História Escada para o Purgatório - Capítulo 20


Escrita por: ~

Visualizações 8
Palavras 516
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Ficção, Romance e Novela, Shounen, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Linguagem Imprópria, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir culturas, crenças, tradições ou costumes.

Capítulo 20 - Asmodeus


Dean abriu os olhos. Estava numa zona negra, vazia. O garoto gritou de horror e começou a pedir ajuda.

DEAN: Socorro! Alguém?! Onde é que eu estou?!

Uma voz ecoou pela dimensão, assustando Dean. 

???: Tenha calma, meu jovem. Vamos falar civilizadamente...

Do nada, uma forma humana começou a formar-se à frente de Dean, que assistia à cena, assustado. Um homem surgiu, sorrindo para Dean.

ASMODEUS: Olá, Dean. Sou Asmodeus. 

DEAN: Mas que... Que tipo de aberração é você?

ASMODEUS: Eu sou alguém que te pode ajudar muito, Dean. Digamos que sou uma entidade com poderes inimagináveis. Posso fazer tudo o que você quiser, quando quiser.

DEAN: Espera aí... Luke... Ele me falou de um Asmodeus quando me mostrou o seu livro de demonologia... Você é um demónio?! 

ASMODEUS: É... É o que vocês me chamam lá em baixo na terra... Mas não tenha medo, estou aqui para ajudar você, Dean.

DEAN: Me diga, onde estamos? O que você quer de mim?!

ASMODEUS: Bom... Só digo que matei você e que nesse momento estamos no limbo, uma zona entre os vivos e os mortos. 

DEAN: Eu... Eu estou morto?! Você me matou?! Porquê?! 

ASMODEUS: Me deixe falar, garoto. Tenho milhões de anos e mereço respeito... Bom, sim... Estou aqui para nos ajudar-mos mutuamente, preciso que você faça uns trabalhinhos por mim lá na terra.

DEAN: Que tipo de trabalhos?..

ASMODEUS: Nada que seja muito difícil para você... Caçar umas criaturas... Umas limpezas...

DEAN: Mas eu estou morto, como é que eu posso ajudar você? 

ASMODEUS: Aí é que a magia começa! Eu posso ressuscitar quem eu quiser, Dean! Você só tem que me ajudar, e eu posso trazer os seus amigos que morreram de volta à vida!

DEAN: O quê?

Asmodeus soltou uma risada assustadora.

ASMODEUS: Acredite, garoto... Só para te mostrar vou ressuscitar você agora mesmo.

Com um estalo de dedos, Asmodeus e Dean apareceram outra vez na cidade onde Dean morreu.

DEAN: Não é possível... 

ASMODEUS: Oh, sim... É possível. Eu acabei de trazer você de volta. E se você me ajudar eu posso ressuscitar os seus amigos.

Dean estava confuso e preocupado.

DEAN: Mas porquê eu? 

ASMODEUS: Eu vejo muita mágoa e tristeza no seu coração, Dean. Quero que você se limpe dos seus pecados me ajudando... Eu farei com que todos os que partiram voltem para lutar ao seu lado contra Alexander e o seu Rebanho.

DEAN: Eu estou dentro. O que é que eu tenho de fazer? 

ASMODEUS: Tenha calma, Dean. Primeiro vou recompensar você por ter concordado em trabalhar comigo.

Dean ficou curioso. 

DEAN: Como? 

ASMODEUS: (sorrindo) Você pode escolher a pessoa que quiser, das que morreram claro, para eu ressuscitar. Essa pessoa vai te ajudar no trabalho que eu vou-te dar. 

Dean sorriu de felicidade.

ASMODEUS: Bom... Quem é que vai ser?.. 

Numa parede, apareceram as fotos de Jimmy, Jennifer, Luke e Courtney.

DEAN: Só quatro?

ASMODEUS: São os únicos que posso ressuscitar de momento... Escolha um.

DEAN: Você é mesmo um babaca... Brincando com as vidas dos outros como se fossem insignificantes... 

ASMODEUS: Mas Dean... Eu posso ressuscitar todos! Mas você tem que me ajudar... Me ajude e eu ajudarei você!

DEAN: (falando para si próprio) Desgraçado... Quem é que eu vou escolher?..






Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...