História Don't forget about me - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Originals, The Vampire Diaries
Personagens Caroline Forbes, Davina Claire, Elijah Mikaelson, Freya Mikaelson, Hayley Marshall, Hope Mikaelson, Joshua "Josh" Rosza, Klaus Mikaelson, Kol Mikaelson, Marcellus "Marcel" Gerard, Rebekah Mikaelson
Tags Don't Forget About Me, Klaroline, Kolvina, Marbekah
Visualizações 44
Palavras 1.711
Terminada Não
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 4 - Don't let me go


POV DAVINA

Tinha passado uma semana, tudo estava calmo de mais, Esther não tinha atacado, ninguém tinha tentado matar me, Josh estava novamente lucido e bem, parecia que tudo tinha voltado ao normal em apenas uma semana, mas Klaus diz que as bruxas devem estar a tramar alguma e que ainda não é seguro eu sair a rua, porque sim eu passei a semana inteira em casa, eu até tentei fugir mas Kol apanho me, nem Rebekah nem Josh me deixam sair, e nem vou falar de Marcel que por ele estava com seguranças 24 horas por dia, eu vou dar em louca nesta casa cheia de vampiros

-D. finalemte encontrei te- Diz Marcel

- O que foi?- Pergunto virando me para ele

- Bom eu tive a pensar em mudar te de lugar – Diz sentando se ao meu lado- Aqui em New Orleans não podes sair de casa, não podes ter uma vida e eu não quero isso, tu tens 17 anos e eu quero que aproveites

-A serio?- Digo empolgada- Mas e tu?

- Eu iria contigo como é obvio, e então o que é que achas?- Ele pergunta ofendido

- Eu iria poder ir para a escola?- Pergunto ignorando a questão anterior

- Sim – Diz sorrindo

- Onde? Quando e como?- Digo empolgada

- Calma minha menina eu vou tratar de tudo hoje e vou ver o sitio mais seguro e longe daqui- Ele diz levantando se e indo ate a porta

- Marcel?- Chamo o e ele olha me- E a Rebekah?

- Ela pode vir com a gente- Diz com receio- Não te importavas pois não?

-O que? Claro que não eu adoro a Rebekah- Digo e ele sorri e sai

- Mmmm vais embora

-Kol? Que susto! – Digo pondo a mão no peito

- Como? Eu até sou bonito- Diz e eu riu

- E convencido também- Diz e ele aproxima se

- Quem diria que não ias durar aqui nem um mês, não é novidade, ninguém aguenta a minha família muito tempo, a Hayley e a Caroline são exceções, porque nem eu sei como os aturo – Diz e eu riu de novo

- Eu vou embora porque vai ser o melhor para mim, eu finalmente vou ter uma vida, vou poder ir para a escola, vou fazer amigos e esquecer que sou uma bruxa e que todos querem matar me- Digo aliviada, isto era realmente um sonho

- E a minha irmã tambem vai gostar dessa ideia se ela for com vocês- Diz orgulhoso de Rebekah ele realmente a amava assim como Freya

- E tu? Não gostarias de começar uma vida nova longe de toda esta confusão?- Pergunto

- Davina Claire eu sou a confusão, por onde quer que passe a destruição e a ruina acompanham me- Diz sem reação alguma

- Só depende de ti mudar isso

-E quem disse que eu queria mudar?

- A serio? Nunca pensas te em ter uma vida normal?- Pergunto um pouco chocada

- Eu sou um Mikaelson isso não é possível- Diz sem esperança alguma

- A Rebekah tambem e não é preciso ser bruxa para saber que ela vai agarrar esta oportunidade de começar uma vida nova

- Eu e a minha irmã somos diferentes, apesar de tudo ela ainda tem um coração bom diferente de mim

- Kol tu acreditas mesmo nisso?- Digo e ele olha me como se eu fosse louca – A quem é que queres enganar? Eu consigo ver nos teus olhos, tu queres mudar só não sabes como

- Davina Claire tu tens um coração tão bom e puro que nem consegues reconhecer o mal nas pessoas, um dia mais tarde iras perceber que nem todas as pessoas são boas

- Bom eu sou uma bruxa de 17 anos sem pais que é perseguida por todas as bruxas de New Orleans, eu não sou propriamente uma flor de estufa, o que eu estou a tentar dizer te é que por mais erros que tenhas cometido á sempre uma nova oportunidade de recomeçar basta quereres

- Davina as coisas são mais difíceis do que o que pensas, tu nunca irias entender

- Então explica me- Digo e ele olha me chocado

- Eu confesso de admiro a tua coragem – Diz e rimos- Mas agora a serio, vai embora, vai fazer a tua vida longe de New Orlens e de preferência longe da minha família, e não voltes, tu mereces uma vida melhor que isto

-Tu estas a pedir me para ir embora de New Orlens?- Digo em tom de bricadeira

-Isto não é um pedido é uma ordem Davina Claire- Diz entrando na brincadeira

- Meu deus eu deveria começar a ter medo?- Digo arregalando os olhos

-Se eu fosse a ti teria, a final eu sou Kol Mikaelson o vampiro original sem sentimentos e que mata tudo o que ve a frente…

- Mais uma coisa que podias mudar- Digo interrompendo o

- Tarde de mais- Diz abanando a cabeça

- Nunca é tarde

- E quem disse que eu queria mudar? Ah Davina á mesmo muitas coisas que não entendes- Diz preparando se para sair

- Então porque é que não me explicas? Diz me de uma vez por todas o que é que eu não entendo- Digo levantando me do sofá- Faz me entender

- Davina Davina um dia…

- Um dia isto um dia aquilo, eu quero agora, não amanha não daqui a umas horas, agora- Digo e ele arregala os olhos surpreendido

-Para onde quer que vas não vais precisar disso, apenas segue a tua vida- Diz e eu reviro os olhos – Vai logo embora de uma vez e deixa de me chatear

- Ok, se é assim eu vou fazer as minhas malas para sair logo daqui- Digo chateada – Tu realmente es o que dizem que es, eu pensava que tinhas salvação- Digo desiludida

- Davina- Ele chama me mas eu ignoro e vou para o meu quarto

 

POV KOL

É a primeira vez que tento ajudar e dá logo merda, parabéns Kol! Ela tinha razão eu não tenho salvação possível. Por outro lado eu fiz bem em ter dito quilo, ela estava a aproximar se de mim de um jeito perigoso, era como ela entra se na minha mente, quanto mais cedo ela fosse embora melhor, ela tem apenas 17 anos, tão jovem e com tantos problemas, ela sim merece um novo começo

-Kol- Vejo Rebekah a sentar se ao meu lado

- Esta tudo bem?- Pergunto vendo a preocupação no seu rosto

- Está, eu so queria saber se querias ir a algum lado – Diz forçando um sorriso

- Eu conheço te Beka, então é melhor começares a falar- Digo e ela revira os olhos

- Então o Marcel pediu me para ir embora daqui com ele- Desabafa

- E tu aceitas te e agora queres despedir te do teu irmão preferido, é isso não é- Digo e levanto me e agarro na mão dela- Vamos lá festejar a tua nova vida- Digo e ela ri triste

- Não Kol, pelo contrario, eu disse não

- O que? – Pergunto chocado

- Eu não poderia simplesmente abandonar vos- Diz abanando a cabeça

-Claro que podes,  Bek’s tu vais com ele lá para onde ele vai e isso nem se discute, se o teu problema é abandonar nos estas muito enganada porque eu vou chatear te muitas vezes, tu nunca vais abandonar nos, tu estarás sempre connosco, então faz me o favor de ir fazer as malas e ir embora- Digo e ela sorri e abraça me

- Eu adoro te

-Vai te la embora e não me chateies mais– Digo afastando a e ela ri

- Eu vou ter saudades, e tu vais visitar me não vais?- Ela pergunta me com esperança

- Claro que vou, não iria perder uma oportunidade de te enervar maninha- Digo e ela ri

-Eu vou arrumar as coisas ajudas me?- Pergunta como se fosse uma criança de 5 anos a pedir um brinquedo para a mãe – Por favor

- Ahhh o que eu não faço por ti

 

POV DAVINA

Marcel já tinha vindo ao meu quarto avisar me que íamos para Seattle, nunca la tinha ido, para ser sincera nunca tinha saído de New Orleans, e infelizmente não tinha vontade de sair, eu sei que se eu sair daqui posso ter tudo com que eu sonhei mas… não sei, apesar de todos os defeitos eu gosto de New Orleans, tem uma beleza e alegria única, as pessoas são simpáticas, tirando as bruxas, como é obvio. Eu ia sentir saudades, eu realmente queria ficar, mas eu tenho que fazer o correto, e ir embora e nunca mais voltar

Ouvi alguém a bater á porta era Marcel de novo

- D. nos vamos embora ainda hoje

- O que? Já? Para que tanta pressa? Não achas que devíamos arranjar as coisas pr…

- Davina nós vamos assim que escurecer, entendeste- Ele diz interrompendo me

-Mas…

- Davina!

- Ok eu já entendi- Digo com raiva- Mais alguma coisa?- Pergunto cruzando os braços

- Não- Diz e sai do quarto

Vou até a janela do quarto, as ruas estavam cheias, o jazz era ouvido, a alegria era sentida, parecia que tudo era tao prefeito, e que a palavra tristeza e solidão estava morta, eu precisava de fechar este capitulo da minha vida e começar um novo em Seattle, por mais que custe é para o meu bem e quanto mais rápido menos doloroso

*HORAS DEPOIS*

Eu estava preparada para ir, eu nunca mais voltaria a New Orleans, é a parte mais triste, mas eu tinha que seguir em frente. Agarro nas minha malas e saiu do quarto, olho para o fundo, eu não iria embora sem fazer isto, largo as malas e ando em passos largos ate aquele tão misterioso quarto e abro a porte sem ao menos pedir permissão

- Estas louca?- Oiço Kol que estava sentado numa cadeira na varanda do seu quarto

- Provavelmente, mas eu tinha que vir aqui já que nunca mais nos vamos ver, eu queria despedir me

-Ok! Adeus até um dia, já podes ir- Diz sem dar importância alguma

- Entendi, até nunca mais Kol Mikaelson- Digo preparando me para sair

- Davina…


Notas Finais


E agora... Beijo? Ah ah ah ah Não sei, talvez sim talvez NÃO! Espero que tenham gostado
Até ao proximo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...