História Ela é um cara - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Amor, Gay, Romance
Visualizações 60
Palavras 534
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção, Romance e Novela, Shonen-Ai, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oi gente, mais um capítulo para vocês.

Capítulo 12 - Conversa


Masao e Sakurako ficaram se olhando por algum tempo sem saber o que dizer um para o outro, já fazia um tempo que os dois não ficavam assim face a face e aquele transe logo acabou quando Masao começou a falar.

- Sakurako-chan eu... - O menor o interrompe de imediato.

- Desculpa. - Pede baixando a cabeça estava com tanta vergonha e medo de Masao falar coisas que o deixasse mais triste de que já estava que resolveu o interromper. - Sei que deve estar com raiva de mim e tudo mais, juro que ia te contar quando você me chamou para sair, mas a Yuki estragou tudo contando antes de mim, sei que não quer mais olhar na minha cara e provavelmente deve estar sentido até nojo...

- Saku... - Foi interrompido de novo pelo menor que não parava de falar.

- Eu não o culpo, o erro foi meu de não ter te contado desde o início, mas é que eu também gostei muito de você e achei que se eu te contasse naquela hora você me colocaria para fora de sua casa e nunca mais olharia para mim então...

- Sakurako-ch... - E de novo foi interrompido.

- Sei que deve estar querendo me chingar ou até mesmo me mater e não tiro sea razão, deve eatar se sentindo enganado, mas juro que não foi minha intenção enganar você. - Lágrimas passou a rolar de seus olhos e pingar sobre o chão de cimento, Masao via o desespero de Sakurako de se explicar e sabia que tudo o que o menor estava querendo era seu perdão, aqueles rostinho lindo banhado em lágrimas, aquelas mãos pequenas fechadas em punho e tremiam, Masao tinha cem por cento de certeza que estavam suadas também, seus pequenos e delicados ombros tremiam com seus soluços, era evidente o quanto Sakurako estava sofrendo com tudo aquilo que havia acontecido entre eles, Masao não podia negar que naquele momento estava em uma guerra interna contra seu ledo racional e não tomar em seus braços aquele lindo ser em sua frente que estava sofrendo por sua causa.

- Saku... - Foi interrompido novamente.

- Desculpa por toda essa cena, eu vou te deixar em paz. - O menor se virou de costas para Masao e começou a andar para loge dele, Masao o observava se afastando cada vez mais de si e sentiu seu coração doer como se tivessem o arrancando de seu peito, nunca havia sentido essa dor antes, olhando para Sakurako cada vez mais distante de si fez ele se sentir vazio e sozinho, sentia que ela era uma despedida, mas ele não queria uma despedida então tomou uma decisão, correu até alcançar Sakurako que já dobrava uma esquina e o abraçou por trás assustando o menor que não esperava por aquela ação do maior que afundou seu rosto na curva de seu pescoço equanto dizia:

- Isso é novo para mim e me assusta um pouco, ainda tenho duvidas em meu coração, mas de uma coisa eu tenho certeza, não quero te perder. - Sakurako nada disse apenas chorou mais ainda, mas dessa vez seu choro não era de tristeza e sim de alegria.

 

Continua...


Notas Finais


Sei que ficou curto mais espero que tenham gostado.
Até o próximo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...