História Crown (Malec shortfic) - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Shadowhunters
Personagens Alexander "Alec" Lightwood, Clary Fairchild (Clary Fray), Isabelle Lightwood, Jace Herondale (Jace Wayland), Magnus Bane, Simon Lewis
Tags Alec Lightwood, Magnus Bane, Malec, Shadowhunters
Visualizações 172
Palavras 1.907
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


OLÁA

Agradeçam a Keila ( ~morgenddario ) por esse capítulo, a atualização de Castle dela me deu incentivo pra att Crown!!

Capítulo 10 - Again


Alec sentiu que seus olhos iriam começar a lagrimejar assim que ele colocou os olhos em Magnus. Ele não havia mudado nada nesses últimos meses e os sentimentos de Alec também não haviam mudado nada. Os mesmos arrepios, as mesmas borboletas em sua barriga. O mesmo amor.

Alec sentiu os olhos de Magnus cravados em si e ele retribuiu. Izzy, Jace, Clary, Sebastian, Kieran e Mark observavam a cena confusos. Isabelle sorriu olhando os dois.

Magnus não desgrudava seu olhar do de Alec e nem o garoto tirava seus olhos do rei. A roupa real, a coroa, o cabelo e os olhos de Magnus estavam ainda mais belos do que Alec lembrava. Ele viu Magnus levantar sua mão e passar rapidamente em baixo do olho, como se estivesse limpando uma lágrima para que ninguém visse.

Como o rei não falou nada, Camille sorriu para os dois e olhou em direção a Clary.

- Como foi a viagem de volta? - Camille perguntou a ruiva e Clary respondeu.

Alec não prestou atenção no que as duas estavam falando, tudo que ele via era Magnus. Alec sentia seu corpo tremer e ele tinha tanta vontade de correr até Magnus e beija-lo, abraça-lo e nunca mais soltar.

Alec sentiu no olhar de Magnus como se todos os meses passados não haviam mudado nada de seus sentimentos por ele. Alec sentiu a esperança enchendo seu corpo de alegria a cada segundo que os olhos de Magnus continuavam aos dele. Talvez, no final de tudo, eles conseguissem dar um jeito para ficarem juntos.

 

 

FLASHBACK

 

 

-Mag? O que está acontecendo? Estão todos correndo.  - Alec falou quando encontrou o rei caminhando apressado pelos corredores do castelo.

- Oh Céus Alexander! - Magnus exclamou aliviado; - Eu estava procurando por você. - Magnus disse enquanto pegava na mão de Alec e começou a correr puxando ele consigo.

- Por que? O que está acontecendo? - Alec perguntou confuso.

- Estamos sendo atacados.

Alec olhou para os lados apavorado enquanto ouvia gritos e barulhos de espadas.

- E meus irmãos? - Alec perguntou ainda correndo com Magnus.

- Estão a salvo. Eu cuidei deles. - Alec sorriu. - Droga! 

Alec virou seu olhar para onde Magnus estava olhando e viu alguns soldados em espadas apontadas para Magnus e Alec. 

Alec viu quando Magnus pegou sua espada e soltou sua mão lutando contra os homens que o atacavam, Alec ficou olhando apavorado e preocupado com Magnus.

- Alexander! Vá! - Magnus gritou e Alec negou com a cabeça.

- Não vou te deixar! - Alec gritou alto para que Magnus ouvisse.

Graciosamente, Magnus terminou com todos os soldados que lutavam com ele e em seguida pegou na mão de Alec e eles estavam correndo novamente.

Magnus puxou Alec até uma porta secreta e colocou sua mão nos lábios de Alec quando ouviu o garoto soluçar e ao lado de fora passavam vários soldados do exército que estavam atacando Idris.

- Faça silêncio. Por favor, amor - Alec balançou a cabeça concordando e Magnus tirou sua mão da boca de Alec. Eles estavam em um lugar apertado e Alec estava nervoso. Magnus abraçou o corpo de Alec passando conforto para o garoto e sentiu o menino relaxar em seus braços.

- Magnus...

- Vai ficar tudo bem, amor - Magnus interrompeu.

- Você promete? - Alec perguntou e Magnus sorriu.

- Prometo.

Alec balançou sua cabeça concordando e Magnus passou seus dedos pelo rosto de Alec observando sua beleza. Magnus aproximou seu rosto do de Alec e beijou o mesmo com calma. Alec retribuiu o beijo sem nem mesmo pensar. Ele sentiu as mãos de Magnus em sua cintura e agarrou o pescoço dele com seus braços e o aperto de Magnus ficou ainda mais forte na cintura de Alec. O encontro de línguas entre os dois deixava Alec sem chão e ele poderia continuar beijando Magnus para sempre. Arrepios percorriam pelo corpo de Alec fazendo o mesmo sentir seu mundo completo apenas por estar nos braços de Magnus.

Eles se separaram e quando viram que estava tudo em silêncio eles saíram da sala secreta e foram ver como estava o castelo.

 

 

HOJE

 

 

- Vocês devem estarem cansados. Vão descansar em seus quartos e estejam preparados para o grande anuncio que Idris irá fazer amanhã a noite - Alec ouviu Camille dizer porém, seus olhos ainda estavam concentrados demais em Magnus para pensar em prestar atenção em qualquer outra coisa.

- Alec? - Ele virou-se para Clary quebrando o contado de olhares mas ainda sim sentindo os olhos de Magnus sobre si. Alec concordou com a cabeça e virou-se novamente para Magnus. Ele encarava Alec sério e pareceu levemente irritado quando viu Kieran puxando Alec pela cintura para sair da sala.

Antes que Alec saísse por completo ele colocou sua mão na corrente em seu pescoço e mostrou  discretamente a Magnus o anel que ainda estava pendurado em seu pescoço depois de tanto tempo. Alec pode ver um sorriso aparecer nos lábios de Magnus e então ele estava para fora da sala.

- O que foi aquilo lá dentro? - Kieran disse para Alec seguindo Mark pelos corredores. Clary e Sebastian foram para os seus quartos.

- O.. que? - Alec perguntou nervoso. Tudo em seu corpo queimava. Ele sentia tanto a falta de Magnus que era torturante. Alec queria voltar naquela sala e agarrar Magnus e te-lo apenas para si. Alec queria poder casar com Magnus e viver com ele para o resto da vida.

- Você... e o rei - Kieran falou baixo para que Mark não ouvisse. Alec quis rir porque Mark era a pessoa que sempre ajudou Magnus a escapar para poder ir ficar um tempo com Alec.

- Nada... - Alec falou enquanto segurava seu colar. Ele não conseguia parar de pensar em Magnus e nos olhos dele brilhando quando lhe olharam.

- Oh Meu Deus.... - Kieran disse baixo. - É ele, não é? - Kieran perguntou.

- Kier...

- Esse tempo todo você estava sofrendo por causa do rei? - Kieran perguntou apavorado. - Você sequer sabe se ele sente o mesmo?

- Claro que sente, ele me pediu em noivado - Alec disse um pouco incomodado com Kieran.

- Oh Céus, é isso que esse anel significa então...- Kieran disse apavorado e Mark riu um pouco alto demais.

- Você achou que era o que? Presente de páscoa? De natal? - Mark perguntou para Kieran rindo. Kieran olhou para ele um pouco abismado.

- Você sabia? 

- Eu fui um dos primeiros a saber - Mark falou sorrindo e Alec sorriu ao lembrar de quanto Mark apoiou os dois. - Aliás, Alec o rei vem estado tão péssimo.

Alec encarou Mark com um pesar nos olhos. Magnus esteve mal esse tempo todo por ele e Alec não pode fazer nada contra isso. Era horrível a dor e a saudade que Alec estava sentindo.

- Eu ainda não consigo acreditar... - Kieran disse e Mark o olhou com tédio.

- Por favor, supere - Mark disse

- Ele é sempre tão... chato? - Kieran perguntou e Alec sorriu.

- Ele não é chato. - Mark sorriu feliz com a resposta de Alec.

- Viu? - Ele disse para Kieran. - Ele sempre deixa as pessoas com tédio? - Mark perguntou para Alec.

- Quase sempre - Disse Alec e Kieran o olhou apavorado. Mark riu alto fazendo Kieran revirar os olhos mas ainda sim manter um sorriso nos lábios e  Alec pode ver os olhos de Mark brilharem.

- Você não tem humor algum - Mark falou. Kieran olhou para ele e respondeu.

- Grosso - Mark riu um pouco mais alto.

- Idiota - Mark disse sorrindo e Alec quase achou que Kieran iria bater os pés de raiva.

- Babaca - Kieran falou.

- Sem graça - Mark respondeu.

- Céus, vocês podem casar - Alec falou e os dois ficaram em silêncio e Alec revirou os olhos. - Eu vou dormir... 

- Mark! - Alec virou seu corpo para trás quando viu Emma vindo em direção a eles. - Ah, oi Alec. Soube que está de volta.

- Emma, oi - Mark disse sorrindo e Kieran estava com os olhos grudados no loiro.

- Magnus está procurando a babá de Max, você viu ela? - Alec parou de repente apavorado. Alec sentiu seus olhos encherem-se de lágrimas e olhou para Emma. Os três olharam para Alec tentando entender o que ele tinha.

- Ma... Max? - Alec perguntou a Emma e a garota balançou a cabeça concordando.

- Sim. Maxwell. O filho do rei. - Emma disse e Alec sentiu seu rosto ficar inundado de lágrimas e ele colocou a mão na boca quando começou a chorar. Alec olhava para o chão e chorava e todos ali estavam tentando entende-lo.

- Alec, o que houve? - Kieran perguntou.

- Max... - Alec sussurrou ainda chorando.

 Alec sentiu suas pernas falharem e se Kieran não tivesse segurado o mesmo ele teria caído no chão.

 

FLASHBACK ON

 

 

- Eu nunca gostei de ser sozinho... - Magnus disse quando Alec lhe perguntou como havia sido sua infância. - Eu sempre quis ter mais irmãos.

Alec sorriu.

- Eu sei que tem muita gente que diz que termos vários irmãos é ruim mas, para mim, é a melhor coisa que eu tenho na minha vida. - Alec disse sorrindo.

- Eu vejo - Magnus sussurrou enquanto abraçava o corpo nu de Alec em sua cama.

Alec apertou Magnus com força e sentiu lágrimas começarem a cair de seus olhos.

- O que foi, meu amor? - Magnus perguntou olhando para Alec e limpando suas lágrimas apenas quando mais ainda começavam a cair de seus olhos.

- Nem sempre foi eu, Izzy e Jace. - Alec falou e Magnus levantou uma sobrancelha curioso. - Nós eramos quatro irmãos...

Magnus entendeu o que Alec quis dizer e o abraçou com mais força.

- O que houve? - Magnus perguntou e Alec sentiu mais lágrimas caírem de seus olhos enquanto ele lembrava da cena.

- O vilarejo onde eu morava foi atacado por um país inimigo de Idris - Alec começou. - Eles colocaram fogo em tudo. 

- Eu lembro disso - Magnus falou triste. - Centenas de pessoas morreram naquele dia. 

- Meu irmãozinho foi uma delas - Alec falou chorando e soluçando. - Os soldados colocaram fogo em nossa casa e ele não conseguiu escapar... Quando nós chegamos em casa vimos ele gritando de dor enquanto pegava fogo.

Magnus sentiu lágrimas saírem de seus próprios olhos enquanto abraçava Alec com força e deixava que soluços caíssem de seus olhos.

- Nós tentamos parar com o fogo mas... não adiantou. Ele morreu queimado Magnus e ele tinha apenas 7 anos... - Alec disse em soluços. - Eu não consegui salva-lo... eu deveria estar em casa naquele dia... eu... eu ... eu deveria ter salvado ele...

Alec chorava e soluçava e Magnus levantou seu rosto com as mãos e limpou as lágrimas dos olhos azuis de Alec.

- Não foi sua culpa, meu amor - Magnus disse e Alec sorriu triste. - Qual era o nome dele?

Alec sorriu lembrando do irmão.

- Max.. Maxwell Lightwood - Alec falou sorrindo.

- Um dia - Magnus começou. - Eu te prometo que vamos honrar o nome dele. Eu te prometo.

Alec sorriu e beijou Magnus com carinho. Alec sabia que ele iria cumprir sua promessa.


Notas Finais


Comentem!!!!!!!! Comentários ajudam muito <3

eu amo voces e até o próximo!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...