História Descobrindo o amor- Dramione - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Visualizações 120
Palavras 2.522
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 17 - Capítulo 17


DRACO

Minerva não permitiu que Hermione dormisse no mesmo que ambiente que eu. Colocou ela em um dos quartos vagos dos professores e permaneceu de vigia.

Do mesmo jeito sentindo raiva, magoa, tudo dela, queria passar a última noite ao seu lado. Claro que não foi possível.

Tem gente que acha que sou frouxo, que fico chorando por mulher, mas não era qualquer mulher, era a mulher.

Era minha Hermione.

Estou com tanta saudade de seus beijos, abraços, carinho, seu cheiro e gosto de morangos. Tudo de Hermione.

Passo a noite em seu quarto. Não há mais nenhum pertence pessoal seu, mas só de lembrar que na cama que estou era onde ela dormir, derramo mais lágrimas de sofrimento.

No dia seguinte bem cedo tento convencer Minerva de deixar eu ir ao julgamento, mas não permite.

Porra!

Fico esperando em sua sala por notícias, do mesmo jeito sabendo o que vai acontecer.

...

Uma hora e meia depois Minerva chega em sua sala com os olhos inchados e vermelhos. Levanto-me imediatamente e pergunto direto:

– Então?

Minerva senta em sua cadeira e com a voz embargada diz:

– Acabaram com ela no julgamento. Ela falou que sou como sua segunda mãe.

Minerva se descontrola e chora sem parar, aqueles choros de soluços. Faço de tudo para não chorar em sua frente, não é vergonha ou orgulho, mas sinto que pelo menos um de nós precisa-se manter forte para dar um suporte moral.

–E-eu n-não entendo... – a diretora diz entre soluços. – ela sempre foi tão meiga, conheço ela a minha vida toda e a maneira como agiu diante do Ministro e quando nos despedimos é a Hermione que todos conhecemos.

Depois de me despedir, vou para a torre de astronomia pensar. Quem sabe não me jogo daqui de cima?

Faz dias que Hermione estava agindo estranhamente. Por que? O que aconteceu com ela para tomar essas atitudes? Quando estávamos jogando Verdade ou Desafio e ela sumiu, será que estava se encontrando com Justin ou com outro?

Perguntas e mais perguntas rodeiam minha cabeça e não consigo pensar em nenhuma resposta.

Agacho-me no chão e me permito mais uma vez chorar pela perda da única mulher que já amei em minha vida.

Estou sofrendo tanto que nem ligo para a minha marca que está queimando em meu braço.

GINA

Não quis companhia de ninguém. Nem de Pansy. Acho que todos nós precisamos ficar sozinhos com nossos pensamentos e dores.

Eu perdi minha melhor amiga confidente e leal, minha irmã que nunca tive.

Eu sou uma ruiva esquentada que age no momento, e aquelas coisas que disse a Hermione a deixou mais desestabilizada física e emocionalmente.

Não quero acreditar que ela possa ter feito algo tão monstruoso. Isso não é de seu feito.

Pego as nossas fotos que tiramos em todos nossos momentos mais felizes.

Lembro de quando Hermione me levou no shopping pela primeira vez e fomos ver a um filme e depois ela me levou em uma máquina esquisita que saia um luz branca forte e depois tirava fotos nossas. Todas pequenas e sem mexer. Nós cochichamos dos lindos garotos que ao passarem assobiaram para nós, nós fizemos a unha, jogamos e fizemos compras. Depois comi pizza pela primeira vez em minha vida e fofocamos mais um pouco sobre tudo.

O jeito como ela me escutava e me contava as coisas. O jeito como ela brigava comigo quando fazia ou falava algo errado ou que não a agradava. Seu jeito mandão de fazer as coisas, a maioria corretamente. O seu jeito de preocupar com Harry e meu irmão. O jeito como ela ficou do meu lado quando o filho da mãe do Harry largou de mim.

Sinto saudades da minha amiga.

Confesso que arrependo da maneira como falei com ela, nem escutei sua versão da história. Mas como acreditar em algo que já se tem provas?

Lembro-me de uma vez que meu pai me disse que em algumas situações, precisamos falar coisas que magoam as pessoas para elas se tornarem fortes e capazes de lidar com que ou quem estão passando.

Espero que esse seja o caso de Hermione.

Passo mais uma noite chorando pela minha amiga e que apesar de tudo ela esteja bem.

PANSY

Olha sei que maltratei muito os grifinórios em minha vida, mas me arrependo de cada atitude errada. Hoje quero ser uma pessoa melhor. Pacifica e feliz com todos.

Faz poucos dias que fiz amizade com Hermione Granger, me apaguei mais a Gina e ela a mim, claro que implorou para eu não contar para ninguém especialmente a Mione porque se sente culpada já que ela é amiga há tempos, mas me apeguei também à castanha. Ela é totalmente o oposto que eu pensava.

Sempre pensei que Hermione fosse só querer saber de estudar, querer ser melhor que os outros, metida a sabe tudo. Mas é claro que estava errada mais uma vez.

Hermione é uma garota incrível, engraçada, mandona sim, mas de um jeito bom. Ela tem uma beleza, uma luz natural e sempre foi de bom coração. Sempre a vi ajudar e se importar até com quem não conhecia ou com que a maltratava. Exemplo do primeiro dia de aula desse ano que antes de fazermos amizade ela nos ajudou com problemas.

Agora sei por que Draco se apaixonou por ela. Seria um merda de um imbecil se não se apaixonasse. Acho que todos gostam dela e os garotos devem cair de quatro.

Como uma pessoa tão boa e feliz dessa maneira se transforma em oposto? Por alguma razão só pode, mas por qual razão Hermione mataria um aluno que nunca lhe fez mal? Ou será que não sabemos da história e fez? Será que cometemos injustiça?

Fico pensando em como ela está agora. E fico com medo de termos cometido um terrível engano.

NOTT

Sempre brinquei com Hermione como se fosse uma de minhas peguetes. Sobre seu delicioso corpo e que a cada dia fica mais linda. Ainda bem que todos, inclusive Draco depois de custar a se adaptar ao meu jeito de mostrar que gosto e me importo, levaram na esportiva. O modo como Hermione ria de minhas piadas e às vezes dizia as mesmas coisas para entrar na brincadeira.

Tirando ela, o que está mais sofrendo é Draco por perder sua garota. Nunca me apaixonei, só me importei com sexo e beijos, mas agora vendo meu amigo não se alimentando, não querendo fazer nada e nem falar com ninguém está acabando comigo.

Claro que ultimamente estou achando a Pans mais bonita do que de costume e passo mais tempo com ela do que antes, mas isso não vem ao caso agora. O ponto que quero chegar é que queria por um momento desejar que ou a Hermione não existisse ou Draco não tivesse se apaixonado por ela.

Ele está sofrendo para cacete e isso está me matando.

Fico no meu canto pensando no que poderei fazer para acabar com o sofrimento de meu amigo.

Preciso fazer algo nem que isso inclua planos com um monte de mulheres.

ASTÓRIA

De todos os sonserinos eu sempre fui a mais quieta, a que menos aprontava. O máximo que fazia de errado era de vez em quando faltar das aulas. Amo minha casa, mas acho que sempre senti que não pertenço lá, na verdade sempre quis ser da Grifiória, porém se o Chapéu Seletor me colocou na Sonserina tudo bem. Ele sabia o que fazia.

Quando conheci de verdade a Mi pensei: Nossa achei alguém parecido comigo. E eu estava certa.

Somos muito parecidas, ambas com vergonha e tímidas com tudo, querendo sempre ter a nossa privacidade, nunca conseguindo se soltar em relação a garotos etc.

Vou dizer algo que nunca confessei a ninguém. Hermione Granger se tornou minha melhor amiga. Da mesma forma que vi que Gina e Pans se tornaram também melhores amigas.

Quando todos começaram a ofender Hermione não tive coragem para isso. Chorei por ver minha amiga sofrendo daquela maneira humilhante. Quando ela olhou em meus olhos percebi que ela era inocente. Não há maldade em seu coração e preciso descobrir uma forma de provar que Hermione não faz mal a uma mosca.

Mas será que alguém irá acreditar em mim e na sua inocência? Talvez Blás, ele também foi o único que não disse nada.

Só queria que Draco acreditasse nela, como a pobrezinha deve estar sofrendo por tudo isso e ainda mais por Draco.

Ele havia nos contado sobre o que viu, mas duvido muito que a Mi seria capaz de fazer algo desse tipo, nunca. Ela é boa, é pura demais para isso.

Fico com dor de cabeça de tanto pensar no que posso fazer a respeito. Não importa o que eu tenha que fazer, vou ajudar minha amiga.

BLÁSIO

Não quero acreditar nisso. Não posso acreditar.

Hermione matando alguém? A única coisa viva que ela tentou matar foi uma cobra assassina gigante, mas ela nunca seria capaz disso.

Tem algo errado.

Desde que Draco havia me contado sobre essas coisas que Hermione havia tendo, como uma mulher de preto a perseguindo, etc. fiquei encafifado com essa história.

Eu sempre gosto de pesquisar sobre assuntos que desconheço e o pior que aqui não encontrei falando nada desse tipo.

Se não achei no mundo mágico, onde mais encontraria informações?

Preciso de respostas, mas não as encontro.

O pior de tudo é ver meu melhor amigo Draco sofrendo. Ele me conta tudo e não consigo suportar vendo-o se acabando por causa de Hermione.

Ele a viu na cama com outro, mas chegou e viu a cena toda feita já e é ai que eu penso o que aconteceu realmente. Porque o modo como a Hermione chorava e tentava se explicar para mim mostrava que ela estava tão chocada e sem saber o que havia acontecido como nós.

Quando todos estavam gritando absurdos para ela, o modo como Hermione me olha é como se me dissesse: Eu sou inocente. Não sei o que está acontecendo. Por favor me ajude!

Não consigo tirar isso da minha cabeça.

...

Passa-se um dia e quando todos estamos na aula e vejo Draco parecendo um defunto de tão pálido fico mais chateado ainda.

O assunto na escola é o que aconteceu com Hermione Granger que desapareceu de uma hora para outra. Todos estão curiosos. O que piora tudo.

Se eles descobrirem virará um caos.

O que foi falado é que Justin quis sair da escola, o que todos acreditaram porque ninguém gostava muito dele e Hermione havia tido problema de saúde então precisou ir para casa. percebi que nem todos acreditaram.

Sento-me hoje ao lado de Draco e tento conversar com ele:

– Sei que você não quer...

– Se sabe então não começa.

– Me escuta. Só acho que você tá deixando sua magoa e raiva pensar por você.

– O que você quer dizer com isso? – Draco me pergunta se expressão nenhuma.

– Acho que deveríamos reconsiderar tudo sobre Hermione. Acho que aprontaram para ela.

– Para de defender ela merda. Ela fez isso e agora está agindo com as consequências.

– Você é teimoso e tá cego cara. A mulher da sua vida está passando por um momento mais difícil da vida dela e você age assim? Sem acreditar nela? Você acha mesmo que ela seria capaz de algo cruel assim?

– Se ela foi capaz de abrir as pernas para qualquer cara, acho que me enganei a seu respeito. Então acho que seria sim capaz de qualquer coisa. Ela não me engana mais. – Draco diz tudo sem acreditar no que está dizendo.

Levanto-me e saio da sala sem me importar com os protestos do professor e a detenção que receberei.

...

Estou sentado nos jardins pensando em tudo isso quando Ast se senta ao meu lado.

– Blás ouvi sua conversa com Draco. E concordo com você.

Espero que meus ouvidos não estejam pregando-me peças.

– E ai?

– Acho que deveríamos ajudá-la já que somos os únicos que acreditamos nela.

– Como Ast?

– Não sei. Estou pensando.

Ficamos vários minutos em silêncio e acho que sei qual é a alternativa.

– Ast?

– Sim?

– Sei o que temos que fazer. Mas iremos desobedecer muito as regras e poderemos ser até expulsos.

– Se for para ajudar a Mi eu topo. Qual é o plano?

– Amanhã é dia de Hogsmeade. Vamos sair das redondezas do castelo e aparatarmos na casa da Hermione. Ela precisa saber que estamos ao seu lado e acho que lá poderemos encontrar alguma solução com calma.

O rosto de Ast se ilumina formando um lindo sorriso para mim. ela me abraça e depois diz animada:

– Ótima ideia Blás! Bem pensado! Eles irão perceber só quando estiver longe e não poderá nada ser feito.

– Sim. Mas pare com essa emoção, ninguém pode desconfiar e nem saber.

– Certo. Só queria que todos fossem com a gente. Hermione vai ficar arrasada mais ainda quando não ver Draco conosco.

– Ele está cego. Vamos provar a inocência dela e ele pedirá perdão.

– Que assim seja.

Voltamos para nossos apartamentos sem expressão, conforme o plano. Mal consigo dormir de ansiedade.

Espero que dê tudo certo.

...

Acordo e arrumo o que tenho que levar. Está quase na hora do pessoal sair.

Me encontro na entrada com a Ast.

– Pans e Gina estão juntas por ai. Parece que não vão para Hogsmeade hoje.

– Melhor ainda. Nott está se atacando com uma garota.

– Uau, ele segue a vida mesmo hein.

– Nem me fale.

– E Draco?

– Estava na torre de astronomia. Acho melhor irmos.

– Espero que dê certo.

– Eu também.

Seguro na mão de Ast e juntos vamos para Hogsmeade.

Depois que vimos que as pessoas estão entrando e saindo dos lugares, ou seja, estão tão dispersas que nem reparam na gente, aproveitamos que não estamos sendo olhados e vamos o mais longe possível da aldeia.

Conseguimos aparatar.

...

Sei que tudo pareceu fácil, mas sim foi fácil.

– Blás temos um problema.

– Qual?

– Não sabemos onde a Mi mora.

– Esqueci desse detalhe.

HERMIONE

Esses dois dias foram um inferno.

Não consigo parar nada no estômago, quando como alguma coisa vomito na mesma hora.

Estou com medo de estar ficando louca. Agora sei como Harry se sentia.

Draga por que fui lembrar de um dos meus amigos? O chororô surge novamente.

Não tive apagões esses dias. A única coisa que tenho, que foi essa razão de falar do Harry, é que quando quero comer ou beber algo, pois estou morrendo de fome, escuto uma voz na minha cabeça me impedindo de comer.

Só quero que esse pesadelo passe.

Tento me ocupar para me distrair. Começo a arrumar a minha casa de acordo que eu quero.

Fui a lojas decorativas e comprei cortinas e tapetes.

Quando penduro o espelho, vejo meu reflexo e mais uma vez eu começo a chorar. Estou horrível. Com olheiras profundas e roxas, emagreci tanto em tão pouco tempo que estou parecendo a Noiva Cadáver. Estou de dar pena ou horror em qualquer um.

Acabo de arrumar minhas roupas no armário e a campainha toca.

Corro estrando quem poderia ser e ao abrir meus olhos não acreditam. Meus olhos enchem de lágrimas e abraços meus amigos tão forte que desabamos juntos no chão.


Notas Finais


E ai o que acharam?
O que acharam de que cada um pensa?
Bom ver cada lado de cada, o que cada amigo pensa...
Espero que gostem e o Blás com a Ast sem palavras né haha
bjs boa leitura até a próxima <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...