História Demons - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Jeon Jungkook, Jikook, Jung Hoseok, Kim Namjoon, Kim Seokjin, Kim Taehyung, Min Yoongi, Park Jimin, Taegi
Visualizações 82
Palavras 2.957
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa noite, xuxus!
Nesse cap tem uma homenagem especial pra uma pessoa especiaaaaal! Espero que ela goste kkkkk

Boa leitura!

Capítulo 6 - Scars


Fanfic / Fanfiction Demons - Capítulo 6 - Scars

Jimin P.o.V. 

Yoongi milagrosamente acordou cedo para arrumar as coisas. Compramos salgadinhos, copos plásticos, bebidas e mais bebidas. Separamos as coisas nas mesas e abrimos um espaço no quintal, para as pessoas dançarem. Conforme anoiteceu, os convidados iam chegando. Yoongi chamou alguns amigos de onde trabalhava e alguns da faculdade. Esses amigos chamaram mais amigos e, quando vimos, a festa já estava cheia. 

Fiquei na porta esperando algum rosto conhecido e as primeiras pessoas familiares que vi foi Jisook, acompanhada de Taehyung. Cumprimentei os dois e Yoongi surgiu atrás de mim. 

- Vocês demoraram. - Deu um beijo no rosto de Jisook e pegou Tae pela mão, levando-o para dentro.  

Jisook ficou comigo, onde a música não estava tão alta. 

- Jungkook e Hobi já estão chegando. - Ela falou, olhando seu celular. - Estão vindo com Jin e Namjoon. - Disse o último nome com um sorriso no rosto. 

- Como ele está hoje? - Perguntei. Era o segundo dia de férias e eu ainda não tinha visto Jungkook pessoalmente. 

- Está bem, nada aconteceu nesses últimos dias. - Jisook parecia ansiosa também, digitando freneticamente em seu celular. 

Vimos o carro de Jin estacionar e meu coração se animou. Hobi desceu primeiro, seguido de Jungkook. Jin e Namjoon, que eu ainda não conhecia, desceram depois. Cumprimentamos todos e Jin foi com Namjoon e Jisook para um lado. Eu e meus amigos fomos para perto da piscina, parando ao lado da mesa com as bebidas. 

Jungkook usava um jeans preto rasgado e uma camiseta preta com uma banda de rock qualquer. Hoseok estava com um jeans, uma blusa de manga comprida cinza, um boné preto - que passou o tempo todo virado para trás – e seu sorriso estampado, o melhor dos acessórios. 

- Não sei vocês, mas estou de olho nessa piscina desde que cheguei. - Jungkook falou. 

- Eu estou de olho naquela amiga do Yoongi ali. – Hobi disse, indicando uma garota com cabelos castanhos, ondulados que passavam um pouco do ombro. Ela conversava com Tae e meu irmão. 

Eu e Jungkook rimos. Chamei meu irmão, que logo arrastou Hoseok para perto dela. Os dois logo entraram numa conversa animada. 

- Não vai beber nada, Jungkook? - Perguntei quando ficamos sozinho. Eu segurava um copo com sabe-lá-o-que dentro. Segurava apenas por enfeite, já que todos pareciam ter um em mãos. 

- Não posso beber, Jiminie. Por conta dos remédios. - Ele explicou e eu quis me dar um tapa. 

- Ah, sim. Desculpa. - Falei, me sentindo um idiota. Coloquei o copo na mesa próxima a nós. 

Ele riu e pegou o copo, me entregando. Eu disse que não gostava do sabor e ele duvidou que eu desse um gole. Dei de ombros, colocando o copo próximo a minha boca. O cheiro do álcool queimou meu nariz, mas mesmo assim dei um grande gole, fazendo careta assim que o líquido passou pela minha garganta. Jungkook riu de mim, tirando o copo da minha mão. 

- Quantos goles você precisa para aceitar dançar comigo na pista? - Ele perguntou, colocando água em outro copo e estendendo para mim. 

- Era só ter perguntado. - Falei, ainda tossindo. 

- Você não aceitaria! É muito tímido para dançar na frente dos outros. - Jungkook falou e eu tive que concordar. Ele sorriu vitorioso. 

Olhei a quantidade de pessoas na pista improvisada e dei mais um gole na bebida, fazendo careta. 

- Aish, não sei como as pessoas gostam disso. - Falei, sacudindo a cabeça. - Mas vamos lá. 

Peguei Jungkook pela mão e, num momento de coragem graças ao álcool, puxei-o para a pista. Segui o movimento das pessoas, que pulavam e giravam enquanto a música quase nos ensurdecia. As luzes batiam em Jungkook e o deixavam cada vez mais bonito. Ele estava sorrindo e se divertindo, de vez em quando me girava em sua frente e cantava junto comigo nossas músicas favoritas. Mesmo havendo várias pessoas no local, Jungkook parecia o único ali, roubando toda minha atenção. 

Quando cansamos, sentamos na grama próxima à piscina e observamos a festa. Yoongi e Taehyung haviam sumido, Jin estava trocando beijos com uma garota do trabalho do meu irmão, Jisook e Namjoon conversavam num canto isolado e Hoseok estava bem próximo à garota que descobri chamar-se Ceci. Jungkook deitou na grama e ficou olhando o céu estrelado. Tentei me deitar também, mas fiquei zonzo ao olhar para cima. Preferi ficar olhando o movimento, em especial o movimento que o peito do garoto ao meu lado fazia ao respirar. Subia e descia, lentamente. Estava tão sereno. Ele estava com os olhos fechados mas mesmo assim sorriu para mim. 

- Jimin, o que está olhando? - Perguntou com um sorriso travesso nos lábios, seus olhos ainda estavam fechados. 

- Pensei que tivesse dormido. - Respondi, desviando o olhar e corando. 

- Como alguém dorme com esse barulho?  - Ele se levantou, apoiando os braços nos joelhos e encostando seu cotovelo no meu. 

- Consigo imaginar alguém que dormiria. - Falei, pensando em Yoongi. Ele dormia em qualquer lugar. 

Ele riu, jogando o peso de seu corpo em mim. 

- Hm, falando em dormir, - começou a procurar alguém na festa. - cadê o Hobi? Daqui a pouco ele vai cair em algum lugar, e vai ser difícil carregá-lo para a cama. 

Nos levantamos e fomos atrás de Hoseok. Entramos em casa, já que não tinha sinal dele do lado de fora, e o encontramos esparramado no sofá, com um sorriso bobo no rosto. Jungkook o levantou, e dividimos o peso dele em nossos ombros. Foi difícil subir as escadas com ele, mas logo estávamos no meu quarto, onde eu havia deixado dois colchões arrumados. Jungkook sorriu quando os viu. Deitamos Hobi em um deles e o cobrimos. 

- Eu acho que estou apaixonado – ele murmurava e ria para si mesmo, provavelmente falando sobre sua nova amiga. 

- Você nos conta mais amanhã, tudo bem? - Jungkook falou, se curvando para ajeitar o travesseiro dele e tirando o boné de sua cabeça. 

Hobi murmurou um "tá bom" e no segundo depois caiu no sono. Nós dois rimos dele, e fechamos a porta para ninguém o incomodar. 

-x-  

Jisook P.o.V. 

Jin havia bebido durante a festa, não o bastante para ficar bêbado, mas insistiu para que eu fosse a motorista da vez, já que não tinha consumido álcool. 

Já era tarde quando resolvemos voltar para casa, poucas pessoas estavam sentadas ao redor da piscina, com um violão e muita cantoria. 

- Não encontro Jungkook em lugar nenhum. - Jin falou, preocupado. 

- Ele vai dormir aqui hoje, oppa. - Falei, pegando as chaves do carro. 

- Hm, Joonie, se quiser pode dormir em casa. - Ele falou e eu sorri por dentro. - Pode ficar no quarto dele. 

Namjoon sorriu, passando as mãos no cabelo como fazia quando estava encabulado. 

- Não quero atrapalhar. Posso pegar um táxi da sua casa. - Disse, entrando no banco de trás. 

Fiquei calada, esperando eles decidirem. Não via problema algum em Namjoon dormir em casa, mas estava meio envergonhada, ainda mais depois da festa. Nada de mais aconteceu, mas nós dois sentimos algo. 

Namjoon resolveu que dormiria lá e quando chegamos, perguntei se ele queria algo. 

- Estou bem, Jisook. Obrigado. - Falou, colocando suas coisas na cômoda de Jungkook. 

- Sinta-se em casa, Joonie. - Jin falou.  

Meu irmão subiu para o seu quarto e eu o segui, indo até o meu. Coloquei meu pijama e deitei na cama, tentando dormir mas sem sucesso. Não parava de pensar em como Namjoon afastou meus cabelos do meu pescoço só para sentir o cheiro do meu perfume. Comecei a sorrir para o teto, parecendo boba. 

Me virei várias vezes na cama, mas o sono não vinha de jeito nenhum. Lembrei de um conselho que minha mãe havia me dado quando eu era pequena, sobre leite quente ajudar a dormir. Ou afastava os pesadelos? Não me lembrava, mas de qualquer forma, desci até a cozinha para beber leite. 

Me apoiei no balcão da pia, esperando o leite esquentar no micro-ondas. Mandei uma mensagem para Tae, que havia sumido na festa. Devia ter se enfiado em algum lugar com Yoongi. Da última vez que o vi, os dois estavam trocando beijos e o clima parecia estar esquentando. Ele me contaria tudo depois, querendo ou não.  

- Jisook?  

Dei um pulo e levei as mãos no peito. Sorri quando vi Namjoon parado na porta da cozinha. 

- Quer me matar de susto, Nam? – Perguntei, rindo de nervoso.  

Ele riu e se desculpou, sentando e apoiando os cotovelos na mesa. 

- Ouvi um barulho e vim ver o que era. – Explicou-se. – Está sem sono? 

Assenti com a cabeça. O micro-ondas apitou e eu tirei o copo quente de dentro, colocando-o rapidamente sobre a mesa. 

- Quer um pouco? – Ofereci. – Minha mãe dizia que leite quente ajuda a pegar no sono. 

Ele riu. 

- Isso não faz sentido. – Falou com um sorriso estampado. – Mas eu aceito um copo de água.  

- Não mesmo, mas quando acreditamos em alguma coisa, elas parecem funcionar. – Dei de ombros e coloquei um copo de água na frente dele. – É psicológico, né? Acho que estou falando besteira. Você entende melhor sobre isso. 

- É isso mesmo. – Namjoon falou depois de virar o copo. - Por isso precisamos trabalhar nosso psicológico. - Ele começou a explicar como nosso cérebro funciona. Eu não estava entendendo nada, porém me encantava com suas palavras e com o jeito que ele gesticulava enquanto me explicava tudo. - Ok, estou sendo chato com esse papo, pode falar. 

Eu ri enquanto tirava os copos da mesa e colocava-os na pia. 

- Não está, pode continuar. - Falei indo até a sala, com ele atrás de mim. - Talvez assim eu acabe pegando no sono. - Brinquei e ele fez um bico. 

- Essa doeu, Sook. - Ele colocou as mãos no peito como se tivesse sido atingido. - Mas te fazer dormir com minha conversa chata faz mais sentido do que sua história do leite quente. - Ele revidou. 

Subi o primeiro degrau da escada, ficando da altura dele. 

- Não faça piadas com as minhas crenças! - Fingi estar ofendida. 

Nós dois rimos por um momento, até que lembramos estar tarde e colocamos a mão na boca ao mesmo tempo. 

- O que vai fazer amanhã? - Ele perguntou sussurrando, chegando mais perto de mim. Olhou no relógio pendurado na parede e se corrigiu. - Mais tarde? 

Eu sorri, mas logo lembrei que tinha que trabalhar à tarde. 

- Vou pra lanchonete. - Disse emburrada. - E você? 

Namjoon abriu um sorriso tímido, mas que revelava suas covinhas. 

- Vou ajudar a vovó no restaurante. - Falou, passando a mão pelos cabelos. 

Eu queria apertar suas bochechas. Como ele conseguia num minuto ser tão sexy e em outro completamente adorável? Ele notou que eu sorria e ficou envergonhado. 

- Que fofo, Nam – Disse e belisquei de leve sua bochecha.  

- Aish, Jisook! Como você faz isso? - Namjoon colocou sua mão por cima da minha, que estava em sua bochecha. - Me deixa tímido o tempo todo. Cada vez que sorri você mostra seus dentinhos separados e eu tenho vontade de te beijar! - Ele parecia estar reclamando, mas o sorriso denunciava outra coisa.  

  Eu abri a boca para falar, mas logo em seguida fechei. Não sabia o que dizer. Queria falar algo engraçado para fazê-lo rir, mas eu estava em choque com a declaração. Apenas sorri, mostrando propositalmente a pequena separação entre os meus dois dentes da frente.   

Namjoon entendeu o recado e passou a mão pelos meus cabelos, parando na minha nuca. Me trouxe para mais perto com sua outra mão, posicionada na minha cintura. Sua boca veio de encontro a minha e seus lábios macios dançavam com os meus. Cruzei minhas mãos atrás de seu pescoço, uma delas acariciando seus cabelos castanhos. Havia suavidade no beijo, nada muito intenso. Sua língua pediu passagem e eu cedi, começando a esquentar as coisas. Namjoon me apertou mais um pouco contra si antes de nos afastarmos. 

- Você pode perder seu emprego por causa disso? - Perguntei tímida, com a mão parada na gola de sua camiseta.

Ele riu e me deu um selinho. 

- Eu posso perder minha vida, se Jin visse o que acabamos de fazer.  

-x- 

Jimin P.o.V 

A festa finalmente havia acabado e o quintal estava uma bagunça. As pessoas ignoraram as lixeiras estrategicamente espalhados pelo gramado e jogaram copos, guardanapos e salgadinhos no chão. Encontrei poças de bebidas em alguns lugares e estava rezando pra que aquilo no canto da sala não fosse vômito. 

Jungkook me ajudou a recolher alguns lixos do chão, começando pela sala. Pedi para que ele trouxesse uma lixeira que estava do lado de fora e ele demorou a voltar. Depois de um tempo, ouvi um barulho de algo caindo na piscina. Algo não, alguém. 

Corri até lá e Jungkook tinha acabado de emergir da água, balançando a cabeça e jogando água para todos os lados. Ele riu e levantou os braços assim que me viu. 

- Eu disse que estava de olho nessa piscina. - Gritou animado, se jogando para trás. 

Suas roupas estavam jogadas em uma das cadeiras, ergui uma sobrancelha e cheguei mais perto da beirada. 

- Jungkook, você está de cueca? - Perguntei rindo. Ele levantou as sobrancelhas maliciosamente e logo plantou uma bananeira na minha frente, mostrando seu short de piscina. 

- Já vim preparado. – Ele disse, se debruçando na borda da piscina. - Agora entre aqui ou serei obrigado a te puxar! 

Eu assenti e corri para vestir um short adequado. Peguei duas toalhas e voltei para o lado de fora. Jungkook estava boiando, com os olhos fechados. Parecia relaxado. Fiz o mínimo de barulho o possível, para que ele não abrisse os olhos. Reparei em seu corpo, o peito era perfeitamente definido, o abdômen possuía leves gominhos e a pele parecia seda. Sacudi a cabeça, dissipando os pensamentos. Abri um sorriso malicioso e pulei bem ao lado dele. 

- Bomba! - Gritei e no segundo seguinte estava imerso em água. 

Quando subi até a superfície, Jungkook ria de mim. Joguei os cabelos para trás, deixando minha testa à mostra. Ele parecia uma criança dentro da água. Ficava afundando e levantando diversas vezes e saia toda hora para mergulhar novamente na piscina. Fizemos uma competição para ver quem nadava mais rápido e ele se surpreendeu quando eu ganhei, então contei que eu fazia parte da equipe de natação da minha antiga escola. 

- O que mais você anda escondendo, Jiminie? - Ele perguntou, fazendo cócegas em mim. 

- Também sei fazer isso. - Abri um sorriso malicioso. 

Num rápido movimento, mergulhei e passei por entre as pernas de Jungkook, parando no meio e subindo com ele sentado em meu pescoço. Ele ria feito uma criança, jogando os braços pra cima.  

- Jimin, tá frio! - Reclamou ainda rindo. Seu corpo, com exceção das canelas, estava fora da água.  

- Se prepara, Kookie. - Falei rindo, e o joguei na água. 

Quando ele emergiu, começou a nadar até mim e se agarrou nas minhas costas, passando os braços por mim e cruzando-os próximo ao meu pescoço.  

-Você é forte, quem diria! - Ele me zoou. - Esse rostinho bonito não diz isso. 

Eu senti que minhas bochechas estavam ficando coradas. Segurei as mãos dele para me virar e foi então que eu as vi pela primeira vez. Não sabia que elas sequer existiam, já que Jungkook usava blusas de manga compridas na maioria das vezes e, quando não, tinha algumas pulseiras que as cobriam. Passei os dedos pelas três cicatrizes em seu pulso, sentindo a elevação em sua pele. Eram pequenas e difíceis de ver, mas estavam ali carregada de lembranças.

Jungkook deixou que eu as analisasse. Olhei no outro pulso, mas aquele não tinha nada. Me virei para olhar para ele e notei um fraco sorriso em seu rosto. Com a outra mão, ele tirou a minha de cima das marcas, mas não me soltou.

- Foi ele? - Perguntei, temendo a resposta. 

Ele demorou para responder. Olhava as cicatrizes como se estivesse lendo algo. Por fim, contou: 

- A primeira, não. - Indicou com a mão que já não segurava mais a minha. - Fui eu. Estava passando por uma fase difícil e pensava que não era justo com meus irmãos ser um fardo na vida deles. Tentei tirar minha vida, mas assim que o sangue começou a escorrer, Jin arrombou a porta do banheiro e me carregou até o hospital. Jisook ficou desesperada quando soube, eu nunca a vi chorar tanto. Desde então, escolhi ser forte por eles. Não vou perder essa luta, não posso deixar que todo o esforço deles seja em vão. 

Senti uma lágrima escorrer pelo meu rosto. Ele sorriu quando viu meus olhos vermelhos. 

- As outras duas foram ele. - Continuou a contar. - Ficou com raiva de mim por tentar me livrar dele do jeito mais fácil e me cortou novamente, querendo apenas me machucar e não me matar. Foi então que entramos com remédios mais pesados. 

Jungkook mal havia terminado de falar quando eu pulei em sua direção e o abracei. O apertei forte contra mim. Queria que todo seu sofrimento e todas as lembranças ruins passassem para mim e o deixassem livre. Queria a todo custo curar ele e juntar todos os seus pedaços. Ficamos em silêncio, ainda abraçados. Ele enterrou o rosto na curva do meu pescoço e começou a chorar. Eu deixei que chorasse em meu ombro. Faria de tudo para que ele ficasse bem. 

Eu o amava. Só então percebi que meu coração pertencia a Jeon Jungkook.


Notas Finais


Eu nem to chorando, vocês que estão!!
AAAA esse é um dos meus capítulos favoritos!

Espero que vocês tenham gostado!
Vocês estão gostando da fic?
Gosto mto quando vocês comentam, de verdade kkkk

Quem quiser, pode me seguir no tt @_julhama manda um oi, um boa noite, um gif do Namjoon destruindo corações, vamos interagir! kkkk
Sigam também o FC @btsimaginewpp , tem vários imagines, como seria, whats fake etc!

Beijos e até o próximo capítulo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...