História Drarry: Um universo alternativo de amor - Capítulo 31


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alastor Moody, Alvo Dumbledore, Argo Filch, Arthur Weasley, Bellatrix Lestrange, Cedrico Diggory, Cho Chang, Cornélio Fudge, Dobby, Dolores Umbridge, Draco Malfoy, Duda Dursley, Fleur Delacour, Fred Weasley, Gilderoy Lockhart, Gina Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Lilá Brown, Lord Voldemort, Lucius Malfoy, Luna Lovegood, Minerva Mcgonagall, Ministro Milicent Bagnold, Molly Weasley, Murta Que Geme, Narcissa Black Malfoy, Neville Longbottom, Nymphadora Tonks, Olívio Wood, Padma Patil, Pansy Parkinson, Parvati Patil, Pedro Pettigrew, Percy Weasley, Personagens Originais, Petunia Dursley, Pomona Sprout, Poppy Pomfrey (Madame Pomfrey), Quirinus Quirrell, Remo Lupin, Ronald Weasley, Rúbeo Hagrid, Ted Lupin, Tiago Potter, Tom Riddle Jr., Tom Riddle Sr.
Tags Draco, Drarry, Duda, Gays, Harry, Harry Potter, Hermione, Homossexuais, Rony, Yaoi
Visualizações 70
Palavras 1.786
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Lemon, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi gente, tudo bem?

Desculpa não ter postado semana passada, é que eu fui viajar, e voltei só domingo de noite. Na quarta, eu tava pensando em adiantar o capítulo, mas, acabou não dando tempo. Então, desculpa, foi mal.

A imagem não tem nada a ver com o capítulo, só achei engraçado e quis botar ^^

Enfim, boa leitura.

(P.S: Não sei se o site que atualizou, ou se bugou, mas, estava bem estranho quando colava o texto do meu word. Demorei bem mais, porque tive que ficar mudando a formatação para o jeito que eu queria. Então, se estiver estranho a formatação do capítulo de hoje, eu mudo o estilo da formatação no próximo capítulo postado).

Capítulo 31 - O encontro que deu errado


Fanfic / Fanfiction Drarry: Um universo alternativo de amor - Capítulo 31 - O encontro que deu errado

Draco esperava ansioso pelo sábado, já que Harry havia lhe mandado uma carta, pela coruja de Draco, onde na carta dizia para se encontrarem na cabana de Hagrid. Ele mal sabia, mas, o ex-namorado lhe preparava uma surpresa. Na primeira manhã da volta de Harry em Hogwarts, Rony notou que o amigo parecia preocupado:

R: Bom dia Harry! Por que você está com essa cara? Você devia estar feliz porque estamos em Hogwarts.

H: Eu sei, é que... bem, senta aí, tem algumas coisas para te contar.

Harry narrou os ocorridos entre o beijo dele com o Duda, e o que Lúcio disse para ele no Beco Diagonal.

R: Nossa Harry! Eu não sei nem o que dizer.

H: Agora eu estou dividido com essa situação. Tenho um carinho pelo Duda mas, eu amo o Draco. Que tem um pai bastante preconceituoso.

R: Cara, eu não acredito que o Lúcio te disse isso. Que babaca! Imagina o que ele teria feito se soubesse da verdade.

H: Ele já tentou me atacar ano passado, porque eu libertei o Dobby. Com certeza me mataria por namorar com o filho dele.

R: Harry, eu posso te fazer uma pergunta?

H: Pode.

R: O que você sentiu com o beijo do Duda?

Harry olhou espantado para o amigo por causa da pergunta.

R: Desculpa, não quis...

H: Não! Tudo bem. Para ser sincero, eu, nem sei direito. Quando ele me beijou, eu... não senti nada indiferente, somente recebi o beijo.

R: Como assim? Você não fez nada? Deixou ele te beijar normalmente?

H: Foi um dia tão legal aquele, e ele vem sendo meu amigo nos últimos tempos que, quando aconteceu eu... sei lá, aconteceu.

R: Você já pensou na possibilidade de você por acaso estar gostando dele?

H: Eu não sei... mas, eu amo o Draco. Eu quero estar com ele.

R: Harry, desculpa o que eu vou dizer, mas, eu acho que você deveria ficar com o Duda.

H: QUE?

R: Não me leva a mal, mas, acompanha meu raciocínio. O pai dele não vai com a sua cara, não quer nem sua amizade com o Draco. Ele é da Sonserina, e se não bastasse os pais, os colegas dele da Sonserina, com certeza, ficaria no pé dele, por namorar alguém da Grifinória. Ainda mais um rapaz.

H: Mas, Rony, eu gosto do Draco. Não se manda no coração.

R: É você quem sabe Harry. Eu sou só seu amigo, e estou tentando te aconselhar. Bem, se você quer mesmo ficar com o Draco, eu posso te ajudar a reconquistá-lo.

H: Você me ajudaria?

R: É claro! Eu sou seu amigo. Vai, me diz do que ele gosta.

Harry e Rony conversaram e acabaram planejando um dia especial entre os dois ex-namorados. Primeiro, eles mandariam uma carta convidando Draco para ir até a cabana de Hagrid, no sábado à tarde. Naquela semana, Harry ficaria mandando cartas românticas com chocolate para o ex-namorado. No sábado, ele convidaria o garoto para um passeio, onde Harry levaria ele para um piquenique, como no primeiro encontro deles. Planejariam mais coisas para a semana seguinte, onde ele faria outra coisa com o ex-namorado. Nos dias até o sábado, Draco foi recebendo as cartas como Harry havia planejado. Ele lia as cartas e ficava um pouco bobo com elas. (Vou pular as primeiras aulas que os amigos tiveram, como a aula com a Prof Trelawney, e Hagrid. Mas, vou explicar as diferenças ocorridas. A aula da professora foi com as casas: Grifinória e Corvinal, então, Hermione estava junto na aula. E a aula com Hagrid, foi Grifinória e Lufa-lufa, onde Harry, Rony e Duda estavam na aula, e não acontece com Draco).

No dia tão esperado por Draco, ele acordara cedo, e ficou contando as horas até o horário marcado. Rony ajudava o amigo com os preparativos para o piquenique. Harry pediu ajuda a Hermione para distrair Duda, pois, o primo ficaria triste sabendo sobre o plano de reconquistar o ex. No horário marcado, o ex-namorado ia para a cabana de Hagrid quando em seu caminho, uma aluna da Sonserina que era branca, com cinco centímetros mais alta que ele, com cabelo longos, lisos e negros, e com olhos marrons claro, gritou o seu nome:

?: DRACOOO!

Dr: Ah! Olá Mariana!

Ma: Oi Draco, tudo bom?

Dr: Tudo Ma!

Ma: Está fazendo alguma coisa?

Dr: Para ser sincero, eu estava indo a um lugar.

Ma: Posso ir junto? Estou sem fazer nada.

Dr: NÃO! Quer dizer, eu prefiro ir sozinho. Não quero ninguém junto.

Ma: Ah! Ok então. - falou desapontada. - Mas, posso falar com você um minutinho antes?

Dr: Ãnn... claro!

Ma: B-b-bem, e-eu... comecei a reparar em você nas últimas semanas de aula do ano passado, e durante as férias eu... s-s-senti muita falta de ficar olhando pra você. O que eu quero dizer, é que... e-e-eu g-gosto de você!

Antes que Draco pode-se dizer alguma coisa, a garota o beijou de surpresa, e segurava-o contra a parede. Enquanto era beijado pela garota, o seu ex-namorado vinha apressado por estar atrasado, e viu a cena que nunca queria ter visto. Chocado, deixou que escapasse de suas mãos, a cesta de piquenique que levava. Quando Draco empurrou a garota para se defender, somente viu Harry correndo de volta de onde vinha.

Dr: MALUCA! Nem deixou eu dizer que não quero nada!

Ma: Tem certeza? - perguntou tentando seduzi-lo.

Dr: Absoluta!

Ao afirmar, Draco saiu correndo em direção de Harry, deixando a garota sozinha. Enquanto isso, Harry corria para a sala comunal da Grifinória, onde queria se esconder e chorar. Mas, no meio do caminho, ele se encontrou com Duda.

D: E aí Harry? Onde vai com tanta pressa? - o primo passou direto dele. - HARRY! ESPERA!

Harry entrou no quarto da Grifinória e se enfiou para de baixo das cobertas. Duda chegou no quarto perguntando o que havia acontecido.

H: VAI EMBORA! NÃO QUERO VER NINGUÉM AGORA!

D: Calma Harry! Eu sou seu primo e quero te ajudar.

H: Só me deixa em paz! Não quero falar com ninguém agora.

Duda vendo que perdia a batalha, resolveu sair e deixar o primo chorar. No lado de fora da sala comunal, ou seja, no sétimo andar, Draco andava em círculos.

D: O que você está fazendo aqui? - perguntou de forma ríspida.

Dr: Eu preciso falar com o Harry.

D: Ele não quer falar com ninguém! Ele me expulsou de lá! - falou grosseiramente. - Tenho quase certeza que foi por causa de você, né?

Dr: Infelizmente sim! Ele viu um mal-entendido e saiu correndo.

D: Eu não sei o que você fez! Mas, é melhor você sair. Afinal, ele não quer ver ninguém no momento.

Dr: Duda por favor, chama ele!

D: Já disse que ele não quer ver ninguém! Então, é melhor você sair.

Percebendo que Duda não ajudaria em nada, Draco resolveu sair e deixar o ex-namorado. No final da tarde, Rony chegou no quarto e perguntou para Harry:

R: Harry, o que aconteceu? Duda me contou que você entrou aqui chorando.

H: Malfoy! Eu vi ele beijando uma garota da Sonserina. - Desabafou tristemente.

R: Ai Harry! Eu sinto muito. - falou Rony sem graça.

H: Você estava certo sobre ele!

R: Calma, Harry! Me conta direito o que aconteceu.

H: Eu tava indo para a cabana, e vi ele e a garota encostados na parede se pegando. Eu perdi ele! Ele já arrumou outra pessoa. Eu fiz ele perder a confiança em mim, e demorei para tentar reconquistá-lo.

R: Harry, se ele já arrumou outra pessoa, significa que ele não te ama mais. Então, nem adiantaria tentar reconquistá-lo.

Harry continuou chorando e Rony ficou em seu lado, o consolando. No jantar, Harry nem desceu para comer, estava muito triste para pensar em comida. Em compensação, Draco esperava que Harry descesse para comer, na qual, não aconteceu. Ele depois de esperar um tempo, sentou para comer, quando em seu lado, sentou também a Mariana.

Ma: Oi Draco!

Dr: Já disse que não quero nada contigo. - falou arrogantemente.

Ma: Tem certeza? Eu acho que você não pensou direito. - afirmou a garota, esfregando as mãos em seus seios.

Dr: Tenho! Porque eu gosto de outra pessoa.

Ma: Eu faço você esquecer ela! - afirmou esfregando suas mãos no peito de Draco.

Dr: Eu já disse! Não! - falou retirando as mãos da garota. - inclusive, perdi a fome.

Ma: Espera!

A garota seguiu Draco que tentava se afastar dela. Porém, Rony e Duda viram a garota seguindo o rapaz, e entenderam errado:

R: Deve ser essa a garota!

D: Olha só! Acho que estão indo se pegar em um canto. - afirmou Duda, que olhava furioso para Draco e a garota.

R: Coitado do Harry!

D: Também sinto por ele. Não gosto de ver ele triste. - Duda começou a andar em direção da saída do Grande Salão.

R: Aonde você vai?

D: Eu vou ter uma conversinha com o senhorito Draco.

R: Duda, não! Espera! - Rony seguiu Duda para tentar pará-lo.
 

                                                                               ************

Draco pouco havia saído do Grande Salão, quando Mariana o agarrou e o pressionou na parede. Ela tentava beija-lo, mas, ele conseguiu se livrar dela.

D: Essa é a garota que você está pegando, é?

Dr: Duda! Não é isso! Ela...

D: Enquanto você pega ela, a pessoa que gosta de você, está na cama, chorando pela decepção que você deu nela.

Dr: Duda...

D: Seu canalha! Eu até aceitei o relacionamento entre vocês, mas, eu já sabia que você não prestava!

Ma: Porque não sai daqui? Vai consolar então a queridinha.

D: Pelo jeito, vocês se merecem!

R: DUDA! - exclamou Rony, achando que Duda iria bater em Draco.

D: Vamos Rony! Ele não vale a pena.

Os dois deram meia volta e voltavam para o Grande Salão.

D: DUDA! ESPERA! - gritou Draco, tentando alcançar Duda.

Ma: Deixa eles! Vamos continuar onde estávamos. - falou Mariana, puxando Draco.

Dr: VOCÊ É IDIOTA, OU RETARDADA? NÃO ENTENDEU QUE NÃO QUERO NADA COM VOCÊ? Se liga garota! Eu amo outra pessoa!

Ma: Eu faço você esquecer ela!

Dr: CALA A BOCA GAROTA! Você nunca chegaria, nem nos PÉS da pessoa que eu amo! Me deixa em paz! Eu não quero ver seu rosto nem pintado!

Draco saiu correndo para o Grande Salão. A garota que era considerada, uma das mais bonitas do terceiro ano, chorou pelo que ouviu, mas, também de raiva. Draco tentou conversar com Duda e Rony, para contar o que realmente havia acontecido, mas, Duda e Rony não quiseram ouvi-lo. Triste, Draco voltou para as Masmorras para chorar pelo mal-entendido que, provavelmente acabaria com as chances do casal voltar a namorar.


Notas Finais


É isso pessoal! ^^
Comentem o que vocês acharam, pra eu ficar feliz.

Beijinhos! Tchau.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...