História Casamento Forçado - BTS (em edição). - Capítulo 21


Escrita por: ~ e ~JeonKookita

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, G-Dragon
Personagens G-Dragon, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, Tao, V
Tags Bangtan Boys, Be Black, Exo, Namjoon, Rap Monster, Ztao
Visualizações 1.869
Palavras 1.519
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Hentai, Lemon, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Necrofilia, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Povo como eu disse que postaria ontem e não postei por que a Net caiu aqui em casa vou posta 2 hoje de recompensa o 2 capitulo sai às 17:00 obrigada e desculpa

Capítulo 21 - Convite


Fanfic / Fanfiction Casamento Forçado - BTS (em edição). - Capítulo 21 - Convite

                S/N P.O.V


 A manhã passou calma, fiquei vendo algumas fichas de casos de clintes muitos problemáticos. Liguei para Lisa (minha secretária), ela é um amor, foi a moça que eu pedi para ligar para Jay Park mais cedo, ela falou que o mesmo marcou para 14:15 ao invés de 14:45. Não achei ruim, então não discordei já são 11:26, pego minha bolsa, saio da minha sala e aviso para Lisa que irei almoçar e que ela já pode ir também.


 Vou até o elevador, quando ele chega no meu andar eu entro, Lisa e mmis duas mulheres que estavam esperando o elevador comigo não entraram, eu seguro a porta e peço para elas entrarem, acho ridículo isso deles não ficarem no mesmo lugar que Namjoon fica, mas se ele prefere assim, eu não vou fazer igual.


Depois  de insistir um pouco, Lisa entra e as duas mulheres também, o elevador era enorme, cabia umas 10 pessoas e ficava folgado.


- Vocês estão descendo, certo?- Pergunto e elas concordam. - Eu estou subindo, tem algum problema se eu subir primeiro? - Elas negam, apertei o botão do andar 80, as portas se fecharam e começamos a subir. 


O elevador parou no andar, me despedi das meninas com um tchau  e saí do elevador, tinha umas salas e um corredor com algumas pessoas em mesas, igual o meu andar, só que nesse corredor dever ter umas 14 pessoas.  Passei em frente a algumas salas e nenhuma tinha o nome do Namjoon, percebi que muitas pessoas olhavam para mim confusas, até um rapaz sair de uma sala do outro lado com mais 3 amigos rindo. Eles me encaram e cochicham algo entre si, o rapaz chega perto de mim.


- O que essa gracinha tá fazendo aqui perdida? - O rapaz fala, ele era bonitinho, tinha cabelos pretos, meio bagunçados propositalmente, alto e bem vestido com um terno cinza. 


- Estou procurando meu marido. - Falei para me prevenir de uma paquera.

 
- Então é casada? Quem seria o sortudo? - Ele fala com um sorriso malicioso, chega bem perto de mim e fala. - Tem certeza que ele dá conta? - Disse quase num sussurro, depois se afastou.


 - S/N? - Ouço alguém me chamar e vejo que era o Jin. 


- Oi. - Respondo me virando de costas para o rapaz, percebo que ele olhou para minha bunda descaradamente pelo vidro da sala que eu estou na frente. -  O que faz aqui? 


- Vim ver se o Namjoon quer ir almoçar comigo e com o Hoseok. - Ele fala encarando o rapaz que sorri para ele. 


- Ah, ele não vai. Porque vai almoçar comigo. - Respondo.


- Ok. Zico estava te atormentando? - Eu olho para Zico e ele me dá um sorriso lindo, mas muito sem vergonha.

 
- Só tentando me paquerar. - Respondo olhando para os dois.


- Tentando?? Então eu não consegui? - Nego e ele fingi estar triste. - Eu já entendi, você prefere os chefões né... Mas para quem é casada, você tá muito oferecidinha pro  o Namjoon, tirando que ele também acabou de casar. - O tal Zico fala, dou um risinho junto com o Jin. - Qual foi a graça? - Ele pergunta confuso.


- A graça é que eu sei que o Namjoon é casado... Até porque é comigo. - Digo e ele arregala os olhos,  Jin cai na gargalhada.


- Você é a mulher do Sr.Kim?- Ele pergunta gaguejando.


- Sim. - Digo indo até uma secretária, que fica num balcão sozinha, ela deve saber onde é a sala do Namjoon. - Tchau Jin. - Me despeço dele me afastando, dou dois passos, me viro para Jin e o rapaz que ainda está assustado e estranho, parece que todos têm tanto medo do Namjoon. -  Ahh, Zico não se preocupe, eu vou levar sua pergunta para o Sr.Kim. - Digo e ele me encara.


- Que pergunta? - Zico falou pasmo.


- Se ele tá dando conta. - Digo rindo, vendo ele quase tremendo. Vou até a tal moça, ela era linda também, meu kimchi apimentado, só tem mulher bonita nesse lugar. A moça aparentava ter seus 28 anos, ela era loira, cabelo em corte chanel com a parte da frente pontiagudas, olhos bem negros com uma boca não muito carnuda, quando me aproximei dela, percebi que ela estava com uma cara meio fechada.


- Oi, meu nome é S/N. Gostaria de saber onde é a sala do Sr.Kim? 


- A primeira à direita. - Diz apontando para uma sala separada, claro, como não pensei que seria longe das outras salas? -  Mas a senhora tem hora marcada? 


- Não, eu não preciso, mas agora se me der licença. - Digi indo até a sala, ela passa na minha frente e posso ver seu corpo, ela é bem magrinha não tem muito peito e bunda, tem coxas até grossas, mas não muito, usa um vestido curto preto colado com um decote V - e eu achei que meu antigo vestido tava demais - Pensei.

-  A senhora não pode entrar assim na sala dele. - Ela diz, dou um empurrãozinho nela, a tirando da minha frente e dou uma batida na porta, já entrando sem esperar resposta. Namjoon estava vendo alguma coisa no computar e anotando em uma ficha, estava tão lindo sem o paletó com a gravata meio frouxa, logo a louca da secretaria corre até a porta, entrando e me tirando do transe 

- Perdão senhor Kim, essa desnaturada me empurrou e entrou na sua sala, mas já irei chamar os seguranças. - Namjoon que não tinha percebido minha presença pela distração no que estava fazendo, levanta o olhar e dá um sorriso.


- Pode deixar Suzi. - Namjoon diz calmo,  Suzi o olha confusa.


- O Sr. a conhece? - Ela pergunta e ele dá um risinho.


- Conheço, pode deixar. -  Ele fala se levantando.


- Tem certeza? - Parece que ela quer que eu vá embora, ela está com uma expressão nada boa.


- Querida, ele já falou que pode deixar, por que você ainda está aqui mesmo ? - Digo. - Olha meu amor, eu só quero conversar com o MEU marido, agora que você já entendeu, pode sair. - Ela bufa saindo da sala, fiz questão de dizer que Namjoon era meu marido, mulherzinha estranha, se juntar ela é a Sun não sei qual é a pior, até os nomes são parecidos Sun e Suzi.


- O que você está fazendo aqui? - Namjoon fala se encostando na mesa, cruzando os braços, vou até ele fico de frente com ele, deixo minha bolsa em cima da mesa e coloco minhas mãos em sua cintura e ele no meu pescoço.

 
- Vim chamar você para almoçar comigo. - Digo e ele abre um sorriso. - Então, você quer ir? O Jin veio te chamar também e eu já desmarquei, então você vai ter que ir comigo. - Sorrio.

- Mas é claro que vou. - Diz me dando um beijo, a cada beijo dele parece que me apaixono mais e mais .  Nos separamos pela falta de ar.


-  Onde vamos? - Perguntou-me.


- Não sei. -  Disse arrumando sua gravata e colocando minhas mãos em seu peito. -  Me surpreenda. - Digo e ele ri, me afastando e  pegando  seu paletó, eu peguei minha bolsa e saímos da sala.

 Passamos pela tal Suzi, eu deu meu melhor sorriso e saí segurando o braço de Namjoon, passamos pelo seu andar e todos nos olhavam.   Descemos e na recepção não foi diferente, todos nos olhavam de queixo caído. Fomos até o estacionamento, entramos no carro e saímos entre as ruas de Seul. 



                      Namjoon P.O.V.



Fiquei tão feliz em ver minha pequena entrando na sala e depois ficando brava com a Suzi, deixando bem claro que era minha mulher. Quando ela me chamou para almoçar meu coração quase saiu pela boca, não iria almoçar, agora tenho muita coisa para resolver sobre o ZTao, estava pesquisando sobre sua ficha, quando ela entrou na sala, não quero ele perto da minha pequena, sou capaz de matar ele só de pensar ele tocando ela. Entramos no carro, ela me pediu para ser surpreendida e eu vou surpreendê-la. Ela vai o caminho todo cantando e rindo, dou risada dela, parece uma criança.


- Vamos Nammie, cante comigo. - Ela diz.


- Nammie? Gostei. - Digo rindo do apelido que ela me deu.


- Gostou?


- Gostei pequena, gostei.


- Pequena. - Ela questiona. - Não sou tão baixa que você, eu sei que é um apelido fofo e tal mas eu sou muuuito alta tenho 1,70.


- 1,70? É pequena perto de mim. - Digo rindo.


- Você que cresceu demais... Minha altura é normal. -  Ela diz fingindo estar chateada.


- Ok, você não é tão baixa... Mas mesmo assim vou te chamar de pequena. - Aperto sua bochecha.


- Desisto. - Ela continua a cantarolar.


- Como pode ser tão linda? -  Penso. - O  sorriso dela é tão maravilhoso, farei qualquer coisa para ver todos os dias esse sorriso. 
                                    

 


Notas Finais


Gostaram??


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...