História Bleed The Same Away - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Mitologia Nórdica
Personagens Personagens Originais, V
Tags Drama Kpop
Visualizações 10
Palavras 2.037
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Mistério, Misticismo, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá pessoal, eu estava pensando em escrever essa fanfic a um bom tempo mas não conseguia começar então por favor me digam se gostaram ou não, se eu devo continuar ou não bjs ~~

Capítulo 1 - O livro das Sombras


Fanfic / Fanfiction Bleed The Same Away - Capítulo 1 - O livro das Sombras

          O livro das Sombras

Briana

Não podemos simplesmente escolher o quarto do alojamento? precisamos necessariamente dessa apresentação formal com todo o comitê estudantil? Não é como se eles estivessem lá para ter novos amigos mãe, eles só querem aprender feitiços e se gabar com uma varinha por ai! – Disse, enquanto abria e fechava uma frestinha da janela do carro.

Precisamos Briana, você não pode querer fazer tudo do seu jeito sempre minha filha – Dizia minha mãe com os olhos na estrada que por sinal a cada km passado parecia mais sombria, corvos por todo os lados, muita neblina bem típico de uma escola de bruxaria.

Surpreendente – pensei alto e minha mãe me olhou com uma cara de quem já sabia que depois dessa frase viria uma outra que ela odiava.

Você não vai dizer isso outra vez dona Briana – Ela disse me olhando de canto de olho e continuou a falar – É seu primeiro dia, você não pode ficar um pouco animada?

Não estou animada mamãe, estou ansiosa – disse observando o castelo já aparente, pensar em entrar em um novo ambiente escolar é insano ainda mais quando você sai de uma escola de humanos sem magia para uma escola movida a magia é simplesmente assustador, não sei se vou me adaptar ou ser bem aceita no meio de pessoas que tem o conhecimento do seu próprio poder, que é uma coisa que eu não tenho nem capacidade de entender, o funcionamento da minha magia canalizada, até hoje eu tive duas experiências com magia e elas vieram com explosões de sentimentos, a primeira foi quando tive que aceitar a perda do meu pai e a segunda quando eu consegui o meu estágio no hospital, sempre quis trabalhar em um lugar que eu pudesse ter a dadiva de cuidar de pessoas doentes, dar o meu melhor para que elas pudessem se sentir melhor, mas com a mudança para essa escola tive que deixar tudo para trás o que me deixa bem chateada, não sei se vou conseguir dar o meu melhor para a magia.

Fiquei sabendo que você pode ter um trabalho de meio período aqui amor, contanto que você não esqueça das suas aulas – Mamãe disse quando percebeu que eu estava perdida em longos pensamentos.

Eu só espero que as pessoas não sejam estupidas ou arrogantes aqui – disse mudando o assunto, não estou pensando em trabalhar agora, preciso conhecer a escola e seus tão prestigiados métodos de ensinar magia.

Chegamos ao portão principal e a primeira coisa que vimos foram todas as pessoas deixando seus carros e entregando as chaves aos manobristas que para mim pareciam ser todos idênticos. Olhei para os arredores e tudo parecia ser uma grande floresta, nada mais que floresta, a minha frente está um portão gigante prateado mais com algumas marcas de ferrugem, atrás de mim tinha uma fila enorme de carros e mais adiante um pátio com vários pais e filhos com uma roupa esquisita preta e prateada, eram como moletons para os garotos e um conjunto com saia para as meninas ambos tinham 2 listras prateadas nas laterais.

Vamos Briana - minha mãe disse me encorajando a dar um passo para dentro do pátio deste enorme castelo velho mais conservado - Você vai gostar daqui, não é o da sua avó mais dizem que esse é o melhor, ele escolheu você meu anjo.

Tudo bem eu só preciso de um minuto – Eu disse recuando e seguindo até uma árvore virando a esquina do castelo, se segurei na árvore e respirei fundo observando as folhas secas caídas no chão

É assustador não é? quero dizer entrar em um mundo totalmente diferente do que você é acostumada ... – Uma voz disse e eu em assustei, cheguei a olhar para arvore para checar se não era ela quem estava falando comigo, mas então percebi que sentada embaixo da arvore havia uma garota com cabelos ruivos e cacheados com o uniforme da escola e com o rosto tranquilo mais inchado de tanto choro – Me chamo Avena - ela disse ainda me olhando e até me deu um meio sorriso

Me desculpe incomodá-la, eu precisava tomar um ar antes de entrar pra essa escola – disse apontando para o castelo – Muito assustador, me chamo Briana pelo visto, também é seu primeiro dia aqui – disse chegando um pouco mais perto e me sentando ao seu lado.

É o primeiro dia de todos que estão no pátio da escola, os estudantes antigos estão em aula para não causar tumulto – Avena disse, ela parece ser muito inteligente mais um pouco tímida me surpreende ela ter falado comigo sem se esconder.

Como você sabe disso? – Disse pegando uma folha e a despedaçando

Eu li tudo sobre a escola antes de vir, a única coisa que eu não sei é que aulas teremos já que a escola insiste em manter em sigilo e também não sei sobre os horários – Avena explicou o seu método e eu concordei com ela, eu deveria ter feito isso também, tudo o que eu for ver vai ser novidade, não tive interesse nenhum em pesquisar sobre o novo lugar em que eu viveria, que grande besteira eu fiz vou ficar igual uma tonta andando e pedindo informações de para onde devo ir!

Eu confesso que estou perdida, não pesquisei nada cobre esse lugar – Disse ainda com a cabeça baixa e Avena deu uma risadinha baixa.

Tudo bem Briana, vou ajuda-la por aqui – Ela disse sorrindo pra mim e eu retribui o sorriso concordando. Um barulho forte ecoou em nossos ouvidos e Avena disse – Vamos lá está na hora de nos despedirmos de nossos pais e começarmos a ver nossas aulas, horários e alojamento – Andamos juntas até onde estavam nossos pais e entramos pelo portão, Apresentei Avena para minha mãe e Avena apresentou seus pais para mim.

Vocês ficaram lindas com esse uniforme, Realçou os olhos de Briana e os cabelos de Avena – Disse a mãe de Avena e a minha mãe concordou com brilho nos olhos, eu sabia que em qualquer momento ela choraria e então por relance eu olhei para as minhas roupas e realmente... eu estava usando o uniforme, eu sei que está escola é magica mais não consegui me adaptar com mudanças tão rápidas de roupa e abri um grande e perfeito ‘’ o ‘’ com a boca e todos riram.

Vai dar tudo certo filha – Minha mãe disse me abraçando – volto nas férias de verão para te ver ... eu te amo muito – ela disse depositando um beijo na minha testa e depois me abraçando.

Eu também te amo mãe – Disse fechando os olhos e escutando mais uma vez o sino de antes.

Vamos Briana esse é o último sino – Disse Avena e eu soltei a minha mãe, indo até a porta principal do castelo com Avena que acenava para os seus pais, dei uma última olhada na minha mãe sentiria muito a sua falta durante todo esse semestre.

Ual – Eu disse quando entramos pelas portas do castelo, as aparecias realmente enganam, o castelo é totalmente lindo e organizado, parece muito maior por dentro e também tem cores harmônicas nas paredes, os estudantes parecem muito ocupados e nem notavam que estavam passando por novatos, sempre com um livro embaixo do braço e uma varinha na mão, uns se gabavam das varinhas adquiridas como eu disse que seria, outros tentavam feitiços sem sucesso e alguns conversavam.

Esses livros, também vamos receber ele se chama ‘’ Livro das sombras “– Avena disse quando percebeu que eu olhava fixamente para um na mão de um estudante que se gabava de sua varinha.

Porque cada um é de uma cor? – Eu disse ainda olhando para o do garoto com um uniforme preto com verde

Cada pessoa tem a sua cor e essência Briana – Avena riu colocando uma mecha de seu cabelo para trás e continuou andando, mas eu ainda tinha muitas dividas sobre o caderno e então lhe perguntei

Para que serve esse tal Livro das sombras Avena? Ele por acaso é magico? – Disse tentando seguir seus passos Avena é bem alta então suas pernas são mais compridas.

Ele Não é considerado magico mas eu acho ele o objeto mais magico de todos os outro pelo simples fato do conhecimento, o livro das sombras é o nosso diário magico, onde registramos nossos encantamentos, feitiços e experiências feitas. Nele transcrevemos todo os sortilégios que achamos interessantes como nossos pensamentos e tudo que for relevante – Ela disse fazendo gestos e quase pulando de alegria – Eu quero muito receber o meu – ela continuava eufórica

Eu achei bem interessante, tirando o fato de eu ter medo que alguém veja o que eu escrevi nele – Disse pensando na hipótese de não usar um.

Para isso existe um feitiço que só permite que você abra ele, muito legal né? – Avena dizia enquanto virava vários corredores sabendo exatamente pra onde ir e eu a seguia já que para mim todos os corredores eram os mesmo, estou totalmente perdida no meio de tanta gente em um lugar tão grande, estou com medo e assustada, o que me ajuda é que eu tenho Avena para me ajudar enquanto eu não sei para onde ir ou como ir.

Ei você já tem uma colega de quarto? – Avena parou no meio do caminho me olhando, abri a boca para falar mais desisti apenas balancei a cabeça negativamente- Agora tem – ela disse entrando em uma sala bem grande, nessa sala tinha um sofá vermelho aveludado com uma luz fraca, um balcão bem posto e um monte de estantes com livros que ao meu ver pareciam bem velhos – essa é a sala de planejamento, onde vemos o nosso quarto, essa escola temos a vantagem de escolher nossas amigas de quarto, como são três deixamos uma cama vaga caso apareça alguém pode ser ? – Avena disse e eu concordei com ela e então ela apertou o sininho de mesa e uma senhora velinha apareceu no fundo do corretor vindo até nós e parando em frente ao balcão onde estávamos esperando

Bem Vinda Briana e também Avena, estava esperando por vocês – A velinha simpática disse e nos deu um sorriso, Avena retribuiu o sorriso e por impulso eu disse – É ótimo vela Anastásia – E depois tampei a minha boca, como eu poderia saber o nome desta velinha? Ela deu uma gargalhada baixinha e disse – Está claro que você tem os dons da sua avó minha querida – Ela disse e Avena pareceu surpresa.

Você conhece a minha avó? – Eu perguntei curiosa para ouvir a resposta

Eu já fui professora dela na sua escola de magia e você se parece muito com ela quando era jovem, podemos dizer que você é idêntica a ela - Anastásia disse e eu sorri para ela.

Com licença? É aqui onde escolhemos o alojamento? – um garoto entrou pela porta parecendo meio perdido, ele tinha cabelos cinza e meio ondulados era bem alto e magro com traços asiáticos e estava usando o uniforme preto e verde que eu tinha mencionado antes, estava com seu livro das sombras e um monte de outros livros embaixo.

Bem Vindo Zachary, está no Lugar certo – Anastásia disse e sorriu – Sente-se já te chamo – continuou e então nos mostrou os quartos e escolhemos um perto do lago leste parecia ensolarado mas não muito quente nem muito frio.

Perfeito - eu e Avena dissemos juntas, agradecemos a Anastásia e saímos pela porta com a chave do nosso novo quarto em direção ao pátio principal.

Vamos até a sala do meio Briana lá se encontra o Medidor do caderno das sombras – Avena parecia muito animada e confesso que eu também estou, quero muito saber qual vai ser a cor do meu, Avena foi até o medidor onde tinham milhares de alunos que não sabiam como mexer estavam e então Avena ensinou todos e por fim foi sua vez de saber a cor do seu Livro.

Azul – ela festejou com uns pulinhos e todos ficaram felizes por ela – Azul significa magia com a água - ela me explicou e eu achei que combinaria muito com ela, fiquei feliz e caminhei até o medidor fazendo todo o procedimento e então pegando o meu.

Branco – eu disse alto e todos pararam de festejar e me olharam meio inquietos inclusive Avena e depois eu ouvi um falatório e então uns “ nossa “ e também “parabéns”, Avena veio até mim e me abraçou e em seguida ela disse ....


Notas Finais


Espero que tenham gostado, até mais 🐥💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...