História Caos e ordem - Uma aventura fantástica ( interativa) - Capítulo 6


Escrita por: ~ e ~Tatah-Gs

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Ação, Anime, Aventura, Caos, Interativa, Ordem
Visualizações 37
Palavras 2.800
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Famí­lia, Fantasia, Romance e Novela, Saga, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Canibalismo, Heterossexualidade, Incesto, Linguagem Imprópria, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


ola queridos leitores bem sou eu o seu amado autor, a imagem do capitulo e de um dos viloes acho que voces descobriram de quem ao ler o capitulo.

Capítulo 6 - Luta entre irmãos


Fanfic / Fanfiction Caos e ordem - Uma aventura fantástica ( interativa) - Capítulo 6 - Luta entre irmãos

Uma bela mulher de cabelos brancos apareceu com um sorriso feliz em seu rosto pálido e meio sujo de carvão, sabe lá por que, mas isso não era importante. A albina estendeu a mão para um garoto de cabelos brancos levemente bagunçados que aparentava ser seu filho. O garoto ergueu sua mão magra com intenção de agarrar e apoia-se a de sua mãe, quando o clima de felicidade e esperança foi interrompido por um homem de capacete de prata e um brasão semelhante ao de um nobre (pessoas ricas) o nobre puxou a mulher para trás a segurando pelos cabelos. A criança albina sentiu no fundo de seu coração um ódio decorrente ao que viu. 

- Solte ela ! Agora ! – A criança albina Vocifera furioso. 

Mesmo que o nobre vice o enfurecimento do garoto, o homem não parou abrindo um sorriso maquiavélico no rosto e pegou a espada de sua bainha colocando no pescoço da mulher de cabelos brancos. 

O garoto abaixou a cabeça forçando os dentes e tirando uma gota de sangue de sua gengiva, o mesmo levantou o olhar furioso, neste momento pequenos raios saiam de seu corpo. 

- Larga minha mãe !!! - Berrou liberando os raios de seu corpo e eletrocutando tudo ali inclusive o nobre e sua mãe. 

Até que tudo se transforma em branco, após um zunido agoniante. 

 Hiroshi Ken ou também como era chamado Darkmoon, um jovem garoto de cabelos brancos e de olhos roxos sobressalta de sua cama, assustado sua respiração estava descontrolada, quase não conseguia puxar ar para respirar. 

- Mais um pesadelo? - Perguntou Kelly preocupada. 

Kelly era a guardiã de Hiroshi conhecido mais por Dark, ambos viviam numa casa grande e luxuosa em uma cidade perigosa no Japão. Não era a primeira vez que Dark tinha esse pesadelo, isso o a tormenta desde quando perdeu sua mãe exatamente do jeito que sonhou. 

- Sim, mais um - Disse num tom calmo e suave como se já tivesse se acostumado a ter pesadelos com nobres, e a vila onde morava, mas principalmente sua mãe. 

Ergueu corpo sentando-se na cama como o quarto guardava o silêncio dava para Dark ouvir seus próprios batimentos cardíacos, passou a mão sobre testa, estava suado. 

- Recomendo um banho, para tirar o peso do corpo - Orientou a guardiã de na forma de uma pequena raposa com pelos pretos e listras azuis em suas costas, patas e orelhas. 

- É..boa idéia.. - Murmurou para que só apenas os dois pudessem ouvir. 

O garoto albino encarava o céu pela janela a frente sua cama. Pensativo. 

- Kelly...eu vou tomar um banho e sair quer vir ? - Questionou levantando-se da cama. 

- Claro ! - Kelly gritou alegre rodopiando seu corpo de felicidade. 

- Ótimo, porque eu tive uma idéia e pretendo executa-lá - Sorriu fitando o céu azul. 

                              Quebra de tempo... Em outro lugar... 

Ícaro Hiroshi um jovem garoto de cabelos negros e olhos da cor de mel se encontrava com seu avô um homem de meia idade com cabelos brancos que muitas vezes se podia nota uma expressão seria, o jovem estava com um rifle na mão preparado para caçar. 

– Ali - Murmurou seu avô apontando para o cervo. 

– Certo - Acenou com a cabeça e se agachou na moita usando a mira avançada para acertar o cervo. 

–Ícaro coloca seu dedo no gatilho e respira fundo se concentrando para não errar. Mas ouve um galho se quebrando o que distrai sua atenção e o faz errar. 

– O que ouve? - Questionou seu vô sabendo que seu neto não iria errar do nada. 

– Eu ouvi um... - Antes de terminar um enorme raio ia atingir seu avô, porém Ícaro o empurrou para o lado. 

Seu avô encarou o céu e viu que estava perfeitamente limpo sem nuvens cinzas, sem sinal que ia chover. 

– Oque foi isso ?! – Perguntou o mais velho meio assustado. 

- Tem alguém aqui - Alertou Ícaro pegando a mão de seu vô e começando a correr pela mata.

- Alguém ? Como você? - Indagou desentendido. 

- Sim Prepare-se vô - Gritou abrindo uma fenda a sua frente e entrando nela e se teletransportando para seu quarto. 

- Você está bem ? - Ícaro se levantou e ajudou seu vô a fazer o mesmo. 

-Sim estou - Sorriu se apoiando em seu neto. – Quem era aquele? - Perguntou puxando o ar para respirar. 

- Eu não sei – Ícaro responde e logo Encarar a paisagem da floresta onde estavam. 

- Vô.. Fique aqui, ok? - Abriu outra fenda. 

- Tome cuidado - Assegurou.

- Eu vou - Afirmou com um sorriso.

Ícaro entrou na fenda que dava a mesma floresta onde estavam caçando. o garoto com seu guardião c caminhavam cautelosamente pela floresta quando mais um raio surgiu, o garoto desviou indo para trás. 

- Você tem bons reflexos Ícaro -Dark se torna presente aparecendo a alguns metros de distancia de Ícaro. 

Uma poça líquida se formava ao lado de Ícaro, logo começa a assumir a forma de uma raposa humanoide preta e branca seus olhos eram totalmente pretos e seu focinho um pouco comprido com a ponta dele preta como se fosse seu nariz - Ícaro cuidado! Sinto algo de estranho vindo dele. - Sebastian guardião de Ícaro aconselhava o mesmo referindo-se ao Dark. 

- Eu tomarei Sebastian. - Ícaro analisava seu adversário de modo que tentava prever o seu primeiro movimento, entretendo seu inimigo parecia fazer o mesmo. 

- Tem razão fui eu que ataquei vocês mais cedo - Raios começam a envolver seu corpo. - Você e seu guardião parecem ter qualidades para me divertir - Um sorriso maligno é formado no rosto do albino de olhos roxos em seguida ele dispara um poderoso raio em Ícaro.

Em questão de segundos Sebastian se torna uma "poça" e muda de forma se tornando um grande escudo de borracha que é agarrado por seu protegido, assim protegendo-o do relâmpago. 

- Porque esta nos atacando? - Ícaro indaga, não havia motivos do conhecimento do mesmo que justificasse esse tal ato. 

- Se me derrotar talvez eu lhe diga - Assim que Ken termina a fala um raio cai em direção ao Ícaro. 

- Não vai funcionar - Ícaro levanta o escudo o protegendo do raio, mas em um leve descuido deixa uma brecha para, que é aproveitada por Dark que já estava na frente dele o acertando com um chute lateral que acerta as suas costelas o fazendo recuar. 

- Ele é forte - Ícaro abre uma fenda e antes que seu adversário pudesse fazer qualquer coisa ele entra na mesma. 

- Oque foi vai fugir ? - Embora o tom provocativo de Dark fosse bem visível, ele não baixava sua guarda, então escuta um som, e por um tris consegue desvia de uma corrente com uma lamina na ponta. 

- Então esta planejando um ataque supresso, esperto - Uma expressão de interesse é notável em Dark, pois seu adversário conseguiu notar rápido que ataques diretos nele não funcionariam já que Ícaro não tinha defesa total contra a eletricidade, e com certeza aquela corrente era outra forma do seu guardião, assim que concretiza seu pensamento, nota varias esferas de luz vindo em sua direção, então o mesmo pega a sua pistola e dispara nas esferas destruído todas. - Então ainda tem truques - Uma lança de eletricidade começa a ser forma na mão de Dark e o mesmo o joga para o céu, em seguida vários raios começam a atingir toda a floresta, mas em locais específicos, depois de poucos momentos o plano dele se mostra funcional, pois uma fenda se abre próximo a ele, de lá sai Ícaro. 

- Chega de destruir essa floresta - Uma lança de luz começa a ser forma em sua mão de Ícaro, o fogo em meio à mata transformava o campo de batalha em um ambiente ainda mais mortal.

Ambos avançam um no outro com as suas armas se jogando e nisso liberando uma pequena onda de energia, Dark pula dando um mortal para trás de Ícaro pronto para atingir, mas o mesmo consegue se vira rapidamente com reflexos sobre humanos oque faz as armas se chocarem novamente, em seguida ambas as armas somem e os punhos dos dois começam a brilhar sendo envolvidos com as respectivas energias que eles dominavam, consegue acerta um soco de esquerda na parte inferior do Dark que o faz recuar mas não tanto já que acerta um forte soco com energia elétrica no peito de Ícaro, mas nenhum dos dois parecia que estava cedendo pois a energia já estava pelo corpo de ambos e a troca de todos os golpes continuavam. 

Até que um poderoso soco de ambos se choca, mas dessa vez fazendo ambos se afastarem, e assim que Dark estava um tanto longe do Ícaro sua sombra começa a ser move de modo estranho sem o mesmo percebe. 
A não ser quando já era tarde, assim que ver a sua sombra fica líquida ele tenta pula se esquivando, mas era tarde Sebastian se torna presente estando o mesmo com uma forma monstruosa e muito maior que Dark agarrando o mesmo o imobilizando. 

- Essa luta acabou, agora me diga quem é, e porque nos atacou - Ícaro se mostrava um pouco impaciente. 

- Acabou? - O albino sorriu - Tem razão acabou - Dark encosta suas mãos no corpo de Sebastian fazendo com que o mesmo comece a enfraquecer, pois seu inimigo estava drenando sua energia assim como as suas lembranças podendo ver suas memórias depois de ter conhecido Ícaro, e assim que se ver livre joga o guardião contra o humano a sua frente. 

- Sebastian ! - Ícaro se mostrava preocupado já que o seu amigo e irmão estava muito fraco já que teve boa parte de sua energia tomada, e após a luta ele também estava um tanto cansado. - Seu maldito !! - Ícaro grita furioso por ver seu guardião naquele estado. O mesmo foi até seu guardião o colocando em seu colo. 

- O que você fez...?! - Questionou com ambas sobrancelhas franzida de ódio, enquanto de alguma forma o fogo que consumia toda aquela vegetação começa a “morrer”.

- Ele vai ficar bem - Disse num tom áspero se aproximando de Ícaro, quanto a esse lugar, minha guardiã esta fazendo isso. – drak se referia ao fogo que se apagava, pois como a sua guarda tainha pleno controle das chamas isso ser tornava incrivelmente fácil.

- Quem é você..?! - Perguntou gritando segurando seu guardião incapaz de lutar em colo. 

- Sinceramente eu sou seu irmão.. - Respondeu sorrindo provocativo. 

- O que... - Sua voz saiu falha, o jovem estava confuso. Como aquele cara podia ser meu irmão ? - Pensou. 

- É..sabe por que você não sabe onde seus pais estão...? - Perguntou se aproximando de Ícaro que estava paralisado fitando seu guardião. 

Ícaro não respondeu, o garoto apenas ouvia cause derrubando lágrimas mas portanto estava furioso para que isso acontecesse. 

- Não acredita..? Veja você mesmo - Tocou na cabeça de Ícaro transmitindo suas memórias de infância para Ícaro. 

Ícaro via muitas imagens da infância de Dark, então viu seu pai junto a uma mulher de cabelos brancos segurando um pequeno bebê. As imagens foram mudando e mudando. 

Então dark retirou sua mão da testa de Ícaro. O garoto de cabelos pretos soltou uma lágrima e franziu o cenho e com sua agilidade elevada ele deu um soco na cara de dark o jogando contra a árvore. Dark foi lançado contra o troco mas se sentou levantando a cabeça e limpando o sangue em sua boca. 

- Ótimo..isso é bom - Sorriu encarando Ícaro. 

- Você não é meu irmão, eu nunca vou considerá-lo como irmão!! - Gritou abrindo um portal e entrando, assim fugindo para outro lugar junto a Sebastian. 

- Nossa essa doeu - Disse abaixando a cabeça e permanecendo encostado no troco. 

De uma parte um pouco afastada daquele lugar dois seres se encontravam assistindo toda aquela luta por meio da imagem que era transmitida pelo cetro de um deles.

– Então oque achou disso Nexos? – Uma mulher de pele clara cabelos brancos porem lisos e jovens de olhos azuis um corpo jovem, demostrando um leve sorriso no rosto pergunta ao garoto de cabelos pretos que cobria um de seus olhos, pele clara olhos castanhos, enquanto usava o seu cetro para mostra a batalha.

–Acho que podemos usa ele como aliado, embora os modos deles sejam irritantes, ele tem um proposito similar ao nosso. – o garoto explica estando com um sorriso pensador em sua face.

–Espero que se saia melhor que a sua batalha amazônica. – a mulher emite um sorriso em provocação.

–Não me provoque Angel, sabe que essa pode ser a ultima coisa que fara em sua vida. – nexos alerta.– Você não tem que cuida dos seus assuntos no Japão?

–Eu irei, sabe que eu posso chegar lá muito rápido, apenas estou esperando pra ver oque vai acontece.

 

Em um lugar no Japão

Um jovem garoto de cabelos negros olhos azuis e uma altura bem menor para a sua idade se encontrava em uma casa um tanto simples ao seu lado estava uma espécie de raposinha de coloração alaranjada bem menor também que o tamanho natural da sua espécie, esta se encontrava dormindo na cama, ele se estava com um bilhete em mãos que dizia “Se quer sabe mais sobre oque são de fato os seus poderes esteja neste endereço”, havia um endereço no bilhete, mas o garoto estava meio receoso se devia ou não ir.

– Você ainda não decidiu koddy? – A pequena raposa começa a acorda se espreguiçando e bocejando, tem chocolate?

–Aquela pergunta faz o garoto rir de leve. – Sim tem. – o garoto camilha ate a geladeira retirando de lá o doce e entregando para a sua guardiã.– você acha que eu deveria ir?

–Bem – A guardiã pula na cabeça do garoto ficando lá comendo o seu chocolate.– Por mim sim, acho que podemos encontra mais respostas.

–Mas e que la podem ter tantas pessoas...– O tom do garoto era muito receoso pois não gostava de aglomerações.

– Bem nisso você pode ter razão. – a guardiã concorda logo se aconchegando na cabeça dele para volta a dormi.

                                  

Em um lugar próximo a casa do koddy

Uma garota de cabelos brancos cujo o comprimento vão até o meio de suas costas, pele pálida e olhos azuis e bochechas levemente coradas, caminhava meio pensativa ao lado de um garoto de cabelos pretos pele clara com olhos azuis.

– Espero que ele fique bem Rin.– a garota se pronunciava em tom baixo ela tinha um sotaque diferente oque demostrava que ela era australiana ou de algum pais próximo, sua expressão não era uma das melhores.

– Não se preocupe tanto killua, seu irmão e forte ele não ira morrer só com aquilo, e vamos encontra aqueles dois. – o garoto tentava a reconforta.

–Sim, mas antes precisamos quem eles estão procurando. – sua expressão fica seria, queria sabe de tudo antes de arranca a espinha de quem machucou o seu irmão e enfiar goela a baixo.

–Kentaro, será que ele tem algo haver com eles? – se referia a dois seres que a alguns dias atrás tinham destruído a casa da killua e machucado gravemente o seu irmão, tanto que os médicos falaram que ele precisaria de um tratamento especial e de algum modo ele foi transferido para o Japão.

– Pelo que falaram não, mas não podemos descarta nenhuma hipótese. – Ambos continuam a andar em uma direção determinada.

                 Próximo à casa do Ícaro

Ícaro corria em direção a sua casa quando deu de cara com um garoto loiro de cabelos até os ombros, olhos verdes num tom azulado, os dois tinham tropeçado um no outro o que fez o loiro cair no chão. 

- Desculpe..- Se desculpou o loiro cujo o nome era Alex. 

Alex foi até Ícaro e estendeu a mão para o mesmo, quando Ícaro de apoiou e se levantou Alex percebeu que ele carregava um guardião percebeu isso por também ter um, ou seja tinha a capacidade de ver-los. 

- Ele está bem ? - Perguntou preocupado encarando o estado do guardião cinza e preto. 

- Não..mas você mora por aqui ? - Perguntou exausto por causa da luta antiga. 

- Sim claro venha por aqui - Correu oferecendo gentilmente sua ajuda. 

- Certo - Ícaro concordou seguindo Alex com Sebastian em seu colo.

 

Em algum lugar no Japão


Dark apesar de estar cansado já estava em outro lugar no Japão, se encontrando em uma cafeteria observando um garoto de cabelos brancos e olhos azuis. Dark caminhou até ele com um sorriso de alguém que estava tramando algo. 

- Ei você é o Ozzy, não é..? - Fez uma pergunta retórica porque já sabia o nome do mesmo.


Notas Finais


bem nao me matem, sei que talves alguns personagem nao estao aparecendo muito, mais calma, eles irao, os personagem estao começando a ser encontrar e assim que eles ja tiverem se encontrado irao aparece praticamente todos em todos os capitulos.

agora se poderem, e quiserem podem me fala de que pais sao os seus personagens, e me digam do que o guardião de voces gostam e desgostam.

podem da dicas sujestoes e tudo mais que quiserem, isso me anima muito.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...