História Como um só - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink
Personagens Jungkook, Rosé, V
Tags Bts, Chaeyoung, Clichê, Drama, Illeguk, Jungkook, Kooktae, Kookv, Office!au, Romance, Rose, Taehyung, Taekook, Vkook
Visualizações 277
Palavras 2.391
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hey Hey hey!!!! mantendo o prazo que eu defini com vocês, mereço um prêmio não?????? Haha espero que gostem desse capítulo e novamente, as coisas vão acontecer um pouco rápido nesse começo pq senão não vou conseguir entrar na história principal, então só espero que aproveitem.

Revisei, mas já sabem né? Sempre deixo passar uma coisa ou outra, então me perdoem.

Boa leitura

Capítulo 3 - Confusões sentimentais deviam ser extintas


 

Jeongguk

Eu também te amo TaeTae

Kkkkkkkkkkkk [00:37]

[00:40] Apenas vá dormir

Jeongguk

Boa noite [00:40]

Taehyung bloqueou a tela de seu celular o jogando para o outro lado da cama. Sua mente vagava para o simples “Eu também te amo” que havia sido dito em meio as brincadeiras de provocações que estavam fazendo um com o outro. Infelizmente, seu coração não parecia querer entender apenas como uma brincadeira.

Por estar tarde, conseguiu desconversar falando em dormir, entretanto sabia que seria a última coisa que coisa que conseguiria fazer durante a noite.

Primeiro havia ficado irritado com a forma que seu chefe havia falado sobre o próprio filho e agora estava pior que um adolescente que conseguiu falar com o crush pela primeira vez. Um adulto de vinte e quatro anos não deveria se comportar de tal forma, nem ao menos se deixar levar assim.

O problema em si, era que não sabia ao certo onde havia errado. Não podia ser somente na aproximação que teve que Jeongguk, também foi assim com outros da empresa, como Jimin, Seokjin, até mesmo Yoongi que ficava mais nada dele escutando música. Tinha todos eles como seus contatos no Kakao Talk e até mesmo tinham um grupo, do trabalho onde Jeongguk também era integrante.

Não havia feito nada de diferente com Jeongguk para que somente ele fosse diferente. Tantas pessoas no mundo, por que diabos havia se apaixonado justamente pelo filho do chefe? Justamente por aquele que mal conheceu e já estava criticando ter uma oportunidade grande por ter nascido em berço de ouro? Tinha que ser justo pelo garoto tão esperto e responsável que além de conseguir aprender tudo rápido, tão rápido também conquistou seu coração.

Pegou seu travesseiro jogando por cima de sua cabeça enquanto gritava vários “Idiota” para si mesmo. Não deveria ter admitido que estava apaixonado por ele, quando nada demais havia acontecido.

Chegou de manhã no trabalho parecendo literalmente um zumbi. Seus olhos estavam pesados e sentia que tinha uma bolsa cheia de livros pesados embaixo de cada um de seus olhos. Não havia dormido nada durante a noite por culpa de seus devaneios malucos com Jeongguk.

O mais irônico é que agora seu sono parecia querer dar as caras, já que mal aguentava olhar para a tela de seu computador sem pescar um pouco. Tinha tanta coisa para ele fazer e mal conseguia manter seus olhos abertos.

— Tome um pouco, vai te fazer bem. — Taehyung despertou um pouco ao escutar a voz melodiosa e se virar rapidamente.

Não diria que estava cem por cento acordado já que ficou um bom tempo encarando Jeongguk sem entender muito bem o que ele queria. Apenas conseguia reparar no cabelo negro jogado de lado, algo bem social. Os lábios rosados e cheinhos, além das bochechas fofas que o deixava um pouco infantil.

Percebeu também ele esticava o braço lhe entregando algo. Um copo, para ser mais exato e continha um liquido escuro.

— O que é isso? — Perguntou um pouco sonolento.

— Café, pode te ajudar a despertar um pouco — Jeongguk segurou a mão dele guiando até o copo. Como se tivesse cuidando de uma criança de cinco anos de idade. — Não deveria mandar os outros irem dormir se você não vai fazer o mesmo.

— Eu ia dormir, eu só não estava conseguindo — foi sincero ao apenas omitir a parte que não dormia por estar pensando nele.

— Você está se sobrecarregando demais — a voz de Jeongguk parecia ainda mais melodiosa que o normal e isso não parecia fazer bem para a sanidade de Taehyung. Ele tão carinhoso assim, apenas fazia seu coração se apertar ao mesmo tempo que batia descontroladamente. — Você precisa se cuidar também.

— Eu sei — respondeu um pouco manhoso. Agora era ele mesmo que se sentia uma criança de cinco anos.

Sua consciência sobre o local em que estavam apenas caiu quando sentiu olhares pesados em cima de si. Virou o café de uma só vez, se arrependendo um pouco ao sentir sua língua ficar sensível devido a temperatura elevada que o liquido estava.

Não demorou muito para sentir seu celular vibrar.

Jimin

Impressão minha ou está rolando algo entre você e o Jeongguk?

Porque olha

Vocês dois parecem um casal recém casado [08:57]

[08:59] Você deveria estar trabalhando não prestando atenção nos outros

Jimin

Não seja mal TaeTae

Somos amigos, você pode me contar isso

Além do mais o Jeongguk é muito bonito e parece te tratar muito bem

Só confesse vai

Juro que não conto para ninguém [09:02]

Jimin, vai trabalhar

E só respondendo sua pergunta

[09:06] Ele é meu colega de trabalho assim como vocês

Queria dar por encerrada essa conversa com Jimin e estava decidido a ignorar as mensagens que ele enviava para si. Viu o mesmo olhar para si rindo de forma divertida e Taehyung apenas continuou sério esperando que isso fizesse o Park entender que ele não estava para brincadeiras.

Infelizmente seu celular não parava de vibrar e se perguntava até quando Jimin continuaria lhe mandando mensagens. Pegou seu celular novamente, um pouco mais irritado tentando se preparar pra o que precisaria ler, quando viu que a mensagem na verdade era de outra pessoa.

Jeongguk

Já faz alguns dias que você chega meio distraído

Hoje foi um recorde seu

Se não consegue dormir por algum problema pode contar comigo okay?

Você sempre me ajudou desde que eu cheguei aqui, então me deixe fazer o mesmo [09:11]

Queria realmente poder dizer que o único problema que tinha no momento era que não queria aceitar que estava apaixonado por ele. Todavia existia dois grandes problemas quanto a isso, o primeiro o fato de que essas mensagens e forma carinhosa com o qual Jeongguk lhe deixava ainda mais ciente dos seus sentimentos.

O segundo, era os outros diversos problemas como o fato de trabalharem no mesmo lugar, Jeongguk ser o filho do seu chefe, serem amigos, além de não saber se tinha a chance de ser correspondido. As coisas funcionavam de uma forma diferente e complicada quando se estava afim de uma pessoa do mesmo sexo que você.

Num geral, estava realmente fodido e só tinha que esquecer disso e se concentrar apenas no seu trabalho e em ter Jeongguk como seu amigo. As coisas já estavam fluindo bem demais dessa forma.

[09:16] Obrigado

Se limitou a responder apenas isso, antes que acabasse falando demais. Agora só queria aproveitar que seu sono havia lhe abandonado por hora.

O decorrer da semana até que foi mais tranquilo, sentimentalmente falando para Taehyung, já que sua concentração voltou totalmente para o erro que ocorreu na sua última aplicação. Era algo que não havia previsto e cada nova correção que fazia, um novo problema surgia e sentia que ia ficar louco.

Jeongguk se encarregou de lhe ajudar, já que também estava por dentro do que se tratava o assunto. Ele ficou por conta de fazer as pesquisas da implementação para a comunicação sem as falhas no webservice. Enquanto os outros funcionários tentavam corrigir momentaneamente para que a aplicação não fosse inutilizada.

Os dois dias em que ficaram praticamente virados corrigindo os erros pareciam ter se transformado em meses que trabalharam sem descanso. Por sorte, conseguiram terminar tudo antes do final de semana, assim poderiam verdadeiramente descansar.

— Acho que merecíamos sair mais cedo hoje, antes que apareça algum outro problema — Yoongi falou jogando sua cadeira para trás e quase deitando nela. — Eu acho que não consigo mais olhar para um computador hoje.

— Jeongguk-ah, você podia liberar a gente. — Seokjin pediu de forma manhosa.

— Ei! Quem está no comando da equipe aqui sou eu — Taehyung brigou.

— Mas, TaeTae, o Jeongguk é- — Jimin tentou argumentar, mas foi interrompido pelo amigo.

— Um funcionário normal como qualquer outro aqui. — Falou pela milésima vez. Odiava quando eles achavam que Jeongguk era o dono da empresa.

 — Eu não tenho tanta moral assim com o meu pai e nem tenho um cargo com alguma autoridade na empresa, estão pedindo para a pessoa errada. — Jeongguk respondeu de forma simples voltando sua atenção para Taehyung e sorrindo fracamente.  

— Apenas continuem o trabalho de vocês pensem em descansar amanhã. — Taehyung conseguiu falar mais seriamente dessa vez. Estava realmente desgastado e se quisesse continuar ao menos desperto até o final do expediente.

— Poderíamos pelo menos sair hoje — Jimin tentou mudar o assunto para algo que fosse de interesse a todos. — Temos que comemorar e merecemos relaxar um pouco depois de tudo.

— Eu topo! — Seokjin respondeu de imediato.

— Só tem graça de formos todos, então se todo mundo concordar não vejo problemas. — Yoongi deu de ombros voltando a deitar sua cabeça sobre a mesa.

— Faz um bom tempo que não saímos mesmo, vai ser legal ter mais um na turma, você topa Jeonggukie? —  Taehyung perguntou para o mais novo, vendo ele ficar um pouco sem jeito.

— Eu não sei se vai dar para eu ir — mordeu o lábio olhando para Taehyung em uma forma de pedir desculpas mudo. — Desculpem.

— Qual é? Vamos Jeongguk-ah, vai ser divertido, tenho certeza que sua namorada não vai se importar! — Seokjin falou tentando animar, mas logo sentiu alguém chutando sua perna e viu Jimin fazendo uma mimica para que ele ficasse calado.

— Eu não tenho namorada — Jeongguk respondeu de imediato.

— Então o que te impede? Taehyung também vai estar lá e vai ser divertido descontrairmos juntos. — Jimin insistiu e todos os olhavam em expectativa, até mesmo Taehyung que logo virou o rosto.

— Não é certo obrigarmos alguém a ir, outro dia pode ser que ele não terá outro compromisso — Taehyung tentou acabar com a pressão que faziam em cima de Jeongguk. Por mais que também quisesse que ele fosse, não era divertido se ele ficasse preocupado com qualquer outra coisa.

— Eu preciso só fazer uma ligação e dou uma resposta, já volto — Jeongguk falou rapidamente se levantando com seu celular logo em sua orelha.

— Eu sei que você está curioso em escutar com quem ele vai falar. — Jimin falou baixo apenas para Taehyung escutá-lo e sorriu ao ver o amigo lhe olhar descrente. — Você não consegue esconder as coisas de mim, finge que vai ao banheiro ou se quiser, eu faço esse papel de espião para você.

— Você tem umas ideias muito idiotas! Vou pegar um café que é mais útil do que escutar você — Taehyung respondeu tentando ignorar o amigo que apenas riu mais alto por ele ter saído da sala.

Não, ele não iria tentar escutar o que Jeongguk falava, não tinha nenhum direito sobre isso. No entanto, a tentação se tornou grande quando ele começou a pegar seu café e escutou a risada de Jeongguk. Foi muito mais forte do que si, aproximar um pouco mais do lugar para tentar escutar o que acontecia, já que não era tão comum ver ele tão animado assim.

— Você é uma boba, Chaeng! Você viaja demais nas coisas, sabe muito bem que não é assim que funciona. — Ele ficou em silencio e Taehyung deduziu que estava escutando já que logo começou a rir de uma forma adorável. — Certo, eu prometo que vou me divertir e não me preocupar por hoje. — houve mais uma pausa. — Tchau e se cuide, qualquer coisa me liga. — com isso, Taehyung entendeu que a ligação foi encerrada e apenas se apressou em pegar seu café e voltar para a sala o mais rápido que o possível.

Acabou esbarrando em Jeongguk ao sair da copa. Ficou um pouco sem jeito já que realmente acabou escutando a conversa dele no telefone. Abaixou sua cabeça um pouco envergonhado e tentou desconversar como se não soubesse de nada, apesar da culpa estar corroendo em si.

— Então, você vai poder ir conosco?

— Poderei sim — Jeongguk sorriu animado e foi impossível para Taehyung não se sentir animado do mesmo jeito. Só não podia confessar o que fez para Jimin e conseguiria esquecer de seu ato de infantilidade.

Todos ficaram bem animados no final do expediente, já que era a primeira vez desde que o Jeon mais novo entrou na empresa que saíam assim. Decidiram ir para um bar que ficava próximo do escritório para se divertirem um pouco.

Os assuntos se tornaram variados, voltados principalmente para perguntas mais pessoais para Jeongguk alegando que tinham o direito de conhecer mais sobre ele, já que ele parecia misterioso demais.

— Precisamos brindar! — Jimin se levantou erguendo o copo cheio de soju depois de já terem tomado uma quantidade razoável.

— Vamos brindar o que? — Seokjin perguntou juntando seu copo ao do outro seguido por todos.

— Qualquer coisa? Só que se torna mais divertido quando brindamos algo! — Assim que Jimin terminou de falar, todos começaram a rir voltando aos assuntos banais de antes.

Não dava para negar que realmente estavam todos se divertindo juntos. Taehyung já até mesmo andava trocando os pés, o álcool já começava a fazer um pouco e efeito. Estava saindo do banheiro quando acabou esbarrando em alguém, mais especificamente em Jeongguk que ria mais do que tudo pedindo desculpas com a voz um pouco enrolada e pedindo que Taehyung o esperasse.

Voltavam para a mesa onde todos estavam rindo dos pequenos tropeços que davam no meio do caminho, mas logo ficaram um pouco sérios ao se olharem após Jeongguk segurar Taehyung de uma forma mais firme, quando ele quase foi realmente ao chão ao tropeçar em uma cadeira.

— Acho melhor pararmos com a bebida. — Jeongguk concluiu sem tirar os olhos de Taehyung que apenas mexia a cabeça concordando e logo em seguida desviando o olhar.

Voltaram para a mesa apenas para se despedirem de todos que pareciam tão senão mais bêbados que os dois. Deixaram uma quantidade significativa de dinheiro já que não tinham muita ideia de quanto tinha dado a parte deles e nem tinham capacidade de fazer uma conta correta.

— Quer que eu te acompanhe? — Jeongguk perguntou preocupado com Taehyung que parecia em um estado pior que o seu, toda hora tropeçando no meio da rua onde não tinha nada em seu caminho.

— Sabe, você é carinhoso e cuidadoso demais comigo, isso é torturante, Jeonggukie — Taehyung desabafou do nada ao se agarrar ao braço do mais novo para se equilibrar.

— Como assim?

— Me dá vontade de beijar você, mas não é certo eu fazer algo assim.

— Também não seria errado, já que eu não me importaria de você me beijar. — Jeongguk respondeu em um tom mais baixo aproximando seus rostos e não demorou muito para que Taehyung findasse a distância entre seus lábios. 


Notas Finais


E aí? Gostaram? Sim? Não? Romance Taekook começou YEAH!!!!!! Eu não queria demorar muito então pfvr, não briguem comigo, pq ainda tem muita coisa pra acontecer na história, enfim... digam o que acharam okay... msmo eu já tendo perdido as esperanças de vocês comentarem, já que pelo jeito me odeiam mesmo, enfim <3

Até o próximo capítulo que irá sair dia 20!!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...