História Creepy Mansion - Interativa - Capítulo 32


Escrita por: ~

Postado
Categorias Jeff The Killer, Slender (Slender Man)
Personagens Jeff, Personagens Originais
Visualizações 19
Palavras 1.769
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, FemmeSlash, Hentai, Lemon, Luta, Musical (Songfic), Orange, Romance e Novela, Slash, Sobrenatural, Terror e Horror, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


HELLO FODENDO SWEETS o3o
Beeem, já estamos quase completando 2000 visualizações, então resolvi adiantar a participação de uma personagem que todos estão curiosos.
PARA TUDO.
PARA
PARA
PARA
PARA
Tá muito tempo sem hentai né? Então amores, vamos fazer um joguinho.
A Zer0 é referência a um personagem de um jogo. Quem descobrir qual jogo é e fazer a ligação da referência tem o próximo hentai! o3o
Vejo vocês lá embaixo.

Capítulo 32 - Agora sim


As quatro estavam no quarto, sentadas. Se encaravam friamente, exceto Vibe é claro. Ela tentava tirar o clima pesado.

Zer0 não era fácil de ser encontrada. Ela tinha uma dimensão, mas era literalmente uma cópia desta sobre um outro plano, aonde ela era invulnerável e invisível.

-Ela ouviu o chamado -afirma Akami séria.

-Deve estar em algum lugar perto da sua fenda Mirror -concluiu Eliza.

-Por que a minha? -ergueu uma sobrancelha.

-Eu disse que você estava chamando.

-Entendo.

-Mirror, sua fenda não é...

-É. Teremos que procurá-la lá.

Ela se levantou olhando firmemente.

-Chamem todos, reunam-os no meu quarto.

Mirror saiu andando e entrou no quarto. Trocou rápido de roupas. A roupa que Zer0 estava acostumada a vê-la usar. Diferente, mas não incomum. O vestido que usava quando morreu. Não o próprio, mas um bem parecido. Zer0 a encontrou pouco tempo depois de sua morte e passaram anos juntas antes do recrutamento do grupo. Soltou seus cabelos castanhos e se olhou no espelho. Faltava algo.

Valia a pena? Ela passava as mãos pelos fios castanhos.

Eyeless abriu a porta, a luz estava acesa e tinha mechas de cabelos no chão.

-Mirror? -ele procurou a menina, até que deu de cara com alguém.

Usava um vestido branco com flores bordadas, uma sandalinha com pedrinhas e estava de costas, com cabelos curtinhos catanhos.

-O que foi querido? -ela se virou mostrando os olhos de espelho.

Ele ficou parado em choque. Mirror balançou as mãos na frente de seu rosto, mas ele nem mexeu. Ela o sentou na cama meio emburrada e varreu os cabelos do chão, depois foi para o banheiro se olhar.

Chegaram quase todos juntos, e Eliza insistia em manter a família da menina perto.

-Aonde ela está? -perguntou Akami a Eyeless ainda em choque.

Ele não respondeu, o que fez Vibe dar um beliscão no seu braço.

Ele gritou nervoso.

-Por que fez isso?!

-Mirror, aonde ela está?

-Aqui.

Viraram-se para a porta do banheiro aonde estava a morena. O corte novo chocou muitos, mas principalmente sua família. Hiro estava com os olhos arregalados e ele jurava poder ver o punhal cravado no seu peito, os olhos castanhos sem vida, boca vazando sangue e o corpo todo machucado.

Uma imagem que sempre assombrou-lhe os pesadelos.

-Parem de me olhar e vamos logo!

-Por que você cortou seus cabelos Mirror? -perguntou Sak surpresa- Depois a louca sou eu!

-Obrigada por me chamar de louca -ela se virou para o resto ainda chocado- ah, pelo amor né? É só cabelo, vai crescer de novo, parem de gracinha. Se Zer0 não me reconhecer essa saída terá sido totalmente em vão.

Uma Mirror brava sentou-se na cama.

-Akami, vamos logo antes que eu faça eles pararem de olhar para mim na porrada.

Todos tocam em Akami e são transportados para um lugar muito diferente do que estavam acostumados.

Um campo verde. Mirror virou o rosto de lado tentando ignorar as lembranças.


Uma meninha corria por um campo gramado junto ao seu irmão mais atrás. Eles estavam brincando com um frisbee, rindo muito. A menina tinha cabelos castanhos curtinhos que faziam voltinhas e uma espécie de franjinha em seu rosto. Tinha grandes olhos castanhos escuros muito inteligentes e um alegre sorriso em seus lábios. Usava um vestidinho branco com rosas. O garoto tinha cabelos negros num corte infantil e olhos verdes meio âmbar, estava sorrindo. Estava usando uma camisa listrada de laranja e branco, uma bermuda azul e tênis brancos.

As crianças brincavam sorrindo, sendo o garoto o mais velho. Quando começou a entardecer, o garoto segurou o frisbee.

-Vamos Layla, mamãe não gosta que fiquemos até tarde na rua.

-Mas não está tarde -disse a menina emburrada.

-Para a mamãe está!

-Mas Henry....

-Vamos logo, aí passamos na padaria e compramos um pedaço de torta para dividir, que tal?

A menina abriu um sorriso e ambos foram embora juntos, rindo de tudo.


-Mirror? -chamou Eliza enquanto ela encarava a colina.

-Sim Eliza?

-Quero que fique com o Hiro.

-O QUE? -ela demonstrou surpresa.

-Eyeless vai com a Vibe.

-Nananinanão -ela balançou a cabeça negativamente- ele não vai com a Vibe nem fodendo!

-Por que Mirrurinha? -ela fez bico com uma carinha triste.

-Porque você vai interrogá-lo sobre TUDO que fizemos juntos -ela estava com uma cara nervosa.

-E daí? -perguntou Eliza.

-Por favor não é Elizabeth! -Mirror disse alto e pôs as mãos na cintura- Vibe é totalmente sem noção, ela não vai perceber quando as perguntas forem lonte demais ou ele ficar desconfortável.

Eliza pôs a mão no queixo.

-Tem razão... -ela parecia pensar- façamos o seguinte então: Akami vai com Vibe, porque Akami sabe lidar com ela, Fake vai Eyeless porque Akami vai esganar Fake se ele tentar tocar nas asas dela de novo e você mocinha, vai com Hiro porque eu estou falando que vai.

Mirror abriu a boca para protestar, mas Eliza deu as costas pegando Beast pela mão e o levando por aí. Logo, Lily e Alexander não protestaram para a espelhada não matar ninguém, coisa que ela quase fez ao meter um chute bem dado numa árvore fraca e ela desabar.

-Vamos logo com isso então -ela arrastou Hiro por aí.

-Lay... -ela o olhou com uma cara assassina, e ele corrigiu-se- Mirror, podemos conversar?

-Temos algo melhor para fazer? -respondeu ríspida.

-Olha, eu sei que tem raiva de mim...

-Ah, por quê eu tenho? Só fui torturada por metade de um ano e morta por causa de uma previsão estúpida! Nada demais!

-Mirror, me escuta! Sei que tem raiva de mim, mas eu não fiz aquilo porque quis!

-Ah, coitadinho, foi obrigado a me torturar!

Ela abusava do sarcasmo e ironia quando ficava nervosa.

-Mirror, olha aqui! -ele puxou-a e tirou a camisa virando de costas.

Marcas de chicotadas estavam lá. Mirror passou a mão analisando.

-Mas que porra é...

-Isso foi o que aconteceu quando eu não quis te machucar -ele suspirou vestindo a camisa.

Ela não respondeu nada, apenas o encarava.

-E isso -ele ergueu a barra da calça, tinha um queimado que provavelmente ia até seu pé- foi o que aconteceu comigo quando chamei minha tia de monstro depois da sua morte. Enfiaram meus pés na água fervendo, só não me mataram porque mamãe interviu.

Mirror não disse nada. Estava surpresa.

-Quero que saiba a verdade Mirror.

-Então vamos continuar -disse ela andando devagar pelas colinas aonde brincavam quando crianças.

-Mirror -ele a seguiu- eu nunca confiei nas palavras da tia Mia. Ela sempre parecia meio estranha e isso tudo. Quando mamãe falou o que tínhamos que fazer, me revoltei e disse que não te torturaria. Aí veio o papai e... bem, você viu. Depois da primeira vez que te torturei, não consegui dormir e principalmente, depois de sua morte. Eu sempre tinha pesadelos com você e acordava gritando e chorando. Quando a tia Mia foi nos ver depois da sua morte, eu a chamei de monstro, ai ela fez isso em mim. Mamãe me salvou, mas eu não consegui ser o mesmo. Depois do acontecimento de Prime, ela foi nos ver na cadeia e disse que pagariamos pela filha dela, contou sobre o sacrifício e disse que eramos idiotas... Depois disso ela desapareceu. Mirror, fomos mortos e voltamos. Te encontramos e agora eu finalmente estou vendo minha irmã depois de anos! Eu não quero brigar com você, quero poder ter minha irmãzinha de novo.

Mirror não respondeu nada. Estava parada em choque o olhando.

-Hiro... -ela não disse mais nada. Não tinha palavras.

-Mirror, vamos ser irmãos de novo?

Ela apenas o abraçou sorrindo. Estava com os olhos cheios de lágrimas.

-Não chore -ele tentou limpar as lágrimas, mas ela o impediu.

-Isso é mercúrio, não quero te intoxicar.

-Ah -ele ficou meio sério- mas não chore, se não passa aquele cara sem olhos e me mata por te fazer chorar.

Ambos riram um pouco, mas ela deu uma cotovelada nele.

-Aquele cara sem olhos é meu namorado e ele chama Eyeless.

-Já namorando? -ele cerrou os olhos - Se ele te fizer chorar eu...

-Falando em namorar, você e a Vibe sumiram ontem hein? -ele ficou vermelho- Ah, estavam fazendo o que?

A menina ria da cara de desespero do outro.

-Eu e ela? -pensava num jeito de provocá-la até uma luz acender- Não fizemos nada Mirrurinha!

Ela fechou a cara e ele gargal

-Ora seu...

Uma flecha passa perto do seu rosto, fazendo-a por impulso, fazer uma acrobacia.

-Que foi isso? -ela diz andando a passos silenciosos na direção do tiro.

O garoto a seguiu, e chegaram até uma depressão entre as colinas. Uma mulher lutava sozinha contra vários homens. Ela usava habilidades em acrobacias (foi ela quem ensinou a Mirror) e a habilidade com um arco e flechas para dizima-los sem dificuldade. Era os matava rápido, e sempre que tentavam atingi-la ela aparecia em outro lugar ainda sem ser tocada. Terminou tudo rápido e sem dificuldades jogando uma granada no meio deles e saindo do local uma acrobacia. Mirror andou na direção da mulher.

-Parem -ela estava com a flecha mirada neles.

Mirror e Hiro fizeram sinal de rendição.

-Mirror? -perguntou Zer0 com a flecha ainda direcionada ao peito deles.

-Sim.

-Prove.

Mirror simplesmente mostrou a marca. A mulher abaixou o arco e colocou-o nas costas. Guardou a flecha e olhou para a mulher.

-Você cresceu Mirror -ela a olhou sorrindo- E ele? Seu namorado?

-Ele? -Mirror disse meio zombando- Me erra, esse é meu irmão!

A mulher ergueu as sobrancelhas e o olhou.

-Sem palavras... Então, por que me chamou?

Mirror não teve tempo de responder. Uma explosão ao lado deles aconteceu, e todos foram jogados longe.

-Você está bem? -perguntou baixo a seu irmão.

-Acho que sim...

Se levantaram e acharam Zer0 ao lado deles.

-Vamos, estão atrás de mim.

Ela os agarrou e do nada eles estavam num lugar igual a esse mas meio cinza. O que eram as pessoas estavam de um cinza meio transparente.

Eles andaram até chegar até no grupo que se reunia.

-Ok porra, precisamos achar a Mirror e Hiro, além da Zer0.

A mulher os tira da dimensão e eles aparecem lá.

-Oi cambada, vamos embora dessa porra logo -disse Zer0 se aproximando com o arco em punhos e atirando para trás aonde uma criatura apareceu.

Akami e Mirror ficaram meio nervosas ao ver aqueles seres.

-Vamos.

Todos tocaram na ruiva e antes que mais crituras pudessem alcança-los foram transportados até a mansão. Akami não desabou dessa vez, algo a fez não desabar. Uma mulher os esperava no quarto.

-Finalmente as Cinco estão juntas -ela disse sorrindo- sentiram minha falta?

-D-dama da Lua?!


Notas Finais


Hello sweets o3o
Não me matem please, e me mandem musiquinhas para eu ouvir porque sim o3o
Beijinhos o3o


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...