História Bigbang- A mafia - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Big Bang
Personagens D-Lite (Daesung), G-Dragon, Personagens Originais, Seungri, T.O.P, Taeyang
Visualizações 6
Palavras 789
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Festa, Harem, Hentai, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Capitulo 3


Fanfic / Fanfiction Bigbang- A mafia - Capítulo 3 - Capitulo 3

[ Seul - Coreia do Sul ; 8:00 ]

Pov Kika

Acordei um pouco mais cedo para andar por aí sem ninguém atrás de mim. A esta hora Ellyot, Butz e Mary ainda estão a dormir e vão continuar por algum longo tempo. Então tenho tempo de ir a um café qualquer tomar pequeno-almoço .

Desci as escadas e peguei na chave do meu carro, apesar de cada um ter o seu próprio carro é a Butz que trata do transporte pois a mesma disse que tinha nascido para conduzir.

Conduzi até ao café e estacionei um pouco ao lado. Entrei no estabelecimento e olhei ao redor analisando o local, possivelmente um próximo alvo a ser assaltado, mas deixo isso para depois.

Fui até uma mesa e logo um funcionário veio anotar o meu pedido. Peguei no meu telemóvel e comecei a mecher em aplicativos ao calhas só para passar o tempo de espera.

[ Seul - Coreia do Sul ; 8:00 ]

Pov G-dragon

Acordei mais cedo de propósito para poder comer sozinho. Eu gosto muito dos rapazes mas as vezes é preciso passar algum tempo sozinho principalmente quando se tem uma criminosa que não te sai da cabeça.

É errado de mais e perigoso de mais, eu não posso por e simplesmente estar a pensar constantemente numa mulher que vi uma vez na vida e ainda por cima vive no mundo do crime.

Apesar de ela ter aqueles lindos longos cabelos pretos e olhos da cor do céu que eu era capaz de ficar horas e horas à fio só a olhar pra eles. E aquela voz tão doce. E eu estou a pensar outra vez nela.

Com estes pensamentos todos percebo que já tinha chegado ao café que ia comer. Desci do carro e entrei. Ao olhar para o local reparei que tinha uma rapariga numa mesa ao fundo com traços bastante parecidos com a "minha" criminosa.

Mas acho que não poderá ser ela já que é uma fora da lei procurada e não poderia sair assim normalmente à rua. Mas ela é temida pelas pessoas acho que se alguém se atreve-se a meter com ela seria o último dia de vida.

Se eu for para ao pé dela será que vai dar nas vistas que quero ficar mais próximo ou ela nem vai reparar? Não saberei se não tentar.

Puxei a cadeira da mesa ao lado dela e me sentei, ela olhou para mim mas logo depois voltou a prestar atenção no telemóvel. O seu pedido chegou fazendo-a largar assim o aparelho. O garçom veio ter comigo anotar o meu pedido. Quando este se retirou eu voltei a olhar pra ela, prestei bastante atenção nos mínimos detalhes, ela era muito delicada para uma mafiosa, a maneira que comia, bebia e até mesmo pegava no guardanapo era tão...única.

Tava a observar a minha musa até que ela olha para mim e percebe que eu a observava. O meu coração para por um momento e as minhas bochechas ganharam uma tonalidade rosada.

Ela fica a olhar para mim durante um tempo, mas voltou a prestar atenção na comida. Olhei para a mesa e abaixei a cabeça para não dar pra ver a minha tonalidade rosada de pele.

[ Seul - Coreia do Sul ; 8:50 ]

Pov Kika

O meu pedido tinha chegado e eu comecei a comer. Senti um olhar sobre mim e olhei ao redor à procura da pessoa que me observava.

Olhei para o lado e percebi que um rapaz,bem bonito por sinal, olhava para mim fixamente. Retribui o olhar e as bochechas dele ficaram rosadas, achei fofo mas voltei a comer.

O meu telemóvel tocou e o nome e uma foto do Ellyot apareceu no ecrã. Deslizei o dedo e coloquei o telemóvel ao pé do ouvido.

Kika - Sim?

Ellyot - Kika? Onde estás?

Kika - Em um café. Porque? Aconteceu alguma coisa?

Ellyot - É que eu acordei mais cedo que o habitual porque recebi uma ligação.

Kika - Que ligação? De quem?

Ellyot - Bem...

Kika - Diz logo!

Ellyot - Do teu pai. O teu pai me ligou. Ele está a vir pra cá. Daqui a uma semana ou menos ele chega.

Desliguei a chamada. Como assim ele está a vir pra cá?

[ Seul - Coreia do Sul ; 11:00 ]

Pov Taeyang

Estou preocupado com o GD. Desde aquele dia do assalto ele anda estranho. Cada vez que nos falamos de quanto assustador foi aquele dia ele solta um pequeno sorriso como se lembrasse de algo bom naquele dia.

E eu acho que sei o que é. Aquela garota que impediu que o tal de Ellyot nos tirasse os nossos valores. Eu não quero que ele fique com ela na cabeça, pode acabar por se envolver em problemas.

Mas quando o GD mete uma coisa na cabeça dificilmente esquece ou desiste dessa ideia.


Notas Finais


Espero que tenham gostado.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...