História Cruzando Os Dedos - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Luan Santana
Personagens Luan Santana, Personagens Originais
Visualizações 73
Palavras 320
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 17 - Só quero que diga que me perdoa


Tranquei a porta e me joguei naquela cama deixando o choro sair, Luan veio até aqui bateu na porta e pediu que eu voltasse para nosso quarto mas eu não dei esse gosto a ele, chorei, chorei e chorei até pegar no sono. 👦|Luan|

Que merda eu to fazendo com meu casamento? Ouvir a Júlia falando daquele jeito me doeu muito, e me fez perceber o quanto eu estou sendo canalha com ela, juro que vou tentar melhorar nossa relação, eu a amo e não quero perdê-la.

Fui até o quarto de hóspedes e bati na porta.

Luan: Júlia abre aqui, vamos conversar -bati- Amor vamos pro nosso quarto, por favor -bati novamente e nada-

Me encostei na porta e pude ouvi-la chorar e sim aquilo cortou meu coração.

Liguei pra Lelê e pedi que ela mandasse retirar aquela e outras notícias sobre mim e assim ela fez.

Deitei naquela cama imensa e me abracei ao outro travesseiro dela podendo sentir seu cheiro, e lembrando o quanto ja fomos felizes juntos e o quanto eu fui babaca de estragar tudo isso. Não sei por quanto tempo fiquei assim, mas logo adormeci.

Acordei no outro dia com a claridade em meu rosto, droga esqueci de fechar a cortina!

Olhei ao redor e a encontrei em sua penteadeira toda arrumada, passando alguma maquiagem.

Luan: Bom dia -falei ainda rouco e vi ela me olhar através do espelho não me responder- Amor fala comigo por favor -disse me levantando e indo até ela que também levantou- Júlia me escuta -pedi e ela parou em minha frente suspirando- Olha eu sei que eu fui um total babaca, mas eu estou disposto a mudar ok? Eu não quero te fazer sofrer, só quero que você diga que me perdoa. -falei implorando-

Júlia: Tudo bem Luan, mas espero que não pise na bola outra vez -disse com um sorriso fraco no rosto e eu selei nossos lábios-



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...