História Era apenas mais uma cena - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Lucy Heartfilia, Natsu Dragneel
Tags Nalu
Visualizações 139
Palavras 1.383
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Visual Novel
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Minha primeira shortfic, acho q terá só dois capítulos, eu ainda n sei.

Espero q gostem. Tentem ignorar os possíveis erros gramaticais e boa leitura 😊😊

Capítulo 1 - Proposal


                      Proposal

                             .

                             .

                             .

                     Capítulo 1

Lucy encarava os próprios pés corando enquanto o elenco inteiro de Fairy tail ria. Todos estavam reunidos para ler o que aconteceria no sexto episódio da sétima temporada e acabou que tinha uma cena de sexo entre Lucy e Natsu, um dos personagens principais da série. A garota era uma bela atriz, além de ser muito talentosa, já estava contracenando naquela série fazia cinco anos, e agora com o sucesso do casal principal, Lucy teria que fazer uma das cenas mais difíceis de sua carreira. Hiro Mashima sempre quis colocar uma cena assim, mas como Natsu e Lucy eram jovens demais, resolveram não arriscar. Agora que Natsu já tinha 18 e Lucy 17, eles não pensaram duas vezes. A cena seria um pouco mais intensa que a de Levy e Gajeel na sexta temporada, o segundo casal principal se saíram muito bem em sua primeira cena intima. Treinaram muito, mas a intimidade que tinham fora das câmeras também ajudo bastante na hora H.

A série acabou se tornando uma das melhores do mundo, estava em segundo lugar na categoria das mais populares. Todo adolescente acabou se apaixonando pela magia, as cores, as múltiplas batalhas, e é claro… Os personagens — que com seus empenhos e talentos — conseguiram cativar o público. Hiro Mashima fizera uma ótima escolha em criar um cenário de sonhos e faz-de-conta. A série se tratava de magos e fadas afinal de contas, e todo ser humano adora um conto de fadas, mesmo tendo aqueles que não admitiam.

Para que nenhum dos dois reclamassem e os diretores tivessem que excluir a cena, ele não deixou que ninguém lesse o roteiro daquele episódio até que estivessem todos juntos.

Quando chegaram naquela parte, todos olharam para o casal que estava sentado um do lado do outro e Hiro disse:

— Finalmente a cena tão aguardada irá acontecer! Lucy e Natsu vão finalmente transar! Podem preparar a pipoca que isso vai ser quente!

Então, todos olharam para eles. Lucy estava bastante vermelha. Não conseguia nem mesmo pronunciar uma palavra, e Natsu… Bem, Natsu não estava muito diferente.

— O que vocês acham? — Hiro perguntou ainda fazendo graça com eles. — Nosso casal enfim perderá a virgindade?

— Pare de dizer essas coisas. — Natsu resmungou, e Lucy apenas permaneceu calada, não conseguia encontrar as palavras certas para dizer naquele momento.

Aquele acabou sendo um dia difícil. Eles foram zoados o tempo todo pelos colegas de trabalho.

No final do dia, Lucy e Natsu foram chamados por Hiro para que pudessem conversar em paz.

— Olhem, eu sei que é difícil, mas vocês já previam que isso iria acontecer uma hora ou outra, não é? — Hiro dessa vez falava muito sério. — E como atores vocês tem que estar preparados para esse tipo de coisa.

Lucy e Natsu não conseguiam falar nada. Estavam muito envergonhados. A verdade era que nenhum dos dois haviam feito sexo antes, e aquilo meio que acabou se tornando um obstáculo para o casal. Então como poderiam gravar se não sabiam como era? Claro que possuíam um leve conhecimento do que significava e como funcionava, não eram burros e nem tão poucos ignorantes. Mas tinham medo e receio de acaberem falhando na hora H por nunca terem passado por aquilo antes. Pela primeira vez teriam que serem íntimos com alguém na frente de varias pessoas e seriam filmados. Só de pensar naquilo, Lucy já sentia seu estomago embrulhar de nervoso.

Os dois eram muito amigos, praticamente cresceram juntos por estarem contracenando a bastante tempo. Claro que já tiveram que se beijar em varias outras cenas, mas aquilo era completamente diferente, eles não estavam preparados. Sem contar o medo de depois não conseguirem retomar a amizade por acabar ficando um clima estranho.

A medida que Hiro falava eles iam ficando mais preocupados.

— Vai ser uma cena simples, vocês vão se beijar e logo depois darão início ao ato sexual — Hiro explicava mais ou menos como aconteceria a cena. — No começo vai ser estranho, mas quando vêem, já estarão dentro do clima.

Natsu e Lucy não conseguiam mais conter o constrangimento.

— Tudo certo, gente? — Hiro perguntou e os dois balançaram a cabeça fazendo que sim enquanto olhavam para qualquer ponto que não fosse o rosto de cada um. — Vocês tem dois dias para se preparar. Nos veremos até lá!

O diretor se despediu e saiu da sala deixando os dois sozinhos com seus pensamentos.

Eles nem ao menos olhavam um para o outro.

                      ~~¥~~

Natsu ficou o resto da tarde em sua casa assistindo televisão. Queria esquecer um pouco dos problemas. Não que ele estivesse prestando atenção no que passava, mas fingia que sim. Apesar de tentar tirar de sua cabeça, ele não conseguia parar de pensar. Aquilo já estava virando tortura!

Acabou dando um pulo de susto pelo som da campanhia que o pegou totalmente de surpresa.

"Quem será a essa hora?"

Foi o que ele se perguntou mentalmente, entediado e morrendo de preguiça de levantar do sofá. Ainda cogitou ignorar quem quer que fosse, talvez assim pensariam que não estava em casa e iriam embora, todavia, repensou sua decisão por causa do frio que estava fazendo lá fora. Não queria ser o responsável por deixar ninguém doente. Então levantou-se e foi arrastando os pés até a porta da frente de sua casa.

Tudo que demonstrou ao abri-la foi uma surpresa contida.

— Lucy? — indagou ele, sem reação. Encarou a garota a sua frente que tremia de frio dos pés a cabeça, abraçando o próprio corpo. Seu rabo de cavalo estava frouxo e a franja loira se rebelava em varias direções.

— Na… Natsu!… — pronunciou ela, os lábios pálidos tiritando. Ele não esperou que ela disse algo mais; passado o choque inicial de vê-la ali, apenas deu espaço e fez um gesto com a cabeça, indicando que a garota entrasse. Foi o que ela fez.

Lucy retirou seus sapatos e deixou-os alinhados na entrada antes de adentrar na casa completamente.

— Natsu, eu-

— Primeiro sente-se um pouco enquanto eu a preparo algo quente — Natsu a interrompeu —, Depois conversamos. Tudo bem? — sugeriu, não querendo demonstrar seu constrangimento ao tê-la ali.

O que diabos havia acontecido para a Heartfilia aparecer na sua casa do nada…? E naquelas circunstâncias?

— Obrigada… — a jovem agradeceu, esfregando seus braços com a intenção de esquentá-los. — Eu esperarei por você.

Dando um aceno de cabeça, Natsu seguiu para a cozinha para preparar algo que pudesse esquentar sua colega de trabalho.

"Será que ela gosta de chá?"

Questionou-se o jovem, se sentindo fatigado e resfolegando. O rosado era um completo inútil na cozinha, só o que sabia preparar era chá e café, e definitivamente não se sentiria nem um pouco bem em fazer a garota beber aquilo. "Acho que só vou fazer um chocolate-quente mesmo", ele se decidiu, pondo-se a preparar a bebida quente, cuja era uma das coisas mais fáceis de se fazer.

Natsu voltou para a sala e enfim sentou-se de frente para a garota, não antes de entregá-la a xícara com a bebida — que aceitou de bom grado — sorrindo satisfeita ao sentir o gosto do chocolate em sua boca. Natsu a mirou, cravando seus olhos verdes no rosto dela.

— E então? — ele inquiriu, iniciando um diálogo, porem, querendo saber o motivo da garota ter ido parar ali e Lucy compreendeu perfeitamente.

— Bem… — a Heartfilia começou, contornando o círculo na boca da xícara com o dedo indicador. — Primeiramente peço desculpas por estar sendo tão inconveniente.

— Não tem problema — revelou o garoto com um sorriso no rosto, a despeito do olhar levemente envergonhado. Isso a fez querer rir, mas se conteve. Ele estava prestando atenção no que ela dizia e esperando que prosseguisse.

— Você sabe que temos dois dias para começarmos a gravar nossa cena juntos, certo? — afirmou a loira, olhando para o rapaz, que concordou envergonhado. Aquele assunto ainda era difícil de digerir. — Então… Eu gostaria de lhe propor algo.

— Propor? — indagou o rapaz, levemente confuso. O que a Heartfilia tinha a lhe dizer para ter que ir a sua casa aquela hora da noite? Não queria, mas simplesmente não conseguia disfarçar sua curiosidade.

— É… Natsu… — ela iniciou; o coração parecendo que ia sair pela boca de tão forte que batia. Não conseguia mais esperar. Era agora ou nunca… Tudo ou nadaVocê aceita fazer sexo comigo?


Notas Finais


Sim, eu coloquei o tio Hiro na história. Achei q ficaria legal, espero q vocês tenham curtido.

Comentem o q acharam, ficarei deveras feliz. Lembrando q essa fic será curtinha, talvez o próximo capítulo já seja o último.

Beijinhos e até a próxima 😘😘❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...