História California Love - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Guns N' Roses, Mötley Crüe, Skid Row, Slash
Personagens Axl Rose, Dave "The Snake" Sabo, Duff Mckagan, Izzy Stradlin, Mick Mars, Myles Kennedy, Nikki Sixx, Personagens Originais, Rachel Bolan, Rob Affuso, Rob Hammersmith, Scotti Hill, Sebastian Bach, Slash, Steven Adler, Tommy Lee, Tony Harnell, Vince Neil
Tags Axl Rose, Biografia, Califórnia, California Love, Couple, Duff Mckagan, Guns N' Roses, Hollywood Rose, Izzy Stradlin, Los Angeles, Rock Band, Rock N' Roll, Saul Hudson, Slash, Steven Adler
Visualizações 31
Palavras 1.241
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Hentai, Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


oi eu tô na famosa tpm, e cansada. não era para estar postando hoje, mas eu quis rsrs desculpa a demora, aliás! é muito obrigada pelos comentários e favoritos, babies
boa leitura

Capítulo 15 - Just Breathe - Pearl Jam


Fanfic / Fanfiction California Love - Capítulo 15 - Just Breathe - Pearl Jam

Com as pernas ao redor da cintura dele, Iris continuou a beija-lo até chegarem ao quarto e ele a colocasse no chão novamente. Slash tirou a própria camiseta do modo mais rápido que conseguiu e voltou ao beijo enquanto as mãos se mantinham ocupadas em tirar o jeans dela.

Iris nem sabia o que estava acontecendo. Nunca viu Slash ser tão voraz e apressado em seus movimentos. Claro que não estava reclamando, estava completamente excitada que mal conseguia se lembrar do próprio nome, mas nem falante ele estava: somente soltava gemidos e resmungos incompreensíveis, mas mesmo confusa seguia seu ritmo.

Quando finalmente foram parar na cama, já estavam completamente nus e Slash ficou sobre ela, entre suas pernas, enquanto ele estava ocupado em beijar e lamber em uma frequência deliciosa os seus seios pequenos.

- Slash...

- Eu gosto quando me chama assim - levanta os olhos maliciosos - Dá mais significados para esse nome

Droga, estava muito excitada!

- O que está acontecendo...? - ela ofegou entre um gemido porque logo que fez a pergunta, Slash a calou com um chupão no seio esquerdo. Ele não respondeu, os gestos dele eram a resposta.

Não demorou muito para que seus gemidos se tornassem pedidos ávidos para mais toques, então Slash se afastou um pouco, tocando a sua intimidade e constatando que ela estava pronta e completamente úmida para ele. Iris era sua, somente sua.

Pegando um preservativo na cômoda, o rapaz entregou o pacotinho para ela. Mesmo entorpecida pelo desejo e espasmos interrompidos, ela abriu e colocou a camisinha no membro incrivelmente duro que ele portava, sendo deliciosamente devagar no ato.

Iris guiou a própria ereção dele até a sua entrada, se deitando novamente. Como resposta, Slash gemeu, entrando lentamente dentro dela, sentindo seu pau ser recebido com pequenos espasmos. Sentiu cada centímetro quente da sua buceta lhe abraçando e...Puta que pariu.

Quando começou os movimentos de vai e vem, foi o nome dele que ela gritou bem alto. E ele gemeu o dela de volta

Ele queria fodê-la duro e sem sentido, deixando seus corpos exaustos e a mente ausente. Queria que ela tivesse a certeza de que só eles, juntos, poderiam fazer isso. Mas ninguém poderia.

E assim ele fez. A cada batida do seu quadril contra o corpo dela, o barulho audível das suas peles se chocando ecoava pelo quarto. Os gemidos saiam sufocados, engolidos pelo desejo um do outro. Iris levantou as pernas e abraçou sua cintura, levando o membro dele mais fundo do que seu corpo poderia aguentar.

- Minha… - Slash rosnou em seus pescoço, mordiscando e chupando a pele

- Sim… Deus! Sim!

- Porra, você… Minha… Diz

- Sim, Slash!

As unhas dela se afundavam em suas costas, indo mais fundo do que poderia imaginar. Ela estava completamente entregue, sentindo o clímax vindo para a explosão iminente. Murmurava frases sem nexo em sua boca, enquanto Iris o mordia com os olhos semicerrados. Slash desceu os lábios por entre seu pescoço, apertou seus seios fazendo com que os gemidos dela ficassem mais intensos e o aperto que ela fazia em sua cintura se tornasse mais forte. Ela iria gozar.

- Vem para mim

- Porra…!

A voz rouca, o cheiro dele e a velocidade que não diminuía foi o estopim. Os espasmos finais vieram e o líquido quente se liberou, mas Slash não parou com os movimentos. Se afastou com os braços, as mãos prensadas no colchão e o quadril que se movimentava como se tudo aquilo fosse vital.

Ela seria seu fim, porra! Os olhos semicerrados, o rosto corado e suado - era a imagem perfeita do pós-orgasmo. Vê-la desse jeito, tão submissa, fez seu desejo aumentar na sua entrada apertada e não demorou muito para que urrasse e gozasse também.

Deitou seu corpo em cima do dela com cuidado, tentando abraça-la do jeito que dava. Estava sem fôlego e com calor, e as batidas sem ritmo do coração da Iris lhe dizia que estava tão cansada quanto ele.

- O que…?

- Te machuquei...? - Slash interrompeu, levantando os olhos para fitá-la melhor. Ele parecia preocupado.

- Não mas… - se remexeu embaixo dele para que assim pudesse liberar as suas mãos para tocar sua face. Iris afagava sua testa, mexendo em seu cabelo de vez em quando se pôs a falar - Isso foi diferente.

Slash sorriu, parecendo orgulhoso. Claro que estava se gabando do seu desempenho sexual e Iris não pôde fazer nada além de revirar os olhos.

- Eu só queria te mostrar que você é a única na minha vida agora - falou suavemente, subindo beijos pelo seu pescoço.

Stay with me

You're all I see

 Iris riu, escondendo a excitação e o contentamento que sentiu ao ouvi-lo falar aquilo de um jeito tão doce - sério, nem parecia que o pênis dele ainda estava na sua vagina.

- Certo, certo - a garota encerrou o assunto, se movendo para sair dos seus beijos.

Ele rolou para o lado, o cabelo caindo em seus olhos e um sorriso preguiçoso e enorme saiu dos seus lábios. Estava de barriga pra cima, completamente nu e Iris tinha uma dificuldade de olhar para ele daquele jeito - achava que nunca iria se acostumar.

Se enrolou no lençol e caminhou até o banheiro para tomar banho, sendo que assim que fechou a porta, Slash gritou divertido:

- Eu já vi tudo aí que você está escondendo!

(...)

Slash estava parado na porta, com o batente servindo de apoio:

- Eu vou tentar voltar o mais rápido possível - sorriu maliciosamente, acariciando o rosto dela com os dedos. Iris respirou fundo, tentando não confiar tanto, mas era tarde demais… Ela já era dele há muito tempo.

- Tudo bem - suspirou, olhando para baixo e passando a língua brevemente pelos lábios - Eu vou esperar

- Eu te ligo - promete, se aproximando e encarando os lábios cheios e macios dela - Vou te ligar todos os dias, Iris. Não duvide disso.

Ela iria rir ironicamente daquilo, porque convenhamos, ele é um rockstar em ascensão que estava indo para estrada que certamente teriam muitas garotas se insinuando para ele. Não pediu exclusividade em nenhum momento, mas as atitudes atenciosas e carinhosas dele, estavam dificultando qualquer tipo de raciocínio que Iria poderia colocar em seu coração.

- Slash…

Iria começar a contrapor o que ele disse, mas o rapaz foi mais rápido ao tomar seus lábios com tanta urgência e desejo. As mãos desceram para o corpo dela e a abraçou com força, para que Iris pudesse sentir que já estava saudoso no volume que crescia em sua calça. Ao perceber, Iris se afastou sorrindo:

- Você não cansa?

- Não - riu também - Você é meu tipo de garota, já disse isso

Did I say that I need you?

Did I say that I want you?

Oh, if I didn't I'm a fool you see

No one knows this more than me

As I come clean

Se contorceu internamente diante daquilo e olhou em seus olhos, procurando qualquer resquício de que aquilo não era tão sério assim. Mas não encontrou e isso a assustou.

- Acho melhor você ir - a garota murmurou e cerrou os lábios, estabelecendo uma distância segura entre eles

- Certo - Slash dá um último beijo cálido em seus lábios, e outro em sua testa.

Hold me til I die

Meet you on the other side

Saiu dali e Iris fechou a porta, para que assim pudesse desabar em seus sentimentos. Sei lá, ela só sentia que… Não tinha mais controle de nada. Slash estava em cada canto que ela olhava e aquilo era algo que não pudesse ter controle sobre. Por Deus, estava ferrada e completamente apaixonada.


Notas Finais


Beijos,
Little Vicky 💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...