História Damned Souls - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts
Visualizações 4
Palavras 2.175
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Ecchi, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eu desapareci eu sei mas votei e isso é que importa xD o cap pode ter ficado um pouco confuso mas mais para a frente vou explicar melhor acontecimentos passados obrigada e boa leitura desculpem os erros 😘

Capítulo 4 - IV- Double life double choices


Fanfic / Fanfiction Damned Souls - Capítulo 4 - IV- Double life double choices

1 semana se passou desde a festa no bar sakura, os meninos têm sido fantásticos comigo principalmente o Jimin, o J-Hope anda muito entusiasmado com a ideia de que hoje um amigo seu vem voltar para a Coreia ao fim de alguns anos, trata-se de um tal de Seokjin, ao que parece é o melhor amigo do J-hope e pelo que ele me contou tambem era bem próximo do Namjoon.O Jungkook ? Nao falo com ele desde aquela noite, prefiro ignora lo, muitas vezes sinto seu olhar em mim e as vezes parece que ele me segue... deve ser paranoia minha com certeza, nunca na vida Jeon Jungkook estaria de olho em alguém, a nao ser que fosse o seu potencial novo brinquedo o que eu ja deixei bem claro que nao sou!


-Yuna?Acorda!-J-Hope olhava para mim enquanto me sacudia por todos os lados,como essa criatura tem tanta energia pela manhã?

-Estou acordada Hobi! Apenas estava refletindo um pouco so isso-o encaro tentando parecer madura e responsavel nem sei bem porque

-Não é hora para refletir Yuna- ele sorri largamente- tem alguem que lhe quero apresentar- ele da um passo ao lado e um rapaz bem bonito aparece sorrindo para mim- Esse é o meu bom amigo Jin! Ele se mudou com seus pais para o Japão a 2 anos e finalmente regressou!

Hobi nao conseguia esconder a alegria que estava sentindo em suas palavras nao consegui para de sorrir tambem, era contagiante, fico feliz apenas com um sorriso dele, o tal de Jin acena para mim

-Prazer como o Hope ja disse meu nome é Jin, fico feliz por conhecer uma garota tao bonita - ele da um piscadinha sorrindo


-Prazer Jin, me chamo Yuna, o Hoseok falou muito de vc, fico feliz de finalmente o conhecer- sorrio amavelmente para ele

Gostei bastante de conhecer Jin, ele era muito simpático e carinhoso preocupa se com os que estão a sua volta e me transmite muita confiança, e eu raramente me engano quanto a primeira impressão que as pessoas me passam, é como um sexto sentido.
Passei o dia inteiro com o Hobi e o Jin, foi bastante divertido apenas estranhei o facto de que hoje os meninos e o Jungkook terem faltado ao colegio, quer dizer, nao que me importe com o Jungkook mas continua sendo estranho, ele nem disse nada ,que eu tivesse ouvido, em casa.

Depois do colegio decidimos ir dar uma volta por Seul, para Jin matar saudades, fomos a algumas lojas de conveniência, um salao de jogos onde o Hobi dançou pra crl... nem sabia desse seu talento, e no fim ja de noite fomos jantar num restaurante um pouco longe mas o Hobi garantiu que valeria a pena, eu apenas cedi, Hobi tinha razão a comida era realmente fantastica e nada cara.


-Tem certeza que nao quer que lhe levemos a casa Yuna? Ja é tarde e esta escuro vc nao devia andar sozinha por ai- Jin me olhava realmente preocupado, era ate fofo a forma como ele o fazia

-Ja disse que nao é preciso, eu ja sei o caminho sozinha, o J-Hope me ensinou bem-dei uma piscadinha tentando o convencer-alem do mais vcs moram na direção oposta nao faz sentido fazerem o caminho todo de novo a pe so por minha causa


-Você tem certeza Yuna?-Agora tambem Hobi estava preocupado? Abracei ambos depositando um beijo em suas bochechas

-Obrigada pela preocupação, mas eu vou ficar bem, podem ir vejo vcs amanha no colegio- acenei-lhes ja saindo do lugar deixando para trás os seus olhares preocupados no fundo da rua.


Coloquei meus fone e liguei na minha playlist, para ser sincera as ruas de noite me davam arrepios principalmente quando tem pouca iluminação, ouvi um barulho e me virei rapidamente assustada, nao vi nada mas fiquei  um pouco desconfiada, acelarei os passos, sentia olhares em mim, estava a ser perseguida? Óbvio que não Yuna! ...Não né? Acelarei ainda mais, o meu coração palpitava rapido, estava assustada era muito tarde para ligar a alguem e o desespero ja tomava conta de mim, senti o que mais temia, senti uma mao puxar me e encostar-me na parede ali perto, fechei meus olhos com força esperando o pior coloquei meu braço livre em frente a minha cabeça me cobrindo de um possivel ataque, ja sentia lagrimas se formando no canto dos meus olhos e minhas pernas cambaleando como duas gelatinas.

-Nunca lhe disseram que mocinhas como vc nao deviam andar na rua por ai?-sinto a outra mao do sujeito pegar um mexa do meu cabelo acariciando a e aproximando de seguida o seu rosto do meu, emitia um cheiro a álcool fortíssimo e o medo ja estava apoderado de mim, é o fim...


Sinto uma brisa e tudo ocorre em camara lenta, abro os olhos e tudo o que vejo é um vulto de belos cabelos cor onix á minha frente elevando o punho em direção ao sujeito que a pouco me agarrara, nao conseguia processar o que estava acontecendo e tudo piorou quando o meu salvador me encarou com dois olhos negros brilhantes como duas obsidianas e eu de imediato reconheci aquele rosto..aquele rosto que eu tanto tento evitar a todo custo... aquele rosto que me tira o sono mas, mesmo me custando admitir, tambem me faz ter os melhores sonhos, aquele rosto que pertencia apenas a Jeon Jungkook.


-Você deve ter um íman de perigo so pode-dito isto ele me agarra pelo braço não com muita força e me leva com ele me forçando a correr-corre!

Nao conseguia dizer nada apenas obedeci e comecei a correr o mais que minha s pernas conseguiam, o homem de a pouco havia se levantado e tentou no alcançar sem sucesso pois Jungkook nos puxou para um beco escuro, senti suas mãos pousaram sobre minha boca me impedindo de fazer algum barulho que fosse eu apenas o encarava, ouvimos o homem passar por nos, jungkook me apertou ainda mais, ele tambem estava nervoso, afinal o atacante aparentava mais ser um gorila que um ser humano, quando nos encontramos fora de perigo Jungkook me libertou soltando um longo suspiro.


-Foi por pouco- sua voz mostrava o alivio que ele estava sentindo, mas depressa me encarou com um olhar reprovador- No que vc estava pensando? Sabe que horas são? Sabe o que poderia ter acontecido caso eu nao tivesse parecido? E se o homem estivesse armado? Voce sabe o perigo que correu?

Eu apenas ouvia o que ele me dizia ainda sem reação, estava a absorver tudo o que havia acontecido, como ele me achou se aquelas ruas sao apenas moradias?ele estava me seguindo? Fui interrompida pelo gesto que eu menos esperava, Jeon Jungkook me abraçou fortemente, eu estava ainda mais confusa agora.


-Eu... nem quero pensar no que lhe podia ter acontecido- sinto meu ombro humido, Jungkook estava ... chorando?


-J-Jungkook?- minha voz saia falha ainda estava em choque, sao demasiados acontecimentos, Jungkook era de veras o rapaz mais misterioso que eu alguma vez havia conhecido, primeiro me trata como inferior, depois me tenta usar como se eu fosse um brinquedo, passou uma semana me ignorando apenas observando meus movimentos e agora está.... assim? Quem és tu Jungkook? Eu perdi me em ti ha algum tempo e a partir dai nunca mais me encontrei de volta... fazes me sentir tantas coisas que nunca pensei serem possiveis.. magoaste me, brincaste comigo mas eu tao depressa posso dizer que nao significas nada...odeio-te tanto mas ao mesmo tempo nao consigo, odeio me a mim mesma por isso, a tua bipolaridade destroi-me por completo. Os meus pensamentos sao interrompidos pelo meu consciente, que é isso Yuna nao pode esquecer do que ele lhe fez cuidadosamente afasto o Jeon um pouco o encarando

-O que se passa com você? Eu nao consigo compreender uma hora voce me usa outra me ignora como se nao significasse nada e agora esta aqui preocupado, eu nao lhe entendo JUNGKOOK -Desta vez escorriam lagrimas minhas- E-Eu nao quero ser mais uma a cair nos seus encantos apenas me deixe viver a minha vida...


- Você quase foi violada YUNA! como nao quer  que eu me preocupe - desta vez a expressão seria tomou lugar na cara do Jeon- nao sou insensível mas talvez eu devesse mesmo ter deixado voce sozinha


Aquelas palavras me magoaram... mas eu estava a pedi las.. claro que ele teria feito o mesmo por qualquer outra garota... que idiota mas ainda tenho de confirmar uma coisa...


-Como voce me encontrou?-falei sem o encarar


-eu ja disse, estava andando por ai foi sorte-falou rispido


-Nao acredito!-esse bairro so tem moradias é longe do centro e longe de casa-desta vez o encaro é agora Yuna- Voce por acaso anda a seguir-me?


O silencio tomou conta do lugar por alguns segundos ate de uma gargalhada o destrói Jungkook ria, ria de mim


-Voce acha mesmo que EU estaria seguindo alguem como VOCÊ? Ahahah é uma boa piada mesmo


Desta vez eu nao me controlei e as gargalhadas foram subtituidas pelo som de uma tapa Jeon parecia em choque


-Nunca mas nunca mais se refira a mim desse jeito-sentia meu rosto ser molhado mas nao iria encarar ele, nao lhe iria dar o prazer de me ver chorar- Você é doente Jungkook

Dito isto apenas saio do local a correr, sem olhar para trás uma unica vez apenas queria chegar a casa e fingir que nada disto nunca aconteceu...

Jungkook p.o.v on


O que é que eu fiz?... Me desculpe Yuna... eu nao queria lhe dizer aquelas coisas mas... eu nao posso evitar .. eu tenho de me afastar de você mas algo me impede... soco a parede com força como forma de aliviar minha raiva mas em vão...eu nao sou alguem com quem você possa ser feliz e eu nao lhe quero arrastar para isso... eu espero que algum dia você entenda, espero que um dia eu possa tirar esta mascara que luto para que nao caia e para que nesse momento eu possa ver o seu sorriso e que me diga que tudo vai ficar bem..



Ao chegar a casa subo as escadas em direção ao meu quarto mas antes e como faço sempre passo pelo quarto da Yuna mas nao entrei, encostei minha testa a porta e apertei meus punhos com força, eu ouvia, eu ouvia os soluços da pequena garota e isso doia doia saber que sou o causador da mesma mas... nao dá nao posso ... me perdoe pequena... ao perceber que tambem eu estava chorando limpo minhas lagrimas e regresso ao meu quarto onde me deitei e encarei o teto e a imagem da Yuna sorrindo naquele restaurante me veio a mente, essa garota nao é igual as outras eu sei que é diferente sei que é especial nao me consigo afastar e isso é frustrante, quando dou por mim estou a olhá la e a seguir ela... pareço um psicopata... e de certa forma ate sou.

Olho o ecrã do meu celular e percebo 7 chamadas perdidas e uma mensagem de Suga logo a abro.

------------


------Suga Ak-47------

Deu tudo errado. Assim que ler esta mensagem ligue para o RM é urgente.


-----------


Merda merda merda tinha deixado o celular no silêncio me apresso a levantar e logo digito o numero do RM que atente ao 2 toque como sempre


RM: Jungkook?

JK: fala nao me preocupe mais o que aconteceu?

RM: A policia apareceu e perdemos um dos ferraris cheios de mercadoria e armamento... nao tivemos escolha a nao ser abandonar o local tivemos alguns problemas durante a fuga, Jimin focou ferido mas ja se encontra em repouso no entanto amanha nao conseguirá ir ao colegio de novo

JK: Oque? Mas nos preparamos tudo num horário neutro... enfim o que vale é que Jimin esta bem...Mas e documentos? O que deixaram no ferrari?!

RM: Tenha calma ficou tudo limpo usamos luvas como sempre e como era uma entrega de risco nao levamos nenhum tipo de identificação

JK:Fico mais descansado.. e os danos? Em quanto ficou o prejuízo?

RM: cerca de 3000000$ sem contar com o carro.

JK: Tudo bem nada que nao seja capaz de repor papel nao me falta

RM: O que lhe falta é outra coisa.

JK: Nem experimente começar com essa historia de novo, ja lhe disse que nao a vou envolver nisto, nao sou o cara certo para ela

RM: Acha que nunca reparamos na forma como voce a encara? Cara eu falo isto como seu amigo, amanha pode ser tarde e eu espero que saiba que nao é o unico com interesse nela... é uma questão te atitude


JK: Me deixe rir Namjoon.. quem é voce para me falar de atitude quando nao o teve a dois anos atrás?

RM:....*suspiro* voce quem sabe mas espero que nao se venha a arrepender mais tarde


JK: Eu nao vou.

(Chamada terminada)


Eu sei que vou me arrepender mas pelo bem dela eu arrisco a minha propria felicidade... eu nao seria capaz de a arrastar para a minha vida dupla como criminoso...não outra vez...




Notas Finais


É isso, sei que esta um pouco confuso mas logo eu explicarei melhor espero que tenham gostado obrigada 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...