História .eidos - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Suga
Tags Bts, Hoseok, J-hope, Sobi, Sope, Suga, Sugahope, Yoongi, Yoonseok, Yoonseok Casados
Visualizações 27
Palavras 1.193
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Shoujo (Romântico)
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


sim, eu associei meu shipp com filosofia. não tá sendo mt fácil essa cadeira de fundamentos da filosofia e pra tentar entender um pouco melhor, tive a idéia de associar com meu yoonseok lindo e cheroso

Capítulo 1 - Mundo das idéias


Platão era louco. Hoseok tinha certeza daquilo. Só não sabia que estava ficando igualmente doido.

Tinha se tornado comum Yoongi observar o namorado sentado à frente da grande escrivaninha, esta que era cercada de livros, xerox de alguns textos científicos, canetas das mais diversas cores e uma grande xícara de café, feita pelo mais velho.

Hoseok passava as mãos no cabelo constantemente, algumas vezes puxando os fios escuros, demonstrando o seu desespero por não entender. Respirava fundo e colocava a caneta em sua boca, olhava para a parede vazia por alguns segundos e voltava ao texto. Demonstrando apoio, Yoongi ia até o garoto e beijava sua bochecha, trazendo palavras de suporte para seu amado, que apenas sorria ladino e agradecia pela paciência do mais velho consigo.

Depois que Hoseok ingressou na faculdade, seu tempo era voltado completamente para estudos, infelizmente o curso de filosofia exigia bastante leitura e esta consumia inteiramente seu tempo, não sobrando tempo sequer para namorar um pouco. Apesar de já discutirem sobre a falta de disponibilidade do Jung, quase terminado o relacionamento devido o descontentamento do Min diante a situação atual do casal, Yoongi entendia o lado do garoto. Sempre fora seu sonho cursar filosofia, uma coisa incomum mas era isso que fazia o mais novo tão especial. Hoseok era diferente, em todos os sentidos, e essa distinção dos demais o tornava lindo.

Então, o mais velho passou a apoiar aquele sonho, conversando com o garoto sobre a disciplina, as aulas, os professores e colegas. Faziam isso antes de dormir, único tempo que tinham juntos, afinal, pela manhã, o Min trabalhava enquanto Hoseok ia para faculdade e pela tarde, o mais novo estudava incessantemente enquanto Yoongi apenas o admirava. Era tão linda a sua concentração e dedicação, as vezes o esverdeado gostaria de ser Platão, apenas para ganhar um pouco mais de atenção do namorado. Ria de si mesmo e afastava seus pensamentos bobos, indo fazer o mesmo café amargo para o Jung.

Yoongi estava entediado, já assistia pela milésima vez aqueles mesmos episódios de Friends pois ainda não tinham Netflix no apartamento dividido pelos dois, o salário do Min cobria apenas as contas e algumas compras necessárias do mês. Tinham até largado o cigarro para economizar e assinar a bendita plataforma de filmes mas o gasto com os maços foram substituídos com canetas e marca-textos pro mais novo.

Levantava-se para retirar o dvd do seriado quando foi surpreendido pelo moreno, que o empurrou no sofá e sentou em seu colo.

- O que houve? - questionou com o cenho franzido.

- Eu entendi, Yoongi, isso foi o que houve. - o sorriso do mais novo era enorme, era nítida a felicidade do garoto. Finalmente aquelas olheiras e fios de cabelo fora do lugar o levaram para onde desejava.

O esverdeado, sorrindo junto, abraçou a cintura do mais novo, afogando seu rosto no pescoço do garoto. Ah, o cheiro de Hoseok era ótimo, sempre o deixava em transe.

- Que bom, meu amor! - murmurou, deixando um selar nos lábios do Jung. - Quer me dizer o que entendeu? - o sorriso de Hoseok tornara-se ainda maior, o mais novo sabia o quanto o outro adorava ser questionado sobre algo que tinha domínio. Passou as mãos pelas coxas fartas e cobertas por uma calça de moletom cinza, deixando um carinho com seus polegares. Assentindo, Hoseok se levantou e Yoongi ajeitou sua postura no sofá, disposto a ouvir atentamente o namorado.

- É simples. Platão acreditava na existência de dois mundos. O mundo sensível e o mundo das formas ou das idéias. O mundo sensível corresponde ao mundo que habitamos, uma cópia imperfeita do mundo das idéias. Estamos cercados de conceitos e pressupostos, todos formulados neste mundo sensível no qual habitamos. - o Min assentia enquanto Hoseok falava, sempre gesticulando. O Jung tinha o dom da fala, sempre envolvia quem fosse com seu discurso tão cativante.

- Hm, entendo.

- O mundo das idéias ou formas é exatamente o oposto. Um mundo totalmente livre de conceitos, possuí uma realidade objetiva. É o mundo perfeito. E é onde deveremos chegar. Na verdade nós já pertencemos a esse lugar, tanto que nossa alma tenta escapar constantemente do nosso corpo para voltar a este mundo. Dizem ser o lugar onde habitam os deuses, criaturas estas que nos inspiram a chegar a sua perfeição.

- E como fazemos para chegar a este mundo, Hoseok?

- Através do pensamento. O exercício da alma. Devemos sair da escuridão da caverna e não sentir medo da claridade, precisamos pensar por nós mesmos, encarar o sol com nossos próprios olhos. Sair do doxa para chegar ao episteme. Mas isso só acontece de forma progressiva, ou seja, precisamos mudar pouco a pouco nossos hábitos para chegarmos até ao esclarecimento, sair da aparência e atingir a essência. - sorrindo ao terminar a fala, Yoongi aplaudiu a fala do mais novo, que riu da ação do mais velho.

- Não sabe o quanto eu tenho orgulho de você, meu bem. - levantou-se e abraçou o namorado, passando os braços por seu pescoço, ficando na pontinha dos pés descalços.

- Eu te amo, Yoongi. E eu vou atingir o seu mundo. - franzindo o cenho, o menor encarou o mais novo, este que riu. - Você faz parte do mundo das formas. Você é perfeito, livre de conceitos, é o Deus mais lindo do Olimpo. - o Min, ficando sem graça, abraçou novamente Hoseok, colocando sua cabeça na curvatura do pescoço do moreno, este que riu fraco e passou as mãos pelas costas do esverdeado. - É sério, Yoongi. A minha alma já te pertence, todos os dias ela afirma isso ao tentar te alcançar. E eu vou chegar até lá e vou ser o homem mais feliz do mundo. - agora o mais novo sussurrava, enquanto o baixinho sentia suas bochechas esquentarem. Deixou um selar no pescoço do namorado, que se arrepiou com o contato dos lábios úmidos e gelados do garoto.

- Você já atingiu a perfeição, Seok. Como quer chegar duas vezes no mundo das idéias?

- É que eu não te vi na primeira vez que fui. - o mais velho riu.

- Eu nunca estive lá. - revirando os olhos, o Jung mordeu o lóbulo da orelha do Min.

- Tudo bem, senhor modéstia. E que tal a gente atingir este mundo agora, na nossa cama?

- Acho que esta é a única forma possível de se chegar, isso de exercício do pensar está errado. - o mais novo riu, já empurrando o outro para o quarto compartilhado pelos dois.

E de fato chegaram ao paraíso naquele dia. Diversas vezes. Conheceram Zeus e Poseidon enquanto Hoseok dizia que Yoongi havia substituído Afrodite, por isso não tinham visto a deusa da beleza.

A verdade é que Yoongi era o mundo das idéias de Hoseok e vise versa. Inspiravam-se um no outro para se tornarem pessoas melhores, perfeitos como os deuses. Só encontravam conforto em suas almas, em seus conhecimentos.

O ato de amar um ao outro era o que sustentava o mundo das formas dos dois, os beijos e carícias eram veículos para o lugar e o respeito e admiração eram as leis daquele universo.

Era o mundo perfeito que só eles conheciam e eram os únicos habitantes.

O próprio mundo das idéias.

κόσμο του εἶδος


Notas Finais


doxa: opinião
episteme: conhecimento


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...