História Brincar de viver - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Suga
Tags Drama, Sope, Sopedediversões, Yoonseok
Visualizações 18
Palavras 490
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Shonen-Ai
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eu não sei o que falar aqui, é a minha primeira estória, espero que gostem. Boa leitura ♥

Capítulo 1 - Único: descolorir



Quando criança, Hoseok corria muito e jogava bola. Quando adolescente, Hoseok não corria e não jogava bola, ele preferia assistir o aluno mais velho jogando basquete.


Ainda adolescente, Hoseok pensava que um dia conseguiria se confessar para o mais velho que era camisa 66 no basquete jogado pelos melhores alunos de seu colégio. Antes do término do ensino médio ele queria se confessar.  Em uma festa, ainda na metade daquele ano, houve uma festa onde todos brincaram de verdade ou consequência; Hoseok brincou, Yoongi _ o garoto mais velho, 66 no basquete _ também brincou. E houve um beijo, Taehyung, líder do Conselho Estudantil, foi quem desafiou Yoongi a beijar Hoseok. Não um beijo qualquer, era um beijo de língua.


Não houve hesitação, Yoongi beijou e gostou do sabor de hortelã com álcool que o mais novo tinha na língua.


No final daquele ano _ o último do ensino médio _ Hoseok se declarou. E pelo sorriso de Yoongi ele sabia que teria de brincar sozinho com seu coração desolado. Não que o camisa 66 tenha o humilhado, ele apenas não sentia o mesmo e foi bastante gentil.


Depois Hoseok chorou, lembrando de cada palavra da frase dita pelo outro. Então um dia parou de doer. E Hoseok decidiu brincar de viver, namorou Jimin, que mais tarde o trocou por Namjoon, e Hoseok não teve mais notícias deles.


Quando adulto, Hoseok morava sozinho e ia jogar futebol toda sexta-feira. Até que caiu e se machucou, foi parar no hospital onde o médico era bem chato e o enfermeiro bonitinho, não era mais o camisa 66, agora era só um enfermeiro mandando Hoseok ter cuidado para não deslocar ainda mais o pulso. Yoongi ficava bonito com os cabelos curtos e certinhos sobre a testa, e Hoseok não teve medo de convidá-lo para ir tomar um café ou uma cerveja, quem sabe os dois? Yoongi aceitou.


Em duas semanas estavam bem, correndo no parque enquanto Yoongi reclamava que aquela brincadeira era coisa de criança. Hoseok lhe sorriu e disse que para ser criança não precisa estar na escola primária, e correu mais, jogaram basquete e fizeram amor no carro mesmo, pela primeira vez.


Quando idoso, Hoseok acordou cedo, como sempre, sentou-se na cama e se espreguiçou, Yoongi ainda dormia, o rosto branco marcado pelo tempo continuava bonito, Hoseok beijou sua testa e a pele estava fria, se olhasse melhor, seu peito não subia e descia.


Hoseok deitou outra vez, pensando em tudo, na noite anterior Yoongi lhe disse que o amava até doer, e que amaria para sempre; então sorriu e fechou os olhos, sereno.


Hoseok pensou, valeu a pena tudo que passou, os últimos anos de sua vida foram os melhores e foi onde realmente viveu. Porque a vida sempre foi uma grande brincadeira onde não há regras além de encontrar o que te faz bem. Alguns demoram a encontrar, mas sempre estará lá.


E amor não morre quando corpo descolore. 


Notas Finais


Um pouquinho triste, mas foi feliz, sim?
Obrigado Nitta pela capa ficou maravilhosa demais para algo tão simples. E ao meu bebê por me ameaçar caso eu não participasse do desafio, acho que é isso, até algum dia!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...