História Entre tapas e beijos - Capítulo 42


Escrita por: ~

Postado
Categorias Carrossel
Personagens Cirilo Rivera, Maria Joaquina Medsen
Tags Ciriquina
Visualizações 39
Palavras 2.015
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Escolar, Esporte, Festa, Luta, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem do capitulo.

Capítulo 42 - Onde esta o amor?


Nisso chegou uma mensagem no meu celular, eu vou ver e ficou de boca aberta.

Majo: o que foi... Cirilo?- Perguntou séria olhando meu estado.

Eu: ééé... Nada!- Dou de ombro.

Carmen: essa cara não é de nada!- Ficou preocupada.

Eu: ééé... Eu preciso ir ao banheiro!- Me levanto correndo e sai de perto de todos

OPV- Autor

Ninguém entendeu por que o Cirilo saiu correndo e assustado.

Val: o que deu nele?- Perguntou olhando para Majo.

Majo: não me olhe... Eu também não sei!- Ela falou curiosa.

Paulo: choco está cada vez mais louco!- Ele ri fazendo um sinal negativo e todos riem.

Majo: não fale assim dele!- Defendeu entre risos.

Marga: já esta o defendendo?- Ela perguntou provocando.

Marce: isso que o amor faz!- Ela ri.

Majo: não é nada disso, são não é certo falar mal dos outros pelas costas!- Tentou se defender.

Ally: meninos... Acho que vocês estão sobrando aqui!- Ela o expulsa humildemente.

Davi: por quê?- Ele não entende.

Bibi: porque vamos falar de maquiagens e roupas para a gravação do cd, acho que vocês não vão querer escutar, né!- Inventou uma desculpa.

Mario: vamos embora... Pessoal? Já que elas nos expulsaram!- Se fez de ofendido e saíram.

Quando os meninos saem, as garotas sentam ao lado de Majo para o interrogatório.

Bibi: nos conte agora que rolou entre Cirilo e você agora a pouco!- Ordenou a garota.

Majo: o que foi?- Se fez de desentendida.

Ally: não enrola... Maria Joaquina!- Foi grossa e cruzou os braços.

O sinal tocou e todas se levantaram.

Marga: não pense que escapou senhorita!- Disse séria.

Majo: deixem de ser curiosas!- Bufou irritada.

Elas vão para sala e todas entram. A professora chegou e eles tiveram aula que passou rapidamente. Logo o sinal tocou de novo e eram para irem para sala de musica. Chegaram à sala e professor Renê pronuncia.

Renê: bom... Vou escolher duas pessoas para vir aqui na frente, cantarem pra gente. Paulo e Alicia.

Marce: olhem só o destino juntando paulicia!- Ela riu animada.

Ally: cala a boca... Marcelina! Você sabe que eu tenho namorado!- Respondeu irritada.

Val: que você não ama e isso esta na cara. Paulicia é o melhor casal marrento da historia!- Falou emocionada.

Ally: não existe... Paulicia! Paulo explique para elas que eu estou sem paciência!- Mandou bolada.

Paulo: não existe, porque você não quer!- Falou deixando a garota de boca aberta e todos surpresos.

Bibi: não tem mais para onde fugir... Alicia, diz também que o ama!- Ela piscou para Amiga.

Ally: professor comece com a musica!- Disse nervosa e mudando de assunto.

Renê: vocês escolhem!- Ele deu permissão aos dois.

Ally: eae, Paulo que musica!- Ela pergunta pro menino.

Paulo: mudando de assunto você esta tão bonita!- Disse apertando a bochecha de Alicia que corou. Eles riam um para o outro.

Renê: cadê a musica?-Os fezeles voltarem a si.

Paulo: eu tenho muito pra falar?- Ele olha para ela mais uma vez.

Ally: concordo... Essa musica é Mara!

Paulo começou com o violão e foi tocando a musica, até o mesmo começar a cantar.

Paulo: Senta aqui
Que eu tenho muita coisa pra falar
Lá fora a chuva não quer mais parar
Vejo um casal, se abraçando no temporal

É assim
Quem vai sair começa a se arrumar
Enquanto o outro espera na sala de estar
E o coração, que tanto amou
Vai enfrentar o frio mas sei
Que da janela vai me seguir

Alicia: Não sei se chegou ao fim
Se me ver ainda causa alguma dor
Eu vivo em seu coração
E o que mora no seu peito é amor

Se com medo acordar na escuridão
E o teu grito despertar solidão
Se quiser voltar, te amo
Abra a porta do meu coração

Paulo: É assim
Quem vai sair começa a se arrumar
Enquanto o outro espera na sala de estar
E o coração, que tanto amou
Vai enfrentar o frio mas sei
Que da janela vai me seguir

Alicia: Não sei se chegou ao fim
Se me ver ainda causa alguma dor
Eu vivo em seu coração
E o que mora no seu peito é amor

Se com medo acordar na escuridão
E o teu grito despertar solidão
Se quiser voltar, te amo
Abra a porta do meu coração

Eles cantam as estrofes da musica duas vezes. Olhando um paro outro e depois terminam. Todos batem palmas, Carmen diz.

Carmen: isso tudo é por que não existe paulicia!- Sorriu.

Ally: não comece!- Ela fala e o sinal toca.

Eles saem e vão para o pátio, estavam todos juntos no pátio.

Jaime: ensaio hoje?- Ele pergunta afoita.

Majo: sim!- Respondeu séria.

Koki: aonde estava, ex gorducho que só apareceu agora?- Disse curioso.

Jaime: resolvendo uma missão!- Olhou para Maria Joaquina. Ninguém sem ser a garota entendeu a olhada.

Paulo: por que vocês olham um para o outro?- Ele ficou curioso.

Jaime: não te interessa e vai se interessa na Alicia!- Foi grosso.

Ally: eu não... Ele tem irmã pra isso!- Disse se defendendo.

Majo: ai cansei de ver vocês brigando, estou indo embora. Cirilo vem comigo!- Ela levanta sem paciência.

Cirilo: ir pra onde?- Perguntou sendo puxado pela garota.

Majo: me levar pra casa... O carro esta ruim e o motorista não pode me levar, então você vai me levar e eu não quero saber de negação!- Falou meio que ordenando.

Cirilo: mas...- Foi interrompido pela mesma.

Majo: ande, logo!- Puxou ele.

Cirilo: ta bom! Deixe eu pegar minha mochila!- Pegou a mochila e se despediu de todos e foram embora pra suas casas. Eles iam calados, mas até Cirilo para e dizer.- Deixa que eu leve sua mochila!- Ele pediu sério.

Majo: ah... Pensei que não ia falar nada!- Colocou a mão na cintura, como sempre quando está irritada.

Cirilo: foi mal!- Deu uma risada pequena, ela fica preocupada.

Majo: olhe pra mim!- Colocou a mão no seu pescoço.

Cirilo: oi!- Tentou sair das olhadas da garota.

Majo: não tente fugir!- Ela ri provocando.- Eu sei que quer me beija. Por que não faz isso?- Ela insistiu saber em que ar com ele.

Cirilo: Maria Joaquina!- Faz sinal para ela esquecer.

Majo: por favor! Como você precisa me esquecer, eu preciso ter você comigo. Então, me fale!- Ela dá um sorriso mordendo os lábios.

Cirilo: não vai desistir?- Ele parecia se rendendo.

Majo: não...- Ficou séria.

Cirilo: não quero que se machuque, tenho medo de ver você assim por culpa minha!- Falou triste.

Majo: não entendi!- Fez cara de desentendida, mas dando beijos no rosto do menino.

Cirilo: tenho medo de recaída e isso te fazer sofrer!- Se afastou dele.

Majo: por que não faz terapia, se interna numa clinica? Sei lá, algo do tipo!- Ela perguntou séria.

Cirilo: tentei... Mas a maioria dizia que super lotação. Entendeu, porque não quero você. Por perto?- Ele diz triste.

Majo: deixa eu te ajudar?- Ela pede com carinho.

Cirilo: não quero... Por favor, me esquece!- Começou andar sem ela, mas logo chegaram a casa. - Pronto... Esta em casa.- Ele ia saindo.

Majo: Cirilo!- Ele para e olha pra ela.- Eu te odeio!- Diz dando beijo na bochecha dele.- Ate mais tarde!- Ela ia entre e ele interrompe.

Cirilo: espera!- Ela olha para ele.- Eu te amo!- Beijou a boca dela.

Majo: tchau!- Saiu do beijo rindo para ele.

As horas se passaram e todos estavam na casa da Majo.

Marce: qual musica iremos cantar?- Ela pergunta duvidosa.

Jaime: a musica que eu, Cirilo e Paulo fizemos!- Falou pegado o violão.

Val: vocês três?- Ela diz surpresa.

Paulo: é... Por quê?- Respondeu com os braços cruzados.

Ally: nada... Só achamos difícil, né! Mas mostrem a musica!- Ela desconfiar.

Cirilo: Onde Está o Amor?

O que está errado com o mundo, mamãe?
As pessoas vivendo como se não tivessem mamães
Acho que o mundo todo viciou-se no drama
Apenas atraído a coisas que trazem trauma

No exterior, sim, nós tentamos parar o terrorismo
Mas ainda temos terroristas vivendo aqui
Nos EUA, a grande CIA
Os Bloods e Os Crips e a KKK

Mas se você só tem amor pela sua própria raça
Então só sobra espaço para discriminar
E discriminar só gera ódio
E quando você odeia, então, você tende a ficar irado, yeah

Maldade é o que você demonstra
E é exatamente assim que a raiva trabalha e opera
Cara, você tem que ter amor para endireitar-se
Tome controle da sua mente e medite
Deixe sua alma levitar para o amor, todos vocês, todos vocês

Os três: Pessoas matando, pessoas morrendo
Crianças feridas e você as escuta chorando
Você consegue praticar o que prega?
E virar a outra face?

Senhor, Senhor, Senhor, nos ajude
Envie alguma orientação do céu
Porque as pessoas me fazem, me fazem questionar
Onde está o amor? (Amor)

Jaime e Cirilo: Onde está o amor? (O amor)
Onde está o amor? (O amor)
Onde está o amor, o amor, o amor?

Jaime: Simplesmente não é o mesmo
Sempre há mudanças
Os novos dias são estranhos
Estará o mundo insano?

Se o amor e paz são tão fortes
Por que há partes do amor que não pertencem?
Países jogando bombas
Gases químicos enchendo os pulmões dos pequenos
Com sofrimento contínuo enquanto a juventude morre cedo

Então pergunte a si mesmo
O amor realmente se foi?
Então eu poderei perguntar para mim mesmo
O que realmente está acontecendo de errado?

Nesse mundo que vivemos
Pessoas vivem cedendo
Tomando decisões erradas
Apenas visando seus dividendos

Sem respeitar um ao outro
Negando seu irmão
Uma guerra está acontecendo
Mas a razão é secreta

A verdade é mantida em segredo
Varrida para debaixo do tapete
Se você não conhece a verdade
Então não conhece o amor

Paulo e Jaime: Onde está o amor? Todos vocês, vamos lá
(Eu não sei)
Onde está a verdade? Todos vocês, vamos lá
(Eu não sei)
Onde está o amor? Todos vocês

Os três: Pessoas matando, pessoas morrendo
Crianças feridas e você as escuta chorando
Você consegue praticar o que prega?
E virar a outra face?

Senhor, Senhor, Senhor, nos ajude
Envie alguma orientação do céu
Porque as pessoas me fazem, me fazem questionar
Onde está o amor? (Amor)

Jaime e Cirilo: Onde está o amor? (O amor)
Onde está o amor? (O amor)
Onde está o amor?
O amor, o amor

Paulo: Eu sinto o peso do mundo nos meus ombros
Enquanto envelheço, todos vocês, pessoas ficam mais frias
A maioria de nós só nos preocupamos em ganhar dinheiro
O egoísmo está nos guiando para a direção errada

Informações erradas sempre mostradas pela mídia
Imagens negativas são o critério principal
Infectando as mentes jovens mais rápido do que bactéria
As crianças querem agir como elas vêem no cinema

E aí, o que seja que tenha acontecido com os valores de humanidade
O que seja que tenha acontecido com a justiça na igualdade
Ao invés de espalharmos amor, estamos espalhando animosidade
Falta de conhecimento deixando vidas longe de uma unidade

Essa é a razão pela qual às vezes eu me sinto para baixo
Essa é a razão pela qual às vezes eu me sinto mal
Não é de se admirar por que às vezes me sinto para baixo
Tenho que manter minha esperança viva até que o amor seja encontrado
Então pergunte a si mesmo

Jaime: Onde está o amor?
Onde está o amor?
Onde está o amor?
Onde está o amor?

Os três: Senhor, Senhor, Senhor nos ajude
Envie alguma orientação do céu
Porque as pessoas andam me perguntando
Onde está o amor?

Paulo e Cirilo: Cante comigo vocês (Um mundo, um mundo)
Nós só temos (um mundo, um mundo)
Isso é tudo que nós temos (um mundo, um mundo)
Algo está errado com ele (sim)
Algo está errado com ele (sim)
Algo está errado com o mu-mu-mundo, sim
Nós só temos (um mundo, um mundo)
Isso é tudo que nós temos (um mundo, um mundo)

Quando terminaram todos ficaram de boca aberta e aplaudindo.

Bibi: eles conseguem ser civilizados!- Ela ri batendo palmas.

Majo: foram lindos!- Elogiou eles.

Eles continuaram ensaiando e depois foram para sua casa.


Notas Finais


Espero que tenham gostado do capitulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...