História Caminhos que Se Cruzam ( ABO ) - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Baekhyun, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Abo, Alfa, Bangtan Boys (bts), Bts, Chanbaek, Drama, Jeon Jungkook, Jikook, Lobos, Namjin, Park Jimin, Romance
Visualizações 922
Palavras 2.678
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Yaoi
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Gente estou chegando com mais um capítulo.
Esse episódio será dividido em três pedaços, por ser grandinho com um pouco mais de 9 mil palavras....mas resolvi dividir por conta de detalhes que vocês deveram ver em cada detalhe, tipo ações dos personagem, ciúmes, surpresas e etc

Prestem atenção e me digam o que acham por favor

Boa Leitura

Capítulo 6 - Palestra Park Jimin


Fanfic / Fanfiction Caminhos que Se Cruzam ( ABO ) - Capítulo 6 - Palestra Park Jimin

Duas Semanas se passaram, Baekhyun estava ansioso, para ver a palestra que seu cunhado iria dar na faculdade. Jimin tinha chego da faculdade eufórico, contou para o cunhado que teriam muitas pessoas além dos alunos da faculdade e os professores, ainda não sabia ao certo quem seriam, mas estava mais nervoso, apesar de sempre ser muito aplicado com tudo que fazia.

Um dia antes da palestra Jimin soube que teria convidados de outras grandes empresas e multi-nacionais, que viriam para escutar o que um joven de 17 anos iria falar e mostrar o seu conhecimento.

Jimin estava nervoso e ansioso e com um pouco de medo de errar em algo, ele faria a apresentação em sua língua nativa, mas ficou sabendo que iria vir um empresário dos Estados Unidos, teria uma tradução simultânea, que ele mesmo montou para esse convidado, para poder entender junto com os demais.

 

Chanyeol tinha bolado uma comemoração com alguns amigos, na casa que eles tinha que ficava afastada da capital, ficava entre uma floresta densa e alguns hectares de plantações de trigo, que ninguém ao certo sabe contar, como conseguiram plantar e prosseguir lindamente.

Além de chamar seus amigos, deu um toque para Jungkook chamar os amigos dele. Também ligou para Namjoon, para liberar o Taehyung e ir junto com seu esposo Seokjin hyung, pediu para Tae, chamar os amigos mais próximos de Jimin e manter sigilo.

E que arrumassem as coisas para uma ou duas semanas no máximo, seria um ambiente agradável para todos e Jimin não sofreria por causa do stress também.

 

Nessas duas semanas que passava relativamente rápido Jimin sentiu que Jungkook, tinha voltado a ser aquele alfa arrogante e frio que conheceu quando se casaram, ele permanecia distante. – Ao ver do Jimin isso era sinal que Jeon só estava próximo nos dias anteriores porque ele tinha parado no hospital por causa do stress. Decidiu ignorar o marido já que ele tinha voltado a ser o Jeon Jungkook de antes e ultimamente estava chegando tarde, deveria estar galinhando.

Depois vinha com aquele papo que ele ( Jimin ) tinha que lhe contar tudo que lhe ocorria.

 

Baekhyun  também estava  reclamando e achando estranho o Chanyeol, sempre foi grosso com ele, mas nos últimos dias parecia mais distante que o normal. Baekhyun ficou chateado com essas atitudes dos últimos dias de seu alfa, Sim seu alfa mas nunca admitiria isso para ele ou outro qualquer. Chegou até a  pensar que Chan estivesse saindo com outra pessoa.

Jimin também não conseguia entender o que estava ocorrendo mas optou por não se meter, a menos que o cunhado peça.

 

 

Dia da apresentação, auditório cheio, amigos presentes, Jimin teve que ir na frente, para repassar como estaria tudo.  Aos poucos os estudantes foram chegando, alguns amigos já estavam presentes, professores.

Chanyeol chegou junto com Baekhyun saíram do carro e atraiam alguns olhares para si percebendo alguns buchichos e alguns olhares para seu Ômega, Chanyeol logo pegou a mão de Baek entrelaçando seus dedos mostrando que aquele Ômega tinha um dono.

Baekhyun tentou puxar a mão levado pelo susto do momento, teve um olhar de reprovação de Chenyeol que o puxou para mais perto em um movimento possessivo, escutou em seu ouvido a voz rouca de Chanyeol dizendo : Não se solte e não fique longe de mim. Ganhando um olhar receoso e um aceno positivo com a cabeça.

Logo Jungkook chega estaciona o carro, desce do mesmo se arruma abotoando um botão de seu palito pois estava vindo do escritório. Taehyung viu quando chegaram e se aproximou para falar com eles e se dirigirem ao auditório, de longe Chanyeol viu o professor que andava cercando seu irmão, Jungkook acompanhou o olhar do cunhado e soube que era o tal professor que Chanyeol tinha dito na conversa que tiveram quando Jimin tinha sido levado ao médico. E pelo que viram de longe esse mesmo professor estava falando com um empresário, Jungkook deixou seu alfa assumir fazendo sua audição em alerta para que pudesse ouvir e soube que estavam falando do Jimin e isso o irritou mais que o necessário fazendo o mesmo travar seu maxilar. Logo em sua mente estava em conflito “ POR QUE ESTOU IRRITADO COM ISSO?” “ ESSE LOBO TEM QUE SE AQUIETAR ISSO SIM “ – e dentro da sua cabeça levou uma bronca de seu próprio alfa.

Um dos oradores chamou a atenção de todos os presentes pedindo silêncio e a atenção para a apresentação chamou de jeito formal PARK JIMIN, que assim se apresentou, e iniciou a sua apresentação. Na frente olhando que o auditório estava lotado correu seus olhos para ver se seu irmão já tinha chego e seu coração acelerou quando viu que Jungkook estava ali o olhando para ver sua apresentação, seu irmão e cunhado também estavam, e viu uma mão acenando dando um sorriso tímido era Jihoo seu amigo.

Fazendo um Jungkook estreitar os olhos e apertar com a mão o braço do acento que se encontrava no momento.

E se inicia a apresentação, Jimin pôs se a falar e a explicar as variáveis e os contra também, mas mostrou um lado de muito mais lucros e começaram fazer perguntas, nas quais respondia sem ao menos pestanejar ou gaguejar. O empresário estrangeiro se levantou e fez três perguntas estratégicas, o que o deixou muito admirado foi as respostas exatas de Jimin. Seguiu-se assim mais 2 horas de palestra, e muitas perguntas feitas e respondidas.

Ao termino muitos foram cumprimentar Jimin, Baek foi ao encontro do cunhado o felicitando e o abraçando. Jimin estava radiante e satisfeito. Jihoo se aproximou o abraçando e o felicitando, pronto foi o suficiente para Jungkook chegar perto e ficar encarando o alfa que se atrevia a colocar a mão em seu Ômega. Assim que se desfez o abraço Jungkook puxou Jimin pela cintura o fazendo se virar para ele.

 

Jimin: Que foi? – Encarou os olhos escuros de Jeon e corou. Jungkook por sua vez querendo mostrar que tinha a posse do Ômega deu um selar em seus lábios, fazendo todos falar em uníssono – WOWW.... Jimin se soltou dos lábios do alfa e o olhou corado.

 

Chanyeol chegou também abraçando o irmão e falou: Parabéns pequeno, sabia que você sempre foi capaz e incrível maninho, estou orgulhoso de você.

 

O professor se aproximou e chamou Jimin para apresentar pessoalmente o empresário dos Estados Unidos que iniciou uma conversar com o mesmo, chamando a atenção de ambos os alfas. O empresário ofereceu a Jimin uma vaga de emprego em uma de suas empresas, falou que logo teria uma festa e gostaria que o mesmo fosse, se possível, o empresário vendo Chanyeol de longe e Jungkook se aproximando e se fazendo presente na conversa, fez questão de se apresentar.

 

Jungkook: Prazer Srº? – Sua frase morreu para deixar o homem falar seu nome.

Empresário: Miller. Jordan Miller, prazer o Srº é? – Esticou a mão em cumprimento ao mesmo.

Jungkook: Jeon Jungkook, marido do Jimin. – Deu um sorriso de lado ao ver a feição do homem e o sorriso morrer

Empresário: Oh!! Então me atrevo a dizer Srº Jeon, que tem um belo e inteligente esposo.- Virou se para Jimin e falou – Espero que você possa comparecer a festa em questão, o convite se estende ao seu marido e os demais. – Deu um aceno com a cabeça e antes de sair deu seu cartão para Jimin e se retirou em seguida.

 

Outras pessoas foram se aproximando deles e Jungkook entrelaçou sua mãos com as mãos de Jimin. – Nesse instante percebeu como a pele dele continuava macia, e suas mãos pequenas e dedos apropriados se encaixavam perfeitamente em suas mãos o calor que por elas passavam, não podia ser Jimin estava mexendo com ele.

 

Chanyeol: Bom acho melhor irmos. – pegou a mão de Baek e o puxou para próximo de si, pois já tinha percebido um alfa de olho nele, e não curtiu aquilo, principalmente na sua frente.

 

Acabaram por se despedirem de todos e foram em direção ao estacionamento para pegarem seus carros, entraram e Jimin viu os amigos indo para o outro lado, mal conseguiu se despedir direito, pois Jeon o puxava com certa pressa.

Foram para casa Jimin tirou o palito que estava vestido e respirou fundo estava feliz, mas ficou triste porque queria continuar com seus amigos. Ele tinha acabado de fazer uma apresentação e ficou surpreso com a proposta de emprego que recebeu. Dai voltou a sua realidade, talvez aquilo não fosse possível, pelo menos não agora. Ouviu alguém chamando seu nome olhou para atender.

 

Jungkook: Vamos, se arruma que precisamos ir em um lugar.

Jimin: A-aonde vamos, Jungkook?

Jungkook se aproxima de Jimin e fala ao seu ouvido: Faça o que mandei, não quero chegar atrasado. – então Jimin sai de perto dele bufando e batendo os pés. Escuta a voz de alfa de Jungkook gritar: NÃO FAÇA BIRRA. E VÁ LOGO. O Ômega se encolhe ao ouvir a voz de alfa de Kook e acaba abaixando a cabeça.

 

Quando entra no quarto vai em direção ao closet pegar uma roupa, foi para o banheiro e só ao olhar no espelho percebe que seu rosto estava molhado pelas lagrimas que deixou cair. E debaixo do chuveiro percebeu que não viu seu irmão e nem seu cunhado em casa. Acabou seu banho saiu do banheiro e foi se trocar. Colocou uma calça jeans justa rasgada na coxa, uma camiseta branca em gola V, pegou uma jaqueta preta e colocou, pegou seu celular e documentos e desceu para o andar de baixo.

 

Enquanto Jimin subiu para o quarto para tomar banho e trocar, Jungkook  aproveitou para ligar para o cunhado avisando que estavam em casa para Jimin se trocar e que depois iriam para o local da comemoração do mesmo.

Após a ligação se sentou no sofá se sentiu mal por ter usado a voz de alfa para que Jimin o obedecesse. Em seu íntimo estava muito orgulhoso do pequeno, pois ele mostrou que não era um simples Ômega, e sim era excepcional, lembrou que tinha visto seu empenho, e seus trabalhos, também lembrou da conversa que teve com o cunhado, e sabia que Jimin era muito, muito bom mesmo. Bom demais para qualquer um, até mesmo para ele. Pois Jimin estava mexendo com seus sentimentos e não era de agora, embora só trocaram selares, mas dormia com ele, e Kook sabia muito bem que aquele garoto era especial, seu lobo idiota já não se continha quando em varias noites via o menino dormir e respirando perto do seu corpo. Depois daquele ataque e também depois que ele teve que ir para o hospital por conta de stress Kook, percebeu que logo não conseguiria viver sem aquele menino. – Foi tirado de seus pensamentos quando sentiu o cheiro de Jimin se aproximando.

Quando se levantou virou e viu o garoto, que para ele estava lindo demais, e muito mais provocativo que o normal se segurou, pois sentiu seu lobo interno querer vir a tona. E isso não podia acontecer, não agora, não nesse momento. Pois ele tinha consciência que Jimin se assustaria, mesmo depois de ter gritado com ele e usado sua voz de alfa.

 

Jimin: Estou pronto, Kookei.

Jungkook deu um sorriso ao ouvir a forma que o garoto o chamou, pegou na mão de Jimin e o puxou falando logo em seguida: Vamos.

 

Na estrada Jungkook, viu que o garoto tinha pego no sono, parou no acostamento, puxando do banco de trás sua blusa que era mais quentinha e cobriu Jimin, que resmungou baixinho. Jeon sorriu levou uma de suas mãos ao rosto de Jimin fazendo um carinho leve.

Voltou seu olhar para a estrada e pisou no acelerador, o tempo começou a mudar Jungkook sabia que não estavam longe do endereço em questão, mas a chuva veio de repente e com o barulho de trovões Jimin acordou em um pulo, olhou e viu a chuva e o vento do lado de fora, sem perceber agarrou o braço do marido que percebeu que Jimin estava tremendo, parou o carro no acostamento.

 

Jimin: Tá fo-forte...muito, muito, muito forte.

Jungkook: Calma Jimin, tem medo de chuva?

Jimin: De-Desse tipo s-sim... – Quando acabou de falar um raio caiu a frente deles fazendo assim Jimin pular no colo de Jungkook e o agarrar escondendo seu rosto no pescoço do mesmo, que queria rir da reação do pequeno, mas foi ai que ele sentiu as lágrimas e o mesmo tremer e seu coração acelerado.

Jungkook: Ei, Ei meu pequeno calma, não vou deixar nada acontecer com você. – Jungkook colocou as mãos nas costas de Jimin fazendo carinho o acalmando.

Jimin: Jungkookie....O-onde estamos?

Jungkook: Nesse momento parados no meio do nada. – E outro trovão seguido de um raio se fez presente, fazendo Jimin gritar e agarrar mais forte o marido. – Minnie, porque tem tanto medo assim?

Jimin: Não s-sei, sempre tive, des-desde pequeno.

Jungkook: E de que mais você tem medo?

Jimin: Escuro, e ficar preso no elevador também.

Jungkook: Porque? Você já ficou preso?

Jimin: S-sim, foi horrível. Demoraram para me tirarem de lá. – Jimin respirou o perfume de Jungkook, e ficou deitado ali no vão do pescoço do mesmo. Que por sua vez também aproveitou o momento e sentiu o cheiro do ômega sentiu seu lobo inquieto querendo tomar o controle. Jimin já era tentador estando longe agora perto e sentado em seu colo era mais tentador ainda. Jimin afastou a cabeça do pescoço de Jungkook e o olhou nos olhos, o marido viu que Jimin estava com o rosto molhado pelas lágrimas, levou uma de suas mãos passando o polegar no rosto de seu pequeno as secando, Jimin ficou o olhando, Jungkook não aguentou e selou seus lábios nos de Jimin e iniciou um beijo calmo, tranquilo passando tranquilidade ao ômega, passou a língua nos lábios do mesmo pedindo passagem que lhe foi cedida, conhecendo o interior da boca do mesmo, suas línguas se roçando e se conhecendo passando leves choques pelo corpo dos dois, Jungkook levou uma das mãos a nuca de Jimin aprofundando o beijo e pedindo em pensamento que esse não se assusta-se, e ficaram assim até o ar faltar e se afastarem, Jungkook teve a imagem de um Jimin vermelho a sua frente, com lábios entreabertos e os dois ofegantes pelo beijo. A chuva foi diminuindo e o tempo parecia que estava começando a limpar dando espaço a uma lua imensa no céu, Jimin voltou para o acento do passageiro, Jungkook engatou o carro e continuou na estrada viu que o ômega olhava para fora, e as vezes alternava o olhando, e Jungkook percebeu que ele continuava vermelho, mas achou melhor não falar nada aos poucos Jimin voltou a pegar no sono.

Estavam passando pela plantação de trigo e mesmo estando a noite não pode deixar de notar que era lindo, estava iluminado pela luz da lua. Olhou para o lado e viu o luar refletindo em Jimin em sua pele sedosa e sentiu seu coração saltar.

Quem estava querendo enganar, era insuportável o olhar e não o desejar, tê-lo tão perto e ao seu alcance e não toma-lo para si.

Chegando a casa em questão, todos dentro fizeram silêncio.

Jungkook: Jimin, acorda....Minnie. – Recebeu um resmungo “hum” – Vamos, acorde. – Jimin abriu os olhos e viu que estava na casa da família ...olhou para Jungkook

Jimin: Por que estamos aqui? E como você sabe dessa casa?

Jungkook: Vem.

Pegou a mão de Jimin o levando a caminho da casa, quando abriu a porta Jimin estava agarrado nele, por causa do medo que ele tinha do escuro.

De repente acenderam as luzes, e todos que estavam presente gritaram juntos “ SUPRESA “ Jimin arregalou os olhinhos e ficou vermelho e uma lágrima escorreu de seu rosto. Tae gritou do fundo “Achou que a gente não iria comemorar decentemente a sua palestra”.

Jimin olhou para todos ali depois voltou seus olhos para Jungkook e deu um sorriso tímido, e foi agarrado pelos seus próprios amigos e os amigos de seu irmão.

Logo seu irmão veio ao seu encontro o abraçando seguido por Baekhyun

 

Continuação ... 


Notas Finais


O que acontecerá?? O que vocês estão achando?
Comentem e me dê a visão de vocês
Super Bjokjas da Unnie


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...