História Cartas com um Prisioneiro - Pov Harry - Capítulo 9


Escrita por: ~ e ~AnaVieira2702

Postado
Categorias Harry Potter
Tags Dramione, Hinny, Romione
Visualizações 42
Palavras 1.095
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Policial, Romance e Novela, Universo Alternativo

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 9 - Fantasy Party - pt 2


 

Um tempo depois, uma garota de cabelos loiros queimados pelo sol, olhos verde-musgo, pele bronzeada com um corpão e uma garota de cabelo moreno claro, olhos escuros e corpo igual à amiga vieram na nossa direção, quero dizer, na direção de Ginny, aparentemente para chamá-la:

- Hey, tá afim de dançar um pouco? – a loira perguntou se dirigindo à Ginny e a ruiva assentiu, e eu senti que ela foi ‘feliz’ demais por causa da bebida.

Eu acompanhei-as visualmente até elas fazerem uma rodinha e a loira fazer alguns movimentos com o quadril, e Ginny (que estava de costas pra mim) a copiava. Então a loira parou e cochichou algo para Ginny que riu e voltou a rebolar, e então ela fazia um movimento na qual ‘quebrava’ a perna direita, empinava a bunda e ‘quebrava’ a perna esquerda e ‘desempinava’ a bunda de novo. E ela fazia isso no ritmo da música, senti um incomodo entre minhas pernas e arregalei os olhos correndo para o banheiro.

Eu fiquei lá por uns 5 minutos, até eu ‘sair’ da minha situação.

Assim que voltei do banheiro voltei até a mesa e não encontrei Ginny na mesa comecei a procura-la visualmente até que Hermione chegou na mesa com um shot de whisky na mão, ela virou e colocou na mesa:

-Vamos dar uma volta por aí? – ela perguntou e eu assenti concordando

Começamos a andar pelo salão, até que me deparei com a seguinte cena: Rony engolindo ( e sendo engolido por) Padma Patil, na qual eu reconheci como uma das professoras que trabalhavam com Hermione e eu senti o sangue fluir de raiva.

-Hermione, por que você não vai no banheiro retocar a maquiagem um pouco? – eu disse e ela assentiu confusa antes de se virar na direção do toalete e foi me deixando sozinho.

Me dirigi até a tal cena e separei-os, para em seguida puxar Ronald pelo colarinho da fantasia e prensá-lo a parede

- Ei ei ei ei, o que você pensa que está fazendo Potter? – ele disse e eu o fuzilei com os olhos

- O que você estava pensando quando traiu a Hermione numa festa que você sabe em que ela estaria e mesmo estando ciente de tudo o que ela fez por você? – eu disse o apertando ainda mais na parede – lembre-se que eu sei fazer você morrer em questão de segundos. – eu ameacei e ele engoliu seco

-Harry? O que está acontecendo? – ouvi o som da voz de Hermione e meu estômago revirou

Eu puxei Rony o apertando (muito forte por sinal) até ela passando pela ‘rodinha’ que havia se formado em volta de nós e eu não havia percebido.

-Pergunta para essa galinha aqui – eu disse o jogando na frente dela e quando o soltei ele esfregou o braço – diz para ela o que você estava fazendo Ronald – eu cuspi as palavras com ódio

Hermione, sempre foi a mais esperta da sala e sua capacidade mental era realmente muito boa, então ela simplesmente deu um passo a frente, olhou nos olhos azuis de Rony e deu um tapa estalado na cara dele que ecoou pelo salão. Ele cambaleou um pouco e ela deu as costas para ele e foi na direção oposta

-Circulando galera o show acabou – eu disse para as pessoas em volta de nós e a ‘rodinha’ se desfez e eu fui à procura de Hermione, a encontrei um certo tempo na mesma mesa na qual estávamos no começo da festa e ela rindo para uma decoração da mesa e ao me aproximar vi uma garrafa de whisky pela metade ao seu lado.

Me dirigi até ela, mas meu caminho foi barrado por um anjo que veio saltitando até mim, e quando me alcançou me puxou pelo colarinho da minha fantasia para me dar um beijo ( que eu não entendi porém correspondi obviamente) onde eu senti tudo e todas as bebidas na qual ela havia bebido.

A sensação dos lábios carnudos dela nos meus, nossas línguas dançando num ritmo totalmente diferente da música na qual eu ouvia como se estivesse muito distante, ouvia conversas, risadas, flashs de câmera entre outras coisas, porém nenhuma delas havia minha total atenção

Quando -infelizmente- nos separamos ela olhou pra mim, sorriu e saiu correndo para a direção oposta à minha gritando:

-ELE ME BEIJOU EU SOU UM ANJO

Eu ri ainda atordoado – positivamente – pela cena na qual eu presenciei. Uma pena que ela teve de estar bêbada para concluir tal feito que eu nunca teria feito por medo mesmo.

Eu fiquei um tempo ali na mesa (provavelmente com um cara de idiota, mas um idiota feliz e bonito por sinal) até eu olhar o relógio e ver que eram 00:45, Hermione continuava rindo para qualquer coisa na mesa e eu sabia que ela não sairia dali tão cedo, então fui procurar Ginny.

Após umas 3 músicas tocarem eu estava andando perto da área de buffet quando alguém pulou em cima de mim por trás e me derrubou no chão. Quando me virei pronto para xingar qualquer puto que tivesse feito isso, vejo Ginny cantando a música que tocava: “Faded”

- I’m faaaaadeeeeddddd – ela cantava desafinada por causa da bebida

- Heey vamos sair daí? Eu não sou um sofá – eu disse e ela fez bico

-Mas aqui está tão bom... – ela disse fazendo manha

-Mas se você sair daí e vou levar você para casa e fazer um milk-shake para você – eu disse e ela sorriu dando um pulo e saindo de cima de mim

-Vamos! O que está fazendo aí deitado? Seu preguiçoso! Vamos fazer milk-shakeeee – ela disse me puxando pela mão.

-Peraí, você está esquecendo da Hermione – eu disse rindo enquanto ela me puxava para fora – eu vou busca-la vem comigo.

Eu cheguei na nossa mesa e Hermione estava capotada em cima desta. Eu ri passando meus braços pelas suas costas e pernas, levei ela no colo até o carro, com Ginny no lado do carona.

Ela realmente estava muito linda e perfeita naquela fantasia de anjo, que me fez pensar em coisas obscenas onde apenas envolvia a nós e qualquer lugar com um chão.

Assim que chegamos, consegui levar Hermione para o quarto e tirar a roupa ‘apertada para um caralho’ e coloquei-a na cama com uma blusa bem mais folgada que ela estava para que ficasse mais confortável. Quando voltei para meu quarto, Ginny estava pulando na minha cama e quando me viu, pulou no chão e se jogou em mim passando as pernas pelo meu quadril que eu logo a segurei para que não caísse.


Notas Finais


Espero que gostem e uma coisa:
NÃO DURMA ANA LEIA PRIMEIRO


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...