História Chantagem - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Naruto Uzumaki, Sasuke Uchiha
Tags Itadei, Konoha, Narusasu, Narusasunaru, Naruto, Ninja, Sasunaru, Sasunarusasu
Visualizações 115
Palavras 1.403
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Slash, Violência, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hey!

O primeiro capítulo - que nem capítulo era, só um prólogo pequeno - teve um resultado excelente. 10 favoritos, 3 comentários e 1 lista de leitura em menos de um dia. Eu agradeço a vocês por me darem esse apoio, sou novata nesta categoria e por isso achei que os resultados seriam menores, mas fico muito feliz que o apoio de vocês está sendo tão gratificante.

Eu já tenho os dez primeiros capítulos feitos, então vou postá-los mais rapidamente do que os demais. Okay??

Podem ler agora, eu deixo!

Capítulo 2 - Sequestro


O vento uivava calmo naquela noite de quinta-feira, a brisa fria tocava com graciosidade nos longos cabelos loiros do desconhecido. Este voava em um ser bizarro e com partes estranhamente desregulares. Abriu com facilidade a janela do quarto hospitalar e entrou ali com o mínimo de barulho possível.

Deidara observou o corpo dormente de Naruto sobre a maca e sentiu suas feições suavizarem. Se aproximou e tocou levemente na testa fria do gennin, sentindo como a pele parecia estranhamente pálida ao seu ver e em como o garoto estava em paz naquele sono.

Tirou parte do pano fino de cima do corpo jovem e levantou um pouco a camisa esverdeada que Naruto usava, olhando atentamente para o selo negro que se desfazia aos poucos na barriga do loiro gennin. Respirou fundo e ajeitou as roupas finas, desligou os aparelhos hospitalares e colocou o corpo leve no colo. Antes de sair pegou um ramo de flores, lírios brancos, que estavam num jarro com água ao lado da cama.

Levaria como uma última lembrança de Konoha para o loiro.

Saiu do hospital e fechou a janela como se nada houvesse acontecido. Se ajeitou no pássaro de argila e tirou de dentro do casaco negro um manto grosso e vermelho, cobrindo delicadamente o corpo desfalecido de Naruto e colocando-o em seu colo. Guiou sua arte para o esconderijo da organização enquanto mexia distraidamente nos cabelos dourados do rapaz.

Alguma coisa o fez prender em Naruto, para Deidara, ele era como um imã para carinho. E daquele jeito, totalmente desprotegido, o fez ter ainda mais certeza em seguir com o plano de seus companheiros.

 

* * *

 

O ser de argila pousou numa construção próxima às redondezas de Amegakure. Deidara colocou o Naruto coberto em seu colo e saiu até uma distância segura, olhou para os lados e ativou sua argila explosiva, deixando com que o barulho da explosão assustasse os pequenos pássaros que por ali voavam. O loiro se remexeu em seu colo, isso era bom: ainda estava vivo.

Correu até o esconderijo da Akatsuki, organização criminosa ao qual fazia parte, e entrou pela passagem secreta. Entrando diretamente na sala de reuniões, uma Konan entusiasmada veio correndo em sua direção, parando ao ver o ser dormente em seu colo.

– Vejo que completou a missão, Deidara-kun. Ótimo trabalho! – sorriu.

– Foi muito fácil, aquela Hokage de Kohona não se deu ao trabalho de colocar uma boa segurança do lado de fora. Entrei pela janela e o peguei, hn. – disse com um sorriso de canto, olhando para as feições adormecidas do gennin.

Rapidamente, todos os membros da Akatsuki se dirigiram para perto de Naruto, olhando atentamente para os mínimos detalhes do loirinho. Itachi ergueu uma sobrancelha, aquele garoto estava bem mais diferente do pirralho que tentou capturar a dois anos atrás. Parecia mais maduro, mesmo que ainda usasse as roupas laranjas.

– Abram caminho. – a voz autoritária de Pain tomou conta do ambiente. – Deidara, o traga até a enfermaria, vou pegar um pergaminho no escritório e depois volto. Precisamos salvá-lo.

Deidara concordou com a cabeça e correu para a enfermaria que havia no esconderijo da Akatsuki, deitou Naruto na maca e viu Konan ligar os aparelhos médicos no corpo do menor. Os demais membros observavam da porta, com esperança de que o plano de Pain desse certo.

Pouco tempo depois, o ruivo apareceu segurando um pergaminho vermelho e de versão única, ou seja, não havia outro desse no mundo. Levantou a blusa de Naruto e olhou por míseros segundos o buraco negro que se abria em sua barriga. Abriu o pergaminho, mordeu seu dedo e despejou um pouco de seu sangue nos escritos em tinta no papel. Fez alguns selos de mão e iniciou o ritual de selamento.

Itachi estava de braços cruzados enquanto observava o trabalho do Uzumaki ruivo em Naruto, percebeu o selo sendo refeito e repentinamente se sentiu aliviado. Ativou o sharingan e focou sua visão na rede de chakra do loiro que, instantaneamente, já se encontrava regulada. Pain conseguiu selar a Kyuubi em Naruto novamente, era uma vitória.

– Isso deve bastar. – disse Pain. – Mas temos que arrumar um jeito nesse olho esquerdo, não que ele não seja bom com apenas um olho, mas com dois seria melhor.

– Onde encontraríamos um olho? Jashin não permite que eu modifique os seus sacrifícios, senão seria facinho. – disse Hidan com sua voz escandalosa.

Burburinhos circularam a pequena enfermaria e o Uchiha respirou fundo, pigarreou e chamou a atenção de todos. Se aproximou do leito de Naruto e deu um leve toque em seu olho esquerdo, logo recolhendo a mão. Abriu os olhos e olhou diretamente para Pain.

– Eu posso ajudar, ainda tenho meu antigo olho esquerdo guardado. – o ruivo o olhou interrogativo. – Claro que ele está sem nenhuma chance de visão, mas pelo menos não foi perfurado ou algo do tipo. Tenho certeza que o poder regenerativo da Kyuubi resolveria esse problema e ainda teríamos mais um portador do Mangekyou Sharingan na Akatsuki.

Pain ponderou por segundos e acabou concordando, aquilo daria ótimos avanços ao seu plano. Por incrível que pareça eles realizaram uma reunião e concluíram que era deveras melhor ter pelo menos um jinchuuriki aliado a eles. Pense bem, teriam mais vantagem quando começassem a capturar as outras bijuus; obteriam mais um quase-imortal em sua equipe; teriam reservas Uzumaki de chakra sobrando; e, agora, poderiam ter um portador de olho sharingan.

Claro que haviam chances de Naruto recusar e querer matá-los, porém eles se encontravam em maior número de pessoas e de habilidades. O loiro os ajudaria por bem, como forma de gratidão por terem salvado sua vida e visão, ou por mal, na base da própria porrada e chantagem, claro.

– Traga o olho, Itachi. Vou começar os preparativos, temos que fazer isso enquanto ainda está sedado. – disse autoritário, mexendo em uma pequena caixinha ao lado da maca.

O Uchiha acenou brevemente com a cabeça e sumiu numa nuvem de fumaça. Pain suspirou e pediu para que os demais se afastassem. Abriu lentamente o olho esquerdo de Naruto com os dedos e encontrou um buraco razoável na cavidade ocular do loiro. Sua íris continha uma coloração gélida de azul, bem diferente daquele profundo oceano que era o de seus olhos. Uma fina corrente de chakra vermelho corria pelos nervos ópticos do Uzumaki, tentando, em vão, concertar o estrago feito pela kunai.

O ruivo pressionou aquela área lentamente, observando as pálpebras se alargando e, aos poucos, o olho se aproximando do meio externo. Pegou um bisturi e cortou os nervos que continham ligação com o olho danificado, o colocando dentro de um pequeno pote cheio dum líquido amarelado.

O soar dos corvos de Itachi ressoou pelo local, trazendo consigo o próprio Uchiha. Caminhou a passos lentos, parando ao lado de Pain e o entregando um pote com um olho cinzento mergulhado em sedativo.

Pain abriu o pote e pegou o olho cego. Fez uma pequena corrente de chakra com a mão livre e a ligou com os nervos soltos que caíam pela bochecha pálida de Naruto. Com paciência, conectou o novo olho do Uzumaki em seu corpo, pingou poucas gotas de colírio e deixou suas pálpebras descansarem. Preparou um tapa olho de malha e o colocou no olho esquerdo do loiro. Respirou fundo.

– Transplante realizado com sucesso. – suspiros de alívio foram ouvidos. – Mas ainda nos resta saber se Naruto irá receber bem o olho sharingan, não quero nem imaginar no que poderia acontecer se ele o rejeitasse.

Sasori-sama deu um típico resmungo irritado, odiava esperar.

– Espero que não demore para que o pirralho acorde, sabe que odeio esperar. – disse, indiferente. – Prevejo que o garoto nos encherá de perguntas e você, Deidara, que irá respondê-las.

Deidara fez uma clara careta de confusão e indignação.

– Por que eu, Sasori-danna? – perguntou histérico como sempre. – Eu posso ter trazido o Naruto, mas foi a ideia do Itachi trazer o jinchuuriki da Kyuubi para o nosso esconderijo, hn.

– Tudo bem, ele está certo. – Itachi respondeu. – Eu cuido do Naruto-kun, afinal a ideia foi minha. – olhou para o Uzumaki desacordado.

Itachi ponderou por alguns instantes. Sim, era ele que devia conversar com Naruto. O Uzumaki deveria apenas conhecê-lo no meio de todos aqueles rostos, já que tiveram um “encontro desajeitado” quando ele ainda tinha doze anos. Agora era diferente, já era mais maduro e, consequentemente, mais experiente. Ele o ajudaria a levar seu otouto para a luz, sentia isso.

Naruto salvaria Sasuke, era uma certeza.


Notas Finais


OBS: Shisui antes de morrer deu o seu olho esquerdo para Itachi e pediu para que o mesmo o matasse, assim conseguindo o Mangekyou Sharingan. Sei que não aparece nenhuma prova de que ele guardou esse olho - o antigo dele - e tudo mais, porém a história é minha e eu achei que isso poderia ser possível.

(/0.0)/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...