História Eu não sou loca o BTS que é... ou melhor Kim TaeHyung é! - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kai, Lay, Rap Monster, Sehun, Suga, Suho, V, Xiumin
Tags Adolescente, Bts, Drama, Escolar, Exo, Faculdade, Grupos Coreanos, Hentai, Irmãos, Jongin, Kim Taehyung, Kpop, Loucura, Romance
Visualizações 196
Palavras 591
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Hentai, Luta, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Saga, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Nudez, Sexo, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


B
O
A

L
E
I
T
U
R
A

Capítulo 3 - 3


Fanfic / Fanfiction Eu não sou loca o BTS que é... ou melhor Kim TaeHyung é! - Capítulo 3 - 3


Terminei de tomas meu sorvete. Liguei para meu pai e nada. Tentei mais duas e nada. Decidi ir para casa, ja havia passado meia hora. Quando dobrei na esquina da casa de minha mãe vi um carro parar na frente da casa e minha mãe sair de dentro junto com um cara alto e pelo que vi da mesma idade que meu pai. continuei indo em direção a eles, mas ele não me viram e seguiram de mãos dadas para dentro da casa.

Fiquei na porta ouvindo os sons lá de dentro.

-Filho chegamos! -ouvi o homem gritar.

-De quem é essas malas? -perguntou minha mãe.

-Uma garota chegou mais cedo e disse que era sua filha. -ouvi a voz do garoto. -Ela disse que ia tomar sorvete e voltava depois. -explicou.

-Merda! Era hoje? -Ouvi minha mãe gritar desesperada. -Eu devia ter ido buscar ela no aeroporto. -falou preocupada.

"pera, essa é minha mãe?"

-Calma, ela já deve estar chegando, não tem como arrumar mais do que esta. -falou o homem calmamente.

-Será que ela vai me reconhecer? -perguntou minha mãe preocupada. -faz tanto tempo.

"É claro que não vou reconhecer! Quem é essa mulher que diz ser a puta da minha mãe?"

Eu hesitei antes de bater na porta, eu estava nervosa.

-Você quer que eu atenda? -perguntou o homem.

-Deixa que eu atendo. -fala o garoto.

A porta se abre e o garoto aparece agora com uma camiseta preta.

-Entra. -pediu.

Eu entrei e fiquei encarando minha mãe ainda de mãos dadas ao homem. Minha mãe veio até mim e segurou meu rosto me examinando e logo depois me deu um abraço.

"como assim Brasil? Aé, não to mais no Brasil. Deve ser por isso que estão acontecendo essas coisas comigo."

Eu retribui o abraço e logo nos soltamos.

-Desculpa, eu devia ter ido te buscar. -fala triste. -Eu esqueci que era hoje. me desculpe.

-Tudo bem Mãe, mas o que está rolando aqui? -perguntei olhando para os dois.

-Esse é meu noivo. -fala indo até o homem. -E esse é seu filho Kim TaeHyung.

-Noivo?-perguntei surpresa. -Uau.

-As coisas mudam filha. -fala.

-Espero que pelo menos o meu quarto não tenha mudado. -falo observando o casal.

-Vem, eu te levo até lá. -fala minha mãe.

Pego minhas malas e Tae me ajuda, sigo minha mãe para o segundo andar. Ela abre a segunda porta do corredor e lá estava meu quarto lindo com as paredes pretas com alguns poemas e pôster de bandas na parede. Ah, minha cama que saudade. Estava tudo do mesmo jeito que deixei.

-Uau! -se surpreendeu TaeHyung. -Por isso nunca me deixou entrar aqui? -perguntou fazendo biquinho para minha mãe.

-Sei que você é louco por essas bandas também por isso não deixei que entrasse. -falou minha mãe bagunçando o cabelo do garoto.

Fui até o porta retrato do lado de minha cama. A foto de meu pai, minha mãe e eu. "minha verdadeira família" Mas parece que meus pais estão mais felizes agora separados do que na foto que estavam juntos. suspirei e larguei o porta retrato no criado mudo e sentei-me na cama e observei o quarto.

-Vamos deixa-la descansar Tae. -minha mãe falou ao garoto. -Você deve estar cansada com o vôo descanse que eu mando te chamarem para a janta. -falou puxando Tae para fora do quarto e me lançando as chaves do mesmo antes de fechar a porta.

Tirei meus sapatos e deitei na cama. Eu só queria chorar agora e foi o que fiz antes de pegar no sono. 


Notas Finais


Gostaram? Continuo?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...