História Duas vidas. - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Rafael "CellBit" Lange
Personagens Personagens Originais, Rafael "CellBit" Lange
Tags Fanficcellbollita, Nathalia_alves, Rafael¨cellbit¨lange, Rafaellange
Visualizações 4
Palavras 1.303
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Magia, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Obrigada por ler ♥
Obrigada pelos favoritos e comentários ♥
Boa leitura ♥

Capítulo 7 - Capítulo VII


 Eu nunca vou me arrepender das coisas erradas que eu já fiz, mas me arrependo das coisas certas que eu fiz para as pessoas erradas. 


Manuela Belluz - São Paulo. 


No capítulo anterior...


- Calma... - eu apenas me levantei e saiu correndo para as escadas, subi para meu quarto. - Espera...

- Sai. - disse assim que fechei a porta em sua cara, Pedro ficou batendo na porta enquanto pedia para mim abrir.

Deitei em minha cama, respirei fundo, abri uma gaveta, de uma mesinha ao lado de minha cama, peguei um remédio para dormir e o tomei, sem água mesmo. Segundos depois, acabei caindo no sono.


Agora... 


Depois de algumas boas horas de sono, eu me acordei, olhei ao redor e não havia sol, não sabia se ele ainda não tinha nascido ou se já havia se posto. Olhei ao redor a procura de alguna relógio e também não achei. Talvez eu tivesse deixando meu relógio no closet, junto com o meu celular. Levantei - me lentamente, assim que fiquei parada, o quarto girou, precisei me segurar na cama para não cair, andei em passos muito lentos até o closet, precisei me segurar nas coisas para chegar até lá, assim que cheguei, abri a porta e procurei por meu relógio ou meu celular, achei o mesmo em uma de minhas gavetas, liguei a tela do celular e vi que eram 21:00 da noite, respirei fundo e andei, lentamente, para o banheiro que ficava em meu quarto mesmo, abri a porta e adentrei o banheiro, andei até o chuveiro e o liguei. Tirei minhas roupas enquanto esperava á água ficar quente, depois de tirar toda minha roupa, entrei para baixo de meu chuveiro e fiquei ali um bom tempo, relaxando e esperando meu corpo ganhar vida novamente.


15 minutos depois... 


Depois que sai do banheiro enrolada em uma toalha branca, andei em passos lentos até o closet, novamente, achei uma roupa e a coloquei. Minha roupa era : um short preto, uma regata branca e meus tênis vans pretos, e claro, minha lingerie branca.Pentei meus cabelos ali mesmo e fiquei sem maquiagem. Sai do closet andando até a porta, a destaquei e abri, esperava na encontrar mais o Pedro, esperava ter que não o ver mais, pelo menos por agora. Desci, lentamente, as escadas da sala e caminhei até a cozinha. Quando cheguei lá, quase dei meia volta, Pedro estava de costas para mim, sem camisa, apenas usando uma calça do outro dia e estava sem tênis, seus pés estavam descalços no chão frio.

- Não vai embora. - disse ao me escutar esbarrar na porta da cozinha.

- Droga. - disse baixo, me virei na sua direção e olhei melhor para ele.

Pedro tinhas os braços músculosos, era forte e tinha um ótimo tanquinho, suas pernas eram longas e fortes, seu cabelo loiro era de uma forma que o deixa lindo, e, sem contar que era super macio, ele era alto e charmoso. Pedro se movia ,lentamente, por minha cozinha, ele estava fazendo alguma coisa que no começo não pude perceber o que era, mas assim que ele se moveu, pude ver que ele estava fazendo o jantar.

- Com fome ? - ele se virou em minha direção, estava com uma frigideira em mãos, com panqueca na mesma.

- Não. - menti o olhando, Pedro balançou a cabeça negando e voltou a fazer seu trabalho.

- Estava bom o sono? - perguntou tentando puxar algum assunto, respirei fundo e caminhei em direção a ele, me sentei em uma das cadeiras dali e fiquei o olhando.

- Sim, estava.

- Vai fugir de mim de novo? - perguntou e se virou, esperando minha resposta.

- Você me da motivos.

- Quais ? - ele desligou o fogão, colocou as panquecas em cima da mesa, em um prato e começou a encher - las de frango.

- Pergunta do meu passado, por exemplo. - disse e logo peguei uma que havia ficado pronta, levei a boca e mordi.

- Não estava com fome, né? - perguntou - me sorrindo de canto, sorri como resposta e voltei a comer. - Não posso perguntar nada, então?

- Não. - disse e logo terminei a panqueca. - Você cozinha muito bem.

- Obrigado, minha mãe que me ensinou, eu precisava aprender se queria vir morar aqui.

- Você era de onde? - Pedro terminou de encher as panquecas, deixou elas em um prato, em cima da mesa, se virou e pegou uma panela, a deixando também ali.

- Era do Minas, em BH. - andou até a geladeira, abriu, pegou um suco de laranja em uma jarra e colocou em cima da mesa, foi até uma gaveta e pegou os talheres, já o colocando em cima da mesa.

- Por que quis vir para cá ? - Pedro pegou dois pratos, copos e colocou em cima da mesa, se sentou ao meu lado e começou a servir um prato.

- Queria fazer uma faculdade de fotografia, as de BH não são muito boas.

- Você vez? - Pedro serviu meu prato, colocou em minha frente, peguei os talheres e comecei a comer devagar.

- Estou fazendo. - ele se serviu, pegou os talheres e logo, também começou a comer.

- Então, você está faltando por minha causa? - perguntei e olhei para ele, Pedro me olhava, seus olhos estavam atentos nos meus.

- Não, estamos tendo um mês de descanso, é para fazer um trabalho.

- Trabalho?

- Sim, temos que tirar algumas fotos e montar uma exposição. - terminei de comer logo, servi um pouco de suco para os dois, peguei meu copo e levei a boca, tomando um longo gole.

- Nossa, uma exposição. Já sabe sobre o que vai ser ?

- Sim, já sei. - disse e terminou de comer, pegou seu copo com suco e tomou um longo gole.

- Não vai me contar? - coloquei meu copo em cima da mesa e fiquei o olhando.

- Você quer saber? - ele colocou seu copo em cima da mesa e me encarou.

- Sim, quero.

- Por que? - perguntou me olhando, aproximou seu corpo mais do meu e ficou olhando para meus olhos.

- Por que... porque eu quero saber. - Pedro sorriu de canto e ficou a encarar meus olhos.

- É sobre uma mulher, só isso que eu vou contar, o resto, só no dia da exposição, se você for, é claro.

- Isso não vale. - revirei meus olhos enquanto escutava suas palavras, Pedro riu baixo e ficou a me admirar.

- Vale sim. - respirei fundo e me levantei, peguei os dois pratos, junto com os talheres e levei até a pia.

Coloquei eles ali dentro e comecei a lavar os mesmos, estava lavando eles, quando sinto duas mãos em minha cintura e um beijo molhado em meu pescoço, sorri sentindo e continuei a lavar os mesmos.

- Pedro... - disse sorrindo, ele levou suas mãos até meus seios e ficou os acariciando enquanto beijava, muito devagar, meu pescoço.

- Sim? - disse sussurrando próximo a minha orelha. Mordi meus lábios com isso, sorri e logo terminei de lavar os pratos.

- Para... - senti seu sorriso contra meu pescoço, sorri e senti ele baixando suas mãos, parou em meu quadril, me virou rapidamente para ele e me deixou encostrada na bancada da pia.

- Por que? - perguntou olhando para meus olhos, suas pupilas estavam dilatadas, sorri olhando para ele e senti sua respiração bater ao encontro ao meu rosto.

- Por que... por que... - fiquei sem saber o que responder, Pedro sorriu, se aproximou de minha boca e mordeu meu lábio, o puxando para si.

  - Sem resposta senhora Belluz? - sorri contra sua boca, Pedro mordeu novamente meu lábio e me beijou.


Notas Finais


Obrigada por ler ♥
Não esqueça o comentário ♥
Um beijo e até o próximo capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...