História Determinados ao amor - Jikook - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Big Bang, Black Pink, Got7, Red Velvet, TWICE
Personagens BamBam, Chaeyoung, G-Dragon, Irene, Jackson, Jennie, J-hope, Jimin, Jungkook, Mark, Nayeon, Sana, Seungri, T.O.P, V, Youngjae
Tags Bts, Colegial, Jikook, Jimin, Jungkook, Romance, Sexo, Yaoi
Visualizações 88
Palavras 1.529
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Escolar, Famí­lia, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Me desculpem pelo atraso, estou fazendo outras fanfics por isso estou demorando para postar algo.
Me desculpem mesmo
Perdão por qualquer erro.
Espero que gostem e boa leitura.

Capítulo 23 - Drogas


Fanfic / Fanfiction Determinados ao amor - Jikook - Capítulo 23 - Drogas

Rapidamente eu e Hoseok Vamos para embaixo da mesa e tentamos fazer o mínimo de barulho possível.

- Jungkook? - É a Irene.

- Puta que pariu Irene. Quer matar a gente se susto?

- Só vim avisar que a diretora vai chegar.

- Aish! - Hoseok sai de debaixo da mesa e continua no cofre. - Sorte de vocês que eu já sei dois números.

- São quantos?

- 5.

- Vê se agilizem isso aí.

- Tá, se manda Irene.

- Grosso.

Irene saí e fecha a porta.

Eu juro que iria morrer por causa desse susto do caralho.

Não é possível que a pessoa além de assustar os outros com a cara tenha que assustar de outra forma.

Sério mano, vou matar muito essa menina.

- Consegui! - Hoseok abre o cofre e começa a procurar pelo gabarito do Jackson e Mark, vejo que ele aproveita e pega o gabarito de nossas provas.

- Vamos Hoseok! - Ele me dá o gabarito dos meninos. Nós arrumamos as coisas e saímos correndo até o dormitório.

Depois de tanto correr paramos em frente ao quarto ofegantes.

- Você vai querer uma cópia?

- Não. Vou estudar mesmo. - Respiro fundo tantando pegar meu fôlego de volta. - Vou lá levar pra eles.

- Melhor esperar um pouco.

- É verdade, a diretora levou eles pra lá.

- Pois é. - Entramos no quarto e deitamos na cama. - Nunca mais vou fazer isso.

- Frouxo.

- Olha quem fala.

- Quer morrer Hoseok?

- Só vem bichão.

- Só não te Bato por que tenho pena de te ver com seu corpo todo quebrado.

- Nem se acha.

- Você ainda não viu nada.

Depois de alguns minutos recuperou o fôlego e me levanto, saio do quarto e vou para a sala dos meninos, vejo que os dois não estão por lá, volto para o dormitório e sigo para a ala da sala deles, eu os encontro em seu quarto.

Porém algo me chama atenção, Jackson está beijando Mark violentamente. Fecho a porta rapidamente e tento fingir que não vi nada.

Bato na porta e espero um dos doía abrirem. 

Jakcson abre e me dá passagem para passar.

- Conseguiu?

- Sim. - Entrego à ele.

- Você pagou a dívida. Parabéns.

- Obrigado. - Mark começa a checar para ver se não é falso.

É sério que eles estão achando que eu sabotei uma coisa dessas?

- Já pode sair.

- Antes de sair, quero saber uma coisa.

- O quê?

- Vocês são namorados?

- Porque pensa assim?

- Bem...Eu vi vocês dois se pegarem. - Eles me olharam estranho.

- Você vai contar para alguém?

- Não.

- Bom mesmo.

- Eu tenho um namorado também, quer dizer, um futuro namorado.

- Tá achando a gente com cara de quê?

- É verdade.

- Então porque ele ainda não aceitou?

- Por que ele ainda esta com medo.

- Espera, aquele alvoroço dos pais foi você?

- Foi.

- Caralho! Te venero, agora se manda. - Jackson abre a porta.Eu me dirijo para a porta e saio. - Saiba que se contar você será um homem morto.

- Pode ficar tranqüilo. - Jackson fecha a porta e eu volto para o meu quarto para estudar.

Ao entrar vejo Hoseok injetar algo em seu corpo.

- O quê está fazendo?

- Fecha essa porta. - Fecho a mesma. - Tô usando drogas.

- LSD? - Ele afirma com a cabeça. - Deus é mais!

- Porque?

- Isso pode matar.

- E por acaso você acha que eu tenho medo?

- Vai suicida! - Pego os livros e começo a minha maratona de estudos na minha cama.

🔴🔴🔴🔴🔴 

Termino de estudar às 18:50, lembro que falei à Jimin que iria vê-lo, pego uma toalha e passo por cima de Hoseok que estava chapadão no chão. Entro no banheiro, tiro minhas roupas, faço minhas necessidades e vou para  baixo do chuveiro.

Termino o banho em minutos, me enrolo na toalha e saio, Hoseok ainda está no chão. Abro o meu pequeno guarda roupa, pego uma cueca azul, da cor que Jimin gosta, uma calça moletom, uma camisa branca longa e uma bota marrom.

Visto tudo, deixo o cabelo bagunçado, pego uma das balas e saio.

Eu não estou nem aí se Hoseok seja pego, ele não vai me dedurar mesmo.

Mostro o passe para o segurança e o porteiro, peço um táxi e sigo para o hospital, chupando a bala.

Só espero que o efeito seja mais rápido.

Chego no hospital vendo gnomos, estou fazendo o máximo que posso para que eu passe a imagem de uma pessoa normal, pago a viagem e saio.

Com passos largos entro dentro do hospital e vou direto para o elevador, aperto o andar de Jimin e sem segundos estou em seu quarto.

Ele me recebe com sorrisos vou até ele e beijo sua bochecha.

- Sentiu minha falta?

- Bastante! - Por fim selo nossos lábios e me sento ao seu lado. - Que gosto é esse?

- Eu provei uma cerveja artesanal.

- Isso nunca dá bom.

- Porque não?

- Podem colocar algo na sua bebida Jungkook!

- Relaxa, eu sempre tomo cuidado.

- Hum, assim espero.

- Não confia em mim? - Estou começando a brizar.

- Você está estranho...

- É a cerveja, já te disse.

- Jungkook...você não está usando drogas de novo né?

- Óbvio que não. - Me levanto e olho pela a janela. - O efeito está começando a ficar mais forte.

- Não é o quê parece.

- Se eu tiver vindo só pra brigar eu me retiro agora mesmo. - O fito com raiva.

- Não, não! Eu acredito em você.

- Acho bom. - Ficamos calados por alguns instantes olhando um ao outro.

- Você está muito machão hoje.

- Não gosta?

- Amo! Mas é como eu te disse, você está estranho.

- Aish Jimin! - Ele me olha assustado. - Eu não consigo de entender! Uma hora você tá de boa e na outra está chato pra cacete! Se as coisas forem assim nem precisa aceitar o meu pedido! - Digo aumentando o tom de voz no final.

Percebo que o quê falei machucou Jimin mas eu não tenho culpa, a droga é que está me fazendo ficar assim. Já tô vendo a hora de começar a chorar feito um louco.

- Desculpe Jungkook...

- Desculpas não servem de nada! - Eu estou falando muito alto.

Os olhos de Jimin já estão cheios de lágrimas, começo a jogar as coisas no chão e gritar cada vez mais alto, sinto meu sangue ferver cada vez mais. Confesso que estou com medo de machucar Jimin. Por favor Deus me afaste de Jimin para que eu não o machuque.

Em instantes homens entram no quarto e me agarram me levando bruscamente para fora. Tento me debater de todos eles mas não consigo são tantos que  mal consigo contar.

Eles me jogam para fora e fecham a porta. Todos me olham como se eu fosse um louco.

Eu estou aparecendo um louco, sem contar que tudo a minha volta está começando a girar, embasar e distorcer.

Começo a andar pelas ruas, os carros sempre buzinam. É notável que estou drogado.

Paro em frente de casa e quem abre a porta é Taehyung.

Somente o reconheço por sua voz.

- Hyung...

- O quê está fazendo aqui?!

- Vamos sair! Beber, festejar!

- Você tá muito louco!

- Vamos hyung, prometo que não vai se arrepender. - Tropeço em meus próprios pés e vejo o rosto de minha mãe, solto algumas lágrimas e volto ao estado em que estava antes de vê-la.

- Eu não quero! Volte pro colégio e descanse.

- Seu merda! - Seguro na camisa de Taehyung mas ele me empurra e fecha a porta.

Me levanto cambaleante e dessa vez vendo luzes flutuarem em minha frente e as vozes novamemte.

Sigo as luzes até uma boate que havia não muito longe dali.

Os seguranças me barram.

- Ingresso por favor.

- Não tenho...

- Então não pode entrar. - Tento entrar a força mas é em vão. 

Percebo que um homem junto com mulheres bonitas me observa, ele vêm até mim.

- Você quer entrar? - Afirmo com a cabeça. - Irei comprar um ingresso pra você.

- Obrigado.

Ele me levanta e me leva para dentro, vou direto para a bancada de bebidas e bebo vários copos de whisky.

Ah que maravilha! Agora estou bêbado e drogado, não há nada melhor.

A noite vai passando e já parei de contar quantas garotas e garotos peguei essa noite! Só espero não pegar nenhuma doença.

🔴🔴🔴🔴🔴

O homem que havia me ajudado a entrar vem até mim.

- Você devia ir pra casa. - O efeito da droga passa mas o da bebida não.

- Não quero...

- Eu não vou ser babá de ninguém. - Ele me levanta  com meus passos demorados e desengonçados ele me tira da boate, me coloca no carro e em seguida entra.

- Me deixa em paz...

- Onde você mora?

- Eu não tenho casa...

- Então onde você vive?

- Num colégio....

- Qual o nome? - Digo a ele e o mesmo começa a dirigir.

Há somente um jeito de saber que está tarde em Seul, quando as ruas estão desertas.

Logo chego no colégio, os seguranças vêm me buscar, agradecem ao homem e me levam para os dormitórios.

Lembro das coisas que disse a Jimin e o quê fiz com ele, estou me sentindo um lixo.

Chego em meu quarto e desta vez vejo Hoseok deitado em sua cama praticamente nú.

Os seguranças me colocam em minha cama, tiram meus sapatos vão embora.

Eu estou sentindo uma dor muito forte na minha cabeça, certeza que amanhã a ressaca vai ser terrível.

Eu só espero que Jimin esteja bem e que ele me perdoe.

Em fração de segundos durmo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...