História Boku no Hero (Interativa) - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Personagens Aizawa Shouta, Asui Tsuyu, Bakugo Katsuki, Lida Tenya, Midoriya Izuku, Mineta Minoru, Personagens Originais, Present Mic, Todoroki Shouto, Uraraka Ochako, Yagi "All Might" Toshinori
Tags Boku No Hero, Nova Geração Interativa
Visualizações 94
Palavras 1.263
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Droubble, Ecchi, Escolar, Esporte, Fantasia, Festa, Ficção, Fluffy, Hentai, Josei, Lemon, Luta, Orange, Romance e Novela, Seinen, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Shounen, Survival, Suspense, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Num veio tão rápido quanto o anterior mais veio ;w; Eu confesso que esse cap não saiu como eu queria mas saiu bom (mentira) eu acho.

Agr fiquem com o cap

Capítulo 4 - Capítulo 3


Se passado exatamente 8 minutos do nada mais robôs distrações apareceram e eu já sentia que ia desmaiar se ultrapassar o meu limite, Bakugou-san e Kuro-kun me livraram de ser esmagado algumas vezes e eu os agradeço mentalmente por isso.

 

Um robô estava muito longe e mesmo se eu corresse rápido não daria para chegar a tempo de conseguir pontos já que havia outros de olho. Encostei minha mão no chão fazendo madeiras da árvore Sakura surgirem do chão e fosse em direção do robô e quando chegou eu consegui quebrá-lo e um sorriso foi posto nos meus lábios mas sumiu quando senti a tontura vindo e minha visão ficar um pouco escura.

 

Escutei um barulho extremamente ensurdecedor atrás de mim e ao me virar para trás me deparo com um robô que não valia pontos e eu estava quase para desmaiar ali, Kuro-kun tapava seus ouvidos quase chorando ali mesmo, e Bakugou-san quando ia tentar fazer uma coisa eu já estava me sentindo mole e quase desmaiando mas antes de morrer um lobo vem até mim mordendo a gola da minha camisa e me levando para longe, eu agradeci o ser humano com todas as palavras bonitas que eu conhecia.

 

Ao estar em uma distância segura o lobo ou a loba me solta e me observa, após alguns segundos ela ou ele simplesmente vai embora para tentar conseguir mais pontos. Eu não fiquei para trás e comecei a correr quase tropeçando no meu próprio pé mas ainda sim estou correndo, havia perdido a conta de quantos robôs eu havia conseguido quebrar,não que eu tenha destruídos tantos assim eu apenas parei de contar quando eu havia destruído o quinto robô.

 

Quando percebi que faltava apenas alguns segundos para a prova acabar avistei um robô que valia algum ponto, eu naquela altura não queria saber o quanto ele valia, apenas queria saber se era algum ponto a mais para mim.

 

Quando ia tentar me aproximar para encostar no robô ouço um choro, olho de relance e vejo que um dos participantes no chão, chorando e um robô que serve para distração quase o esmagando e ele não tentava nada, deve faltar nos máximo 10 segundos para a prova acabar e então uma batalha começou na minha mente.

 

“Eu o salvo?”

 

“Mas eu perderei pontos”

 

“Ele deve ter quebrado alguma parte do corpo e não consegue se mover”

 

“Se faltar pontos para eu passar e eu desperdiçar? Eu irei reprovar”

 

“Mas ele pode ser esmagado ali mesmo”

 

“Eu abrirei mão do meu sonho para salvar alguém? “

 

“Mas ser um herói é salvar pessoas e ajuda-las”

 

Corri para a direção daquele robô extremamente grande e encostei minha mão nele fazendo que virassem flores de Sakuras, no mesmo instante a prova acabou e eu senti a minha cabeça bater no chão.

 

⌚Quebra do tempo⌚

 

Se passaram exatamente 1 semana e meia desde que eu fiz a prova prática para entrar na Yuuei e nenhum sinal de que eu fui aceito e isso acabava comigo e a cada segundo eu sentia a insegurança me consumir quase por completo.

 

Quando eu tinha desmaiado Bakugou-san me falou que eu fui para a enfermaria e que ela havia me levando em estilo princesa, quando eu havia acordado Bakugou-san e Kuro-kun estavam na enfermaria me esperando acordar e isso me deixou extremamente feliz, senti que era importante para alguém, digo,havíamos nos conhecido no mesmo dia e nesse mesmo dia eles já falavam que eu era o melhor amigo deles.

 

Após isso eu fui encaminhado para a minha casa e depois de muita insistência do Kuro-kun e Bakugou-san para me acompanhar para casa eles venceram e mesmo eu não querendo eles me acompanharam, eu fiquei eu pouco receoso se eu deveria ter feito aquilo e ter perdido pontos….……… Droga, não era hora de se arrepender, pelo menos o garoto havia ficado bem……….. Eu acho.

 

Por incrível que pareça eu consegui pregar o olho naquela noite e eu dormi trocando mensagens com Kuro-kun e Bakugou-san em um grupo que criamos no famoso Whatsapp.

 

Ao acordar eu estava um pouco preguiçoso mas estava como fome e lembrei que eu não tinha comprado ontem algo para fazer o café da manhã hoje, bati na minha testa e depois de minutos eu me levantei quase caindo no chão e tropeçava no próprio pé e se duvidar até no próprio ar, coloquei um moletom que tinha um desenho de um cachorro tomando café,coloquei uma sandália qualquer, uma calça frouxa preta e peguei minha carteira e coloquei no bolso de trás, passei na cozinha para beber água e fui até a porta de olhos fechados por causa do sono.

 

Mas antes de sair uma coisa me chamou a atenção, uma carta, antes de sair eu quase ia pisando em uma carta, peguei ela na mão e tentei ver do que era mas estava totalmente branco então resolvi abrir, tomei um susto gigante ao ver uma mensagem gravada em forma de holograma saindo da carta e quando parei para ver se tratava do resultado das provas da Yuuei. Me sentei no chão e coloquei a carta na minha frente para ouvi-la, eu me sentia nervoso e com medo de não passar, mas me lembrei daquilo que Bakugou-san havia falado e tentei relaxar um pouco antes de pensar coisas negativas.

 

“Olá jovem! Vim falar o resultado dos exames que você fez, bom, sem mais delongas vamos lá!

 

Na prova escrita você passou com a nota máxima”

 

Um sorriso brotou nos meus lábios.

 

“Mas na prova prática você precisava de mais 1 ponto para passar, se você tivesse destruído aquele robô você teria passado”

 

O sorriso sumiu e já sentia os meus olhos arderem, eu ia chorar para toda a eternidade agora, me encolhi e escondi meus rosto entre os meus joelhos.

 

“Porém, vimos que você sacrificou o seu precioso ponto para ajudar outro participante e consideramos essa ajuda que você fez para salvar aquele outro participante como um ponto de resgate ”

 

Olhei para a mensagem com os olhos ainda cheio de lágrimas e fungando um pouco.

 

“Parabéns Tsuyoi Sakuya, você entrou na Yuuei, suas aulas começaram segunda que vem,você é da turma 1-A, não se atrase no seu primeiro dia”

 

Ouvi meu celular tocar em cima da cama, eu conseguia ouvir daqui o meu toque, levantei e fui andando com cara de paisagem até o meu quarto e nem vi quem era, apenas atendi.

 

-“TSUYOI-CHAAAAAN EU PASSEI AAAAA,EU NÃO ACREDITO NISSO, EU CONSEGUI PASSAR NOS TESTES DA YUEEI”- Era Kuro-kun, eu ainda me mantia quieto e com cara de paisagem -” Tsuyoi-chan?”- Após alguns segundos em silêncio voltei a chorar só que dessa vez de alegria- “A - aconteceu alguma coisa Tsuyoi-chan? “

 

-Eu passei……… EU PASSEI NOS DOIS TESTES -Eu me joguei no chão e fiquei em posição fetal- EU SOU DA TURMA 1-A EU NÃO ACREDITO NISSO- Minha voz saiu trêmula mas ainda dava para perceber minha felicidade.

-"PARABÉNS TSUYOI-CHAN!!!"

Ficamos conversando por looongas horas até chegar a hora que a fome veio mais forte e tive que desligar e depois de algumas horas Bakugou-san me ligou falando que também tinha passado e eu falei que também tinha passado, depois de um conversa de alguns minutos conversando algum homem começou a brigar com ela falando que ela tinha que lavar suas roupas e descobri que esse homem era seu pai, Bakugou Katsuki.

A semana tinha se passado e a cada dia eu ficava mais e mais ansioso ,eu tentava me focar em outra coisas mas meus pensamentos sempre iam para a Yuuei.

O que poderia dar errado?

 


Notas Finais


Vocês acharam mesmo que eu não ia fazer o drama de quase na ter passado na prova? Eu sou a deusa do drama hohohohohohohoho.

Bom,próximo cap é primeiro dia de aula enton os heróis vão aparecer tudo (Desculpa pela demora e ficar enrolando para os outros personagens aparecerem ;w;)

Tem um vilão no meio e eu acho que o dono da perso sabe que é ela hohohohohohoho.

Cap um pouco curto (Desculpa se saiu pequeno e parado ;w;)

Eu to pensando em escrever outras fanfics de BNHA só que yaoi (Sim, eu shippo pra caralho os homi lindyo daquele anime)

Bom, foi isso

🌸❤ Até o próximo cap,bjs❤🌸


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...