História ERICA E O ALGÉS - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Zumbis X Unicórnios
Visualizações 4
Palavras 540
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ação, Bishoujo, Comédia
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Cross-dresser, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Incesto
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Rapariga do comboio 2


Virei me para trás e era ela,n me consegui conter e fui falar com ela, com muito nervosismo e ansiedade disse lhe olá, ela disse olá também, saí da casa de banho e fingi q nada aconteceu. Quando saí a rapariga chamou por mim, tinha me esquecido do batom em cima do lavatório. -hummm sabor a menta gosto, posso experimentar?- perguntou ela, eu disse q sim, e dps dela meter o bat senti a necessidade de a bejar, foi instintivo, ela n negou o bejo e continuou o processo, senti q havia uma conexão entre nós no fim ambas ficamos um bocado confusas mas felizes pq sentíamos o mesmo um pela outra, de seguida perguntei lhe o nome e pedi lhe o número, chama se Raquel, Raquel Lopes. 

Saí da casa de banho a correr, para q o Hugo não suspeita se muito pelo tempo q demorei,fui ter diretamente com ele.

Depois tivemos mais meia hora a espera e chegou um médico, informou nos do estado da mãe do Hugo, e disse q ela precisava de recuprar do ataque então teria q ficar nos hospital durante 2 dias.

Então mais descansados fomos todos para casa,o pai do Hugo levou nos para casa, depois de jantar o Hugo é o pai decidiram q iam mais uma vez visitar a mãe, eu fiquei em casa.

Liguei à Raquel,disse lhe q estava em casa sozinha e q ela podia vir ter comigo, ela aceitou de imediato o meu convite, e dez minutos depois tocou a campainha. Disse para ela entrar e se por a vontade, e foi exatamente o q ela fez, começou por tirar os sapatos e a camisola, e dps veio se sentar no sofá comigo enquanto eu estava a ver as "Tardes da Júlia". 

Começamos as duas a trocar olhares, com um pouco de nervosismo comecei a tocar lhe no cabelo, ela deixou me, de seguida ela começou a mexer no meu cabelo, ambas sentimos o mesmo e tivemos a necessidade de nos beijarmos. Foi aí q o clima subiu e começamos a comer nos ali na sala do Hugo, senti me um bocado mal e receosa porque eles podiam chegar a qualquer momento,mas por outro lado estava feliz por estar a descobrir esta nova faceta minha, estava mesmo a sentir me atraída por uma rapariga.

A Raquel era linda bem como o seu corpo, e eu n resisti a tentação e comecei a tirar lhe a roupa, disse lhe para irmos para um sítio mais privado então fomos para o quarto do Hugo,aí começamos a ter relações sexuais uma com a outra,melhor sexo q ja tive na minha vida sem dúvida.

Depois de acabarmos disse para ela se vestir e ir rápido para casa, ja que o Hugo estava quase a chegar, eu vesti me e depressa voltei a repor as coisas como estavam, ela tinha se ido embora e 10 minutos depois chegou o Hugo é o pai dele,o Hugo trazia na sua mão uma caixa vermelha com um embrulho, era a minha prenda da anos, a caixa continha o meu perfume preferido e uns sapatos da converse novinhos em folha, agradessi lhe com um abraço e um beijo na boca.

Finalmente hora de deitar, q dia mais exaustante, espero q amanhã seja melhor



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...