História Enmity. - Capítulo 30


Escrita por: ~

Postado
Categorias ASTRO, EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, D.O, Eunwoo, Jinjin, Kai, Lu Han, MJ, Moonbin, Rocky, Sanha, Sehun
Tags Astro, Baekhyun, Bin, Chanbaek, Chanyeol, Eunwoo, Exo, Hunhan, Jinjin, Jongin, Kai, Kaisoo, Kyungsoo, Luhan, Rocky, Sanha, Sehun
Visualizações 303
Palavras 1.969
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Iniciei uma nova fic, vou deixar a sinopse e o link aqui, se interessar a vocês, deem uma passadinha lá e comentem o que acharam <3 *-*

Sinopse:
Jimin e Kihyun são os típicos filhos que qualquer pai gostaria de ter. Quando seu pai decide se casar novamente, eles, como todo filho bom, ficam felizes pelo pai. Mas as coisas não são como aparentam, várias mudanças acontecerão e normalmente eles se perguntam se esse casamento veio na hora certa.

(Link esa nas notas finais)

Capítulo 30 - Festa Pt.2


Fanfic / Fanfiction Enmity. - Capítulo 30 - Festa Pt.2

  Baek Pov’s

Chanyeol: A-amor... – Chamou entre gemidos, o olhei enquanto passava a língua por toda a extensão do membro dele, ele estava com a boca entre aberta e de lá saiam tantos gemidos maravilhosos que eu podia gravar e ficar ouvindo o tempo todo. – Chupa... – Sorri maliciosamente e quando estava prestes a chupá-lo, ouvi um choro baixinho, suspirei e ele se jogou para trás na cama. – Ah não, só uma transa completa, é pedir muito? – Ri, subi ficando por cima dele e distribuindo beijos pelo pescoço do mesmo.

Baek: Devem estar com fome, eu já volto.

Chanyeol: Não... – Respondeu manhoso. – Amor... Aish, serei um péssimo pai se falar pra deixar chorarem? – Ri novamente.

Baek: Seria. – Sempre que tentamos transar, um dos gêmeos começa a chorar, parece que é um complo, tipo.

“Eles vão brincar agora, seria uma boa hora pra chorar” ai a Byul fala “ta, mas agora é a sua vez”.

Chanyeol: Acabou com o clima, nem quero mais também. – Falou quando coloquei o roupão, estava apenas de cueca.

Baek: Eu já volto. – Pisquei pra ele e mordi os lábios após olhar sua ereção, sai do quarto e me amaldiçoei mentalmente por ter deixado Minhyuk dormir na casa do Soo, se não ele iria ver os meninos agora, sei lá.

Mentira, ele não iria.

Cheguei no quarto deles e os dois estavam acordados, Byul em pé no berço e Minseok em baixo com os bracinhos estendidos para ela, sai correndo que nem um maluco e a peguei antes dela pular.

Baek: Mas onde é que você aprendeu a pular do berço, Minseok? – Ele sorriu sapeca e balançou o bumbum.

Minseok: Nenê não diz, segredo. – Colocou as duas mãozinhas na boca e Byul soltou uma gargalhada gostosa.

Baek: Chanyeol! – Em minutos ele apareceu de roupão. – Minseok pulou do berço.

Chanyeol: Hã? – Ele o pegou no colo. – Como ele conseguiu isso?

Baek: Não faço ideia, eu cheguei e ele estava com os braços esticados para pegar Byul que queria pular também.

Minseok: Appa, o nenê é foti.

Chanyeol: Vamos ter que ficar de olho. – Ele falava enquanto saia do quarto, fui logo atrás e descemos para a cozinha. – Vai que ele pula e quebra o pescoço, uma transa interrompida e um hospital a caminho. – O estapeei e Byul o olhou.

Byul: Tansa. – Arregalei os olhos e Chanyeol começou a rir. – Vamos fazer tansa! – Ela jogou os bracinhos pra cima.

Baek: Não filha, ninguém vai... não...

Minseok: Tansa, tansa, tansa. – Cantarolava.

Baek: Chanyeol eu vou te matar. – Ele mordeu os lábios me olhando, se aproximou e apertou minha bunda disfarçadamente enquanto beijava meu pescoço.

Byul: Nenê ta com fome!

Chanyeol: Eu também, mas é fome de outra coisa. – Arregalei os olhos e o empurrei.

Baek: Cala essa boca. – Peguei algumas coisas para dar comida a eles, comecei a dar para Byul enquanto ele dava a Minseok, ambos comiam de olhos fechados, já estavam cansados, após terminar, levamos ambos para os berços novamente, dessa vez, coloquei almofadas no chão próximo ao berço do Minseok.

[...]

Chanyeol: Tira essa cueca... – Eu estava sentado em seu colo, com os braços em volta de seu pescoço, levantei, tirei a cueca e voltei a sentar em seu colo no mesmo instante que ele avançou em meu pescoço enquanto me tocava. Senti sua outra mão na minha bunda e acabei dando uma pequena rebolada, sentindo seu membro na minha bunda.

Baek: Que delicia... – Ele mordeu os lábios e aumentou a velocidade, colei meus lábios em sua orelha e gemi manhosamente.

Chanyeol: Goza pra mim, vai meu amor. – Mordisquei a orelha dele e não me importei nem um pouco com a altura dos meus gemidos, até porque não estavam tão altos, por enquanto.

Não demorou muito para eu me desmanchar em sua mão o empurrei na cama e acariciei meu membro, ele ficou apoiado nos cotovelos e olhou o que eu fazia enquanto mordia os lábios. O beijei e peguei sua mão, chupei dois dedos e ele entendeu o que eu queria, penetrou os dois e eu acabei gemendo um tanto mais alto. Parei de me tocar e olhei levemente para trás.

Chanyeol: Aish, essas caras que você faz... – Ele me puxou e me virou na cama. – Me deixa tão excitado. – Puxou minha mão e conduziu até seu membro.

Baek: Chany... – Chamei manhoso. – Me fode, vai? – Ele sorriu e logo senti seu membro me invadir, sorri, como eu amo isso.

3 anos depois.

Eunwoo Pov’s

Luhan: Eunwoo e Myungjun, vocês vão se atrasar para a faculdade! – Ele gritava, fazíamos faculdade na universidade integrada a mesma escola que fazíamos o ensino médio, Sanha e Minhyuk estão agora no primeiro ano da faculdade, eu e Bin no segundo e MJ e JinJin no terceiro.

Descemos as escadas correndo, demos um beijo em sua bochecha e saímos em disparada pela porta, olhamos o motorista e eu suspirei.

Eunwoo: ÓTIMA HORA PRA LAVAR O CARRO. – Ele nos olhou e gargalhou, viramos e começamos a correr pela rua que nem dois malucos, os vizinhos nos cumprimentavam enquanto riam do nosso desespero, até que me choquei contra um corpo, cai de bunda no chão e olhei levemente para cima, Minhyuk vinha da rua da sua casa.

MJ: Atrasado? – Perguntou enquanto Minhyuk me ajudava a levantar.

Minhyuk: Muito. – Olhamos a hora no pulso e saímos correndo novamente.

- Minhyuk! – Continuamos a correr. – Avisa o seu pai que hoje ele tem que vir aqui escolher os doces!

Minhyuk: Deixa comigo Sra.Lim! – Gritou quando já estávamos um tanto distantes da casa dela.

- Flores para o dia dos namorados, olha as flores.

Eunwoo: Para tudo! – Paramos os três por impulso. – Hoje é dia dos namorados? – Perguntei ao vendedor da floricultura.

- Sim senhor, gostaria de...

Eunwoo: AI MEU CU, SANHA VAI ME MATAR E JOGAR AS CINZAS NO RIO TIETÊ. – Peguei a carteira, assim como eles, jogamos o dinheiro para o moço que começou a rir, sim, já conhecíamos ele, pegamos os buquês e saímos correndo de novo.

MJ: Chocolates, vamos comprar chocolates. – Paramos algumas quadras depois e compramos os chocolates.

[...]

Chegamos no pátio ofegantes, suados e desesperados, avistamos Bin, Sanha e JinJin na cafeteria dentro da área da universidade e corremos pra lá.

Sanha: A primeira aula foi cancelada, ta tendo reunião dos professores de todas as turmas. – Falou assim que chegamos, Minhyuk o olhou incrédulo.

Minhyuk: Ta brincando comigo? Eu corri isso tudo pra nada?

Bin: Porque é trouxa, você tem um motorista e um carro. - Pra que namorado mais carinhoso que MoonBin?

Minhyuk: Ah ele foi levar os gêmeos para comprar as fantasias da festa deles de amanhã.

Eunwoo: Ahn, feliz dia dos namorados. – Joguei as flores e os chocolates em cima dele, sentei e o mesmo me olhou com cara de bunda, só tinha uma rosa com meia pétala no buque, ela meio que se desmanchou no caminho.

Bin: Eu não gosto de chocolate.

Minhyuk: Aigo, pelo menos eu tive o bom senso de... ta eu esqueci.

JinJin: Esqueceu o dia dos namorados? – Olhou o MJ.

MJ: Ai desculpa, desculpa, desculpa. – Ele o encheu de beijos.

Sanha: Fala sério. – Ele sentou do meu lado. – Pelo menos vamos sair hoje?

Eunwoo: Ahn... Hoje?

Sanha: Você não planejou nada? Você esqueceu também?

Eunwoo: Ai amor desculpa... - Fiz biquinho.

Sanha: Mas você disse ontem pra deixar, eu falei que ia planejar algo e você disse que não, que você ia planejar.

Eunwoo: Me perdoa bebê. – Deitei minha cabeça na curva do pescoço dele enquanto beijava seu pescoço.

Minhyuk: Vamos assistir filmes lá em casa hoje, todos nós, pronto, resolvido.

Bin: Que ótimo, pra que dia dos namorados melhor? Assistir filmes e servir de babá pros gêmeos.

Minhyuk: Mas você ama crianças.

Bin: No dia dos namorados? – O olhou.

JinJin: Meu Deus... Que bosta.

Minhyuk: Amor desculpa, eu estava com tanta coisa na cabeça em relação a festa dos gêmeos.

MJ: E eu esqueci por causa daquela merda de despertador, aquele satanás não despertou, com todo o atraso acabei esquecendo, desculpa anjo.

Eunwoo: Eu também. – Após uma seção de aegyo, Sanha me perdoou, começamos a conversar sobre coisas aleatórias e por fim, começamos a falar sobre a festa dos gêmeos, a qual estava sendo planejada a quase 2 meses.

Dia seguinte.

Baek: Minseok! – Ele saiu correndo atrás do garoto que estava na pontinha dos pés na mesa do bolo e de doces, ele estava prestes a meter a mão no bolo, e foi o que ele fez, todos pararam diante da ação dele, só se ouvia a música. Ele se virou com a mão cheia de bolo, enfiou na boca fazendo suas bochechas e lábios ficarem lambuzados e como se fosse ensaiado, eu ouvi um “awn” em uníssono de todo mundo.

Meu tio o pegou no colo, pegou um guardanapo e começou a limpá-lo enquanto a mulher “arrumava” o bolo, se aproximou de nós e olhou meu tio.

Baek: Chanyeol... – Ele respirou fundo. – Cadê a Byul? – Olhamos em volta e realmente ela não estava ali.

D.O: Ai... Meu... Deus. – Olhamos na direção que ele olhava e lá estava Byul em cima da mesa de doces do outro lado do salão, ela estava abaixada e pegava vários doces com as duas mãos.

Meu tio saiu correndo pelo meio do povo e quando a alcançou, Byul a olhou surpresa tipo “O que eu fiz?”, acabei rindo e meu tio voltou com ela nos braços.

Luhan: Vamos cantar esse bendito parabéns, tem tanta criança aqui que eu estou prestes a enlouquecer. – Rimos e ele pegou o microfone, não sei pra que um salão daquele tamanho, tanta gente para uma festa de criança. – É hora do parabéns pessoal. – Todos sorriram e meus tios levaram os gêmeos para próximo da mesa, colocaram os gêmeos em pé em cima de puffs, as luzes apagaram e ficaram apenas filetes coloridos e os balões com neon, começamos a cantar parabéns e no meio do parabéns, Minseok e Byul empurraram o bolo de 3 andares que caiu todo por cima da mesa.

- Aish, Minseok e Byul! – Eu, meus tios, meu pai e meus primos chamamos a atenção deles em uníssono o que arrancou risadas de todos.

[...]

Luhan Pov’s

Estávamos sentados na mesa conversando sobre diversas coisas, os gêmeos não paravam quietos, ora queriam ir para o pequeno parquinho, outra para o pequeno teatro, enfim, toda hora eu os via correndo pra lá e pra cá de mãos dadas. Os meninos estavam conversando entre si, mais especificamente, rindo e xingando um ao outro, coisas típicas de adolescentes. MJ fazia algumas palhaçadas o que arrancava risadas dos outros cinco.

Cresceram tão rápido.

- Demorei? – Senti seus beijos no meu pescoço e sorri, ele sentou do meu lado e a atenção dos outros foi atraída para ele.

Chanyeol: Aleluia, Sehun.

Sehun: De qualquer forma, prendi um bandido que estava sendo caçado há meses.

Sorri e acariciei seus cabelos da nuca enquanto ele desenfreou em uma conversa com Kai e Chanyeol sobre operações, D.O e Baek mais riam do que conversavam e eu acabei focando na modelo que um dia sairá de um motel com meu marido. Ela segurava a pequena filha dela nos braços e dava alguns pedaços de bolo a mesma, seu marido estava ao lado conversando com um dos rapazes do time de basquete. Ela me olhou, sorriu e fez a bebê acenar para mim, sorri de volta e a chamei com a mão, pois ela parecia estar aérea nos assuntos do marido e eu sabia bem como era aquilo, ela se sentou ao lado do Baek na mesa, pequei aquela princesinha no colo e ela relaxou após isso, deveria estar cansada de ficar em pé ouvindo as conversas do marido as quais não entendia nada, começamos a conversar e a hora passou depressa.

Na verdade... A hora sempre passa depressa quando se está com aquelas pessoas, mais especificamente, minha família.

Fim!


Notas Finais


Pois é gente, é só isso, não tem mais jeito, acabou, boa sorte :')
Ainda não me acostumei a terminar as fanfic's shaushau um dia eu me acostumo, um dia eu chego lá.

Mas vamos falar do que importa, a nova tekpix a filmadora mais vendida do Brasil shauhsaushuahsua piadinhas a parte.

Agora é sério, gente muito obrigado por todo o carinho, todos os favoritos, todas as notas, cada comentário fofo, engraçado, ameaçador shauhsauhsua.
Muito obrigado por todo o tempo que tiraram para ler cada capitulo, tanto de "Super Daddy" quanto de "Enmity", vi que SD está beirando os 200 favoritos e eu não tenho palavras para dizer o quanto estou feliz, Enmity está beirando os 100 favoritos e eu realmente estou muito emocionada com isso, de verdade, não achei que ia dar isso tudo, até porque Astro não é muito conhecido ainda, são poucas fanfic's que tem desse grupo divo, mas com certeza vai dar muito mais leitores novos, então muito obrigado, eu amo muito vocês, obrigado aos leitores fantasmas (sempre me lembro de vocês sahushausha) obrigado por me apoiarem nos dias em que eu não estava bem para escrever, obrigado por terem paciência e esperarem, vocês são ótimos leitores e eu tenho vontade de guardar todos em um potinho, mas isso deve dar cadeia ;-;.
Em relação ao grupo no whatsapp que muitas pessoas estão pedindo, eu estou sem celular, prometo que assim que eu pegar outro (pegar não se não é roubo, né?), eu vou criar o grupo, eu to vendo pra comprar um, estou sem celular a um certo tempo já porque o meu simplesmente deu a louca e não quer funcionar mais.
Enfim, muito obrigado, amo todos vcs, um beijo no coração de cada um e sintam-se abraçados por mim <3 *-*

Obs: Link da fic --> https://spiritfanfics.com/historia/junto-e-misturado-9333050


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...