História Beach! Bitch? - Vmin - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Lemon, Vmin, Yaoi
Visualizações 102
Palavras 1.075
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Introdução


Estava de quatro sobre a cama, mas como era o Taehyung que iria me foder  eu não me importava se minha bunda empinada estava estranha. Eu sou um garoto fora dos padrões, meu corpo tem proporções de dá inveja tanto em homens quanto em mulheres, mesmo assim me sentia inseguro as vezes, principalmente com minha bunda, ela é enorme, e me sinto um hipopótamo as vezes. Taehyung adora aquela parte do meu corpo, mas às vezes chego a duvidar por conta dos tapas fortes que ele me dá nas nádegas.

O moreno sabia foder, apesar de ser mais novo, Tae é aquele tipo putão que saí com geral e não namora ninguém, resumindo ele tem bastante experiência e nesse instante estava entrando e saindo de mim  num ritmo dolorosamente delicioso.

— …Ah…— Aperto os lençóis da cama com força quando ele segura meus cabelos puxando os fios loiros, indo mais rápido nas estocadas. Ele estava ofegante, rosnando de prazer, no momento eu sabia que ele estava quase lá. Quando transávamos eu deixa ele no controle de tudo, ele sabia o que fazer pra que eu revirasse os olhos de prazer.

Há meses atrás eu nem imaginava que estaria aqui, nessa situação com meu melhor amigo. Mas é como dizem " Depois da primeira vez que prova algo, não quer mais parar".

Antes que pudesse gozar ele muda de posição,  me fazendo sentar em seu colo, com as pernas uma de cada lado de seu corpo. Eu me inclinei pra frente e tomei seus lábios nos meus, chupando com força, ele se deliciou em minha boca por um tempo, depois se afastou abruptamente.

— Sua boca é gostosa demais.— seus  dedo indicador afaga meu  lábio inferior, entreabro a boca e ele  enfia dedo, chupo como se fosse meu pirulito favorito, o moreno estava com os olhos arregalados de puro desejo .— Me faça ir a loucura baby, eu preciso de você.

Ele tira o dedo da minha boca, colocando as mãos sobre minha cintura. Sorri ladino e levantei um pouco e desci sobre sua ereção. Seu corpo retesou , cavalguei nele com força. Nossos corpos estavam escorregadios por conta do suor. Seus quadris se chocavam contra os meus, pressionando o ponto sensível em minha entrada.

— Eu poderia te foder a noite toda.— Ele diz com aquela voz rouca que faz você se arrepiar todo e então mordeu meu lábio inferior. Suas mãos, agora,  estavam sobre meu peito, o mais novo brincava com meus mamilos, puxando e esfregando, isso estava me fazendo gemer como uma vadia.— Quer saber é isso mesmo que vou fazer.— Taehyung continuou se movendo dentro de mim, meu corpo estremeceu com as estocadas acertando só um local, minha próstata, mas nada disso se comparou quando ele deu atenção ao meu membro que estava dolorosamente duro, quando chego no ápice caio sobre seu corpo.  Minha cabeça estava bem em cima do seu peito esquerdo, as batidas do seu coração estavam aceleradas, eu adorava as ouvir.

Taehyung muda novamente as posições ficando por cima de mim, seu peso estava me prendendo, ainda estava perdido no orgasmo quando ele me penetrou de novo. Agarrei-me a ele, os dedos cavados em suas costas, arranhando-o, envolvo as pernas firmemente ao redor dele e me segurei. Ele se ergueu um pouco, apoiando nos antebraços, puxou o pau quase que totalmente pra fora e meteu novamente, com vontade. Eu sentia a sensação estranha de está completo e preenchido, sentia que aquele era o único lugar onde deveria estar, nos braços de Tae. Meus dentes rangeram e meus dedos dos pés se curvaram quando o orgasmo me atingiu. Gritei , minha voz se fundindo com a dele quando finalmente encontrou a liberação.

Logo depois da foda maravilhosa, sempre tomávamos banho juntos e é claro que rolava algo  no banheiro. Taehyung era insaciável, e em uma noite ele gostava de aproveitar cada parte do meu corpo como bem quisesse.

Depois do banho eu como de costume pedia uma pizza, e depois de beber uma lata de refrigerante ainda tinha a disputa pra vê quem arrota mais alto, eu sei, parece meio nojento, mas não é porque transamos que vamos deixar de lado nossa amizade. Nós conhecemos desde crianças, então tínhamos intimidade o suficiente pra isso. Essa era a rotina que tínhamos sempre que um tava carente e precisava do outro.

— Hoseok tá no sofrência de novo.— Ele diz revirando os olhos ao ver as mensagens que o amigo estava mandando. Minha camiseta nele ficava colada ao corpo, assim como o short que havia o dado pra vestir depois do banho, eu tinha que pedir pra ele trazer algumas roupas pra deixar aqui, mas acho que não devo fazer isso, e além disso gostava do cheiro dele impregnado em tudo.

— Ele sofre porque quer, ele deveria contar logo pro Yoongi que gosta dele, no lugar de ficar apenas o stalkeando e vendo as fotos que ele posta com as ficantes.

— A gente poderia dá uma forcinha pra ele, não acha?

— Kim Taehyung, não se mete, o Hoseok é bem grandinho pra se virar sozinho.— Falo pegando as latinhas de refrigerante e a caixa de pizza vazios. Levo tudo pra pia, amanhã dava um jeito naquilo, agora só desejava ir pra cama e descansar.

— Mas Chimin, eles formam um casal bonito não acha?— Reviro os olhos, mesmo concordando com ele, eles realmente faziam um belo casal, mas o Taehyung era muito insistente e não queria que ele me fizesse ajudar o Hoseok.

— Já parou pra pensar que o Yoongi pode não sentir o mesmo que o Hope sente?— Ele arqueia as sombrancelhas pensando sobre o assunto, e então abre a boca pra falar, mas se cala.— Me acorda cedo? Obrigado.

Saio da cozinha indo para meu quarto, ouço os passos do moreno me seguindo pelo corredor. Entro no quarto e quando vou fechar a porta ele me impede.

— Tá de mal humor de novo? Quer mais uma foda pra te animar?—  O maldito me lança seu melhor sorriso, aquele quadrado que fazia meu coração bater só um pouco mais acelerado.

— Vai vê se eu tô na esquina, vai.— Falo fechando a porta e vou me deitar. Eu só precisava de uma boa noite de sono, estava exausto, abraço meu travesseiro ao me deitar, puxando o ar prós pulmões junto com o cheiro do TaeTae.

Dormíamos em camas separadas, porque eu precisava de espaço, e ele ocupa quase minha cama toda. Queria saber como ele cresceu tanto, lembro que era menor que eu na infância…



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...