História Ela volta com o seu corvo - Capítulo 10


Escrita por: ~

Visualizações 10
Palavras 581
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Poesias, Policial, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Homossexualidade, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Boa leitura <3

Capítulo 10 - Meu casaco


Fanfic / Fanfiction Ela volta com o seu corvo - Capítulo 10 - Meu casaco

-Olá crianças, eu sou o senhor Lauder, vão jantar ou irão ser o jantar?

Fiquei olhando para Jack com ainda mais medo.

-Pai, eu disse que eles são nossos convidados hoje.

-Claro minha menininha!-falou ele a pegando no colo.

Ele tinha roupa de senhor chique dos tempos antigos.

Fui perdendo um pouco de medo com um tempo.

A casa era realmente assombrosa e bem antiga por dentro: carpete vermelho, um lustre velho na sala de jantar, cadeiras detalhadas e estofadas como antigamente. Quadros espalhados na parede chamavam a minha curiosidade e quando ia olhá-los, o Sr.Lauder nos chamou a mesa.

Todos os três eram pálidos e com aparência mortífera. Eu havia pensado na hipótese de ser uma brincadeira comigo, mas ao ver eles, a hipótese foi totalmente descartada.

 Naquela janta, foram eles que serviram nossos pratos e eu, com certeza, estava desconfiada de tudo.

-Pode comer... é segura. –Jack sussurrou no meu ouvido.

Não foi dita uma só palavra durante a degustação.

Quando todos haviam terminado:

-Então, jovens, vocês são um casal bonito. –Sr. Lauder.

-Não, não somos...-respondi vermelha.

-Somos apenas amigos. -disse Jack.

-Vocês seriam? –questionou Sabryna, de repente.

Fiquei quieta, não sabendo o que falar. Aquela pergunta havia me pegado de surpresa.

-Não. -disse Jack.

Sabryna não se calou.

-Por que não?

-Não gosto dela. –falou Jack, frio.

Não sabia onde enfiar a cara. Não acredito que ele tinha falado aquilo. Como eu pude ser tão idiota.

Eu estava olhando para o meu prato, quando de repente ouvi um riso alto e, ao levantar meu olhar para descobrir de onde o riso veio, todos haviam sumido, inclusive a comida. Eu estava mesmo comendo vento?

Olhei para os lados e não vi nada além de uma casa escura, antiga, assustadora e vazia.

Me assustei ainda mais quando Jack segurou a minha mão, me avisando de sua presença.

-Acho que o jantar acabou... Está mais tranquila? –perguntou o mesmo olhando para mim.

A luz que vinha da lua, passando pela janela atrás de nós, caia bem sobre o rosto dele. Era uma cena maravilhosa, se não fosse pelo fato de eu ter me lembrado do que Jack falara durante aquela janta sobrenatural, tão friamente quanto os próprios fantasmas.

-Eu só quero ir para casa. –disse me levantando e indo em direção a porta pela qual entramos, logo saindo.

Jack me levou até em casa e quando chegamos, esqueci de tirar o casaco dele e, ao tentar sair rápido, ele me perguntou:

-Por que a pressa? Agente já saiu de lá e está longe. Não se preocupe. Ela não nos seguiu.

-Não é isso. –falei séria, tentando ser a pessoa mais fria do mundo.

-Então o que é?

-Nada. Até amanhã, na aula.

Não ousei olhar para ele enquanto caminhei até a porta de minha casa.

-Ei! –chamou Jack.

-O que foi? –respondi, sendo obrigada a olhar para o mesmo.

-Meu casaco. –disse apontando para o mesmo.

Com raiva, eu tirei a droga do casaco e devolvi ao seu dono idiota.

Fui rápido pra dentro de casa e ele ficou me olhando até eu entrar.

-Então, como foi? –perguntou meu tio, assim que entrei.

-Vou dormir, tio. To cansada.

-Deve ter sido muito legal. –ele foi irônico.

Não conseguia pensar em nada, só na minha idiotice. Que droga, Jack!

Também não tirava aquele jantar da minha cabeça. Se eu falasse para alguém o que havia acontecido, eles me considerariam uma maluca.

Não conseguia dormir, só pensar, até que uma hora, finalmente apaguei.


Notas Finais


"Que droga, Jack!"


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...