História Eu Devo Odiar Você.(Semi-Hiatus). - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook, Jimin!top, Jk!bottom, Namjin, V-hope, Yoonmin
Visualizações 59
Palavras 2.368
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura ~~~~

Capítulo 3 - Min Yoongi.


Uma das coisa que eu sempre odeie foi acordar cedo,logo depois vem Jimin e Taehyung.Não liguem pro meu desabafo espontâneo,estou no efeito noite-de-reviradas-na-cama e uma ansiedade descontrolada que me veio só de pensar que vou reencontrar Namjoon depois de tantos anos - nem tanto assim - sem saber ao menos de um aviso ou até mesmo uma fofoca.E convenhamos,uma fofoca é sempre bem-vinda.Eu adoraria que meu mal humor passasse assim que eu abraçar aquele bambu,mas eu que só depois de um sono até as cinco da tarde me deixaria bem mais feliz e estonteante.

Desci daquele táxi parecendo uma bruxa,só falto a verruga.Meu estado era nitidamente de uma coruja,já que eu me encontrava com grande roxo em baixo dos meu olhos,espero que não pense que eu apanhei de um namorado possessivo ou cai em meio a uma briga com a mulher do meu amante.Eu não tenho amante,que fique claro.

-Garotinho!.-Um grito para toda Busan ouvir saiu de Namjoon e o mesmo me abraçou feito um urso,ficamos um tempo naquele "abraço" e assim que ele me solto,eu tive certeza que meu fígado não foi destruído pela bebida e sim pelo Nam,por que se aquilo não foi para quebrar um braço ,eu não sei o porque desse moedor de carne.Quase virei carne moída.-Que saudades!.

-Nam,você deixou sem ar e não foi no bom sentido.-Meu rosto deve estar parecendo um tomate ou uma berinjela.-Não faz isso,cara.Estou ficando velho para essas coisas.-Me recomponho e dou um sorriso cansado,meu amigo só fez questão de me puxar para dentro daquela casa, grande de mais para duas pessoas, e correr comigo pela escada ,parando em um aporta bem conhecida por mim e entrando por ela ,revelando meu quarto ,de infância e adolescência limpo, e bem organizado - como nunca foi naquela época.

-Descanse e quando acorda não evite descer lá em baixo para comer e passar um tempo comigo.-Disse com seu jeito pai e brincalhão me mandando uma piscadinha e me deixando sozinho.E a primeira coisa que vou fazer e tirar essas roupas grandes e me jogar na minha cama - agora um pouco maior - ,e dormi gostoso.

Aquele quarto espaçoso era fonte de lembranças boas e ruins,nelas continham meu pai,minha mãe ,minha irmã ,Jimin e Namjoon.Confesso que gosto mais aquelas que tinham o embuste-vacilão,mais basicamente ,Jimin.Foi no meio de uma delas que eu tive a porcaria do meu primeiro beijo e uma quase transa.Graças a Deus que a minha mãe tinha se esquecido de me trazer as minha cuecas.Tiro as minhas roupas e acabo pegando uma blusa branca para dormi.

 

É constrangedor ficar ao lado dele.

Por que que eu estou suando e tão tímido a sua presença?.Eu nunca fiquei assim antes ,por que justo agora?.Enquanto Jimin escrevia a sua parte do trabalho ,concentrado no que ele fazia ,eu estava o cercando demais,ás vezes ele olhava de relance e sorria quando eu desviava corado de seu rosto bem formado na minha opinião.Pela milésima vez,por que?.

-Acabei.-Escuto sua voz e uma risada nasal por sua parte me atiçou a olhar na sua cara e o desgramado está numa posição tentadora.A visão que eu tinha era de um Park Jimin com as pernas cruzadas em forma de índio ,enquanto se apoiava nos braços bem trabalhados,mostrando bem os seus músculos ,com seus cabelos negros para trás e com um sorriso pervertido.O meu sangue se concentro nas minha bochechas.-Aconteceu alguma coisa,doll?.

-Pare de me chamar assim.-Desvio o meu olhar daquele homem,mais chamado de pecado capital,antes que eu pense em fazer uma loucura.Não que eu pensasse em fazer alguma coisa com ele enquanto eu tô sozinho ou qualquer coisa parecida,longe disso e longe de mim.

-Então que tal.....-Ele faz uma cara pensativa e assim que acaba me olha sugestivo.-Bonequinha?.-Olho com uma cara de espanto e eu pude ouvir a risada escandalosa se alastra pelo quarto e assim que o idiota parou de rir da minha cara, Jimin, engatinhou em minha direção e parou bem perto do meu rosto com um pequeno sorriso moldado nos lábios.

-O-O QUE PENSA QUE ESTÁ FAZENDO?.-Grito sendo jogado no chão, ficando deitado no tapete felpudo e logo senti o corpo grande me cobrindo e fazendo com que os nossos corpos não tivessem alguma distância.-Ji-

Loading...

O universo está de brincadeira com a minha cara.Por que estou sentindo as minha bochechas pegarem fogo?.Por que uma das mãos do Park está na minha coxa?.Por que estou com as minhas pernas em volta do seu quadril?.Por que eu estou com a minha boca colada na do Park?.Por que eu estou gostando do seu apertos no meu corpo?.

Os movimentos ágeis com a sua língua em torno da minha, me faziam se perde um pouco o raciocínio e as mãos insistiam em querer abrir a minha calça.Seguro com uma certa força seu ombro o puxando para mais perto, fazendo assim, os nossos membros se chocarem um pouco forte,por causa do ósculo, meu alfar foi engulido por ele.

-Filho,eu acabei-......MAS QUE VOCÊS DOIS PRETENDEM FAZER?.-Minha mãe tinha entrado e pegado nós dois naquela cena constrangedora.Sua face estava raivosa e ela segurava o cesto de roupa que contia as minha cuecas.Jimin se afasto do meu corpo e olho nervoso para a minha mãe, essa que tinha colocado o cesto em cima da minha cômoda e cruzo os braços.-Me respondam.

-Iriamos transar.-Jimin disse sem vergonha nenhuma e eu acabei infartando.

 

Não tinha sido a melhor forma de acorda, mas foi o suficiente para mim ficar um pouco mais feliz.Não que eu tenha gostado de lembrar como eu tinha perdido o meu BV ou ser pego pela primeira vez em uma cena constrangedora para um adolescente como eu,que era sempre tímido e certinho demais para fazer algo errado ou vergonhoso.

Como Namjoon pediu, quer dizer, mando, eu fui para cozinha, mas meu coração gelo assim que eu ouvi o espiro escandaloso do Taehyung acompanhado com a risada do Jimin.Decido dar meia volta, só que o universo gosta de me prejudicar , eu acabei dando de cara com o Nam, e não era só isso, eu estava apenas com uma blusa branca que eu sempre uso para dormi.Eu não pude raciocinar, quando senti ser puxado para sala sendo recebido por um olhar malicioso de Taehyung, outro de luxúria e com um pouco de raiva de Jimin e outro sem muito importância de Hoseok.

-Meu filho.-A minha mãe veio me abraçar, me quebrando aos poucos e fazendo questão me deixar sem ar, quando ela me solto aos poucos fez questão de beija meu rosto todo e deixar alguns requisitos de baba em algumas partes.Limpo meu rosto fazendo a tipica cara de nojo que todo os adolescente.fazem ao receber algum afeto do mãe, depois desse ocorrido, minha mãe se manteve agarrada a mim até ouvir o som do forno avisando que estava pronto a torta de morango.

-A minha preferida.-Digo risonho e vou a sua direção sentindo o cheiro gostoso daquela comida, ela coloca em cima da mesa ,que já estava composta de pratos,talheres, um café preto em um bule, leite, açúcar, bolinhos, chá e alguns bolinhos.Me sentei do lado de Namjoon e do meu outro lado sento Jimin com uma cara nada boa, antes de eu pegar a minha xícara favorita, um rapaz muito bonito de cabelos loiros entro e sorriu para a minha mãe, o lado vazio de Jimin foi ocupado e logo mesmo deixou um selo nos lábios fartos, eu senti a minha cara ir em direção ao chão quando os dois fizeram aquilo e meu rosto começou a esquentar, me viro para Namjoon e o mesmo ri da minha cara e eu bato em seu braço.

-Que agressividade.-Nam sussurro e passo a mão no lugar aonde eu desferi um tapa e fez um pequeno bico nos lábios, eu ri baixinho do seu drama e segurei sua mão por cima da mesa, entrelaço meus dedos no dele, sua mão quentinha acolhe a minha e seu dedão começa a fazer uma caricia em cima da minha mão, sorrio e pego a minha xícara favorita.-Coloca a xícara de café aqui e aproveita e coloca um pouco de chá.

-Chá?.-Olho um pouco indignado para o mesmo.Desde quando Kim Namjoon gosta de chá?.-Está usando drogas?.Bebeu antes de vir tomar café?.Dormiu com uma pessoa que não gosta de café?.Está tocando nosso fiel escudeiro por um chá?.

-Bem,eu quero diferenciar um pouco, não posso?.-Namjoon desvio o olhar e foi ai que eu olhei onde seu olhos miravam e vi o rapaz colocando um pouco de chá na xícara de Jimin,olho novamente para o meu amigo e faço uma cara nada boa.-Jungkook,olha-

-Quieto,Kim Namjoon.-Solto da mão do mesmo, e tento o possível para não olha para os meu lados, não estava nem um pouco afim de ver o embuste com seu namoradinho  e nem olhar na cara daquele traidor.-Nojento, desgraçado sem coração.-Murmuro um pouco com raiva assim que acabo que tirar um pedaço da minha torta e a colocando no meu prato, minha mãe olho para mim com uma cara de interrogação e eu dei o meu tipico sorriso falso, Taehyung que estava sentado a minha frente também me olha estanho e eu mando meu olhar sério.

-Está uma delicia, senhora Jeon.-O loiro falou recebendo um olhar amoroso da minha progenitora, eu fiquei com um sentimento de incomodo e uma pequena dor no peito.Eu não estou com ciúmes, e só um jeito de dizer que eu tenho um problema no coração.

-Jungkook me ensino quando era mais novo,eu só sigo o que ele me receito.-Minha mãe ri e olha em minha direção, acabo não mostrando alguma reação e continuo a comer.

-Seria um prazer aprender com ele.-Me engasgo com um pedaço e começo a tossir sem controle, pego a xícara de café e a tomo em só gole fazendo com que o pedaço rasgasse a minha garganta.-Você está bem?.

-Sm,só ouvir uma coisa idiota.-Eu sei que fui um pouco rude, mas assim que eu olhei para o mesmo, ele tinha um sorriso idiota nos lábios, eu franzi as sobrancelhas e senti um tapa na minha cabeça.-Aí.

-Não seja idiota.-Olho para Namjoon que continha uma expressão de repreendimento e eu olho pior ainda.Ele sabe que eu odeio isso,bato em sua mão vendo seu olhar se desesperar, me levanto um pouco furioso e deixo ele me chamar.

Fecho a porta do meu quarto com uma força surpreendente para mim, pego uma calça preta e um sapato qualquer,os visto ,saindo assim para fora ,sem antes de pegar um casaco e sair finalmente pela porta da frente,Em algumas quadras, podia se ver o mar logo após, como o dia estava fechado tinha pouco movimentação, do jeito que eu gostava.Caminho até aquele paraíso em passos rápidos,em pouco minutos sinto meu sapato afundar ,os tiro junto com a minha meia a colocando dentro do sapato e o seguro nas minhas mãos,caminho sobre a areia fofa ,sentindo ela entra entre os meu dedos me fazendo pequenas cócegas.Acabo me distraindo com uma pequena concha e não vejo uma bola vim em minha direção, acertando no meu lado direito do meu rosto.

-Eita, agora matei um.-Ouvi uma voz logo em segui ouço uma risada um pouco debochada.-Vem, eu te ajudo.-O moço me estendeu a mão e eu acabei aceitando, quando fiquei de pé senti uma pequena dor no nariz e uma leve tontura.-Eu arrebentei sei nariz.-Quando eu olhei para ele ,senti um sensação de déjà vu.  

-Diz uma coisa que eu não sei.

-Sou Min Yoongi,e você marrento?.-O tal Yoongi sorriu de um jeito malicioso e aquilo me assusto.Mau me conhecia e já está me querendo nu.

-Jeon Jungkook.-Pego um pequeno lenço que se encontrava no meu bolso e coloco no meu nariz,o Yoongi me olha como se me conhecesse, mas não disse nada, em vez disso me seguro pelo pulso e me levou ao um grupo de pessoas que olhavam para mim com espanto.-O que foi?.

-Pessoal, esse aqui é Jeon Jeongguk.Meu namorado.-O universo está de brincadeira com a minha cara.COMO ASSIM NAMORADO?.

 

Após meu desmaio, eu meio que me encontrava em um quarto azul e branco, cores bonitas por sinal, a decoração era de um adulto-adolescente, isso não fez sentido mas deixa pra lá.Eu estava coberto e assim que eu tiro, me encontrava apenas de cueca e com uma grande marca na minha perna.Eu tinha sido abusado?.

-Eu não encostei em você.-Solto um grito fino o suficiente para fazer o mesmo correr em minha direção e tampar a minha boca.-Não grita.Você vai acorda a minha mãe;E você não quer ser pego quase nu no meu quarto.-Ele tira a mão da minha boca e se senta na minha frente.

-O que você queria que eu pensasse assim que me visse pelado e com uma marca na minha perna?.

-Bem,eu quando fui tirar você do carro, eu meio de bati a sua perna na porta e eu tirei as suas roupas por causa da febre.-Ele me explica com um pouco de receio, afinal eu não posso acreditar no que ele diz.

-Tudo bem,mas eu queria saber o por que de você ter dito que eu era sua namorado?.-Pergunto assim que vejo as minhas roupas jogadas do meu lado, tento pega-las mas sou impedido pelo branquelo.O mesmo pega as suas roupas que estavam em uma pilha e me entrega.

-Se vista.Minha mãe quer conhecer você.-Yoongi sai me deixando sozinho,com aquelas roupas bem formais.Me olho no espelho e vejo que aquilo fico muito bom no meu corpo,eu nunca pensei que eu fosse ficar tão bonito com aquele tipo de roupa, assim que eu tava bem vestido , a porta é aberta pelo branquelo e em suas mãos continha uma caixa de joias, ele abre e tira um pequeno cordão prata ,escrito "YoonKook".Tá, esse negócio está ficando esquisito.

-Por que isso?.Isso está ficando esquisito,Yoongi.-O mesmo me viro e sorriu doce.Ele era bonito, não posso negar.

-Eu fiz hoje , então não se preocupe.-De alguma forma estou com medo do vai acontecer essa noite.Eu sei que estou fazendo uma loucura de aceitar tudo o que ele está fazendo, sendo que daqui a pouco vai fazer algumas horas que eu estava fora, a minha mãe deve estar preocupada, mas eu estou interessado com tudo isso, apesar de tudo, eu me sinto seguro com Yoongi, desde o momento que olhei em seu olhos.


Notas Finais


Vocês não estão entendo nada,mas daqui para frente vocês vão ver.
Até logo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...