História Dear Life (Imagine J-Hope BTS) - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Tags Bangtan Boys (bts)
Visualizações 27
Palavras 1.116
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Hentai, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 6 - Rain


Fanfic / Fanfiction Dear Life (Imagine J-Hope BTS) - Capítulo 6 - Rain

O intervalo já tinha terminado então voltamos para a sal, quando entrei vi que as coisas de Jungkook não estavam mais na sala,  ele provavelmente foi para casa.

Depois de mais algumas horas o sinal que indicava o fim da aula finalmente tocou, só que para o meu azar tinha começado a chover e eu teria que ir embora andando. Arrumei minhas coisas sem pressa, o que fez meU amigo ir sem mim, quando eu estava saindo ouvi a diretora me chamando

D- s/n, o que faz aqui?

- como assim? - disse confusa

D- seu irmão não te avisou - falou baixo

- avisou o que?

D- aquele garoto - suspirou

- o que aconteceu?

D- seus pai sofreram um acidente

- O QUE? COMO ELES ESTÃO 

D- sinto muito meu anjo

Minhas pernas fraquejaram e eu caí no chão deixando as lágrimas saírem

D- venha, eu te levo para a casa

Aceitei a carona, eu não estou em condições de ir para a casa caminhando de qualquer forma, mas eu não queria ir para casa, pelo menos não agora.

Eu estava tão perdida em meus pensamentos que nem vi quando chegamos, a diretora colocou sua mão em meu ombro me acordando de meus devaneios

D- chegamos

- a, obrigada - forcei um sorriso

D- sem problemas, e s/n, não tem problema se quiser faltar aula por alguns dias

- obrigada de novo - ela apenas sorriu

Entrei sem ânimo algum, fui caminhando am passos lentos até a sala encontrando os sete meninos ali em completo silêncio 

Jk- se divertiu hoje maninha? - perguntou, mas eu não o respondi

Jk- me responde

- não te interessa

Jk- você vai me desrespeitar? - falou vindo em minha direção 

- cala a boca Jungkook - disse e logo senti uma ardência em meu rosto

Jk- eu perdi toda a minha família por sua culpa - falou me dando um soco na barriga

- a família não era só sua - falei com dificuldade

Jk- você tem inveja não é? 

- eu não tenho inveja de você 

Jk- e o que é então?

- ranço - Jungkook começou a me bater mais forte, eu não fiz nada, apenas deixei ele descontar sua dor e raiva em mim, eu também faço isso, mas apenas em meus pulsos.

Jungkook teve seu corpo segurado por Hoseok e Namjoon, que o tiraram de perto de mim. Meu corpo não estava doendo tanto, talvez por conta da adrenalina ou por eu já ter me acostumado, me levantei segurando na parede

Jk- ME SOLTEM - gritou

Nj- você quer matar ela Jungkook? 

Hs- s/n é a única família que te resta

Jk- eu não me importo com ela

Hs- ela é sua irmã 

Nj- a morte de seus pais não é culpa dela

Jk- mas Soojung sim

- idiota - falei baixo

Jk- o que disse? - falou com raiva

- você é surdo? - ri

Jk- quer apanhar mais - vaio para cima de mim novamente, mas foi segurado

- acha que você é o único que sofre? A FAMÍLIA NÃO É SÓ SUA JUNGKOOK, o mundo não gira ao seu redor, afinal, quem se importa 

Hs- s/n para, vai piorar a situação - vi a preocupação eu seu olhar assim como dos outros meninos também 

- você Jungkook, você é fraco, precisa de alguém pra por a culpa por que não consegue aceitar a realidade, você não aguenta esse fardo não é?

Jk- você que é a fraca aqui s/n

- eu sei, é por isso que eu aguentei por tanto tempo calada, por que eu sou fraca

Jk- você esqueceu Soojung

- como eu poderia esquecer minha própria irmã, você realmente não merece saber

Jk- o que quer dizer

- você era o irmão mais velho que eu amava, meu kookie - ri soprado, Jungkook arregalou os olhos ao ouvir o carinhoso apelido depois de tantos anos

Jk- não me chame assim 

- eu sei o que sente Jungkook,  agora não somos mais irmãos, não somos amigos e nem colegas, somos apenas conhecidos que se odeiam - olhei para Jungkook que me encarava sem expressão 

- eu não vou mais te incomodar, não tem mais nada que me mantenha aqui

Jk- a é, e para onde pretende ir

- por que eu te diria?

Jk- você não vai sair dessa casa

- vai querer me prender aqui agora, eu já cansei disso, eu já cansei de você, já não me fez mal o bastante? - falei me alterando

Não esperei ele falar mais e fui para meu quarto, meu rosto estava todo machucado e minha roupa cheia de sangue.

Jungkook POV

Até que ela tinha razão, eu sou fraco, fraco por não conseguir ver o que realmente aconteceu, fraco por descontar minha raiva sempre nela mesmo que não tivesse culpa, perdi a única família que me restava e a única que sempre esteve presente, mesmo não sendo por mim. Eu poderia ter matado minha irmã, meus hyungs me olhavam assustados e com raiva, com razão, o que eu fiz é imperdoável 

Hs- satisfeito - disse sério 

- hyung, tá doendo

Hs- o que?

- aqui - apontei pro meu peito

Nj- isso se chama culpa Jungkook

- o que eu faço agora?

Hs- peça desculpas, faça isso antes que ela vá embora

- acha mesmo que ela vai

Hs- tenho certeza

- por que vocês estão me olhando assim, eu não fui o único que fiz mal a ela - falei para todos os que estavam ali

Jm- não tem como evitar, afinal, só começamos a fazer isso por você. A campainha toca

Nj- eu atendo - foi até a porta

Vi Baekhyun e mais um cara que eu não conhecia entrando

Bh- você é um merda - disse subindo as escadas, provavelmente iria até o quarto de s/n

- e você quem é? - perguntei para o cara que ficou ali embaixo

Cy- Chanyeol

- amigo ou namorado?

Cy- amigo

- chame Baekhyun e saia de minha casa

Cy- nsó já vamos sair - riu - só estou esperando s/n arrumar as coisa

- Oi? 

Cy- Oi, tudo bom - revirei os olhos

- que coisa?

Cy- você acha mesmo que iríamos deixar ela aqui com você, olhe bem o que você fez pirralho, como pode tratar sua irmã desse jeito

- iriamos? 

Cy- você está muito enganado se pensa que ela só tem eu e Baek como amigos - Vimos s/n descendo com suas coisas

- eu não deixei você ir

S/n- não preciso de sua permissão 

Cy- se Soojung soubesse o que você fez ela iria te odiar - falou antes de ir embora

S/n- fique bem kookie - sussurrou para mim antes de sair

Sg- parece que você perdeu ela também 

Hs- espero que você se arrependa, ela é uma ótima pessoa

- desde quando você começou a gostar dela

Hs- desde o dia da árvore 

- você não tem nenhuma chance

Hs- ela odeia você, não eu - falou sem pensar, mas isso me abalou

Hs- a desculpa, foi sem querer

Subi para o meu quarto e me joguei na cama pegando no sono ligo em seguida






Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...