História Dirty Boy - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Babyboy, Daddy Kink, Gay, Jihope, Namjin Mention, Sexting, Taekook, Texting, Vkook, Yoonmin
Visualizações 102
Palavras 1.053
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Ficção, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi
Demorei
Sorry
Eu tô muito ocupada e muito triste

Capítulo 15 - Que o plano Yoonmin começe


Acho que eu e Jungkook estamos "ficando" a mais de dois meses, tem sido complicado, porque eu quero um relacionamento sério e ele não... Ainda.

Mas, o real problema é Jimin, meu relacionamento com meu chefe acabou, e ele está sofrendo abstinência de sexo. Jimin não transa a dois meses. E isso me preucupa muito

-Taehyung - Baek me despertou -O chefinho quer falar com você

Me olhou malicioso como sempre. Esse pirralhoé abusado viu?

- Vai dar o cu na esquina vai pirralho - falei.

Dei três batidas na porta do escritório dele, sinceramente nunca fiquei tão nervoso, da última vez que eu entrei nessa sala só aconteceu merda.

Um mês antes

"Fui deixar os papeis do novo contrato para Jimin. Eu devo ter batido umas cinco ou seis vezes e Jimin não respondeu, e como eu tenho bastante intimidade com aquele pedaço de mal caminho entrei e fui até sua mesa.

Juro que eu não ia espiar, mas a frase: "Contrato de relacionamento" me chamou atenção, o peguei e me arrependi. Era um contrato de relacionamento entre eu e Jungkook, do qual eu nem sabia da existência.

- Oi Tae, tão cedo aqui ? - ouvi a voz doce de Jimin - Tae?

- Jimin... Você pode me dizer que contrato de relacionamento e esse?

A expressão dele se tornou séria, ele ficou pálido, ficou tenso.

- Me dá isso Taehyung - ordenou, mas eu não tenho medo, não mais.

- Não, é se você me der licença eu tenho coisas para resolver.... Se quiser desconte do meu salário.

Sai daquela sala o mais rápido possível. Sabe quando seu coração derrete,mas não é de amor? Sim eu sentia isso é mais um turbilhão de coisas. Eu fui apenas um contrato para o JungKook , toda a merda que ele falou para mim esse tempo todo, era mentira. Toda aquela porra que a gente viveu, tudo era um teatro.

Puxei meus fios de cabelo, na esperança de aliviar a dor, a angústia que estava sentindo.

Entrei no carro, e percebi que minhas mãos tremiam absurdamente, mas ignorei, dirigiria desse jeito, e talvez fosse até melhor se eu morresse em um acidente.

¤¤¤

Toquei a campainha, na esperança de que a tia Jiwoo atendesse e me deixasse entrar para quebrar a cara linda xô filho gostoso dela.

- Taehyung meu amor como você está. Tá bem? Faz tempo que eu não te vejo. Tá grande

- Oi tia, tudo bom? Eu tenho que falar com o Jeon urgente Tchau.- Falei tudo rapidamente subi as escadas rapidamente. Sabe aquelas tias que você diz um "Oi" e elas te dão uma autobiografia? Sim a mãe do Jeon era assim.

Entrei no quarto delevê me arrependi, pelos céus, como alguém pode ser assim? Com a pele branca e leitosa, toda molhada depois de um banho, a toalha pendendo na cintura fina, e os músculos sobre-saltados e... Caralho Taehyung, você ia brigar com ele, foco!

- Jeon - falei e ele se assustou, e sorriu de um jeito doce.

- Taehy, o que você 'tá fazendo aqui? - franziu o venho - Ei, tá tudo bem, parece que você estava chorando.

- Quando você ia me contar que tudo era parte de um contrato? Quando eu te desse ? E isso?

- Como você descobriu? - sua expressão era de tristeza.

- Como eu descobri? E isso que tu tem pra me falar? Era por isso que tu queria que eu te perdoasse? - balancei o contrato no ar - Tudo aquilo Jeon ... Era porque você não pode controlar essa merda de espírito competitivo. É por que você é um egoísta de merda.

- Tae, não é assim, deixa eu te explicar.

- NÃO! ESSA MERDA DE ASSINATURA JÁ EXPLICA TUDO- gritei - Adeus Jeon.

Me virei e fui até a porta, mas antes que eu saísse ele a fechou e me prensou contra a mesma, deixando nossos rostos a centímetros de distância.

- Essa assinatura não explica meus sentimentos - susurrou contra meus lábios com voz rouca - Essa assinatura não explica nada. Nem palavras explicariam, por isso, eu vou te fazer sentir

Só tive tempo de encarar as orbes negras de Jungkook que expressavam sinceridade, antes dele me beijar ferozmente. Sua língua invadiu minha boca, mesmo sem permissão, nossas línguas se enroscavam doce e ferozmente, uma mistura que fez todos os protestos que vinham a minha mente sumirem sem eu ter chance de proclama-los.

Sem quebrar o ósculo caminhamos juntos ate a cama, me sentei sobre seu corpo, sentindo sua ereção coberta pela toalha. Comecei a rebolar sobre seu pau duro.

Estava tudo exitante e quente, até nós ouvirmos uma tosse forçada.

PUTA QUE PARIU.

Sai de cima do corpo de Jungkook, tentando - inultilmente - esconder minha ereção.

Era a mãe de dele. Ela parecia estar com raiva

- Jeon Jungkook, você é uma vergonha - negou com a cabeça - VOCÊ ARRANJA UM NAMORADO FUCKING BONITO E NAO ME CONTA?

- Mãe! Pelo Deus!"


- TAEHYUNG! - ouvi Jimin gritar. - Acordou?

Durante meu devaneio quase - Muito - erotico, eu entrei na sala de Jimin e fiquei com cara de porta durante uns cinco minutos.

- Olha, eu preciso que você reveja os contratos atuais e se as paletras estão em dia.

- Sim - ele me olhou e desviou a atenção aos papeis em sua mesa - Jiminnie ...

- Fala

- A quanto tempo 'cê não transa? - Perguntei.

- Hum..Na verdade eu não sei

- Deixa eu te apresentar alguém por favor - pedi fazendo bico.

- Taehyung, eu não tenho tempo para isso... Tem os contratos e várias coisas par... AÍ MINHA SENHORINHA, quem é esse Deus com "D" maiúsculo?

Ri com sua reação ao ver a foto do meu Hyung.

- Ele é Yoongi, um amigo da escola, solteiro e... lolita - Sorri malicioso

- Taehy eu não sei se é uma boa ideia, eu to bem assim.

Respirei fundo, o que eu estava preste a fazer ficaria na história da minha vida para sempre.

- Hyungzinho do meu coraçãozinho... porfavorzinho fica com o Yoonnie. Transa com ele e depois pensa na possibilidade - Implorei com cara de cachorro pidião.

Jimin me encarou seriamente, como se estivesse pensando na possibilidade.

- As vezes você me assusta...- falou soltando uma risada baixa - Traga ele amanhã depois da aula, diga a ele que é uma entrevista para ser o meu outro secretário...

Pulei de alegria e dei um beijo em sua bochecha. Sai do seu escritório praticamente pulando.

Jimin não vai se arrepender.

Que o plano Yoonmin comece


Notas Finais


Oi
Gente eu tô bem triste pq eu recebi uma mensagem de uma @ dizendo que eu devia criar vergonha por ser uma menor de idade fazendo coisas desse tipo ...
E ainda disse que a fanfic estava ruim ....

Me perdoem por estar tão ruim assim ...
Mas eu não vou parar ...

Sim, teremos segunda temporada, porém ela será Yoonmin ou Yoonminseok ou Yoonseok..


Enfim ...
Eu não escrevo tão bem como muita gente e me perdoem por isso ...
Mas espero que tenham gostado..

Beijos da tia Phayo amo vcs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...