História Dimension - Um universo alternativo - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts Universo Alternativo, Vhope
Visualizações 16
Palavras 1.119
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiin! Mais um capítulo para alegrar o coração de cada um, eu espero. Enfim, vamos com a história.

Capítulo 3 - Capítulo 2


TH: -Eu já disse que não gosto dele! - bufei mais uma vez.

JM: -Taehyung gosta do Hoseok! Taehyung gosta do Hoseok! - cantarolava saltitante.

TH: -Aish! - coloquei minha mão na testa em reprovação.

YG: -Quieta esse fogo no cu, Jimin! - se irritou.

JM: -Nossa, pode nem zoar mais! No seu tempo não tinha isso, não? - das mãos de Yoongi já saiam chamas de fogo e ele estava prestes a tacar no mais novo se ousasse dizer algo. - JungKook!! O Yoongi quer tacar fogo em mim! - gritou com voz manhosa.

JK: -Quem ousa machucar meu Mochi? - disse confiante, até demais.

YG: -Que blefe!

JM: -É o Yoongi hyung, Kookie. - apontou.

JK: -É… Vamos só deixar isso pra lá, né, hyung? - riu nervoso e depois se aproximou do namorado. - Tu sabe que eu tenho medo dele, não o provoque. Please!

NJ: -Boa noite, povo! - um provável ser caracterizado como o tal “Namjoon” chegou.

TH: -Oi. - disse me jogando no sofá.

NJ: -Jin! Quem foi que deixou um humano entrar aqui? - gritou. Acho que hoje se comemora o dia do grito por aqui…

J: -Sem gritar, por favor! - Bendito seja o Jin! Ele apareceu atrás dele com um aparelhinho na mão.

NJ: -Desculpa, amor. - deu-lhe um beijo, o que eu não gostaria de ter visto, e nem as outras pessoas, quer dizer, seres.

J: -E quem deixou o humano entrar foi o maknae. - olhou para o mais novo de todos, severamente.

TH: -Alguém aí me diz onde fica o cinema? Quero fazer alguma coisa, está tão entediante aqui…

JM: -Hoseok te fala. - sorriu por ver que conseguiu me provocar, eu corri atrás dele.

TH: -Volta aqui, criança! - disse indo atrás da criatura.

JM: -Criança nada! Eu sou mais melhor que tu!

TH: Seu idoso! - ele entrou em um dos quartos do andar de cima, nem olhei de quem era e já fui entrando.

HS: -O que as criancinhas estão fazendo? Não vêem que acabei de sair do banho? Quero trocar de roupa. - assim que disse isso notei que uma das mão segurava sua toalha presa na cintura, a outra passava no cabelo – sensualmente – e ele estava sem camisa. Tenho que sair antes meu rosto fique MUITO vermelho.

TH: -Desculpa, hyung. - disse já virado para a porta de costas para ele.

Assim que passei pela porta, Jimin me acompanhou e logo, a mesma se fechou.

TH: -Eu só não te mato porque gosto de criaturas místicas, senão tu tava ferrado. - ameacei e ele colocou a mão no meu ombro esquerdo com um sorriso satisfeito no rosto.

YG: -Já têm idéia de como vão mandar ele de volta sem que um deles venha para pegar o JungKook? 

JM: -Pegar quem?! - disse assim que entramos na sala.

TH: -Eu falo que ele fugiu e se matou, sei lá! - dei uma idéia aleatória.

Todos: -Pode ser! - me espantei por terem gostado da idéia.

YG: -Pode ir embora já! - disse me empurrando para porta brincando.

TH: -Espera! Me passam seus números de celular? - perguntei.

[…]

Subi naquela mesma nuvem de quando cheguei, avisei o esquadrão e passei pelo portal.

-Cadê a fada? - perguntou assim que voltei.

TH: -Ela fugiu e depois se matou. - disse engolindo em seco pelo medo de não ser um termo convincente o suficiente.

-Aish! Mais um fora da lista, mas fez um bom trabalho, Kim. Volte para casa e descanse. - assenti.

Fui caminhando para casa conversando por mensagens com eles até alguém chegar e me abraçar de repente.

??: -Com quem conversa? - minha namorada disse me soltando do abraço por trás.

TH: -Ninguém, Kyan. - desliguei rapidamente o celular e lhe dei um selinho. - Quer entrar? - estávamos em frente minha casa e ela assentiu. - Omma! Appa! Cheguei! - anunciei.

Omma: -Taehyung! Meu filho, eu fiquei com tanto medo… - veio correndo me abraçar. - Oi Kyan! 

K: -Olá, senhora Kim! 

Appa: -E aí? Matou ou prendeu quantos? - perguntou animado.

TH: -É… Matei dois, não deu para os prender. - dei um sorriso fraco meio desajeitado.

Appa: -Esse que é meu garoto! - deu alguns leves tapas nas minhas costas.

Ficamos conversando e meu appa com aquele interrogatório sobre como matei aquele, como sobrevivi a outro e outras perguntas. Notei que Kyan mexia muito no celular e só aparecia na conversa quando a pergunta ou assunto se dirigia a ela, então chamei-a para a cozinha.

TH: -Está tudo bem? - perguntei me escorando no balcão.

K: -É que nós andamos meio afastados e eu não estou feliz estando longe… - falou evitando me olhar nos olhos

TH: -Também sinto que estamos distantes, mas… Olha pra mim. - pedi segurando levemente em seu ombro. - Mas eu acho que sou… - agora já me encarava.

K: -Homossexual? - assenti um pouco envergonhado do que ela pensaria. - Ah, eu já tinha notado um pouco. Quando você falava como menina para me consolar, parecia muito. - rimos.

TH: -Não está brava por termos que terminar? - negou com a cabeça. - Nem por eu ser gay? - negou novamente soltando um baixa risada nasal.

K: -Eu sempre quis um amigo assim, bom, se ainda formos amigos. - me olhou e eu sorri. - Não preciso mais evitar contar certas coisas para as meninas, já posso te contar. Ufa! 

TH: -Por que não conta essas coisas para elas? 

K: -Prefiro contar para o meu irmão ou para um amigo, que no caso, agora é tu.

TH: -Vamos logo antes que meus pais pensem merda. - disse já saindo da cozinha mas ela pega na minha mão me parando.

K: -Quando vai contar para eles? - sussurrou.

TH: -Ainda não sei. Vou esperar o momento certo. E mudando de assunto, quem é o crush que estava conversando?

K: -É o… - corou um pouco. - O Jackson.

TH: -Sempre apoiei vocês, desde pequenos, eram tão fofinhos! - disse apertando as bochechas dela.

[…] 

Kyung foi embora assim que falamos do término para meus pais, eles entenderam os motivos tranquilamente.

S: -Oppa! Oppa! - minha dongsaeng entrou no meu quarto feliz por me ver. - Que saudades!

TH: -Mas foi só um dia fora,  Sun hee. - disse dando-a um abraço. 

S: -Mas demorou muito! - fez uma carinha triste muito fofa.

D: -TaeTae! - o maknae da família veio me ver. - Licença, Sunny, quero abraçar meu hyung. - e assim fez.

S: -Vamos brincar? - pediu.

TH: -Não vai dá, Sun, o oppa está muito cansado. - ela abaixou a cabeça mas logo puxou Dak-ho para o quarto de brinquedos.

Tomei um banho morno, coloquei meu pijama com um personagem de desenho nele e me joguei na cama. Recebo uma mensagem.

[Mensagem on: Kyan]

Quem é o SEU crush?~

[Mensagem off: Kyan]

Desliguei o celular e me dei o trabalho de fechar os olhos e dormir.

-Hyung! Hyung! - Hoseok estava preso morto em um aquário; meus olhos estavam marejados. A porta se abriu revelando…

Continua… 



Notas Finais


Espero que tenham gostado
Kisses
😻💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...