou ela de você Charlie! Fique longe dela você, ela merece mais do que você pode oferecer!

Dito isso ele desliga o telefone e escora a cabeça no sofá. Com os olhos fechados ele diz.

- Eu odeio esse cara!

Me aproximo dele e passo minha mão pelo seu cabelo, era bem mais curto do que o de Charlie. Digo chateada.

- Não fique assim!

Ele abre os olhos e me encara. Fazendo biquinho ele me puxa pela cintura e me deita no sofá, seu corpo fica sob o meu e eu sinto meu coração saltar em meu peito.

- Promete que não vai voltar pra ele, que vai me dar uma chance?

Encaro ele e digo com firmeza.

- Prometo!

Eu também quero isso, quero esquecer Charlie, ele me feriu de tal forma que será impossível eu voltar para ele um dia. Rafael beija minha testa e diz abrindo um sorriso.

- Vou fazer waffles pra você antes de ir embora. Connor disse que não quer me ver aqui mais tarde, ele falou que você e ele precisam de privacidade para conversar!

Eu solto uma risada e vejo ele ir até a cozinha. Já vi que hoje a tarde vai ser longa com Moyes.



Notas Finais


Raio, o que vocês acham de Katherine e Rafael juntinhos?
Daqui pra frente eles vão começar a desenvolver uma relação juntos e o Charlie vai sofrer um pouquinho kkk
Até a próxima..
Comentem, favoritem e indiquem!
Beijinhos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...