História Envolvida com o Traficante - Jolari - Primeira Temporada - Capítulo 40


Escrita por: ~

Postado
Categorias Giovanna Chaves, João Guilherme Ávila, Larissa Manoela
Personagens João Guilherme Ávila, Larissa Manoela, Personagens Originais
Tags Amizade, Amor, Estrupo, Jolari, Morro, Violencia
Visualizações 406
Palavras 1.006
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Policial, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 40 - Grávida?!


Fanfic / Fanfiction Envolvida com o Traficante - Jolari - Primeira Temporada - Capítulo 40 - Grávida?!

Se passou 3 semanas, Mharessa está melhorando cada vez mais. Eu acho que, quem está doente sou eu. Pois é, tonturas, enjoos, Perda de fome, E quando vem a fome é para dois. JG e eu às vezes damos nossas recaídas, mas aquele filho da mãe não larga suas vadias. Jéssica quase morreu quando ele disse que não assumiria ela por causa do Filho. Mas é claro que a mesma ainda ama provocar, Sei que a criança não tem culpa de nada, da mãe que ela (e) terá.

Madrinha: Minha filha você está tão pálida 

Giih: Eu disse, Não é só eu que acho isso.

Vitor: Tá se alimentando bem? - Ele pergunta preocupado 

Lari: Gente, Eu estou bem 

Vitor: Não parece, PR ligou, O hospital vai liberar a Mharessa hoje - Levantei em um pulo do sofá 

Lari: Eu tenho que me arrumar - Digo desesperada, Uma tontura vem 

Vitor: AÍ MEU DEUS - Vitor me segura 

Rapidamente tudo apaga 

JG Narrando* 

Venho notado Jéssica diferente, Não sei porquê, mas ela tá, Depois que eu disse que assumiria só a criança ela não fica com aquele "Amor materno" pro lado da barriga dela.

Estava tragando um cigarro de maconha, quando a porta se abre...

Jéssica: Preciso de dinheiro - Ela se senta. Ignoro ela e continuo fumando - JG É SÉRIO 

JG: Perdeu a noção foi? - Falo pegando ela pelos cabelos - Tu tem sorte vagabunda que tu tá prenha, Se não já tinha metido a porrada em tu - A solto 

Jéssica: Eu preciso de dinheiro, pelo bebê - Ela diz chorando

JG: Toma - Tiro um bolo de notas de cem e jogo em cima da mesa 

Jéssica: Última chance, Vai nos assumir?

Começo a rir que nem um doente 

JG: Não, não vou, Só vou assumir a criança 

Jéssica: Eu vou embora com ele

JG: Foda-se, Vai ser melhor pra mim 

Jéssica: Eu cansei JG - Ela disse chorando - Eu te amo 

JG: Ironia não? - Começo a rir - Eu também me amo - Ela fecha a cara 

Jéssica: Você vai morrer sozinho - Dou um tapa na sua cara 

JG: Eu sei, agora some daqui, Antes que eu te mate - Ela se levanta com a mão no rosto 

Sento e volto a ficar tranquilo com a minha maconha, Era a melhor coisa que eu tinha 

PR: João!!!! - Ele entra rapidamente 

JG: Desembucha 

PR: A morena - Meu coração da uns bagulho estranho 

JG: Que que tem?

PR: Foi levada as pressas para o hospital - Olho para o PR sem reação 

JG: Que que ela arrumou? - Pergunto me levantando 

PR: Desmaio - Ele passa a mão no rosto 

JG: Vão bora - Falo pegando a chave da moto e dois capacetes 

PR: Não é arriscado?

JG: Anda logo PR 

PR: Tô indo mano 

Fomos em direção ao hospital, Chegamos lá e fomos direto para a recepção

PR: Ô loira vim ver minha amiga - Ele fala enquanto eu a encaro 

Xxx: Nome? - Pergunta exibindo o decote para mim 

PR: Larissa Manoela Taques - Ela começa a procurar 

Xxx: Sala 30 - Ela sorriu

JG: Vão bora - Falo andando, Chego na porta e vejo seus amigos lá 

PR: Você vai entrar?

JG: Não - Ele assente e entra 

1 hora depois 

Já estava com mó tédio de ficar esperando, logo a porta abre revelando PR 

PR: Tu tá parecendo o Catra - Ele riu 

JG: Tava chorando FDP. - Falo - Que que tá pegando com ela?

PR: Entra lá mano, ela mesma te explica 

Entro no quarto recebendo os olhares de todos 

Léo: Isso é culpa sua - Ele vem em minha direção, em golpe rápido lhe jogo no chão - Filho da Puta 

JG: Não paga de louco pro meu lado não, Playboy - Dou um chute na sua costela. Todos me encaravam 

Léo: Meus pais estão vindo, Eles vão te deixar o mais longe possível dela. - Olho pra ele sem entender - Eles ainda vão te colocar na cadeia 

JG: Vamo ver então - Abaixo perto dele - Sua irmã só sai de perto de mim morta - Sussurro e ele arregala os olhos 

Levanto e vou em direção à cama, Larissa parecia assustada porém não falava nada.

Giih: Vamos deixar eles conversarem - Todos assente e vão em direção a saida ajudando o viadinho 

JG: Desembucha, Que que tá pegando contigo? - Falo puxando a cadeira e sentando do seu lado 

Lari: JG...E...E..u - Ela gaguejava 

JG: Fala logo porra - Falo na calma 

Lari: ......

JG: Larissa - Falo  já desconfiado - Não me diga que você pegou doença 

Lari: EutôGrávida - Ela fala rápido achando que eu não iria entender

JG: OQUÊ? - Grito - QUE PORRA LARISSA! 

Lari: Não me dê sermão, A culpa é sua também, No meu raciocínio foi quando a gente se pegou aqui no hospital 

JG: Espera - Parei pra pensar. Larissa tinha sido e única que eu comi sem camisinha, Então a Jéssica... - O filho não é meu - Levanto nervoso 

Lari: Como não JG? - Ela pergunta com os olhos cheios de lágrimas - Eu nunca me envolvi com ninguém a não ser você 

JG: Ô porra, Tô falando que o bebe que a Jéssica está esperando não é meu, Você foi a única que eu comi sem camisinha 

Lari: O que você vai fazer?

JG: Matar ela - Ela me olha assustada 

Lari: Não JG, Você não pode, Ela tá grávida 

JG: Não ligo - Digo me levantando - Ela me enganou 

Lari: Por Favor, Eu te imploro, Mesmo não sendo sua, a criança não tem culpa de nada 

JG: Tá Larissa, Tá, Para de drama - Digo me sentando novamente na cadeira 

Lari: Promete?

JG: Prometo - Desvio seu olhar do meu 

Lari: Promete olhando pra mim

JG: Prometo Larissa!! - Falo olhando pra ela - E outra você vai morar comigo, Seus pais só tiram você do meu Morro morta, Tá me ouvindo? -  Ela me olha incrédula 

Ela ia protestar 

JG: Quer que o bebê nasça? - Ela Assente - ENTÃO ME OBEDECE, PORRA 







Notas Finais


Um herdeiro (a) vem por aí 😍💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...