História Bibidro: Efeito Borboleta - Capítulo 30


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bianca Tatto Marques (BIBI), Pedro "SrPedro" Montanari
Personagens BIBI Tatto, Pedro "SrPedro" Montanari
Visualizações 248
Palavras 1.824
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Festa, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oie. Boa leitura 🤙🏽🌸

Capítulo 30 - Qual o final da sua história? - Último Capítulo


Fanfic / Fanfiction Bibidro: Efeito Borboleta - Capítulo 30 - Qual o final da sua história? - Último Capítulo

Opção + votada: Aceitar 

[...]Pedro: To doido pra sairmos juntos como nos velhos tempos. E aí?

Bibi: Okay. Eu aceito.  

Pedro:  finalmente! 

Bibi: kkk que exagero.   

Pedro: então, vamos? 

Bibi: vamos. 

[...]

Enquanto andávamos, Jhenny começa a falar. 

Jhenny: beleza, Bibi. Agora você precisa ser a menina perfeita. Antes você não dava bola pra ele, agora quer conhecê-lo. O Pedro não gosta de garotas patricinhas e mimadas, então não seja assim. 

Bibi: acho que já deu pra saber que eu não sou patricinha. 

Jhenny: cala a boca! 

Pedro: o que? Eu sei disso. 

 Bibi: ah... eu quis dizer que... eu não sou como as outras garotas, sabe disso né? Não sou qualquer uma. 

Jhenny: boa saída. 

Pedro: eu sei disso. Acho que... foi a primeira coisa que reparei em você. Você não é como nenhuma garota. É a Bibi, só tem você assim. 

 [paixão e confiança aumentadas

Jhenny: quem vê, pensa que é fofo. 

Bibi: obrigada, Pedro. Você também... é único. 

Jhenny: sem elogios, Bibi. Tá se envolvendo muito. 

Bibi: chegamos. 

Pedro: vai querer o que?

Bibi: qualquer coisa sem café kkk 

Pedro: acho que não foi uma boa ideia vir no Starbucks. 

Bibi: não mesmo, eu acho os shakes daqui incríveis, não se preocupa. 

Pedro: Okay. Quer... o de...? 

Bibi: bom, eu vou sentar em alguma mesa, aí você me surpreende. Okay?

Pedro: não sou muito bom com surpresas - ele da um sorriso. 

Bibi: tenho certeza que vai se sair bem. - eu pisco e vou em direção a mesa. 

Jhenny: Okay, foi bem. Mas você tá dando muita bola pra ele. Não seja tão puxa saco. 

Bibi: foi mal, mas se eu for fria, ele não vai se apaixonar. Achei que esse era o plano.

Jhenny: Okay... você tem razão.  

Bibi: você... não acha que isso tá indo longe demais?

Jhenny: ah... acho que não. Nem começamos ainda. 

Bibi: só não quero magoar os sentimentos das pessoas. 

Jhenny: Bibi, qual é?

Bibi: olha, não sou trouxa, mas também não sou um mostro sem sentimentos. - observo a fila e Pedro acabou de pegar os cafés - tá bom, ele tá vindo. 

Jhenny: cala a boca, então. 

Pedro: aqui está. Trouxe um de caramelo pra você. 

Bibi: aposto que é uma delícia. 

Pedro: então... acertei. 

Bibi: viu, você é ótimo com surpresas. - sorrimos.

Pedro: sabe queria te falar uma coisa... 

Bibi: pode falar...

Pedro: essa... “coisa”... é o real motivo de... eu ter te chamado pra cá. 

Bibi: ah... Okay. Fala logo, to curiosa. 

Pedro: eu queria te pedir perdão. 

Bibi: ah... Pedro... - sua mão estava em cima da mesa e eu a toco - eu já te desculpei, tá tudo bem, não precisa ficar se culpando. 

Pedro: é eu sei. Mas não foi o suficiente. Quero te contar algo importante. 

Bibi: hm. - digo isso para ele continuar e tomo um cole do meu shake. 

Pedro: enquanto você estava com o Gabriel... percebi o quanto você fazia falta pra mim [paixão aumentada]. Eu queria poder contar com você, mas... eu foi um babaca e... você não conseguiu confiar em mim. E queria... ter sua confiança de novo [confiança aumentada]. Éramos tão amigos... eu estraguei tudo. Quero tudo aquilo de volta... mas não sei como... - vejo uma lágrima caída. 

Bibi: ... - apenas fico em silêncio o observando. 

Jhenny: ISSO!! Agora, esmaga ele feito um inseto. 

Bibi: ... 

Jhenny: Bibi? Sei lá! Fala qualquer coisa que faça com que ele ache que você não tá nem aí. 

Bibi: ... 

Jhenny: Bibi...?! 

Eu aproveito que o Pedro não está me olhando, está limpando seu rosto, e tiro o fone e o microfone sutilmente. 

(Jhenny) 

Jhenny: Bibi?! Meu Deus!! O que você fez?! 

Aline: o que foi?? 

Jhenny: ela não tá mais respondendo. 

Aline: droga! 

Ela estava na minha casa, ouvindo a Bibi com um dos fone. 

(Bibi) 

Bibi: Pedro... olha aqui... - subo seu rosto com minha mão em seu queixo - claro que podemos ser como antes... acho que... até melhor. 

Pedro: do que você está falando?

Eu aproximo minha cadeira da dele, e apenas fico olhando nos olhos dele, bem no fundo, até me distrair totalmente com seus lábios e beijá-lo. Ele coloca suas mãos em minha nuca, aprofundando o beijo.

Bibi. Foi... um ótimo shake... - falo com nossas testas coladas, ainda muito perto.

Pedro: é... um... incrível café. 

Bibi: espero que possamos repetir. Tchau, Pedro. - eu me afasto e levanto. 

Deixo R$10,00 em cima da mesa, levo meu shake, sorrio e saio. 

No Dia Seguinte 

Estou na escola, indo para meu armário, mas quando viro um dos corredores, lá está Jhenny, me procurando feito uma psicopata. 

Bibi: que susto, Jhenny!! - digo com a mão no peitoral pelo susto que levei ao esbarrar com ela. 

Jhenny: finalmente te achei!! Tá doida, menina?! O que aconteceu ontem??

Bibi: sabe... eu desisti disso. Não quero mais fazer isso. 

(Pedro) 

Ontem à noite, dormi pensando no beijo que a Bibi me deu. 

Foi diferente de qualquer beijo. Sempre, quando beijo, é sem propósito algum. Neste beijo... teve um propósito, um sentimento, como se fosse a única coisa que queria fazer durante muito tempo. 

Bom, agora estou na escola. Ia pegar um livro no armário para a aula de biologia, que vai ser agora, depois desse intervalo. Mas antes de virar o corredor, ouço a voz de Bibi e Jhenny, parece que estão conversando sobre algo importante. 

Bibi: sabe... eu desisti disso. Não quero mais fazer isso. 

Jhenny: não acredito... tá se envolvendo, né?

Bibi: claro, Jennifer!! O Pedro é uma pessoa especial, e eu não quero machucar os sentimentos dele. 

Jhenny: sabe de uma coisa? Ele vai pisar em você como um inseto, assim como fez da primeira vez. E sabe o que eu vou falar? “Eu te avisei”. Eu sinto muito, amiga, mas é isso que vou ter que falar. 

Bibi: é um risco que eu vou correr... Sabe, não sei porque eu topei esse plano, não faz meu estilo. Não quero magoar ninguém. Eu até mudei meu estilo pra fazer essa coisa ridícula. 

Jhenny: estava tudo tão bem... era apenas isso: fazer ele se apaixonar e depois ferrar ele, assim como ele faz com todas. Sem sentimentos. Mais nada. 

Pedro: então era tudo um plano? - eu termino de virar o corredor e apareço em cena. 

Assim que apareço, Jhenny olha pra mim assustada. Bibi se vira pra mim, com cara de susto também. 

Bibi: Pedro?! Não é o que tá pensando. 

Pedro: tá tudo bem, Bibi. Sei muito bem o que tá acontecendo. 

Eu saio dali, rápido. Para que a Bibi, nem ninguém, me alcance. 

(Bibi) 

O Pedro sai triste. 

Bibi: tá vendo, Jhenny? Era isso que eu não queria que acontecesse... - digo triste e saio. 

[...]

Tento achar Pedro. Procurei por toda a escola, ele não está em lugar nenhum. Provavelmente, foi embora.

Assim que acabam as aulas, eu decido ir embora, mas não pra minha casa. 

Sabe, eu tinha estragado tudo com o Pedro. Nossa amizade tinha acabado, mais uma vez. Eu estava triste, sabe o quer dizer? Fui para meu lugar especial. Afinal, quando tudo der errado, só precisamos respirar fundo e pensar “tudo vai dar certo”. O que é melhor do que um lugar da cidade onde só você está lá?

Quando vou me aproximando daquele lugar, vejo uma claridade estranha. Normalmente, é apenas iluminado pela luz do luar, mas tinha uma luz diferente. 

Quando vou me aproximando, vejo Pedro. Ele estava com uma calça jeans, camisa s blazer. Suas mãos estavam nos bolsos da calça. Tinha algumas velas ao redor encima da Pedra. 

Bibi: Pedro? O que faz aqui? - me aproximo dele. 

Pedro: achei que... viria pra cá. 

Bibi: escuta, me desculpe, Pedro. Juro que... nunca foi minha... - ele me interrompe. 

Pedro: shiuuu! - ele encosta seu dedo em meus lábios - eu falo, você escuta. 

Bibi: Okay... 

Pedro: não to bravo... 

Bibi: não? Nem triste? 

Pedro: não. Na verdade, tudo isso só me ajudou a... tirar minhas conclusões, finalmente. 

Bibi: como assim? 

Pedro: na semana que você e o Gabriel começaram a namorar, meus pais foram viajar, como sempre. Mas no começo da semana, antes de eles irem, eu e minha mãe tivemos uma discussão. Foi barra. E depois que tudo acabou, só tinha uma pessoa que eu queria desabafar, você. E eu não podia, porque te tratei feito lixo... e você não confiava mais em mim [paixão e confiança aumentada]. Você me mostrou que... o que eu fazia era errado. Eu só queria consertar tudo. Você mexe com minha cabeça, Bibi. - uma lágrima escorrer em meu rosto - você é a única pessoa que me fazia querer ficar com você, só com você, mais ninguém. Desde que... percebi isso, não tive vontade de ficar com mais ninguém. Só quero você. 

Bibi: Pedro... eu só quero você. Querendo ou não, eu me apaixonei pelo seu jeitinho. Gamei. - rimos fraco - me perdoa por esse plano bobo. Acho que... no fundo, eu só topei ele porque queria você de volta. E era a única maneira de fazer isso... sem me magoar. Acho que... paixão é mais complicado do que eu pensava. - dou uma risada com um choro. 

Pedro: com certeza... é complicado, mas... vamos conseguir... juntos. - ele enxuga minhas lágrimas - se tem uma pessoa que pode me fazer perder esse jeito meio... galinha, é você. Não quero mais ser assim, só... eu me senti bem, na hora, mas depois... era só um vazio aqui dentro. - ele aponta pro coração - até você chegar... e preencher esse buraco por completo.

Bibi: nunca me senti assim antes... com você é tudo diferente, intenso... acho que gosto disso. Kkk e não quero ficar sem isso, nem sem você. 

Pedro: Bibi... - ele tira uma caixinha do bolso - quer namorar comigo? Eu... to louco pra dizer “te amo”, e tem que ser pra você. 

~O que Bibi deve fazer? 

E aí? Qual o final da sua história?

 

~ Relação entre Bibi e Pedro

Bibi:  

Amizade = 100%

Atração = 100%

Paixão = 100%

Confiança = 100%

Pedro: 

Amizade = 100%

Atração = 100%

Paixão = 100%

Confiança = 100%

 

 

 

~Fim

~ Agradecimento ❤️

Eu queria agradecer mais uma vez por vocês sempre estarem do meu lado. Eu nem sei como dizer o quanto fico feliz quando leio comentários de apoio ou de elogios. Vocês são incríveis e eu amo muito vocês <3 

~ Aviso ⚠️ 

Como é tradição rsrsrs eu criei +2 fics e o links delas estão nas notas finais. Os nomes são: "Bibidro: Friends" e ela é uma mistura das séries “How I Met Your Mother” e “Friends”; e “Bibidro: The Flash”, bom é um pouco óbvio rsrsrs essa é inspirada na série “The Flash” e vai ter uma pegada científica, mas nada muito aprofundado, até porque não sou nem um pouco gênio em ciências.

Um beijão pra vocês e... falooouuuu!


Notas Finais


Bibidro - Histórias:

The Flash: Bibidro: The Flash
https://spiritfanfics.com/historia/bibidro-the-flash-10901894

Friends: Bibidro: Friends
https://spiritfanfics.com/historia/bibidro-friends-10901720

Obrigada por ler e pelo apoio nos comentários. Bjs.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...