História Between Holiness and Sin - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Park Jimin
Visualizações 4
Palavras 1.769
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


NÃO ME MATEM! Este capítulo estava pronto a anos mas eu não queria postar porque eu não tinha gostado muito dele, maas, como eu não sou vocês e vocês não sou eu, talvez vocês gostem certo?

Boa Leitura ♡

Capítulo 5 - Tanuki Miira


Fanfic / Fanfiction Between Holiness and Sin - Capítulo 5 - Tanuki Miira

Somos quatro almas, perdidas no mesmo desejo, todas sentimos a necessidade de achar a luz que irá ofuscar a escuridão dentro de nós, mas e se juntos formos oque cada um precisa? Como vamos descobrir isso? Eu e ela, ele e ele?...

MecNizzy

Branco? Porque dentre todas as cores eles escolheram Branco? Certamente ninguém entende ao que exatamente me refiro mas, agora que cheguei até aqui não consigo tirar os olhos do grande colegial, e não, não é exagero meu, aqui é enorme, eu estou até agora concentrada em gravar cada milímetro de largura desse lugar, a grama verde claramente recém cortada destacava ainda mais a cor do local, e os alunos todos bem trajados em seus uniformes andando com seus amigos ou com a companhia de seus fones fazia do ambiente mas parecido com um lugar de ensino.

— Baby não vai entrar? - Jimin apareceu ao meu lado descansando sua mão em meus ombros, eu tinha sido a primeira a sair do carro já que ele iria estacionar em alguma vaga e meu irmão foi junto - Se quiser eu posso...

— Você tem algum problema com o meu nome? - virei-me para ele finalmente tirando minha atenção do "ginásio" se é que posso chama-lo assim.

— Perdão? - por incrível que pareça ele parecia confuso, mas seu sorriso ladino nunca abandonará seu rosto.

— Desde que nós nos conhecemos quando estamos sozinhos você me chama de baby, e quando estamos em público de lady, você alterna em fazer as trocas dos apelidos de acordo com o local? Ou com as pessoas?

— Olha eu realment- pela segunda vez interrompido Jimin bufou em frustação quando Jin apareceu e chamou nossa atenção.

— Vocês vão entrar ou vão ficar de papinho aqui fora?

— Não estou preparada para isso - abaixo a cabeça por um momento, eu poderia estar tirando conclusões precipitadas mas com certeza eu seria a única brasileira aqui, e ter os olhares de todos focados em mim nunca foi algo que eu tivesse problemas mas também não gosto.

Eu estou acostumada a ser observada quando canto no Coral da igreja ou quando sou chamada para louvar sozinha no púlpito, mas aqui? Em um lugar onde devem existir clones um dos outros e eu serei a única considerada talvez até anormal? Fala sério quem está pronto para isso?

— Princesa vai ficar tudo bem - meu irmão me abraçou e eu apenas retribui, Seokjin melhor do que ninguém sempre soube como me acalmar ou como eu me sentia, acho que se fôssemos gêmeos não nos entenderiamos tanto quanto nos entendemos - Olha, independente de qualquer coisa nós estaremos aqui, certo?

Balancei a cabeça positivamente e respirei fundo enquanto me afastava, seu perfume era forte o suficiente para ficar impregnado no meu uniforme, não que fosse um cheiro ruim mas, o que vão pensar de mim se eu apareço com um perfume masculino exalando do meu corpo no meu primeiro dia de aula? Nem quero pensar.

— Certo, eu consigo - afastei os pensamentos e tentei me fazer acreditar no que eu dizia.

Quando entramos literalmente no ginásio eu abaixei a cabeça e pude sentir o olhar de todos pesando sobre mim, a situação só piorou quando percebi estar sozinha, Só consegui respirar direito novamente quando as mãos de minha amiga tocaram meus ombros.

— Vou cortar o papo furado de oi, oi, como vai, e vou logo perguntando se você viu os garotos gatinhos daqui - Ji Hoo fazia questão de mostrar completa animação enquanto apontava para alguns garotos e me falava os nomes, claro que eu nem ao menos me interessei em ouvir, nem sabia o porquê dessa euforia dela, mas meus pensamentos pararam assim que me deparei com uma garota aparentemente mais alta que eu, morena com seus cabelos platinados, seus seios pareciam querer pular para fora do Uniforme que tinha seus três primeiros botões abertos, eu quase me ofereci para dar-lhe um sutiã, porque desconfio que ela não esteja usando um.

— Quem é a novata? - a garota desconhecida parecia bastante curiosa em saber quem eu era, eu até ia me apresentar mas Ji Hoo me interrompeu antes que eu podesse começar.

— Oque você quer Miira? - era evidente em seu tom alterado que elas não se davam muito bem, eu apenas fiquei como um rato que degustava de um queijo, observando a discussão interna de um gato e um cão tentando decidir quem iria atacar primeiro.

— Calma, eu só estou curiosa - se aproximou de mim com um sorriso indecifrável, bom pelo menos para mim era.

— My Lady? - a voz que parecia o mais perfeito pecado soou atrás de mim, chamando a atenção das duas garotas - Oque está acontecendo aqui?

Park Jimin ON

Por mais que eu quisesse evitar não conseguia parar de pensar em como a S/N tinha ficado sexy com aquele uniforme, e o mais incrível era que ela nem tinha percebido, depois que entramos com ela avistamos Ji Hoo e nossos amigos mais ao fundo, então nos afastamos um pouco para pedir que a garota acompanhasse a amiga e mostrasse sua sala enquanto conversávamos com os meninos, oque foi uma péssima idéia já que quando voltei Miira estava frente a frente com a S/N, eu sabia que dali não sairia coisa boa então adiantei os paços e chamei a atenção de todas.

— Lady? Então é assim que você se chama? - Miira perguntou ainda observando a minha garota dos pés a cabeça - Nome estranho, típico de estrangeiros.

— Na verdade eu... - ela foi interrompida por sua amiga que fazia questão de provocar.

— Isso não importa, você nem pense em colocar as garras nesta garota aqui entendeu? - apontou para a menor que apenas observara a cena sem entender.

— Tarde demais - a morena se pronunciou sorrindo e veio em minha direção - amor, porque não me contou que conhecia a garota nova?

— Não acho que isso seja importante Miira - obriguei-me a olhar para ela mesmo relutante em tirar os olhos de S/N, quando dei por mim ela havia desaparecido pelos corredores e a voz de Ji Hoo era ouvida gritando seu nome, eu não entendi o porquê as duas saíram assim, mas deixar S/N longe dessa morena peituda aqui era o melhor agora.

— Bom tanto faz, já que a "Lady" - fez aspas mostrando suas unhas recém decoradoras com um preto brilhante, isso mesmo, eu sou bastante observador quando quero - Saiu sem nem se despedir vamos passear um pouco?

— Tudo bem - revirei os olhos e prontamente fui puxado pelo braço por quase todo o ginásio.

Miira e eu éramos namorados fazia alguns meses, ela era menor que eu pouca coisa, e isso desde o começo se tornou uma desvantagem para ela, já que tenho uma queda por baixinhas, começamos a namorar mesmo porque ela era assim como eu popular, e além desse fato ter aumentado nossa popularidade aqui eu era um puta de um gostoso, sinceramente se eu me visse na rua eu me pegava, mas esse não é o caso.

Eu e ela apenas namoramos porque nós nos tornamos maiores aqui dentro depois que espalharam rumores sobre termos nos tornado um casal, e mesmo que eu tenha terminado com ela semana passada para todos ainda estamos juntos, e a maneira que ela continua me tratando não ajudava nem um pouco.

Mas S/N, eu quero saber dela, saber oque aconteceu, o porquê de ela ter saído daquela maneira, talvez ela tenha ficado assustada com alguma coisa, mas como eu vou fazer para descobrir a verdade? Eis a questão...

 Autora ON 

Oque estava acontecendo? Porquê eu estou me sentindo assim?.

Essas eram uma das perguntas que a garota se fazia, ela não conseguia entender depois da maneira que saiu do pátio, a forma que se sentiu, a sensação de estar sufocando ainda não havia passado totalmente, e as lágrimas? Ah as lágrimas elas eram rápidas e quentes trazendo consigo soluços altos, mas enquanto a Kim se escondia no banheiro, do outro lado da escola algo estava para acontecer.

Sua amiga disparava como um raio em direção a um grupo no pátio, mas precisamente na direção de apenas um de todos os seis ali presente, e quando ela chegou em sua frente fez questão de chamar a atenção de todos.

— Desculpe incomodar vocês e a sua conversa mas, eu estou realmente curiosa, pode me responder uma pergunta Park? - seus olhos transmitiam raiva, podia-se dizer que Ji Hoo era o próprio diabo quando estava irritada, o moreno sem entender apenas assentiu pedindo para que ela prosseguisse, e assim ela o fez - Oque é um pontinho preto molhado no fundo de um banheiro?

Jimin claro ficou sem entender, mas ao contrário dele SeokJin pareceu saber a resposta para a suposta "charada" porque o mais velho ali olhava para o amigo com uma cara de "Oque você fez desgraçado?", na verdade, todos estavam curiosos, claro ninguém sabia oque estava acontecendo e isso seria motivo de uma boa conversa mais tarde, mas toda via ninguém queria se pronunciar e não perguntariam nada por enquanto, mas assim que percebeu Ji Hoo se afastar o menino Jin apressou-se em ir atrás dela, segurando seu pulso com delicadeza a impedindo de continuar.

— Oque aconteceu com a minha garotinha? - naquele momento a menina deixou-se levar pelo olhar do mais velho.

Ele estava preocupado, triste, ele sofria pela dor da irmã sem nem saber o tamanho real de sua tristeza, em seus olhos via-se o desespero, o afeto e o carinho de irmão, infelizmente ela não poderia responder, porquê no fim das contas, nem ela sabia oque estava se passando com a Kim.

— Eu não sei. - Essa foi a única resposta conseguida antes que Ji Hoo saísse correndo.

A insatisfação de Seokjin era visível, mas oque ele poderia fazer? Oque o seu amigo teria feito de tão grave para a sua irmã mais nova? E porquê oque quer que tenha sido dito a afetou tanto? E assim um misto de sentimentos e sensações estranhas começará a fazer companhia a mais um ali.

Enquanto de um lado S/N tentava a todo custo controlar seu choro, do outro Jung Ji Hoo tentava controlar o ódio que sentia, seu nervosismo era tanto que nem percebeu que havia ficado tão próxima do seu querido "Jin" e nem ao menos estremeceu, pelo contrário era como se estivesse cega.

E a perturbação interna que as quatro pessoas sentiam? Cada um de um modo diferente, mas ainda assim parecido, estavam presos, no mesmo lugar, separados apenas por paredes, tentando acalmar a angústia que sentiam dentro de si.

Mas algo todos eles tinham em comum.

A necessidade de saber...

Porque estavam se sentindo assim.

 


Notas Finais


Eu estou tipo - que baixaria por causa de uma palavrinha!

Na Vida eu sou a Ji Hoo, Só eu acho que essa Miira vai dar babado?

Só digo uma coisa, não digo nada, e digo mais.

Só digo isso!

Mas eu MecNizzy, vou DIZER QUE

O BICHO VAI PEGAR!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...