História Ela e Eu 2° temporada - Capítulo 52


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Lésbica
Visualizações 176
Palavras 2.038
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Orange, Romance e Novela, Saga, Violência, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Quarto da Karina e Safira na casa do ricardo..
mais um capitulo prongo espero que gostem!Reta final em pessoal comentem e digam o que acharam do capitulo.

Capítulo 52 - Guerra é Guerra


Fanfic / Fanfiction Ela e Eu 2° temporada - Capítulo 52 - Guerra é Guerra

UMA SEMANA DEPOIS...

 
                                                             SAFIRA

Acordo faço a minha higiene matinal quando eu desço meu pai estava comversando com minha mãe sobre o pedido de guarda que o diretor entrou, e que esse mês ele poderia perde ou ganhar a minha guarda.

– O senhor vai fazer o possivel pra ele não ganhar a minha guarda. - Digo.

– Sim filha vou fazer o possivel. - Diz meu pai.

Tomo café e meu pai me leva para o colegio.


                                                          LETICIA


Termino de me arruma, vou pro colegio com a minha motocicleta, chego atrasada na escola e corro pra chegar na sala antes das 07: 40.

– Oi meninas. - Digo dando um beijo no rosto de cada uma.

– Seus olhos estão brilhando qual é a novidade? - Pergunta Karina.

– Nenhuma. - Digo.

– Vamos pro cinema hoje? - Pergunta Karina.

– Por mim tudo bem! - Afirma Elena.

– Pro mim também. - Diz Amanda.

– Eu também vou. - Digo e karina começa com as piadinhas.

– Vai leva sua guarda-costas atras? talvez precise. - Diz Karina ironicamente.

 – Para de ser idiota karina! - Digo e ela ri dando um beijo no meu rosto.


Assistimos longos tempo de aula fizemos algumas provas super dificies mas a karina me ajudou com algumas questões na prova de matematica.


  – Karina me ajuda eu não posso fica de recuperação em matematica.-Digo baixo.

–Ok eu te ajudo e você me da um beijo.- Diz karina baixo.

– Karina...- Digo.

–Estou brincando! - Sussurra. – Me da a sua prova só passa a limpo com a sua letra e numeros depois ok? - Pergunta.

– Ok. - Digo  e ela pega a minha prova.

Depois de um tempo a Karina devolve a minha prova e eu apenas passo a limpo, entrego para professora e me sento novamente.

– Obrigada kah. - sussurro  sorrindo em seu ouvido.

– De nada. - Diz fazendo um coquê no cabelo.


           HORA DO INTERVALO...

                                                               KARINA

A escola desde da semana passada estão  falando sobre meu pai te uma filha fora do casamento isso é realmente chato ficava geral me olhando.

– Se eu pudesse entraria dentro de uma garrafa. - Digo e elena olha pra mim.

– Deixa eles olharem! -Diz elena.

– Vocês viram a leticia? - Pergunta Amanda ao se aproxima da mesa e se assenta junto com a gente.

– Não! - Porque? - Pergunta elena.

–  A Safira foi pro hospital agora! eu não sei dizer o que aconteceu. - Diz amanda e eu fiquei um pouco preocupada com ela.

–Realmente você não sabe o que ela tem? - Pergunto.

– Ela só  estava com calafrios, vegetando e Desmaiou em seguida. - Diz amanda.

– Meu pai sabe disso? - Pergunto.

– Ele entrou na ambulancia junto com ela! - Diz amanda.

Comemos e a Leticia aparece, pega sua comida e senta ao nosso lado.

–  Acho que a Safira não veio hoje! eu a preocurei o colegio todo e não a encontrei. - Diz Leticia. – Porque vocês estão me olhando assim? -Pergunto.


– Ok! Sua namorada esta no hospital,  ela cabou de sair daqui junto com meu pai, olha pra mim leticia. - Digo erguendo seu rosto. – Continua calma vai fica tudo bem ok? - Digo e ela respira fundo.

– Karina precisava fala? - Diz Elena brigando comigo.

– Sim precisava! eu não consigo. - Digo.

– Karina você vai comigo no hospital ve-la?  -Pergunta e eu penso um pouco antes de dar a responta.

– Ok eu vou com você. - Digo e ela sorri e se retira da mesa.

– Precisava fala pra ela que a Safira estar no hospital? que merda em Karina! - Diz elena nervosa.


– Calma porra! Eu não gosto de esconder as coisas dela prefiro fala a verdade. - Digo.

– Ok mas você precisa ser menos direta. - Diz Elena e eu apenas saio.

Saio de perto das meninas e ligo pro meu pai ele demorou pra atender mas atende.

           Ligação On

Eu: pai como esta a Safira?

Pai: Não sabemos ainda, a unica coisa que podemos afirma é grave.

Eu:Me passa o endereço do hospital por email vou ir pra ir depois da aula.

Pai: Ok...

Eu: até logo pai cuida da sua filha, não faça com ela o mesmo que você fez comigo toda vez que eu ficava enternada no hospital.

Pai: vou desligar filha beijos.


           Ligação Of

                                            MÉDICO

Chega uma paciente um pouco palída pego a ficha dela e a examino e pergunto o que ela estava sentindo.

– Oi, eu sou o médico Juan a senhorita pode me fala o que estar sentido seu peso atual e o seu anterior. - Pergunto pra Safira.

–  Eu agora só estou com forte dores de cabeça e com vontade de vômitar. Meu peso atual é de 48 kg e o anterior é 55 kg. - Diz Safira.

– Você contuma a ter falta de apetite, perdeu esse peso com alguma dienta ou perdeu sem fazer esforço fisico? - Pergunto.

– Eu perdi sem fazer esfoço fisico. - Diz e no mesmo instante eu olho pra enfermeira.

–  Me diz todos os seus sintomas! - Digo

– Eu sinto calafrios as vezes, eu fico sem apetite,  fico com fadiga, as vezes eu fico com manchas vemelhas no meu corpo mas elas vem e vai, já tive algumas infeccões também mas eu acho que não tem haver algumas infeccões anteriores. - Diz com a voz franca.

– Seus pais estão brigando lá fora posso manda entra os dois? - Pergunto.

– Não! Quero vê só meu pai Sérgio. - Diz safira.

 – Ok  eu vou lá chamar. - Digo e saio a deixando com a enfermeira.

Desço as escadas e vou até os pais dela chamo o pai dela sérgio e antes de entra na sala onde a Safira estar eu converso com ele.

– Senhor não sabemos o que a sua filha tem mas desconfiamos portanto, iremos fazer uma Biópsia dos Gânglios Linfáticos.- Digo e ele me olho.

– Você estar querendo  dizer que minha filha pode ter leucemia? -Pergunta e eu o olho.

–  Eu apenas desconfio, iremos fazer a biópsia e alguns exames. - Digo e ele passa a mão na cabeça.– Fica calmo e de força pra sua filha porque se ela tive com leucemia ela vai precisa do apoio de todos. - Digo.

– Minha mulher tinha leucemia ela se matou pois sabia que iria morre e antecipou sua morte! Agora minha filha pode ter essa maldita doença.- Diz o pai da paciente eu tento acalma-lo.

– Fica calmo. -Digo e entramos na sala.
 
                                                           SAFIRA 


meu pai entra na sala junto com o medico me da um beijo na testa e a primeira coisa que eu pesso é pra não deixa a Leticia me ver naquele estado.

–Pai não deixa a Leticia me ver nesse estado! Diz pra ela que eu não posso receber visitas de ninguem. - Digo.

– Ok! - Diz Meu pai.

– Eu vou pra casa ainda hoje? - Pergunto.

– Provavelmente não. - Diz.

–Consegiu manda bem nós tribunais pra ter a minha guarda só pra ti? - Pergunto e ela muda a sua expressão facial.

– Semana que vem você vai fica com seu pai biologico, mas fica tranquila estou tentando arruma um jeito pra você mora só comigo minha filha. - Diz meu pai.

– Você entrou em um acordo com medo de perder? - pergunto nervosa.

– Sim! mas eu vou ter a sua guarda só pra mim fica calma e descansa agora. - Diz meu pai.

Depois de um tempo o medico me da um remedio eu tomo e durmo em seguida.



                 HORAS DEPOIS...

                                                               KARINA

Finalmente o sinal final toca, pego minhas coisas, e saio junto com a Leticia para ve a Safira.
Pegamos um taxí e ela deita em meu ombro não demorou muito e nós chegamos  em no hospital vejo meu pai e o pai da Safira fizemos o nosso cadastro e a Leticia pede pra ve a safira.

– Posso ve a Safira? - Pergunta Leticia ao pai da Safira.

– Ela não pode receber visitas. - Diz e a expressão facial da Leticia muda ela fica triste.

– É melhor vocês irem pra casa e conversa com a Safira por telefone você não podem fica aqui. - Diz o pai da safira.

– Diz pra ela que eu a Amo. - Diz leticia e nós saimos.

Eu a deixo em casa, fico na casa dela até ela pega no sono e vou pra casa da minha mãe.



                                                               SÉRGIO

Fico aflito esperando o médico vim com a noticia e depois de uma hora ele vem.

– Tenho más noticias, fizemos a biópsia e os exames e sua filha estar com leucemia!precisamos que ela fica aqui enternada por até amanhã para terminamos de fazer os exames! - Diz o medico.

–  Quais são as chances de sobrevivencia da minha filha? - Pergunto.

– 90%, Ela tem até 5 anos de vida ou menos então faça ela vive como se fosse os ultimos dias de suas vida, faça ela vive como ela vivia antes de descobrir a doença. - Diz o medico.


– Como eu vou conta isso pra minha filha ? - Pergunto.

– Eu e minha equipe iremos te ajudar. - Diz o medico.

Entro na sala que minha filha estava, e o médico e sua equipe entram juntos, o médico explica o que estava acontecendo com ela, antes dele fala a doença ela já estava chorando, ele diz que a doença e que ela precisava tratar e tenta leva uma vida normal,  e me olha com aqueles alhos azuis com lagrimas e eu acaricio o seu rosto, fico ao lado dela até ela dormi.


            UMA SEMANA DEPOIS...


                                                             SAFIRA


Passei uma semana inteira fazendo quimeoterapia, e varios exames, tomo alguns remedios mas meus amigos ainda não sabem, que eu tenho leucemia eu preferir não conta, nem a Leticia sabe apenas meu pai e minha mãe.
Em pleno domingo eu estou arrumando a minha mala pra ir na casa do meu "pai" biologico.
Desço tomo café e saio em seguida com meu pai, não demorou muito chego na casa do Ricardo me despeso do meu pai e entro no prédio.
Pego o elevador e assim que chego no apartemento aperto a companhia.
A karina abre a porta ainda com a mochila nas costas.

– Chegou a bastada. - Diz a Karina me fazendo revira os olhos.

– A drogada ainda esta lucida? - Digo ironicamente e entro.

– Vou leva vocês no quarto de vocês. - Diz a mulher que trabalha lá.


– É um quarto pra nós duas dividir? - Pergunto.

– No caso o meu antigo quarto. - Diz karina.

– Ninguém merece. - Digo revirando os olhos.

Subimos as escadas e entramos no  quarto que decoração pessima.

– Vou fica com a cama da direita. - Digo e karina rebate.

–  Eu vou fica com a cama da direita. - Diz karina.

– Eu falei primeiro. - Digo e o Ricardo entra no quarto.

– Meninas parem de brigar porfavor. - Diz o ricardo.

– Pai ela quer fica com a cama do lado direito sendo que eu quero fica ali. - Diz Karina.

– Quem falou primeiro? - Pergunta.

– Eu! - Digo.

– Safira fica com a cama direita assunto encerrado. - Diz o Ricardo.

– Aqui tem quarto de hospede? - Pergunto.

– Tem sim, mas você ficara aqui! - Diz me fazendo revira os olhos.

– Que saco! - Digo.

– Se acontuma irmãzinha e prepare os ouvidos. - Diz Karina tirando a guittarra dela do de baixo da cama.

– Ricardo se ela fizer barrulho aqui no quarto eu juro que quebro essa guittarra. - Digo e ele pega a guittarra dela.

– Pelo visto as vontades da safira prevalece nessa casa. - Diz Karina se jogando encima da cama.

Arrumo minhas coisas dentro do guarda roupa, troco algumas mensagens com a Leticia e deito na cama em silêncio até a Karina enche o meu saco.

– Se filha bastada deve ser dificil, Sua mãe fez isso pra te enriquecer facilmente ou porque ela era safada mesmo. - Diz karina rindo eu jogo uma amofada nela.

– Karina vai se fude. - Digo e ela sorri.

– Você só me provoca por causa do meu caso com a Leticia, infelizmente moramos no mesmo apartamento então vamos tenta ter etica? se não vou fazer da sua vida um inferno também. - Digo e ela ri.

– Estar declarando guerra? -Pergunta.

– Se você quer guerra então é guerra que você vai ter. - Digo.

– Então é guerra bastada. - Diz Karina jogando uma amofada em mim.





Notas Finais


obrigado por leem


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...