História Black Sky - Park Jimin - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Visualizações 50
Palavras 1.543
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Terror e Horror, Violência
Avisos: Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olha eu aqui ksksks
Minha pausa começará semana que vem só para avisar rsrs
Espero que gostem
Desculpa os erros
Boa Leitura!

Capítulo 1 - 30 dias de Noite


Fanfic / Fanfiction Black Sky - Park Jimin - Capítulo 1 - 30 dias de Noite

Olá, seja bem-vindo, nós estamos em Alasca, minha cidade natal. Eu nasci, e cresci aqui, posso dizer que é um lugar bom para se morar, ou não, como seja

A cidade inteira é coberta por neve, então estamos sempre usando um casaco, seja tanto fora, tanto dentro de casa, todos os dias são assim.

Porém, hoje eu não posso falar a mesma coisa, Alasca mudou muito, e vocês irão entender, pois agora, eu irei contar uma longa história.

1 março de 2012 [13:00 PM]

No momento estou em meu trabalho, estou trabalhando como policial, mesmo não sendo um trabalho muito apropriado para mim. Eu e junto com o guarda Jimin estávamos passando de carro pelas ruas de Alasca, quando uma multidão estava na frente da passagem

—O que estão fazendo na rua? —pergunta Jimin, enquanto sai do carro

—O que deve estar acontecendo? —pergunto curiosa

—Vamos ver —afirmo, andamos até onde estavam as pessoas, passamos por elas e no deparamos com uma briga

—PAREM VOCÊS DOIS —Diz Jimin indo separa-los —É melhor terem uma apropriada explicação

Levamos os dois conosco, queríamos saber o motivo da briga. Depois de minutos, chegamos, abro a porta e os dois caras saem do carro, levo-os para dentro, os guio até uma sala e lá esperamos o guarda Jimin chegar

—Você pode ouvir pelo o telefone —diz ele entrando na sala onde os dois estavam

—Sim —respondo rapidamente, eles começaram a conversar

—Eu estava em casa, com meus filhos, quando um cara todo ensanguentado invade minha casa, peguei minha arma e atirei eu seu estômago —da uma pausa —mas ele não morreu

—Como não? —pergunta Jimin

—Ele levantou rápido, e venho para cima de mim, atirei em sua cabeça, e ele morreu, quando fui procurar meus filhos eles não estavam lá ...sai para fora de casa e vi esse homem com eles —responde com um tom de raiva

—E assim começou a briga entre vocês? —Jimin pergunta

—Sim —responde o outro homem

—Bom, então você está liberado, já você —aponta para o acusado —você falará com o Juiz —diz Jimin se levantando

Corri atrás dele, já que seus passos estavam rápidos

—Onde vai com tanta pressa? —pergunto

—Irei ver o corpo —responde sério

—Eu irei junto —falo e ele apenas concorda

Entramos no carro, e fomos a caminho da casa onde estava o corpo, o caminho inteiro Jimin estava sério, nunca o vi tão sério assim, ele deve estar querendo descobrir isso sozinho, eu irei o ajudar. Chegamos no local, locamos nossas luvas e entramos na casa, estava tudo destruída

—Esse homem fez a bagunça aqui —falo enquanto vou em direção ao sangue esparramado no chão

—Sim, pelo jeito foi feio isso aqui —diz ele analisando o corpo, concordo

O sangue que estava no chão, estava preto, o que me deixou curiosa, coloquei um pouco de sangue em um vidrinho, irei levar para o laboratório; Jimin me chama, corro até ele e pergunto:

—O que aconteceu? —pergunto me ajoelhando ao seu lado

—Olha isso —aponta para a boca do homem, que estava com um tipo de carne de humano

—Meu Deus —falo assustada —o que é isso? —eu já estava apavorada, Jimin percebendo me tira dali

—Fica aqui fora —pede, afirmo e ele entra novamente na casa, fico o esperando alguns minutos lá fora, ele estava demorando de mais, quando ouço o grito dele, pego uma arma e entro na casa

Abro a porta e vejo o homem em cima dele, miro na cabeça dele e atiro

—Mas ele não estava morto? —pergunto já tremendo

—Não —diz igual um sussurro, ele pega um facão que estava na casa e corta a cabeça do homem, que até alguns segundos atrás estava vivo —eu acho que, ele só morre se cortarmos a cabeça fora

—Se machucou? —pergunto ele nega —Vamos embora —o puxo indo para fora —Vamos para o médico — falo girando a chave do carro

—Mas eu já disse que estou bem —fala ele pondo o cinto

—Mas quero ter certeza se você não foi infectado —ele fica confuso —e se aquele homem ter algum tipo de infecção? JIMIN OLHA SEU ROSTO ESTÁ TUDO SUJO DE SANGUE, e se você não engoliu sangue dele? —falo enquanto dirigia em direção ao hospital

—Ta bom —essas foram suas únicas palavras

Visão de DS

—Meu horário acabou, tchau pra vocês —me despedi de todos, estava saindo com meu amigo, quando encontramos uma bela moça

—Eu acho que ela também trabalha aqui, olha seu uniforme —fala meu amigo

—É, deve ser, vamos falar com ela —ele concorda, fomos até a moça, ficando ao seu lado — Olá bela moça —voz de paquerador

—Oi —responde —Vocês também trabalham aqui? —pergunta

—Sim, e pelo visto você também gracinha —meu amigo da uma risadinha

—Ah, sim! Vocês já estão indo embora? —ela pergunta olhando para os lados

—Sim, mas se quiser conversar estamos aqui —falo sorrindo

—Ah, quero sim! Quero saber mais sobre este lugar —fala ela admirando o céu

—Eu preciso fazer xixi —meu amigo fala —vou ali e já volto —concordamos, e ele vai para o canto

Visão de DS Off

Visão de Louis On

Fui para algum canto fazer minha necessidade, depois de fazer meu xixi, fechei o zíper de minha calça e me virei para ir até eles, estava a ir quando alguém me puxa para trás, fazendo eu gritar

Visão de Louis Off

Visão de DS On

Eu e a moça, qual o nome era Liza estávamos conversando quando Louis grita, viramos para trás e não o vimos

—Louis? Ta aí? —ando até ficar em frente ao escuro onde ele estava —Isso não tem graça —falo novamente, estava prestes a voltar mas alguém joga algo em mim, e era... A CABEÇA DELE

Fico chocado, jogo sua cabeça para longe e corro até a moça, mas alguém a puxa para cima, fico assustado, corro para o portão, mas estava fechado, procuro por algo para tentar abrir o mesmo, mas não encontro

—Merda —fico irritado, tentei procurar novamente, e enquanto procurava ouço algumas latidas vindo a atrás de mim, me viro e vejo três cachorros grandes e ferozes —oi amiguinhos, então, eu já estava saída —tento sair mas eles correm em minha direção

Consigo desviar, corro para o portão e tento escalar, porém os cachorros São mais rápidos e acabam mordendo minha perna, me impedindo de continuar

—NÃO —grito antes de morrer

Visão de DS Off

Visão de Jimin On

—Viu, eu não estou com nada —falo tentando acalmar S/n

Aish, que bom! —coloca a mão no "coração"

—Tava tão preocupada assim? —pergunto rindo

—Claro seu... Aff —me dá um soquinho no braço, rimos

Ficamos rindo, estava tão bem rir ao lado dela, porém, alguém entra correndo desesperado

—O que houve? —pergunto

—ELES ESTÃO LÁ FORA —grita desesperado

—Eles quem? —pergunta S/n

—Eles querem nos matar —ele estava muito assustado

Andei até a porta e vi algumas pessoas nos telhados de algumas casas

—Irei ver o que é isso —falo, estava a sair mas S/n puxa meu braço

—Espera! Vamos primeiro na cafeteria, me ligaram falando que várias pessoas escondidas lá —fala S/n guardando o celular em seu bolso

—Tudo bem, vamos para lá —falo abrindo a porta —E você, se esconda —saio e Se/n vem atrás

Fomos correndo mesmo, a cafeteria não era tão longe, quando entramos no local, podemos ver várias pessoas assustadas olhando para as janelas ou portas, observando lá fora

—O que são eles? Alguém sabe? —pergunto querendo obter respostas

—Não —o homem que trabalha lá fala

—Vampiros —um garoto lá do fundo diz

—Vampiros? —tem certeza disto? —pergunto, aliás, porque eles seriam vampiros?

—Sim, acredite se quiser —fala calmamente —se não sairmos o mais rápido possível daqui, nós todos vamos morrer —fica observando lá fora

—Ah, de qualquer modo, obrigado! Verei o que podemos fazer —falo saindo

—Lá fora está muito perigoso —exclama S/n

—Irei voltar para a delegacia —diz —quer vir? —pergunto e ela concorda

Saímos da Cafeteria e fomos para a delegacia, mas antes, ele pede para eu a deixar no laboratório, e assim fiz, nos despedimos e ela entra no lugar e eu saio com o carro

Visão de Jimin Off

Visão de Lay On

Eu estava assistindo TV, quando ouço minha mulher gritar, pego minha espingarda e corro para a cozinha, quando vejo, ela está sendo arrastada, corro até ela, mas ela já havia passado da janela, vou para fora de casa e vou em sua direção

Tento segurar em sua mão, porém, quem estava a puxando era mais rápido e acabou por desaparecer embaixo de uma das casas, olho embaixo da mesma, com esperança de ver minha mulher, mas a única coisa que pude ouvir foi seu grito de desespero

E a perdi! Sinto uma respiração a minha frente, me afasto um pouco e a criatura também, pude ver seu rosto, seus olhos eram pretos, sua pele era branca, suas unhas eram enormes e possuía dois caninos grandes e afiados, enquanto o resto dos dentes eram apenas afiados

Fechei meus olhos e esperei pelo o pior, esperei alguns segundos e abri meus olhos, e não o vi mais ali, o sol estava preenchendo todo o lugar, com certeza ele não pode sair no sol ... Quero saber o que ele é!

Voltei para minha casa, joguei a espingarda longe e vi um noticiário no jornal que dizia

"Alasca, se prepare para os 30 dias de noites"

Então quer dizer que teremos 30 dias, sendo apenas noite? É isso é bom... Ou ruim?...


Notas Finais


Essa escrita é baseada no filme "30 dias de Noite", eu aconselho muito a assistirem este filme, tem o 1 e o 2, faz tempo que assisti ele, mais ou menos uns 2 anos atrás, porém voltei a assitir novamente e então quis trazer uma escrita baseada nele. Para você que gosta de vampiros, irá gostar. Bjsss 😘♥

Siga-Me: @_Ayck


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...