História Coração Indomável-Park Jimin - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtanboys, Barão, Bts, Época, Imagine Bts, Jimin, Park Jimin
Visualizações 123
Palavras 1.322
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Harem, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - IV


Fanfic / Fanfiction Coração Indomável-Park Jimin - Capítulo 5 - IV

 [IV]

Quatro e meia da manhã,novamente era despertada pelo canto do galo,Lucy sentou-se na cama de palha que agora passou a dormir,ainda espreguiçando se levantou,batendo sobre seu vestido - Não tão sujo - que usava.

Sorriu fraco ao ver a sirueta de uma velha mulher se aproximar,com seu carisma entusiasmado de todos os dias e noites.

- Bom dia menina Lucy! - disse cantarolando

- Bom dia para ti Bá - eu disse sorrindo minimamente

- Vamos ao trabalho! - assim a mais velha saiu do "quarto" de Lucy

Seguindo a velha,pela grama verde ela andava em passos apressados,e novamente na espaçosa área de serviços do casarão.

Via as pessoas novamente trabalhando,com suas feições cansadas e preocupadas,oque chegava a cortar o coração da garota,que odiava ver alguma pessoa triste.Então afastou de seus devaneios e voltou a dura realidade e passou a trabalhar como todos os outros ali.

Sete horas da manhã,Lucy ajudava a velha bá a colher alguns legumes na grande na horta,o espaço que fez a mesma se sentir bem,lembrando de que dias atrás estava vendendo suas hortaliças para ajudar seu velho tio - que a deixava preocupada em saber sobte o estado do mesmo,como ele estava,se estava bem e aonde estava no momento -.Tantas perguntas sem se quer uma mísera respostas.

Em uma pequena cesta,Lucy colhia cenouras fortemente alaranjadas,tanto que eram bonitas de se ver,com um sorriso no rosto,ela fazia oque sabia fazer de melhor,cultivar uma horta.Podia ser muito melhor e maior que a sua antiga,mas ela não se importava com isto,apenas em colher as hortaliças frescas.

Passos pelo solo ela pode ouvir,assim levantando-se do chão que a segundos estava ajoelhada para poder pegar as cenouras sem danificar algo ou até mesmo o legume

- Lucy...- disse o mesmo garoto que havia lhe levado até o salão a pouco dias atrás

- Mais trabalho?! - perguntou ao homem em sua frente

- exato - disse o louro

- Oque Park desejas desta vez? - perguntou um tanto entediada

- o chão,quer que os lustres,estão imundos - explicou

- certo - disse suspirando

Mas uma vez Lucy seguia o alto louro pelos corredores,assim pode perceber o quão grandes eram os corredores,que de fato estavam sujos,mas apenas fez o trabalho dado a mesma.

O sol brilhava no céu,Lucy já tinha felizmente se alimentado,eram em torno de duas horas da tarde no momento,ela ainda lustrava o chão,que parecia não acabar.

Cansada se sentou no chão,respirando fundo e passando as costas de sua pequena mão pela testa,retirando o acúmulo de suor.

Escutou um alto barulho,temendo ser o barão se levantou rapidamente,tão rápido que acabou se desequilibrado e esbarrando com um médio pilar que servia de apoio a um vaso - vermelho detalhado por pedras roxas e azuis - o que fez o mesmo se espalhar em vários pedaços no chão.

- droga - praguejei - oque fiz? - perguntei a mim mesma

- Que barulho foi este? - apareceu um homem não tão alto com cabelos castanhos - Oh meu Deus,você está bem? - perguntou se aproximando

- Estou,apenas esbarrei no pilar - disse baixo - e agora está completamente quebrado - eu disse no mesmo tom

- coisas deste tipo acontecem - disse simples com um breve sorriso no rosto - chamo-me Jung Hoseok!

- Lucy - assim a menina sorriu docemente,para o garoto que em uma simples respostas revelou seu lindo sUma das grandes portas do corredor foi brutalmente aberta,fazendo com que os dois pularem de susto.Sons de passos se aproximavam cada vez mais do corredor que se encontravam,Uma leve troca de olharem - assustados - entre Lucy o Jung.

- Posso saber oque se passa aqui?! - peguntou o "temido" barão - oque significa isto?! - perguntou se referindo ao vaso quebrado - Jung...- praguejou baixo

Passou assim esbarrando fortemente na garota,indo em direção ao garoto com o sorriso simpático que recuava a cada passo a frente do barão.

- Seu imprestável,sabes quanto custam apenas um destes vasos? - perguntou avançando para cima do garoto com cabelos castanhos - a sua vida de merda!

- M-Mas...- tentou pronúnciar Hoseok mas foi interrompido 

- Você irá pagar pelos errados atos! - disse cuspindo as palavras - terá sua punição por ser tão insolente! 

O mesmo segurou fortemente os cabelos castanhos do Jung

- Espere! - disse Lucy em meio a discussão

- Não se meta! - vorrciferou Park

- Não o machuque! - disse Lucy trêmula

- Quem achas que és para exigir algo?! - gritou o barão esbanjando sua raiva

- Não irás castiga-lo! - a pobre garota alterou sua voz - Não deves puni-lo por algo que ele se quer teve interferência alguma! - disse firme Lucy

- Como? - perguntou franzino o cenho

- Eu - suspirei pesado - fui eu que quebrei acidentalmente este vaso e se alguém tem que arcar com as consequências,esta pessoa sou eu! - disse ao Park

- Você?! - alterou o tom de voz 

- Lucy não...- pediu Hoseok

- Pois bem querida Lucy,irá ser castigada severamente! - disse sorrindo sacana

- S-Senhor...- tentou se pronunciar o Jung

- E você cale-se! - ordenou 

Jung Hoseok foi lançado fortemente sobre a parede do imenso corredor,uma forte troca de olhares fez com que o mesmo abaixa-se tua cabeça,um olhar de pena foi lançado a menina que agora estava tanto assustada com a situação.

Antes mesmo de falar algo para o garoto conhecido a pouco minutos atrás,um forte aperto em seu braço se fez presente,assim o sorridente Hoseok - agora com a feição triste- se distancia de sua visão,sendo a forças arrastada pelo Barão em meio a tantos e tantos corredores.

O barulho do ranger da porta,assim o corpo frágil de Lucy foi jogada dentro do cômodo,escuro,empoeirado,frio e sombrio - parecia ser um velho porão -.

Após a entrada do Barão,a porta foi fechada com rapidez emitindo o som a forte batida,assim fechando-a.

- Retire as vestimentas! - ordenou o barão 

- O-Oque? - perguntou irrecula e tensa pela situação

- Faça o que eu mando,ou será pior para ti querida! - debochou sorrindo 

Assim a garota retirou a trapo que ela usava,logo a peça se encontrava no chão,assim sentido o olhar do barão sobre seu corpo,em passos lentos o mesmo caminhou até a garota que recuava tentando não se encontrar com o Park

- És de fato bela! - sussurrou o barão fazendo com que a garota ficasse mais constrangida que se encontrava.

Uma velha cadeira de madeira estava em meio ao grande porão,brutalmente Lucy foi amarrada na mesma,assim não podendo levantar se quer uma perna,apenas pode abaixar sua cabeça e esperar pelo "pior" vindo o Park.

Um estalo se fez presente no velho e empoeirado porão,por trás de seus cabelos que caiam sobre seu frágil rosto,ela pode ver o couro estalando no chão - um chicote nas erradas mãos do barão-.

- Implore para mim,implore para que eu pare! - vorrciferou batendo com o chicote nas costas da menina

Só se escutava as fortes chicotadas em meio ao silêncio do porão,O choro estava entalado na garganta da mais nova,que se quer derramava uma lágrima,apenas olhava seriamente nos olhos do barão tentando se demonstrar forte ao bastante.

A cada minuto o Park ficava completamente frustado e mais nervoso,descontando toda a raiva na pobre garota,que se encontrava em uma situação deplorável.

Uma chicotada dada nas costas da menina,tão forte que um grito alto e fino ecoou pelo porão,assim quebrando o silêncio.

- Por favor pare...- disse baixo a menina

- Perdão,Oque disse? - peguntou sorrindo debochando da menina

- Pare,eu lhe imploro Park...- disse Lucy com um "fio de voz"

- certo...- ele lançou o objeto de couro longe,assim caminhando até a garota

Segurando brutalmente seu queixo levantando seu rosto fazendo seus olhos se encontrarem - a não ser pela máscara que Park sempre usava-.

- Jamais me confronte! - disse cuspindo as palavras na cara de Lucy que o olhava sem expressão alguma.

Park saiu do porão,deixando para trás Lucy no frio e no escuro,apenas com suas peças íntimas.Totalmente machucada,suas costas e pernas sangravam assim pingando o vermelho líquido no chão sujo do porão.

Agora Lucy chorava,suas lágrimas desciam por suas bochechas avermelhadas,lágrimas de dor,de saudades e de puro ódio.


- P-Porque tens que ser assim?Porque estou a destina a isto?Porque meu Deus?











Notas Finais


NOVA FANFIC EM MEU PERFIL!
Desculpe-me pela demora,estava planejando os capítulos desta fanfic,e agora pude planejar alguns!
Tentarei postar mais capítulos frequentemente...:')


Obrigado por ler bebê ♡

❀ 사랑해! ❀
~Beijos da Tia Kapopera (/-3-)/

[♡] Leia também minhas outras fanfics em meu perfil⇝ @AKap0pera ⇜ [♡]

📩-[ GRUPO NO WHATSAPP: https://chat.whatsapp.com/3XfBwxwJz46DqH29eGjIbi ]-📩


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...