História Escravo do seu amor - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Boruto Uzumaki, Himawari Uzumaki, Hinata Hyuuga, Jiraiya, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sarada Uchiha, Sasuke Uchiha, Tsunade Senju
Visualizações 108
Palavras 1.653
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Ficção, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo-Ai, Universo Alternativo, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Capitulo Triste. Mas haverá romance mais a frente.

Capítulo 8 - Corações feridos


Fanfic / Fanfiction Escravo do seu amor - Capítulo 8 - Corações feridos

A cena que eu vi era de partir o coração. Um aglomerado de pessoas cercavam a porta e muitas vozes e choros se misturaram. Ouvia algumas delas dizendo para Naruto sair. 

Jiraya, Tsunade, Neji, Rock Lee, a irmã mais nova de Hinata e até Shikamaru estava em torno de uma porta.

Tsunade veio correndo assim que me avistou.

T- Sasuke, recebemos a notícia a uma hora e Naruto se trancou lá desde então. Tente falar com meu neto, por favor. Ele estava pálido e suando.- a voz dela era desolada.

Em minutos fui cercado de rostos conhecidos, me pedindo para ver o estado de Naruto. Bati na porta.

S- Naruto. É o Sasuke,  abra pra mim.

N- Tá,  mas só você entra.

Ouvi suspiros aliviados. A porta se abriu e uma mão me puxa pelo pulso pra dentro, logo a porta foi trancada atrás de mim.  Uma sala com mesa e cadeira, e tinha uma maca perto da parede.

Era insuportável a expressão de dor e desamparo no rosto de Naruto. Não sabia o que dizer, e acho que ele também não, pois apenas afundou o rosto contra  meu peitoral, suas mãos agarraram minha blusa fortemente, e um choro doloroso saiu de sua garganta, minha camisa foi ficando molhada de seu choro. Fiz a única coisa que poderia fazer, o abracei o mais forte que podia, e assisti seu desespero.

 Nossos corpos pesaram e lentamente deslisamos pro chão. 

Não sei por quanto tempo ele chorou, mas se passará aparentemente uma hora, até que seu corpo relaxou em meus braços, quando o ajeitei, vi que adormeceu. Manchas escuras em torno dos olhos mostrava sua exaustão. Fiz um carinho em seus cabelos, aproveitando o tempo pra entender a situação.

De todo o lado que olhava ela ficava pior. Não só perdemos a Hinata, como para Naruto  era ainda mais difícil. Naruto depois de sua mãe, não teve muito o que perder, de repente lhe é dado uma família a quem se importar, e logo tão cedo sofre uma dor dessas.

Por que Hinata. Oh Kami o que vou fazer. Teremos que lidar com o enterro.  O Naruto terá que lidar com a imprensa, dois filhos pra criar e o luto pela Hinata. 

Senti lágrimas no meu rosto. Não posso suportar ver ele sofrer assim. A vontade é de ir embora, mas nunca o abandonaria no momento mais difícil. Terei que ser forte em dobro. Mas só por agora, vou sofrer a perda de uma grande amiga.

○2hs depois

Despertei de mal jeito e Naruto acordou junto comigo. Uma voz profunda e grossa chamava  do outro lado da porta. Era o pai de Hinata.

Hs- Naruto, tenho algo a conversar com você.

Naruto baixou a cabeça.

S- Só um minuto Hiashi, já sairemos.

Naruto me olhou desamparado.

S- Vamos Naruto, estarei com você, precisamos entender o que aconteceu, como está sua filha? Você viu ela?

N- Sim, eles disseram que o parto seria difícil, me pediram pra sair, após cesaria, Hinata ainda segurou a neném , tínhamos escolhido Hikawari como seu nome, estávamos emocionados, mas ela suava e estava muito pálida, de repente, ela fechou os olhos e um monitor disparou. Agarrei a minha filha pois Hinata afroxou os braços e a neném escapuliu. A enfermeira disse que eu tinha que sair que houve complicações, entreguei minha filha a ela e aguardei do lado de fora. Uma hora depois....

Uma lágrima caiu, e Naruto engoliu seco.

S- Naruto, eu sei que você irá desabar, mas temos que cuidar das coisas primeiro. Eu nem se quer acredito que isso está acontecendo. Mas vamos, temos que ver onde ... a Hinata está e providenciar....

Não conseguia, parecia tão errado ela está morta.

S- Pelo tom de  Hiashi ele tem algo importante a dizer.

N- Ele deve me odiar.

Segurei o rosto de Naruto e sua dor dilacerou meu coração.

S- Eu sei que não adianta dizer que é sua culpa agora. Sei que doi mas nunca vou dexa-lo.

N- Obrigado Suke. - ele apertou minha mão com força.

S- Vamos- o ajudei a se levantar e saímos,  Hiashi esperava apenas com Neji no corredor. Neji olhou solidário para mim e Naruto.

H- Pedi um pouco de privacidade, mas gostaria que ficasse Sasuke.

Assenti. Quem conhece Hiashi sabe que o mesmo não é do tipo de mostrar sentimentos e é muito reservado, mas quando olhou para Naruto, era perceptível a culpa e tristeza em seu semblante. Ele se aproximou de Naruto e colocou a mão em seu ombro. 

H- Naruto, não queria que as coisas acontecesse assim, mas foi um pedido de minha própria filha. - Ele suspirou pesado- no quarto mês de gravidez, quando você ficou três dias fora viajem de negócios, minha filha passou mau, descobrimos uma complicação em sua gravidez. Ela perdeu sangue, teve uma hemorragia, mas se recuperou. Pediu para que nada fosse revelado , não queria te preocupar. O problema é que quanto mais a gravidez prosseguia, mas a saúde  de Hinata piorava. Até que no fim do sexto mês chegamos a triste conclusão de que o único jeito era retirar o bebê, mas ainda sim haveria riscos de Hinata não sobreviver, o estresse e a perda acarretaria hemorragias piores. O bebê estava perfeitamente saudável. O problema realmente foi Hinata. Como a primeira vez que ela engravidou não teve problemas, achamos que ela havia escapado do mau de nossa família. Mas foi apenas coincidência. A minha esposa tem o mesmo problema e quase morreu ao dar luz a Hinata. O problema é o útero, conforme dilata na gravidez, mais hemorragia gera.

Naruto ouviu chocado a informação, isso explica de vez e quando  o suor e a palidez de Hinata. Me espanta que ela conseguiu esconder sua situação tão grave.

N- Por que? - Naruto sussurrou.

H- Ela escolheu a vida de sua filha, ela não ia matar seu bebê saudável pra se salvar. Pediu que nada disso fosse dito a você e exigiu sigilo médico além de sigilo como seu pai. Temendo pelo pior ela queria que vocês fossem felizes enquanto pudesse, não queria gastar o tempo com você cheio de dor e preocupação. Infelizmente como ela escolheu prosseguir a gravidez, nada pode ser feito para salva-la - para minha surpresa uma lágrima rolou pelos olhos de Hiashi- tivemos esperança quando no sétimo mês em diante as hemorragias pararam, mas a última que aconteceu após o parto foi demais para o corpo dela. Eu sinto muito Naruto.  Pelo menos nossa família estava preparada, mas você... Saiba que sou muito grato, você sempre foi um marido exemplar e sempre que os via, ela estava feliz. Fez dela uma mulher forte, assim como criou meu neto muito bem... Eu vou deixar você agora com nossa família, tenho que ver minha esposa, ela foi internada, a notícia a abalou demais.

N- Ela está bem?- sua voz saiu tremula.

H- De saúde sim. Assim que se sentir em condições, pode ver a Hinata, é melhor ver ela no leito- vi as mãos de Hiashi tremer- sinto muito, mas eu tenho que ir.

Neji se aproximou assim que Hiashi saiu. Ele abraçou Naruto, e afagou suas costas. O rosto de Neji estava abalado. Ele beijou a testa de Naruto e saiu sem dizer nada.

Naruto ficou paralisado, de repente ficou pálido , colocando a mão para tampar sua boca parecendo que ia vomitar. Coloquei a mão em seu ombro, sua cabeça encostou no meu ombro.

S- Naruto...eu... lamento.

N- Se pelo menos.... Não.... mesmo que eu soubesse...

Naruto mordeu os lábios com força até um filete de sangue escorrer pelas laterais. O abracei novamente com força, e novamente um choro de raiva e dor saiu dele.

N- Por que!? Ela era tão doce... os nossos filhos...eu...

Um silêncio prolongado se instalou no local. Queria deixar ele desabafar.

N- Quero .... vê-la.

S- Quer que eu te leve até lá? 

Ele apenas assentiu.

Fomos em direção a ala médica, parei uma enfermeira para pedir informações,  ela olhou penalizada para Naruto. Me segredou que na hora que o mesmo recebeu a notícia sobre a morte da esposa tentou invadir o centro cirúrgico,  foram necessário três guardas para deter. Por sorte Jiraya conseguiu conversar com ele, senão seria dopado.

Entramos na sala e avistamos uma maca com um corpo coberto em cima. O local está extremamente frio, tirei meu paletó e coloquei nos ombros de Naruto.

Quando me virei para me retirar e deixar ele a vontade senti uma mão agarrar meu braço.

N- Fique comigo.- seu olhar era suplicante.

Fechei meus olhos, realmente não queria ver isso... mas não tinha opção. Olhei as triste safiras opacas.

S- Tudo bem.

Nos aproximamos e ele afastou o lençol, expondo o corpo de Hinata. Nem parecia morta, apenas dormindo serena. Seu rosto era calmo. 

Naruto puxou uma cadeira e sentou perto dela. Pegou sua mão entre as suas.

N- Eu tenho tanto a te dizer. Primeiro que eu te amo, você foi a melhor esposa e amiga que pude ter. Eu sinto muito, jamais poderei substituir o seu papel na vida de nossos filhos, teria sido melhor eu ter ido em seu lugar, falhei e proteger logo você que .me deu muito, prometo que cuidarei deles.- mas lágrimas ganharam o rosto de Naruto quando levou as pálidas mãos até os lábios e as beijou. - Obrigada por salvar nossa filha, mesmo sendo um preço caro a pagar. Ela é linda e sempre me lembrará você. Onde quer que esteja Hinata, espero que esteja bem.

Naruto se levantou e delicadamente colocou a mão de volta no leito. Deu um selinho nos lábios de Hinata.

N- Preciso de ar. Vamos.

S- Vai na frente logo te alcanço.

Ele hesitou mas prosseguiu.

Eu fui até ela, e beijei sua testa, algumas lágrimas minhas caiu sobre seu rosto.

S- Vou sentir saudade minha amiga. Lamento, não deveria ter ido tão cedo. Por que? Você tem o Naruto e seus filhos, amigos e família que te ama. Espero que um dia eu possa te dizer as coisas que tinha guardado pra mim. Você é muito especial. Espero que ao menos tenha ido em paz.

Beijei novamente sua testa e fui procurar Naruto.

Seria os meses mais longos de minha vida. E não sei nem por onde começar....





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...