História Bulletproof Heart - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Frank Iero, Gerard Way, My Chemical Romance
Personagens Frank Iero, Gerard Way, Mikey Way, Personagens Originais, Ray Toro
Tags Frank Iero, Frerard, Gerard Way, Lemon, MCR, Mikey Way, My Chemical Romance, Ray Toro
Visualizações 20
Palavras 1.155
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


I'M BACK

Dps de 8262 anos, EU VOLTEI!!! *coro de aleluia no fundo*

Enton, mts coisas aconteceram nesse tempo q eu fiquei fora... INLCUSIVE O HALLOWEEN

OU IEROWEEN AAAAAAAAA NOSSO BEBE ESTÁ FICANDO IDOSO (ke :v)


eu queria mt ter feito um especial de Halloween, mas meus bloqueio n ajudaram e tbm n ia ter nexo na historia colocar um cap q eh o aniver do Frank assim do nada khahska (MAS VAI TER HEIN)

okay, n vou ficar enchendo linguiça aqui, só vou avisar:

FIQUEM ATENTOS NAS PARTES EM ITÁLICO, ELAS SÃO BEM IMPORTANTES PRA HISTORIA ( já da até pra saber uns negocinho aee)

Ahh, e vc já vão entender o pq do nome desse cap :v ( q a tradução é "limpeza e bunda" aksjkaja, eu sou mt criativa MEODEOS ;-;)

Enton, sorry qualquer erro

Enjoy (/ ^-^)/ <3

Capítulo 6 - Cleaning and Ass


 

Naquele momento a expressão de Gerard mudou, com certeza ele pensava que eu nunca mais teria que voltar para minha casa.

 

Ele estava pensando errado.

 

-Você tem certeza disso?- Me encarou, se levantando da mesa e deixando ali sua caneca de café.

 

-Tenho, assim como já falei, tenho que buscar roupas e, embora não queira, devo também arrumar aquela casa, que está provavelmente imunda. - Respondi, já decidido que realmente iria.

 

-Irei contigo, e não adianta dizer que não. - Falou, assim como eu, decidido que também iria. - Me espere- Então subiu as escadas correndo no seu jeito sedentário.

 

    Não precisei esperar nem cinco minutos, ele desceu correndo com sua mochila daquele mesmo jeito que subiu, parecendo uma gazela aleijada (gazelas aleijadas correm? Acho que não né :v).

 

-Vamos?- Disse ofegante colocando a mochila nas costas, segurei o riso - Tá rindo do que?

 

-Nada, vamos logo. - Disfarcei e abri a porta me encolhendo um pouco pelo vento gelado que veio na minha cara.  Ainda não era inverno mas estava ventando consideravelmente. Sempre amei o frio, me dava mais motivos para ficar debaixo das cobertas e dormir por mais tempo, só era horrível no tempo de escola, já que era obrigado a sair de minha cama para ir ao maldito colégio, que “naquele tempo” chamava de inferno. É incrível o fato de já fazer dois anos que não tenho que frequentar aquele local. O tempo passa rápido mesmo…

 

    Caminhamos as poucas quadras até chegar em minha casa, procurei por minhas chaves em meu bolso, depois de anos, as encontrei e abri a porta, a empurrando com o pé como de costume, já que era meio “bugada” quando fechada.

Entrei na sala me deparando com ela no mesmo estado da última vez que havia entrado em casa. Móveis revirados, garrafas por todos os lados e o desagradável cheiro de álcool e cigarros impregnado no ar, o que estranhei, afinal, eu fumava e Gerard também…

 

Parece que pelo menos isso temos em comum, Pai…

 

    Bufei e joguei minha mochila no canto. Teria que passar minha tarde arrumando aquele local…

 

-Você não pensa em limpar tudo isso aqui? Ou pensa?- Como se lesse minha mente, Gerard questionou, colocando sua mochila junto a minha.

 

-Você vê outra opção? Isto aqui está imundo.

 

-Seria muito burrice eu perguntar se quer ajuda?

 

-Seria…

 

-Onde tem vassouras nesse lugar?- Bufou, analisando o local e se arrastando até a porta da lavanderia quando apontei para a mesma, respondendo sua pergunta.

 

Seria uma tarde “bem divertida”...

 

[Quebra de Tempo]

 

Eu e Gerard nos jogamos no sofá, ambos exaustos e sujos após a intensa faxina. Faltava apenas eu pegar umas roupas para irmos embora e eu, finalmente, tomar um banho.

 

Nunca desejei tanto um banho na minha vida.

 

-Fica aí que eu já volto- Falei, Gerard nada questionou, pelo que percebi, nem escutou, estava tão cansado que quando levantei do sofá, se jogou no espaço onde eu estava sentado.

 

Mais sedentário que eu.

                

         Fui até meu quarto e abri o armário,  tirando de lá várias roupas aleatórias , sem me preocupar em “montar looks” , socando as mesmas dentro da bolsa.

Estava fechando minha mochila quando olhei para a cômoda, perto de minha cama e avistei uma foto, em um porta retrato com o vidro quebrado.

 

Era a foto da minha mãe,  a única que eu tinha dela…

 

Me aproximei e peguei o porta retrato, retirando a foto de dentro, tomando cuidado para não me cortar. Coloquei-a dentro do bolso, peguei minha coisas e voltei para sala, vendo Gerard estirado no sofá quase pegando no sono. Fiz questão de chamar seu nome em alto e bom som, antes que o mesmo dormisse, pois tentar acorda-lo seria um parto.

 

-Por que não podemos dormir um pouquinho?- reclamou com a voz manhosa.

 

-Você pode dormir quando chegarmos em casa- exclamei o puxando do sofá,  fazendo-o se sentar e coçar os olhos como se tivesse acabado de acordar. Seria fofo se ele não estivesse um pouco suado e sujo devido a faxina de anteriormente.

 

-Vamos ter que andar mais quilômetros até eu poder descansar? - Disse dramático,  se levantando como um zumbi e procurando por sua mochila.

 

-Pare de ser dramático,  são apenas algumas quadras.

 

-Por que você não se muda lá para casa?- Disse, pegando sua mochila e caminhando até a porta juntamente de mim.

 

-Gerd, você sabe muito bem o porquê…-

 

-Mas eu e Mikey já falamos que não há problema algum- Insistiu.

 

-A questão é que eu não me sinto confortável, pelo menos não ainda, talvez um dia eu pense melhor sobre isso okay? Mas não agora- Falei, encerrando o assunto enquanto caminhávamos aqueles “quilômetros”  até a casa de Gerard.

    

O real motivo de eu não aceitar o convite de Gerard, além do que já foi dito, era que havia muitas possibilidades de terminarmos. Não que eu acredite que há uma enorme possibilidade disso acontecer, mas ainda assim é uma possibilidade.

    Não é tão simples ir de um dia para o outro, morar com seu namorado, cujo relacionamento mal tem 3 meses. Embora eu e Gerard convivermos praticamente grudados desde a infância, não anula o fato de que todo esse amor e glicose construído por tanto tempo termine por uma briga desnecessária ou algo mais grave.

    

Não quero acabar sendo jogado no lixo mais uma vez na vida, mesmo que eu pense que isso é impossível.

 

Gerard nunca faria isso...

 

    Chegando no local, a primeira coisa que Gerard se preocupou em fazer foi tirar os tênis sujos e um pouco surrados -que ele sempre usava- e jogar-se no sofá.

 

-Pela glória de Satanás, finalmente. Ah sofazinho, senti tanto sua falta- Disse acariciando o estofado e o beijando, como se fosse seu bem mais precioso. (Que inveja desse sofá :v)

 

-O que iremos fazer agora?- Me juntei a ele, sentando do outro lado do sofá e colocando meus pés, também já descalços, em cima de sua bunda.

 

-Primeiro, retire seus pés imundos da minha bundinha linda, depois, nós podemos, ‘hm deixa eu pensar… DORMIR!- deu ênfase na última palavra. Tamanha era sua preguiça, que ao invés de simplesmente empurrar meus pés, se remexeu tentando fazer com que eu retirasse os mesmos de cima de seu corpo.

 

-Sua bunda é bem macia- Ignorei sua ordem e apoiei meu peso mais ainda contra suas pernas.

 

-Eu sei, sou muito gostoso -Convencido ele? nem um pouco- e SAIA DE CIMA DE MIM POIS ESTÁ ME ESMAGANDO, MIKEY AJUDE-ME, IREI MORRER! AH!- Exclamou, dramaticamente.

 

Gerard que se remexia parecendo uma lombriga de baixo de mim.

 

-Ah cale a boca Gerard- A voz de Mikey ecoou pela sala, ao que ele saia da cozinha com sua caneca de achocolatado e subia as escadas, ignorando os “pedidos de socorro” do irmão, que ainda se debatia sobre o sofá.

 

-Até meu irmão me odeia, acho que é meu fim…

 

Meu namorado que tem a bunda macia -e branquela- é um dramático...

 


Notas Finais


Final meio "wtf' e o cap n teve nenhum tiro (vcs sabem q eu sou tipo a Deeh né, SÓ TIRO TD HR)

FALANDO EM DEEEEH, ESSA DIRIÇA TA POSTANDO UMA FRERARD Q PUTAQUEMEPARIUDEQUATRONUMABANHEIRADENUTELLACOMVODKA

FICA COM O LINK AE: https://spiritfanfics.com/historia/if-i-should-go-before-you-frerard-10809671
VE LÁ AS OUTRAS FIC MARABRILHOSA DELA

ATÉ O PROXIMO CAP

Bjinxx (~ *3*) <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...