História Coffee Shop - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook, V
Tags Bts, Drama, Jungkook, Romance, Taehyung, Taekook, Vkook
Visualizações 35
Palavras 1.630
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Tá chegando ao fim >< não quero que acabe :c

Muito obrigada pelos 900 views AAAAA nem acredito ♡♡♡ vcs são demais

Nos vemos nas notas finais, tenho coisas a revelar :3

Capítulo 11 - Mudar pra Melhor


Fanfic / Fanfiction Coffee Shop - Capítulo 11 - Mudar pra Melhor

O aroma dó café fresco inundava todo o local. Mais um dia de trabalho duro estava chegando ao seu fim. Eram quase seis da tarde e meu expediente já iria acabar. Não iria precisar ficar mais tarde com Hyunsik, pois meu hyung já havia melhorado e estava cem por cento.

Sim, fazia um semestre desde aquela madrugada icônica na casa de Soon Hee. Muitas coisas mudaram desde então como eu já havia previsto, afinal eu sempre estou certo. 

Como por exemplo: minha mãe recebeu alta da casa da minha tia um mês depois daquela noite. Estava muito feliz que ela estava se sentindo melhor e podia fazer as coisas sozinha. Desde então ela não pegou nenhum resfriado misterioso, por isso me tranquilizei.

Quanto a Soon Hee e eu? Viramos amigos, muito amigos na verdade. Ela parece gostar de meus conselhos e conversas sinceras, além de que de vez em quando ou outra, sempre saímos para algum lugar.  

Jungkook me contou que Soon Hee passava a maior parte do tempo sozinha pois sua mãe sempre viajava e seu pai nunca dava as caras em casa. Todas as meninas que ficavam com ela não passavam de interesseiras por causa da quantia de uma grande herança. Isso fez com que a coitada acabasse com depressão e por pouco não virou uma sociopata.

Ela me agradece por ser um amigo de coração todas as vezes que pode. 

Jungkook também voltou a falar com ela normalmente e eles estavam se dando super bem. Soon Hee era como nossa irmãzinha agora e nunca a deixaríamos sozinha.

Além do mais fora ela quem ajudou meu hyung a se recuperar. Ele também gostava de sua amizade. 

Tudo estava perfeito.

Eu estava varrendo o chão completamente distraído em meus pensamentos que até levei um pequeno susto quando a mão do hyung encostou em meu ombro. 

- O-o que foi, hyung? - Disse enquanto levava minha mão direita até o peito. Meu coração estava batendo rápido devido ao susto. 

- Acho que deve ir. Tem alguém te esperando. - Hyung aponta para a porta, e meu rosto automaticamente se vira para observar o que o hyung queria me mostrar. 

Jungkook acabara de entrar no local. Lindo como sempre, vestindo um jeans escuros, uma blusa branca e seus inseparáveis Timberlands. Ele ainda estava com a mochila da escola, provavelmente me esperando desde que fora dispensado. Meu peito aqueceu ao ver o sorriso gentil no rosto dele e foi inevitável não sorrir também. 

Entreguei a vassoura nas mãos do hyung e fui rapidamente ao seu encontro, abraçando-lhe forte e necessitado pela sua cintura e deitando minha cabeça em seu ombro. Não demorou para que Jungkook envolvesse seus braços em meu corpo para retribuir o abraço.

- Estava com saudades? - Jungkook perguntou baixinho, mas alto o suficiente para que eu pudesse ouvir. 

- Sim... Morrendo de saudades. - Respondi com o mesmo tom de voz, em seguida dando um beijinho em sua bochecha e me afastando de seus braços. - Vou guardar minhas coisas e já vamos, ok? 

Jungkook apenas assentiu com a cabeça e eu fui correndo para o armário dos funcionários na área de serviço retirar o avental e pegar minha mochila com meus pertences. 

"Certo, está tudo aqui."

Voltei para o salão e fiz uma reverência para o hyung, desejando-lhe um bom final de semana. O mesmo retribuiu meu gesto com um sorriso no rosto. Eu e Jungkook saímos do local de mãos dadas.

Eu adorava aquela sensação de estar junto de Jungkook, andando por aí sem pressa num final de tarde de sexta-feira. Enquanto a brisa refrescante de verão batia em nossos rostos e bagunçava nossos cabelos. 

- Sabe, Tae. - Ele perguntou enquanto andávamos, mas não tirando seus olhos do chão.

- Sim? - Perguntei curioso. 

- O verão está chegando ao fim, e sabe... Não aproveitamos nada ainda. - Ele fez um bico adorável com os lábios.

- Verdade. O que você tem em mente?

Ele parou de andar e se posicionou em minha frente, colocando as mãos em meu rosto. Ah sério, eu adorava quando ele fazia aquilo. Sorri fechando os olhos e coloquei minhas mãos por cima das suas. Estávamos andando tão distraídos que nem percebemos quando chegamos a uma praça perto de casa. Tudo aquilo deixava o clima ainda mais romântico.

- Eu só tenho mais uma semana de aula, depois ficarei de férias. - Ele encostou a ponta de seu nariz na minha. - Hey... Você quer passar um tempo comigo? 

Minhas bochechas coraram ao ouvir aquilo. O que ele queria dizer?

- C-como? - Mal conseguia pronunciar as palavras certas. Minha mente estava muito bagunçada para calcular o que devia ser dito.

Jungkook sorriu ao me ver nervoso. 

- Sabe... Passar um tempo só nós dois... - Jungkook diminuiu o tom de voz, quase sussurrando. Aquilo me estremeceu, e acabei dando um suspiro forte. - Juntinhos, amor. 

- Eu adoraria. - Dei um leve selinho em seus lábios. Jungkook corou ao ouvir minha resposta.

"Tão fofo..."


***


E assim foi feito. Naquele dia chegamos em minha casa e conversamos com a Omma. Ela ficou pensativa no começo, mas eu prometi que não demoraria para voltar pra casa pois sabia que ela ficaria um tempo sozinha. Então, ela concordou. 

Jungkook e eu estávamos muito felizes com essa ideia. Alugamos uma casa de praia num local bem reservado em Busan. O preço não foi tão barato, mas Soon Hee disse que nos ajudaria a pagar. 

E hoje era o dia. 

Estava animado. Passaria uma semana inteira na praia, longe de pessoas, longe de trabalho, somente Jungkook estaria lá comigo. Há quase um ano eu nem pensava que estaria indo passar um tempo sozinho com minha paquera. Na minha cabeça ele nunca me notaria. Dessa vez eu estava errado.

O celular começou a tocar e um sorriso  largo surgiu em meus lábios quando vi quem estava me mandando mensagem.


Jungkook: Você está animado, Taetae? <3 
Jungkook: Porque eu estou


Eu achava ridículo o jeito que eu ficava bobo quando Jungkook me chamava por esses apelidos carinhosos. Mas eu não podia negar que era apaixonado por ele.


Taehyung: Eu estou mais que você 


Já estava quase terminando de arrumar as malas. Certificando-me para ver se não esqueci nada, mas estava tudo lá: Roupas, roupas íntimas, calçados, óculos de sol, protetor solar, trocentos cremes para a pele que eu era obrigado a usar, escova de dentes, pasta de dente, carregador do celular...

"Tá bom. Tá tudo aqui."

Fiquei observando as malas mais uma vez com as mãos na cintura para ver se realmente tinha pego tudo. O celular em minha mão começou a tocar.


Jungkook: Se você está animado, vá até a porta da frente 


Não hesitei em sair correndo, passando pelo corredor da cozinha e indo até a sala para abrir a porta da frente. E lá estava ele. Encostado no carro com os braços cruzados, sorrindo pra mim. Vestia uma camiseta cinza e uma calça jeans preta e adivinhem: os Timberlands. Apesar de ser verão, de manhã sempre está um pouco frio. Por isso não estranhei quando o vi de calça. 

Minha mãe me abraçou por trás e acenou para Jungkook sorrindo. 

- Bom dia, filho! - Eu sei um sorriso ao ouvir tais palavras. Minha mãe gostava muito de Jungkook, e apoiava nosso namoro de braços abertos. Isso fez com que ela tivesse um amor de mãe por ele. 

- Bom dia, senhora Kim. - Jungkook chegou perto de nós e deu um beijo na bochecha de ambos. - Vamos, Tae? 

- Não querem tomar nem um cafézinho? - Omma dizia com a voz quase chorosa. 

- Não precisa se preocupar, mãe. Vamos comer no caminho. - Ela sorriu tranquila.

- Eu pego as malas, com licença. - Jungkook entrou em casa e foi em direção ao meu quarto para pegar minha bagagem nem um pouco discreta. 

Ajudei ele a colocar as coisas no porta malas, enquanto minha mãe nos observava encostada no batente da porta. Tão linda, com aquele vestido salmão e apenas um casaquinho cinza para proteger do frio da manhã. Os cabelos compridos e castanhos balançavam com o vento, e os seus belos olhos - também castanhos - já me fitavam necessitados.

- Voltaremos em uma semana! - Disse, abrindo a porta e sentando no banco do passageiro. Jungkook entrou no carro segundos depois. 

- Vou contar os minutos! - Ela sorriu. - Cuidado, filhos. 

- Nós te amamos!  - Eu e Jungkook dissemos em uníssono, o que fez omma levar as mãos ao rosto, tentando não se derramar em lágrimas. 

Jungkook pisou no acelerador e partimos. Não demorou muito para que as casas e pequenos prédios sumissem de nossas vistas, deixando lugar apenas para a estrada e a mata densa ao redor dela. Abri a janela para poder sentir o vento bater em meu rosto. 

- Amor. - Jungkook falou, não tirando os olhos da estrada.

- Hum? - Virei meu rosto para poder vê-lo. Não me surpreende que Jungkook sempre estava lindo, até mesmo com aquele olhar sério que geralmente ficava quando dirigia. O laranja da alvorada batendo em seus olhos negros davam um belo efeito degradê do vermelho ao marrom.

Jungkook tirou uma de suas mãos do volante e a posicionou em minha coxa. Minhas bochechas começaram a queimar e meu coração acelerou.

"Jungkook, preste atenção onde dirige, não me provoque aqui no meio da pista... Por favor!"

- Eu tenho uma surpresa pra você assim que chegarmos lá. - Jungkook sorriu mostrando os dentes, ainda sem olhar nos meus olhos. Contudo parecia que ele sabia a expressão que estava fazendo. 

Eu não fazia a mínima idéia do que ele estava aprontando. Mas sabia que iria adorar, afinal, tudo o que vem de Jeon Jungkook é maravilhoso. Chegava até a ser ridículo, mas era verdade. E era verdade também, o fato de que eu o amava, e sabia que está viagem iria ser inesquecível para nós dois. 


Notas Finais


Eu escrevi isso enquanto pintava o cabelo. Tendo que ouvir o tempo todo minha avó falar: "LEVANTA A CABEÇA MEL"
Poxa vó, é TaeKook XD

SOBRE A FANFIC YOONMIN QUE ESTOU ESCREVENDO:

~~O nome da fic é Preys of Sin, ou Presas do Pecado :3

~~Data de Lançamento: 21/11 (vulgo meu aniversário de 16 anos)

~~Fiz até trailer, ele tá lindo ♡ vejam: https://youtu.be/JZbeayqgg8M


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...