História Dokusha no kokoro - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Naruto Uzumaki, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara
Tags Naruto, Sasuke, Yaoi
Visualizações 16
Palavras 1.625
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Lemon, Policial, Romance e Novela, Shonen-Ai, Sobrenatural, Yaoi

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Essa é minha primeiríssima história, espero que gostem!!
😊😊

Capítulo 1 - Capítulo I


- Acho que meu marido está tendo um caso com outra mulher! - Informa uma elegante mulher, sentada de pernas cruzadas na cadeira trajando roupas finas.

- Como a senhora pode ter tanta certeza quanto a isso? - Questionou o moreno totalmente indiferente com a forma que ela dirigia o olhar para si, não notando o incomodo que o loirinho sentia ao seu lado.

- Ele chega tarde quase todos os dias em casa com um cheiro de perfume feminino barato grudado nas roupas, eu preciso que vocês confirmem se minha suposição está correta ou não para que consiga pedir o divórcio.  

- Okay, então! Nesse caso, necessito que você preencha esse formulário necessário para registra-la como uma cliente nossa... - Falou passando as folhas por cima da mesinha de centro da sala. - A última folha é a contratação do nosso trabalho, especificando nossos métodos de investigação, se a senhora concordar com tudo escrito, peço que assine. 

- Pronto! - Disse ao assinar toda a papelada sem ler nada, entregando-a ao moreno. - É só isso?

- Ah, sim. Por enquanto é somente isso! - Levantou-se o moreno a acompanhando até a porta. - Será um prazer trabalha e para a senhora, entraremos em contato em uma semana. 

- Muito obrigada! - Despediu-se dando um suave beijo na bochecha do maior.

Assim que a porta foi fechada pelo moreno o menor suspirou aliviado, não se sentia a vontade na presença de estranhos, na verdade se sentia a vontade na presença de pouquíssimas pessoas, e Sasuke não era uma dessas pessoas. 

- Está tudo bem com você? - Perguntou ao perceber como o outro estava sentado quieto em um canto do sofá abraçando suas pernas.

- Ah, sim. Tudo ótimo! - Disse removendo o moletom das pernas se levantando do sofá, caminhando até a cozinha preparando uma xícara de café. 

- Okay! Então, eu vou ficar responsável por esse casa enquanto você investiga o caso do desaparecimento do gato Tora*. - Disse indo atrás do seu sobretudo pronto para começar com investigação.

- Aquela gata estúpida sumiu de novo? Madame Shijimi* aperta muito aquela gata, é por isso que ela sempre foge... Ela deve estar no esconderijo de sempre porque você não vai atrás dele, já que você se dá bem com felinos e me deixa com esse caso, em? - Perguntou inflando as bochechas formando um pequeno bico nos lábios.

Sasuke aproximou sugestivamente do menor, olhando-o nos fundos dos olhos com um pequeno sorriso de lado, levantando dois dos seus dedos para tocar a testa do loirinho a sua frente.

Eu até poderia deixá-lo para você, mas creio que essa sua reação já deixa explícito o por que deu ir no seu lugar. - Disse vendo o loirinho encolhido no chão, fugindo do contato fisico. - Como você terminaria esse caso com essa afefobia?* - Perguntou retoricamente. 

"Além do que, para poder me confessar, preciso me tornar digno de você" - esses pensamentos invadiram a mente de Naruto, enquanto Sasuke saía pela porta para começar com a investigação.

Naruto odiava quando aquilo ocorria consigo.


✩★✩


- Naruto, você está aí?

Entrou gritando com tudo no pequeno apartamento, assustando Naruto que estava registrando alguns casos no computador, enquanto Sasuke avaliava quais outros casos eles iriam aceitar.

- Como está indo a demanda de trabalho para você aqui? Só de boa! - Perguntou sentando na poltrona apoiando seus pés na mesa de centro na sala.

- Quer me matar de susto, seu velho. Não precisa gritar, ninguém aqui é surdo. - Falou virando o rosto emburrado.

- Vejo que está tendo muito trabalho! - Falou vendo as pilhas de papéis espalhados pelas mesas com algumas canecas vazias sujas de café. - Sinto informar, mas estou te trazendo mais um novo para você colocar na sua pilha.

- Shikamaru, qualquer trabalho que você me traga, não tem nada haver com o que nós fazemos.

- Detalhe, detalhe! Somos companheiros não somos? - Perguntou passando os braços sobre os ombros do menor jogando a fumaça do seu cigarro no rosto do outro.

Aquela atitude de proximidade dos dois incomodou Sasuke, Naruto deixará com que o tal de Shikamaru o tocasse coisa que ele morria de medo, não deixando com que ninguém chegasse perto de si.

- Quem é esse? - Questionou curioso.

- Esse é o investigador especial da polícia, Nara Shikamaru, do departamento XXX. Nós nos conhecemos desde o ensino médio. - Falou abanando a mão em frente ao seu rosto tossindo incomodado. - Shikamaru, esse é o novo assistente/babá que meu padrinho Jiraya mandou.

- Assistente, uh! - Avaliou o moreno de cima a baixo.

O modo como aquele desconhecido o avaliou irritou Sasuke, o modo como era olhado como se fosse inferior, como se fosse indigno de estar do lado do menor o deixava cada vez mais curioso com a relação a qual aqueles dois possuía. Tinha receio de descobrir algo que não gostasse.

- Mudando de assunto, aqui está o trabalho do qual falei. - Falou se jogando no sofá, apoiando os pés sobre a mesa enquanto entregava a papelada ao moreno que lhe olhava com sangue nos olhos. - O caso é sobre Mizuki Touji* um Serial Killer de 35 anos responsável por várias mortes de colegiais indefesas. Três dias atrás ele fugiu de uma prisão, e está atualmente foragido com todos os policiais estão procurando por ele a todo momento, mas ao meu ver você é o melhor homem para essa tarefa.

- Por algum motivo, creio que essa não seja a única razão para você está aqui, não é? - Questionou pulando as pernas do outro, pegando os papéis da mão de Sasuke folheando-os enquanto sentava no sofá emburrado. - O que você quer que eu faça de verdade?

- Perceptivo como sempre! - Falou jogando a cabeça para trás, soltando a fumaça pelo nariz. - Eu só preciso que você encontre a arma do crime.

- Seu preguiçoso, por que sempre deixa as partes mais difíceis para mim? - Com raiva vôo para cima do maior, segurando-o pelo colarinho da blusa que ele usava.

- Você é rápido. Você é barato. Você é confiável.

Aquilo só deixou Sasuke ainda mais intrigado, além dele aceitar o contato daquele estranho - o que já era algo incomum -, ele também procurou por contato se jogando contra o outro.

Era frustrante para si saber que aquilo jamais aconteceria consigo, as reações de Naruto para consigo não parecia ser somente por conta de sua afefobia, parecia mais que ele tinha alguma repulsa com o seu toque, sua proximidade.

- Mas, qual é o problema? Você e sua babá podem cuidar facilmente dessa tarefa. Desejo sorte a vocês. - Falou saindo tranquila com os braços sobre a cabeça.

- Aposto que você deve estar surpreso. - Suspirou jogando os papéis na mesa. - Esses casos são bastante recorrentes, melhor se acostumar!

Suspirando levantou se esticando indo tomar um banho para relaxar um pouco seus músculos antes de começar aquela estressante investigação.

- Certo! Ah, Naruto... Eu estava pensando... Por que você estava "Okay" sendo tocado pelo Nara-san?

- Você quer dizer Shikamaru? - Perguntou sorrindo ao outro, sorriso esse pouco presenciado pelo Uchiha. - Nós somos amigos há eras.

Aquela resposta não tinha tranquilizado-o em nada, apenas deixou-o desconfiado quanto a relação dos dois.


✩★✩


Depois de muito investigar, Naruto e Sasuke finalmente encontraram o bendito Mizuki que estava tomando café sozinho, totalmente coberto, se escondendo por trás de um boné e óculos escuro.

- Sasuke-kun, contate o Shikamaru. Informe a ele a nossa atual localização. - Informou ao ver o seu alvo se movendo.

- Okay!

"Eu só preciso do endereço da arma, somente isso!" - respirou fundo enquanto se preparava para o que ia fazer.

- Sim, é do departamento do investigador Naruto. O investigador policial Nara Shikamaru está?... - Interrompeu a ligação quando viu o menor andando em direção ao criminoso. - Naruto espere.

Estendeu a mão para parar-ló tarde demais, Naruto já estava do outro lado da rua se jogando contra o cinzento.

- Que inferno você pensa que está fazendo? Olha por onde anda, caralho. - Bradou irritado Mizuki ao infeliz que tinha esbarrado sobre ele.

Completamente em choque, Naruto não teve nenhuma outra reação, ficando completamente congelado no lugar sem condição de formular uma resposta decente.

- Desculpa o meu amigo, ele está bêbado! - Sasuke se desculpou arrastando o loirinho para longe do outro. - O que você pensa que estava fazendo?

Tocou de leve no rosto do loiro a sua frente, porém acabou recebendo um tapa para que afastasse a mão de perto do outro.

- Sinto muito! - Naruto se desculpou com seu ato reflexivo.

- Por que você fez algo tão estúpido quanto aquilo? - Questionou preocupado com as atitudes do outro. - Você está maluco? Tem noção que se jogou na frente de um criminoso.

"E mesmo eu tendo arriscado a minha vida, indo intervir ao seu favor, você me espanta como se me achasse repulsivo" - Naruto agarrou seu cabelos quando esses pensamentos invadiram sua mente.

- Você não pode ficar agindo dessa maneira. Eu não sei no que você estava pensando, mas somos parceiros, não somos? - Indagou com raiva. - Devemos decidir juntos o que devemos fazer, não fazer algo na impulsividade.

- Não, não é nada disso. Você entendeu...

- Você não sabe do que está falando.  É só um garoto de recados do escritório.- Disse Shikamaru chegando por trás dos dois, segurando o menor pelos ombros. - Naruto, você conseguiu alguma coisa?

- Shikamaru! Ele seguiu para o bar XXX, e depois jogou a arma que usou para matar a garota no rio próximo a casa dela.

- O quê!? - Sasuke perguntou totalmente surpreso com aquilo. - Sobre o que você está falando? Como você descobriu tudo isso?

"Eu nunca soube que você era tão egoístas..."

- Me larga. - Se afastou soltando suas mãos. - Não toque em mim.

Aquilo doeu em Sasuke, vê-lo ir embora sendo abraçado com o outro doeu ainda mais.


Notas Finais


Tora* => É a gata que sempre foge de sua dona Madame Shijimi.

Madame Shijimi* => Ela é dona de Tora, esposa do Daimyō do Fogo.

afefobia* => É o medo exagerado de ser tocado, seja sexualmente ou não.

Mizuki Touji* => é um shinobi de nível chūnin de Konohagakure e foi um instrutor da academia de Konoha. Ele é o primeiro antagonista mostrado na série.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...