História Big ink love - Capítulo 74


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bendy and the Ink Machine, Mickey Mouse
Personagens Bendy, Boris the wolf, Henry, Joey Drew, Mickey Mouse, Personagens Originais, Sammy Lawrence
Tags Cuphead, Gato Felix
Visualizações 50
Palavras 1.211
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Escolar, Ficção, Fluffy, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Suspense, Violência, Visual Novel, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


ATENÇÃO: Esse capítulo cai ser meio pesado...

Capítulo 74 - Thomas Drew


Continuação...

Nos separamos do abraço e Cups voltou a contar a sua história.

Cups:" Eu virei babá do Thomas e treinava para ser um matador de desenhos nas horas vagas, eu sempre escondi isso de Thomas o máximo o possível. Quando ele completou 20 anos de idade ele já estava casado e com filhos...mas depois disso ele ficou estranho, sei lá, não comia nada, não falava nada e a sua esposa não aguentou a frieza dele e o abandonou com o filho...eu nunca percebi o motivo de tamanha mudança...mas depois de algum tempo eu descobri...Edward tinha começado a torturar-los...eu me revolto com isso e deu a maior treta..."

Flashback de Cuphead parte 2

Eu estava com fúria nos olhos pelo que eu descobri, como Edward foi capaz disso? Eu queria matar-lo. Eu fui para a porta do escritório de Edward e dou um chute na porta de tanta raiva que a porta caiu no chão e se quebrou ao meio.

" EDWARD!!!"

Edward:" Como vai Cuphead?" Disse zombando da minha cara.

Eu falo nada e pego Edward pelo pescoço com apenas uma mão e o jogo contra a parede.

" Como pôde torturar o meu garoto e ainda o perturbar?" Perguntei quase chorando pela situação do meu filho.

Edward:" Eu apenas o torturei, mas o resto..."

" O que mais fizeram com ele?" Falei me segurando para não matar Edward naquele momento.

Edward:" Pergunte a ele..." Disse dando um sorriso maligno.

Eu o joguei com tudo no chão e fui atrás de Thomas para saber o que está acontecendo, fui até o quarto de Thomas e o encontrei triste no canto.

" Thomas..."

Thomas:" Papai?" Disse me olhando triste.

" O que está acontecendo com você?"

Thomas olha para o chão e começa a chorar.

Thomas:" Eu não sei...eu tenho tido pensamentos suicidas ultimamente..." Disse chorando.

Eu me sento ao lado dele e o abraço bem forte dando um beijo na bochecha dele.

" Pode contar tudo para mim, eu vou sempre te apoiar..." Falei acariciando a cabeça dele.

Thomas:" Eles me torturaram e...me...eu não consigo contar..."

" Pode me contar..." 

Thomas:" Eles a...a...eles abusaram de mim...doeu m-muito e f-foi horrível! Eu queria morrer naquele momento..." Disse caindo em lágrimas.

Tudo desmoronou em minha volta, meu coração parou de bater, comecei a perder os sentidos...eu queria matar quem fez isso...

" Eu vou resolver o problema sozinho, não se preocupe..." Falei segurando o choro.

Thomas:" Não faça nenhuma besteira papai..." Disse pegando no meu braço.

" Ok..." Falei saindo do abraço.

Thomas:" Esqueça o assunto..."

" Eu vou esquecer..."

5 minutos depois...

" VOLTE AQUI EDWARD E ME ENFRENTE SEU ESTUPRADOR!!!" Gritei de raiva.

Edward estava no escritório dele tentando desesperadamente sair daquele lugar. Eu o pego e o derrubo no chão, subo encima dele e começo a espancar-lo. O rosto de Edward não parava de sangrar com os violentos socos que eu dava nele...ele estava até zonzo.

Eu sentia prazer em espancar-lo.

Cada soco que eu dava mais aliviado e uma sensação maravilhosa...eu sei que isso é coisa de psicopata, mas no meu lugar, qualquer pai teria vontade de fazer isso...

Eu comecei a me lembrar de Thomas...

Thomas:" Eles a...a...eles abusaram de mim...doeu m-muito e f-foi horrível! Eu queria morrer naquele momento..."

Aquelas palavras não saiam da minha cabeça, o choro de Thomas estava gravado em minha mente...isso me corroía por dentro e matava a minha alma...eu queria que ele sofresse a dor que meu bebê sofreu...só que pior e eterna...eu queria mandar-lo para o inferno naquele momento...

Edward:" Pare Cuphead!' Gritou.

Eu tinha perdido o meu raciocínio e tinha virado um animal...eu dei um soco na cara de Edward que quebrou a mandíbula dele. Foi sangue para tudo que é lado, principalmente para a minha cara...eu já tinha matado vários desenhos então nem sangue mais me assustava...eu dei mais alguns socos em Edward até ele desmaiar, depois disso eu me levanto e vou até o banheiro para limpar o sangue.

Eu conferi se tinha alguém no banheiro e me tranco lá dentro...eu comecei a lavar as mãos cheias de sangue e meu rosto...quando fiz aquilo com Edward eu me senti livre...pois eu tive algo parecido com isso...

Meu pai era pedófilo.

Nem Mugs sabia disso, eu nem quero que ele saiba disso, eu sofri bocados com aquele monstro...o cara que deveria me proteger estava me machucando...eu não podia gritar por ajuda, pois a única pessoa que poderia me ajudar, minha mãe, estava morta...eu nunca entendi o que se passava na cabeça dele para fazer isso, ele era louco e nojento! Eu tinha raiva de tê-lo como pai...eu queria vê-lo morto...até hoje...

Quando olhei para trás vi Mugs horrorizado olhando para mim.

Mugs:" De quem era esse sangue?"

" Não te interessa..." Falei demonstrando sentimento nenhum.

Mugs:" Você está ficando ficando frio e sanguinário ultimamente, eu nem conheço mas o meu irmão Cuphead..." Disse triste.

Eu voltei para o mundo real, olhei para o sangue que escorria pela pia abaixo, como pude fazer isso...eu me descontrolei legal...eu sinceramente não me arrependo de bater no Edward mas o jeito que eu fiquei me preocupou bastante...eu virei um animal...

" O sangue é de Edward..."

Mugs:" DE EDWARD?!! P*** MERDA CUPS!!! O LORDE VAI TE MATAR!!!"

" Quero mais é que ele se f***..."

Mugs:" Por que?"

" Edward torturou e abusou de Thomas..." Falei começando a chorar.

Mugs ficou branco e quase caiu no chão com a notícia, pelo que eu conheço Mugs, ele está tentando esconder sua raiva...

" Irei ver como Thomas está..." Falei saindo do banheiro chorando.

Fui até o quarto de Thomas e...estranho, Jeremy Drew, filho de Thomas, estava chorando, ele nunca chora por besteira...eu entrei no quarto e vi ninguém, apenas Jeremy, comecei a sentir que algo deu errado por ali. Fui até o banheiro e me deparei com uma cena que marcou a minha vida...

" T-T-Thomas?"

Thomas estava na banheira com os pulsos cortados sangrando...e morto...

Eu corri para ajudá-lo mas era tarde de mais...eu peguei ele é comecei a balançar-lo com fé que teria resposta...mas nada...

" THOMAS!!! THOMAS!!! MEU BEBÊ!!! SOU EU!!! SEU PAI!!!..." Gritei desesperado e chorando.

Comecei a ficar tonto, meu coração começou a parar de bater e comecei a ver tudo embaçado...eu apenas queria morrer junto...e era isso que eu iria fazer...

Peguei a mesma faca que Thomas usou para se matar e a coloquei sobre o meu pulso, eu queria fazer isso o mais rápido o possível...mas uma coisa me atrapalhou...

Jeremy:" Papa? Papa? Papa?" Disse engatinhando no chão e indo até a banheira. Eu o pego no colo e o deixo na sala, pois nenhuma criança deve ver o pai morto...

Mugs:" O que aconteceu aqui?" Falou entrando no quarto.

" Olhe a banheira..." Falei ainda em choque.

Mugs cai até o banheiro e vê a cena, eu só ouvi o barulho de Mugs desmaiando no chão...

Jeremy:" Papa?"

" Papa não irá voltar meu amor, mas eu irei cuidar de você..." Falei o abraçando forte e começando a chorar.

Vi Edward passando na porta do quarto com o rosto ensanguentado.

" Edward, olhe lá a banheira..." Falei sorrindo, mas não um sorriso simpático ou fofo, e sim um sorriso de revolta, de ódio...

Edward foi até o banheiro e viu também a cena...ele me olhou assustado.

" Viu Edward? E a culpa...foi toda sua..."

Edward olha novamente para a banheira com um olhar indignado e horrorizado...

Ele tem que morrer...

Fim do Flashback de Cuphead 

" Mas como você sabia que era.o Edward que abusou de Thomas?"

Cups:" Eu o conheço a muito tempo..."

" Cups, quero a verdade..."

Cups:" Edward meio que é..."

" Que é?"

Cups:" O meu pai..."

...

Tô passada...



Notas Finais


EITA EITA E EITA!!!
Gostaram?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...