História Enquanto Meu Coração Bater - Capítulo 4


Escrita por: ~ e ~Saah-Uchiha

Postado
Categorias Naruto
Tags Amizade, Narusasu, Naruto, Sasuhina, Sasunaru, Yaoi
Visualizações 44
Palavras 2.593
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Musical (Songfic), Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Mais um domingo, mais um capítulo de EMCB, queremos agradecer a quem está acompanhando, favoritando e comentando a fanfic. Ficamos imensamente feliz. Capítulo escrito pela linda da Saah.
Obs: Para ficar mais fácil identificar os capítulos os meus sempre vão ter uma frase de minha autoria no fim do capítulo, os da Saah sempre vão ter banners.
Beijos

Capítulo 4 - Cheio de Decepções


Escrito por Saah Uchiha

Desembarcar no aeroporto internacional de Tóquio, depois de mais de três anos, pareceu um sonho para Naruto, que não via a hora de rever seus amigos, familiares e finalmente poder rever certo alguém.

Ele sorriu, ao ouvir o nome ecoando por sua mente apaixonada. Mesmo depois de todos esses anos ele continuou o amando, agora mais do que nunca, pois a distancia não diminuiu, apenas aumentou e muito esse amor. Sim, agora ele tinha a certeza de que Sasuke é seu grande amor e faria de tudo para ter seus sentimentos correspondidos.

Procurou sua família e os viu juntos e sorridentes, ao lado de alguns de seus amigos: Sakura, Karin, Sai, Kiba e.... seu sorriso se desfez, ao notar que Sasuke não se encontrava em meio ao grupo de rostos amigos. Não pôde negar, ele se decepcionou com a ausência do amigo, mas tentou afastar esse pensamento o quanto pôde; algo muito importante deve ter acontecido, para que Sasuke não tenha ido recebê-lo junto de seus pais e dos outros, afinal, nem em sua despedida ele faltou, então porque em seu retorno ele não viria? Mas de toda forma, ele fez uma pequena nota mental: assim que chegasse em casa e tomasse um banho bem refrescante, correria para a casa de seu teme e iria finalmente descobrir a resposta para a pergunta que pairava sobre o ar, desde aquele selinho no aeroporto, há três anos.

—Ah meu Kami! —sua mãe Kushina correu para abraça-lo. — Que saudades meu filho. Você cresceu tanto meu amor. — apertou-o em seus braços, fazendo Naruto sorrir. Como sentia falta daquele abraço de urso que sua mãe lhe dava.

—Também senti sua falta mãe. — desfez o abraço e foi até seu pai. —Pai! — abraçou-o fortemente, depois foi à vez de seus amigos, que esperavam um ao lado do outro, pelo abraço grupal.

—Sentimos saudades de você também. Baka. — murmurou Sakura, em seu ouvido.

Naruto sorriu e manteve o abraço da amiga por mais tempo, a fim de lhe perguntar algo em particular; nem precisou perguntar nada, pois ela já sabia do que, ou melhor, de quem se tratava.

—Ele não vem mesmo Naruto. — respondeu, em um tom levemente entristecido, o que acarretou certa curiosidade no outro, e ela continuou. — Ocorreram algumas coisas Naruto. O Sasuke bem....ele agora está... — ela continuou a dizer, mas não teve tempo para terminar, pois Kushina tomou a frente da conversa e chamou todos para um almoço em sua casa; uma pequena comemoração pelo retorno do filho.

Naruto apreciou e muito a oferta, pois estava faminto, mas logo as palavras incompletas da amiga lhe invadiram a mente e ele acabou por colocar a fome de lado.

Afinal, o que aconteceu com Sasuke durante o tempo em que ele estava fora? E o principal, porque ele não lhe contou, já que eram melhores amigos?

—Vamos filho. —seu pai lhe chamou, enquanto o ajudava a carregar as malas.

Naruto assentiu e o seguiu, com um forte pensamento invadindo-lhe a mente: agora, mais do que nunca, precisava falar com Sasuke.

(...)

—Algum problema Naruto? — indagou Sai, que estava sentado ao lado dele, na mesa.

Todos riam e comiam a deliciosa comida que Kushina fizera especialmente para aquele momento. Todos, menos Naruto, já que ele não conseguia tirar a figura de Sasuke de sua cabeça. Queria muito revê-lo, mas seus pais não lhe davam trégua, queriam aproveitar cada segundo que tinham ao seu lado, como se eles não o tivessem vizitado frequentemente, durante seu intercâmbio em NY.

—Não Sai, só estou... Cansado. Foi uma longa viagem. — acrescentou, dando um leve sorriso forçado.

Sai arqueou uma sobrancelha, mas deixou o assunto de lado e voltou a conversar com Kiba, que agora devorava um enorme pedaço de lasanha de frango.

—Está pensando nele? — Naruto ouviu o sussurro de Sakura, próximo a seu ouvido e teve um pequeno sobressalto.— Eu sei o quanto a presença dele lá no aeroporto era importante para você. — acrescentou, afastando-se um pouco dele, a fim de poder fitar seus olhos.

—Você sabe por que ele também não foi me receber? — indagou em um tom entristecido. Será que Sasuke o esquecera? Será que aquela promessa não significou tanto para Sasuke, quanto significara, ou melhor, como significa para ele? Sim, porque durante todo esse tempo nunca se esquecera da promessa que eles fizeram aquele dia. Sasuke estava constantemente em seu coração.

Ele viu Sakura morder o lábio inferior com força, antes de responder:

—Não sei se devo contar Naru...Não acho apropriado o momento. — suspirou e o olhou nos olhos, mais uma vez. — Acho que deveria falar com ele. Sasuke é quem deve te contar. — acrescentou, assim que viu que o mesmo ia retrucar sua fala anterior.

—É tão sério assim? — questionou, sentindo um bolo em seu estomago. Uma sensação ruim tomou conta de todo o seu corpo. O que houve com ele? O que? Essa pergunta o atormentaria pelo resto do dia, até ele poder finalmente perguntar ao amigo.

Sakura assentiu, antes de continuar.

—Sim. Por isso acho que não deveria contar nada. Você acabou de chegar e não seria bom se estressar, ou coisa do tipo.

Naruto tombou a cabeça para o lado.

—Me estressar? Com o...

—Naruto, quer mais um pouco de macarronada? — sua mãe indagou sorridente, lhe estendendo uma colher cheia de massa. — Fiz especialmente para você. — acrescentou, alargando seu ainda mais seu sorriso – se é que isso era mesmo possível.

—Não okaa-san, eu não aguento mais comer. — sorriu amarelo, quando viu sua mãe fitar seu prato. Ele mal havia tocado em sua comida, de tão preocupado que estava com Sasuke.

Kushina espremeu os olhos, na direção do prato de Naruto.

—Não minta pra mim, seu prato está praticamente intocado moleque. — despejou a macarronada no prato de Naruto e depois olhou ameaçadoramente para ele. — Vai comer tudo ok? Não sai desta mesa até terminar de comer. — os amigos de Naruto abafaram o riso. Ele mal chegara e já estava encrencado.

—Mas...

—Sem mas. —refutou, espremendo mais uma vez os olhos e apontando a colher em sua direção. — Coma essa merda ou eu faço você comer essa porcaria com colher e tudo.

Naruto engoliu em seco e só para provar a mãe que iria comer, encheu um garfo com macarronada e levou-o até a boca.

—Bom menino. — ela lhe acariciou a cabeça, sorridente, como se nada tivesse acontecido. — Você está muito magro Naru-chan, tem que se alimentar melhor. — ela argumenta de forma carinhosa, voltando a se sentar ao lado do marido, que também se segurava para não rir da cena. — E você Minato. Coma seus legumes.

Pronto, agora todos, inclusive Naruto, caíram na gargalhada. Kushina era mesmo uma figura.

(...)

Já era noite quando Naruto finalmente conseguiu dar uma escapadinha para ir até a casa de Sasuke. Depois daquele episodio na hora do almoço, Kushina ainda o segurou por mais algumas horas, não só ele, mas também seus amigos; passaram horas e horas, conversando e colocando o papo em dia.

Depois que os amigos se foram, Naruto foi se aprontar para ir até a casa de Sasuke, mas no fim, acabou foi capotando e dormindo por mais algumas horas, tendo assim somente a noite para rever o velho amigo.

Enquanto seguia até a casa de Sasuke ia pensando no que falar, mas o nervosismo acabou tomando conta de sua pessoa e nada coerente lhe vinha à mente. Teria de improvisar.

Quis estapear-se nesse momento. Era apenas Sasuke, seu melhor amigo e simplesmente o amor de sua vida, e que, a proposito, não via pessoalmente há mais de três anos.

—Droga. Droga. Droga. — resmungou, enquanto apertava o passo. Como queria revê-lo, saber como está e o que de aconteceu a ele. Pensar nisso o entristeceu um pouco, afinal, Sasuke não lhe dissera nada e pensando bem, três meses apôs sua partida Sasuke começara a agir estranho; pelo menos fora o que deixou transparecer, já que durante os outros meses seguintes mal conversara com ele pelo facebook, ou Skype. Ele parecia tão diferente, mas Naruto não sabia dizer o que exatamente, até perguntara o que houve, mas Sasuke não lhe contara por nada. — Será disso que Sakura me falou? Será que foi nessa época que ocorreu esse incidente, ou sei lá o que, com o Sasuke? Mas o que será? — indagou-se, enquanto virava a esquina que dava para a casa do amigo.

Deu mais alguns passos, agora mais decidido e parou em frente à casa de Sasuke. Sorte que não moravam tão longe assim um do outro, apenas algumas quadras separavam suas casas.

Suspirou fundo e apertou a campainha da casa. Esperou alguns segundos, imaginando se seria Sasuke a abrir a porta, ou algum outro membro da família, Mikoto, mãe dele, ou talvez até mesmo Itachi, irmão mais velho de Sasuke.

Seu coração bateu mais forte e mais rápido, enquanto assistia a porta ser aberta vagarosamente.

Abriu um sorriso enorme, em expectativa; sorriso esse que logo fora logo substituído por uma expressão de duvidas.

—Boa noite. O que deseja? — indagou a bela jovem, de voz maviosa e sorriso doce.

Naruto piscou algumas vezes e conferiu o numero da casa. Estava certo, então o que..? Ele ouviu-a pigarrear baixo e voltou-se novamente na direção dela, sorrindo amarelo e levando a mão a nuca.

— Desculpa, acho que... — ele começou sem jeito, mas algo, ou melhor, alguém, muito conhecido por ele, acabou por interrompê-lo. Aquela voz...como Naruto sentira falta dela.

— O que está acontecendo Hinata? — Sasuke indagou, abraçando-a por trás e depositando um selinho em seus lábios. Naruto sentiu uma batida falhar dentro de seu peito.

Hinata olhou novamente para Naruto e Sasuke seguiu seu olhar, não conseguindo evitar expor a surpresa em seu rosto.

—Oi teme! —Naruto murmurou, depois de encontrar a voz que havia se perdido ao visualizar a cena a sua frente. Então essa era a surpresa que Sakura não quisera lhe contar.

Sorriu meio entristecido. Então era isso mesmo. Sasuke estava namorando. Eu realmente nunca tive chances. Constatara ainda mais entristecido.

—Oi. — retrucou, adotando a face estoica e o olhar frio de sempre. Naruto estranhou sua atitude, afinal, Sasuke nunca agira deste jeito com ele, sempre fora mais receptivo com sua pessoa, pelo mesmo era assim antes.

Um silencio constrangedor se instalou pelo local, pelo menos para Naruto fora constrangedor, pois Sasuke pareceu nem se importar.

Hinata olhou de um para o outro e novamente soltou um baixo pigarreio.

—Não vai convidar seu amigo para entrar, Sasuke? — indagou baixo, sorrindo meio envergonhada para Naruto.

Sasuke ergueu uma sobrancelha negra e depois de um suspiro afirmou com a cabeça.

—Entre Naruto. — sua voz soou mais como uma ordem do que como um pedido, fazendo um frio correr pela espinha de Naruto. Sasuke estava realmente diferente. Muito, para falar a verdade. Parecia ainda mais frio e distante e Naruto não pôde evitar a mágoa por ver o amigo o tratando daquela maneira; o tratando como se fosse um mero....desconhecido, ou pior, um incomodo.

—Naruto? — ecoou Hinata, fitando Naruto dos pés a cabeça. — Então é você o amigo do Sasuke que foi fazer intercambio fora ne? — sorriu docemente; Naruto não teve como negar sorrir de volta.

—Sim. Sou Naruto Uzumaki. Prazer. — estendeu sua mão e a jovem a apertou de volta.

—É bom finalmente te conhecer. — afirmou, sentando-se ao lado do namorado, que até o momento fitava a cena em silencio. — Itachi-nii vivia falando de você, contando das traquinagens que vocês dois faziam— apontou para Sasuke. —, ele me disse que você era o melhor amigo do Sasuke-kun.

O pequeno rascunho de sorriso que se formara nos lábios de Naruto se foram, ao ouvir o nome de Itachi. Como assim Itachi quem falara dele a namorada de Sasuke? Sasuke não pensara nele durante esse tempo? Nem um pouquinho se quer?

—Itachi? — conseguiu indagar.

Hinata piscou algumas vezes.

—Ah, bem, sim, ele que me contou sobre você, Sasuke nunca me fala nada. É todo reservado. — deu uma leve cutucada no namorado, com o cotovelo, rindo. — Eu encontrei uma foto de vocês, quando crianças e Itachi me explicou o que houve.

Naruto olhou de relance para Sasuke. O que ela quis dizer com ‘o que houve?’ será que....

—Ele me disse que vocês se conheceram na escola e que se tornaram inseparáveis depois disso e... — contou, alargando seu sorriso.

—Chega Hinata. Naruto já sabe dessas historinhas. — cortou-a, com a voz seca e sem nenhum resquício de sentimentos. Como ele mudara tanto? Naruto se perguntara em pensamentos. Será que ele não gosta de relembrar as coisas que viveram juntos? Será que Sasuke estava assim devido ao que dissera antes de partir para NY?

Naruto suspirou e olhou para os lados, sentindo um nó na garganta, após chegar a essa conclusão.

—Naruto-kun? — Naruto ouviu uma voz agradavelmente familiar e sorriu agradecido, olhando para o dono da voz, que agora terminava de descer o lance de escadas. — Ah, por Kami! É você mesmo, tampinha? — acrescentou em tom zombeteiro.

—Não sou mais tampinha, vê? — apontou para si. — Estou quase do seu tamanho. — retrucou em tom brincalhão, esquecendo-se completamente da tensão de segundos atrás.

Itachi sorriu e abraçou-o, enquanto abria um sorriso mínimo.

—Disse bem. Quase. — sorriu, bagunçando-lhe os cabelos loiros.

Naruto olhou emburrado para Itachi e em seguida ambos ouviram um baixo pigarreio vindo de Sasuke. Eles olharam na direção dele e da namorada.

—Estou indo deixar a Hinata em casa nii-san. — avisou, pegando as chaves de sua moto.

Itachi arqueou uma sobrancelha.

—Mas e o Naruto-kun? Ele acabou de chegar. — argumentou, vendo o irmão dar de ombros.

—Isso. Bem, foi legal te ver Naruto. Agora eu tenho realmente que ir, Hinata acorda cedo amanhã. — reforçou, antes de pegar seu capacete, ao lado das chaves. — Bem, não se importa em fazer companhia a ele, não é nii-san?— agarrou a mão da namorada, mal dando chance dela se despedir dos demais, e saiu, deixando Naruto ainda sem acreditar no que houve.

Como ele sai deste jeito? Eles passaram mais de três anos sem se ver pessoalmente e Sasuke simplesmente não se importa com isso, com o fato dele estar de volta...de volta pra ele.

Abaixou a cabeça entristecido e logo ouviu o suspiro triste de Itachi, que entendia mais do que bem o que se passava pela mente de Naruto.

—Sei que está triste pelo jeito que Sasuke lhe tratou. — começou, procurando as palavras certas para continuar e Naruto queria ouvir o que ele tinha a dizer, queria explicações pela maneira com que Sasuke agira com ele. Ele merecia isso. — Por isso peço desculpas pela maneira que ele agiu, embora saiba também que não vai fazer muita diferença, afinal, sou eu e não ele quem está se desculpando.

—Tudo bem Itachi, eu só queria saber o por que. — murmurou baixo, olhando para o chão. O olhar frio que Sasuke lhe lançara assim que o vira, ainda rondava por sua cabeça.

Itachi suspirou consternado.

—Sasuke sempre foi assim, você sabe bem disso, — começou baixo. — mas as coisas pioraram ainda mais com a morte de nossos pais e o Sasuke se fechou para todos, até pra mim...

Naruto travou no mesmo instante, não ouvindo mais nada do que o outro dizia.

—Como assim Itachi? Do que você tá falando?— conseguiu indagar depois de um tempo em choque.

Itachi o olhou sem entender.

—Naruto, Sasuke não te contou?— indagou, ainda confuso, como não recebeu resposta do outro, continuou. — Nossos pais morreram em um acidente de carro há quase três anos.

E mais uma vez aquele dia, Naruto sentira-se excluído da vida de Sasuke. O que mais ele tinha para descobrir sobre o amigo, ou seria, ex amigo?

Continua....


Notas Finais


Humm mistério, Naruto volta sem entender nada e Sasuke todo caladinho. O que será que aconteceu? Aguardem o próximo domingo.

Esperamos que tenham gostado.

Um super beijo e até o próximo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...