História Depressão: A luta que poucos vencem - mitw, cellps, Jvtista - Capítulo 21


Escrita por: ~

Visualizações 111
Palavras 1.649
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Hentai, Lemon, Luta, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpe pelo demora, a escola consumiu todo meu tempo nessas ultimas semanas
Eu sei que o cap não ficou tão emocionante, mas o próximo será.
Não vou demorar para postar

Capítulo 21 - Meu Mike


Fanfic / Fanfiction Depressão: A luta que poucos vencem - mitw, cellps, Jvtista - Capítulo 21 - Meu Mike


 

Por Pac


 

Quando separamos o beijo, o uber chegou, entramos e começamos a viagem, me encostei no peito de Mike, o mesmo fazia carinho em mim, como eu o amo, de todas as pessoas que eu poderia conhecer no mundo, o Mike com certeza foi o melhor, eu o amo tanto, as vezes eu só queria ficar assim, deitado em seu peito pelo resto da minha vida e eu não me arrependeria.


 

No que você está pensando amor? – Mike

No quanto eu te amo – Eu

Fofo, eu também te amo – Mike

Ahn senhores, vocês aceitariam uma bala? – Motorista

Não, brigado – Eu


 

O resto da viagem foi quieta, chegamos na casa do Febatista, saímos do carro, Mike já havia pagado, fomos até a porta, tocamos a campainha, quem abriu a porta foi o Felps.


 

Oi moços, como é bom ver vocês – Felps (Ele nos abraça)

Também é bom te ver – Eu

Como você está? – Mike (Ele fala enquanto separamos o abraço)

Estou bem – Felps

Ei agora que eu me toquei, o que você veio fazer aqui Felps? – Mike

Felps e eu nós entreolhamos.

É que eu vim ver como o Batista está – Felps

Ata – Mike

E como ele está Felps? – Eu

Não muito bem, ele está precisando de companhia – Felps


 

Nós entramos, fiquei com dó do Batata, quando o vimos, eu senti um aperto no coração, fomos até ele e o abraçamos ficamos alguns minutos assim, depois ligamos até e começamos a assistir alguns programas, as pizzas chegaram, fomos comer a noite foi boa, comíamos e conversávamos, vi que o Batista estava melhor.


 

Gente obrigado, por terem vindo – Febatista

De nada Batata – Eu

Não precisa agradecer, somos seus amigos e é isso que temos que fazer – Mike

Então agora que comemos o que vocês querem fazer? – Felps

Vamos jogar algo – Febatista

Já sei, vamos jogar cuphead? – Felps

Ah não, eu não quero passar raiva – Mike

Ah Mike, vamos jogar, vai ser legal – Febatista

É Mike vai ser foda, e já que estamos em 4, dá pra formar duplas – Eu


 

O Felps pegou seu computador e abriu o jogo, fomos para cozinhar jogar na mesa, Mike e eu formas uma dupla e o Felps e o Batata formaram outra dupla, fomos jogar, Felps colocou no primeiro chefão, começamos a jogar, as primeiras fases foram fáceis, mas depois da terceira vez começou a ficar difícil. Mike estava começando a ficar muito puto da vida, quando estávamos terminando a fase acabamos morrendo.


 

Ah caralho, mano eu odeio esse jogo – Mike

Calma amor – Eu

Amor? – Febatista (Ele fala e nos olha maliciosamente)

A gente não te contou né? – Eu

Meio que o Pac e eu estamos namorando – Mike (Ele beija minha bochecha)

Mas e a Ketty? … Ata é por isso que você está correndo com a investigação, Felps? – Febatista

Que investigação? – Mike

Ué, você não contou Pac? – Febatista

O Pac tá envolvido? – Mike

Então gente, já está tarde, vamos dormir – Felps

É, o Felps vai dormir no quarto que do Jotinha e vocês no quarto de hóspedes – Febatista

Ok – Eu

O que vocês estão escondendo? – Mike

Nada amor – Eu

Arrasto o Mike, até o quarto, fecho a porta.

Amor, do que vocês estavam falando? – Mike

Nada, vou tomar banho? – Eu

Baby, vem aqui – Mike (Ele senta na cama e bate na perna)

Ah Mike – Eu

É Daddy, e vem aqui – Mike

Fui até ele e sentei em seu colo.

O que você está escondendo? – Mike

Nada – Eu

Pac, me fala logo, eu já estou estressado por causa daquele jogo, então não enrole – Mike

Ah, meu Daddy tá bravinho – Eu (Envolvo minhas pernas ao seu redor)

Nem vem Baby – Mike

O que? Eu só quero fazer meu Daddy descansar – Eu

Rebolo em seu colo.

Ahhh Baby – Mike

Vamos fazer amor? – Eu

Claro Baby, mas antes fala para o seu Daddy o que você está escondendo – Mike

Vai ter que tirar de mim a força – Eu

Tem certeza? – Mike

Sim – Eu

Ele me taca na cama, ficando por cima de mim.

Então eu não vou perdoar sua bunda – Mike

É assim que eu gosto – Eu (O puxo para um beijo)

Faço carinho em seu cabelo, desço minha mão até sua calça, aperto seu membro.

Te amo Baby – Mike

Também Daddy – Eu


 

Derrubo Mike, assim ficando por cima, rebolo em seu membro, tiro minha camisa, o beijo, ele segura a minha bunda e depois arranca a minha calça, ele tira sua camisa, beijo seu peitoral até chegar em sua calça a baixo junto com sua box, vejo seu membro que estava meio ereto, o abocanho, o ouço gemer, vou para cima e pra baixo devagorosamente, lambo a ponta de sua glande, passo a minha língua ao redor dele, enquanto masturbo o resto de seu membro, Mike dá gemido altamente prazerosos, o lambo como se fosse sorvete, chego a suas bolas e as chupo, subo pelo seu corpo até chegar a sua boca, selo, nossos lábios, durante o beijo Mike fez carinho em mim.

Ele me derruba na cama e abre minhas pernas.


 

Por Mike


 

Começo a chupá-lo, ele ama isso, tanto que deu um gemido maravilhoso ao sentir meu toque, como eu amo esse garoto.

O masturbo, o mesmo não para de gemer, lambo três dedos e os coloco de uma vez só em sua entrada, faço movimentos de vai vem em seguida faço o movimento de tesoura, o masturbo enquanto isso, retiro meus dedos e lambo sua entrada, vou fundo com a minha língua, depois que eu o lambi subi para um beijo.

Me sento na cama, coloco Pac em meu colo, me ajeito e o penetro, vejo o mesmo arfar, o penetro devagorosamente, depois de penetrá-lo comecei a estocá-lo, ele não parava de gemer, como isso é divino, o deito e o seguro pela coxa e aperto, vou mais forte em seu interior, acho sua parte mais sensível e foco ali, desço uma das minhas mãos pela sua perna até chegar ao seu membro o masturbo, ele chegou ao ápice e gozou, o beijo e me desmancho em seu interior, fico um tempo dentro dele, o sentindo, como ele é macio, apertado, ele é incrível.


 

Baby, seu Daddy te amo muito – Eu

Ele me beija.

Também te amo muito Daddy, você é a pessoa mais preciosa do mundo para mim – Pac

Saio de seu interior, me deito e o puxo, ficamos de conchinha, trocamos algumas carícias e palavras melosas. Acabamos adormecendo.


 

Por Felps

De manhã


 

Acordo me espreguiçando, pego meu celular para ver as horas, são 09:12, vejo que o meu Cellbinho me mando uma mensagem, ele me mandou um “Bom dia mor <3”, o respondi e depois fui mijar, lavei as mãos e fui para cozinha, quando cheguei o vi reclamar que estava com dor nas costas.


 

Bom dia Pac – Eu

Bom dia Felps – Pac

Pelo visto suas costas estão doendo, né? – Eu

Sim, hó dor do cão – Pac

Pelo que eu posso ver, você e o Mike se divertiram ontem, né? – Eu

Como você sabe? – Pac

De madrugado, fui comer algo e passei na frente do seu quarto e acabei ouvindo alguns gemidos – Eu

Ele cora levemente.

Não fica assim Pac, todo mundo transa, se o Cell esteve aqui, eu também teria feito – Eu

Ele ri, e me dá uma xícara, faço meu café e coloco os pão na torradeira, me sento na frente de Pac.

Ah Felps, você não sabe o que aconteceu ontem, minha vontade era de voar em cima da Ketty – Pac

Que aconteceu? – Eu

Ela convidou o Mike para transar na minha frente – Pac

Nossa!! Que filha da puta – Eu

A gente precisa fazer alguma coisa e rápido – Pac

Eu sei, já estou pensando em algumas coisas – Eu

Você viu a barriga dela? – Pac

Sim, já tá ficando grande – Eu

Sim, eu tó achando que está muito grande, estou começando a pensar que são gêmeos – Pac

Credo, isso já seria muito azar – Eu

Felps, olha a situação em que estamos, isso tudo que aconteceu é um bom exemplo de azar – Pac

É, mas eles só fizeram uma vez – Eu

Nada verdade eu não sei se foi uma vez, já que o Mike deu pt e ficou apagado a noite inteira – Pac

Pac, quando nós estamos bêbados, fazemos aquilo que temos vontade de fazer quando estamos sóbrios, e eu sei que o Mike te ama, dá para ver pelo olhar, então eu aposto que eles nem transaram – Eu

Eu sei disso, mas nada impede dá Ketty ter o amarrado ou coisa do tipo e ter feito sexo forçado com ele, eu aposto que ela estava sóbria quando fizeram – Pac

Pior que isso pode ser verdade – Eu

Nós precisamos fazer algo – Pac

O que você achou na casa dela, além daquilo que você me falou? – Eu

O pai dela tem duas armas, e uma coisa que me deixou muito feliz – Pac

O que? – Eu

Um teste de DNA, que dizia que o Mike não é pai da criança – Pac

Isso!!!! – Eu (Grito)

Mas se ele não é o pai, por que você está preocupado de ser gêmeos? – Eu

Ele pode até não ser o pai, mas a Ketty fala que ele é – Pac

Ata – Eu

Eu também achei duas chaves lá – Pac

Serio? A onde está? Você trouxe? – Eu

Não deu, se eu pegasse o Adam ia perceber, o pior é que eu preciso estar sozinho naquela casa para poder pegar, o Adam sai para trabalhar, eu só preciso distrair a Ketty – Pac

Tive uma ideia, mas tu não vai gostar – Eu

O que? – Pac

Pede para o Mike, convidar a Ketty para ir no cinema – Eu

Ele me olha com uma expressão séria.

Você quer que eu deixe o meu Mike, sozinho com ela no escuro? – Pac

Calma, o Batista e eu vamos junto, para ter certeza que ela não vai se aproveitar dele – Eu

Ok, mas se ela encosta nele, o Cellbit se tornará viúvo – Pac

Ok – Eu  


Notas Finais


Espero que tenham gostado


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...